Terça-feira, 7 de Dezembro de 2004

Gostos não se discutem????

esq2.jpg



As mulheres querem tudo. Ainda querem todas as qualidades viris e neandertais que as suas avós queriam e aprenderam a querer toda uma nova série de qualidades sensíveis pós-modernas que, antigamente, só eunucos e tias solteironas tinham.
Até aí tudo bem. Acho até divertido ver um homem ser, alternadamente, latin lover canalha e menino carente sensível.



Não satisfeitas, as mulheres ainda exigem, que os homens tenham a obrigação de adivinhar quando elas querem o braço forte do neandertal ou o ombro amigo do gentleman.
Os homens são mais simples. Eles escolhem um arquétipo e ficam com ele. Nem é preciso pensar mais! Duhh



Se eu fosse homem, gostava sem dúvida de mulheres fortes e independentes. Só!!!! Outros tipos de mulheres, ditas frágeis, frescas, românticas, hipersensíveis, etc, confesso que teria vontade de as espantar à paulada... Irritam-me essas mulheres sonsas, que se mostram hiper carinhosas, mas não olham a meios para caçar a presa... ás vezes até lhes fazem a vida um inferno, sem eles darem por isso... coitadinhas, apenas o fazem por amor! (mas dessa espécie falarei noutro dia)



Tenho um amigo cujo sonho é ter um emprego público, uma casa no subúrbio pra fazer as suas jantaradas ao fim-de-semana, e uma mulher na qual ele possa dar uma palmada no rabo e dizer: "Mulher, mais cerveja pro pessoal!" Ela daria uma risadinha, sacudia o enorme rabiosque e iria rebolando buscar mais cerveja. Naturalmente, acabado o jantar, ela também arrumaria todo aquele caos, enquanto ele tiraria sua merecida soneca, até porque ninguém é feito de ferro.



Meu amigo é quase um neandertal, mas seu modo primitivo de ver as coisas é, também, bastante válido... Senão repare, ele sabe exatamente o que quer. Se encontrar uma mulher que se preste a esse papel, e existem muitas, ele nunca vai reclamar que ela é muito dependente, muito burrinha ou que não trabalha. Porque é exatamente isso que ele quer. O tempo todo.



esq3.jpg



Por outro lado, tenho certeza absoluta que, em vários momentos ao longo do casamento, essa mulher tão obediente vai-lhe jogar na cara que ele é um bruto, que não a deixa trabalhar e que não liga pros seus sentimentos (bem feita!!!!) como se não fosse exatamente assim que ela queria que ele fosse, como se ela não o tivesse escolhido, entre tantos outros homens, justamente por essas características.



Essa menina nunca terá que se preocupar com o mundo real ou com ganhar seu próprio sustento. Terá um braço forte sempre à disposição, para ampará-la, dar-lhe uns tabefes, se sair da linha, ou somente uns palmadinhas, para que vá buscar mais cerveja. E quando ele perder qualidades... Passa-se ao senhor seguinte!. Ora nem mais!



É a vida!



rose.gif


PS- Já altrapassamos os 2000 visitantes, acho que estamos todos de parabens!



Impressão Digital Cereza às 00:19
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
26 comentários:
De Selvagem Anónimo a 7 de Dezembro de 2004 às 01:33
Cereza, gostei muito do texto que escreveste, mas acho que te enganaste ao escrever os últimos 2 parágrafos. O que tu querias escrever era isto: E quando ela perder qualidades... Passa-se à senhora seguinte! Ora nem mais.
É a vida, pois é... Acho que é a vida das mulheres que veem no casamento uma forma de sustento, e não se contentando com isso ainda chegam ao cúmulo de engravidar, para um dia qualquer quando acharem que o marido já não tens as qualidades que lhes agrada, e até porque já lhes apareceu um Principe Encantado, divorciarem-se para assim obter mais uma renda que é a chamada pensão de alimentos para os filhos. Em alguns casos essa tal pensão serve para comprar presentes ao ex-amante (agora companheiro) e para comprar vestidos e perfumes. [KitKat]
</a>
(mailto:eclipseforever@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 7 de Dezembro de 2004 às 09:46
Com os 2 primeiros blocos (4 parágrafos do texto) a irem tão bem... não havia nexexidade hehehe
Gostei particularmente deste post, razão pela qual o comento.
Não deixa de ser certo que na grande maioria das vezes quando uma pessoa escolhe outra sabe bem qual é esse tipo de pessoa e o aceita. Mas há pelo menos mais 2 perspectivas que é preciso por na história que se me ocorrem quase de imediato (outras ocorrer-me-ão, mais tarde):
(1) o eterno equilíbrio entre oferta e procura vs a necessidade intrínseca à espécie de companhia, etc etc. Isto é, não há oferta de pessoas ideais ou perto disso em número suficiente para satisfazer a procura, daí as sub-escolhas;
e (2) o tempo, caros amigos, o tempo... aquilo que pensamos que estamos dispostos a aceitar hoje e para o resto da vida, ao fim de semanas, meses, anos, poderá vir a tornar-se insuportável e ir contra o optimismo (consciente, sublinhe-se) inicial. Penso que estaria um pouco implícita esta perspectiva quando falas de “passa-se ao senhor seguinte”, mas penso que é justo realçá-la.Watergod
</a>
(mailto:a@a.com)


De Selvagem Anónimo a 7 de Dezembro de 2004 às 09:51
Demasiado feminista, sempre fui contra essas merdas, se a mulher vai buscar a dita da cervejinha é porque quer, ou não? Na volta algumas mulheres vão buscar a dita cervejinha com uma enorme felicidade, ou será que não? A mulher hoje em dia só não é mais independente devido a estes feminismos sem sentido.Cetus
(http://25-45.tuxsp.org)
(mailto:teixeirarui@msn.com)


De Selvagem Anónimo a 7 de Dezembro de 2004 às 09:53
Minha querida Cereza
Pois se as mulheres querem tudo, os homens não sabem o que querem.
Se uma mulher não trabalha, não colabora no "governo do lar", terá que compensar de outra forma, que infelizmente nunca reconhecida pela maioria, que é a verdadeira gestão do lar.
Se uma mulher trabalha, pouco tempo sobra para eles, se ganhamos mais, isso então é uma vergonha para a maioria da classe.
Se uma mulher gosta de andar mais "à vontade" é desleixada, se gosta de se arranjar, anda "pássaro novo".
Se uma mulher é divertida e comunicativa, é abusada e atrevida, se é timida é tola e tosca. Isto é só um pedacinho...muito mais há a dizer
Nós minha querida, e eu tenho a certeza que concordas comigo, não queremos tudo, até porque tudo não tem piada, deixamos de lutar, e uma mulher que se acomoda rapidamente fica pior que o trengo da cerveja. Paz, muito amor e diversão e alguma "sacanagem"...
Com jeitinho e carinho podemos ceder uns para os outros e assim poderemos construir um mundo melhor.
JinhosROBIN
</a>
(mailto:prcortez@tvi.pt)


De Selvagem Anónimo a 7 de Dezembro de 2004 às 10:20
Em relação a este artigo só posso comentar que existem as duas situações (Machismo e Feminismo) temos que compreender (as duas partes da questão) não são só as mulheres que querem tudo quem não quer que atire a 1ª pedra, o importante da questão é num casal deve existir equilibrio emocional o bastante para se entenderem um ao outro mesmo que a mulher tenha o trabalho de cuidar da casa e dos filhos, ou ter o seu próprio emprego e se sentir realizada na sua vida quer emocionalmente quando deixar de existir esse elo de ligação mais vale é cada um tratar da sua vida porque senão compram um bilhete só de ida para o inferno, conclusão para acabar, se não existir entendimento entre ambos mais vale é cada um tratar da sua vida.Alexandre
</a>
(mailto:alex34@aeiou.pt)


De Selvagem Anónimo a 7 de Dezembro de 2004 às 10:26
Claro que só homens comentaram este post! Mais uma vez devo ter alguma dificuldade no portugues! E isto é para ti Cetus... mas sou feminista pq? Pq prefiro que as mulheres sejam independentes? tu não? No posto, contrariamente ao que tu dizes, eu acho legitimo existirem este tipo de homens e este tipo de mulheres... foram feitos uns para os outros! Agora permite-me discordar deste tipo de vida e comportamento, não? Eu não sou feminista, sou realista!
Alem do mais a intenção deste post era provocar a discussão... pena que as mulheres ainda não tenham dito nada... parece que elas são menos feministas, que voces machistas! cereza
</a>
(mailto:lis_tv@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 7 de Dezembro de 2004 às 11:07
Aiii!!!Outra guerra instalada...Mulheres fortes e independentes???Eles fogem delas como o´diabo da cruz`...depois como dominariam!!??O ego deles,como ficava??(Estou a generalizar mas é só para ser mázinha...apetece-me..)Cá por mim, ganho e gasto, entro e saio,riu e choro...não controlo nem sou controlada...sózinha é verdade!!!mas não se pode ter tudo...é a vida!!marta
</a>
(mailto:martax:30@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 7 de Dezembro de 2004 às 11:11
Eu gosto de 1 mulher q trabalhe, q tenha o seu poder €€€, que tenha os seus amigos, que se assuma mulher qd quer sexo (deveria dizer amor? :P), qd nao lhe apetece fazer nestum em casa, q nao ature o seu companheiro qd nao tem paciencia para as "merdices" dele (e q lhe diga na "tromba" o pq do "NAO".)...o sonho do homem das cavernas, que o amigo da Cereza vive é-me estranho: Exibe dominio aos amigos da sua caverna, a "escravatura" da companheira...se ele fosse um animal seria 1 porco e eu afirmo: "ele é feliz como 1 porco na merda!"
Não digo q ja ambicionei esse sonho, para falar a verdade tb eu ja o vivi... para 1 homem que seja dotado de perguiça crónica...esse sonho é o paraíso (nao é machismo...mas é confundido como tal...) Em relaçao ao mulherio dependente...sinceramente, nós homens já nao controlamos isso...elas trabalham, têm as suas carreiras, na maioria têm mais estudos e sao mto mais aplicadas que os homens no trabalho, têm carta e carro...a pilula permiti-lhe a busca do prazer sem o "medo" de engravidar, o preservativo, permitiu-lhe a protecção a outros medos... agora pergunto-me!?!? Porque se fala de dependencia???????? Por mais valor que 1 homem dê a isso, a situaçao de dependencia parte 1º da mulher (no contexto social do nosso país...nao estamos no Afeganistao!)
A eterna guerra dos sexos... :o) *

Um dica ao mulherio: por mais que o homem ame a sua mulher, queira estar com ela...conviver com ela.....ela nunca entenderá que ele tem uma necessidade vital de conviver com os amigos (as vezes isto estraga tudo, outras vezes nao!)

GANDA POST CEREZA *

EDtheSock
</a>
(mailto:goncalves_luis@msn.com)


De Selvagem Anónimo a 7 de Dezembro de 2004 às 12:15
Mas que grande tanga, ó Cereza passo a explicar outra vez sou contra essas merdas de feminismos e machismos. Todos temos os mesmos direitos e deveres, homens e mulheres, o resto é paisagem, e até te digo mais geralmente o sexo femenino é o sexo forte, simplesmente pq uma grande maioria dos homens tem o cerebro entre as pernas.Cetus
(http://25-45.tuxsp.org)
(mailto:teixeirarui@msn.com)


De Selvagem Anónimo a 7 de Dezembro de 2004 às 14:06
Bem, acho que isto n tem nada a ver com guerrinhas de sexos, trata-se, isso sim, de uma realidade. A maior parte das que se englobam neste texto pura e simplesmente acreditaram qd um dia lhes disseram "vou tratar-te como uma rainha, nunca precisarás de trabalhar, quero-te só para mim", nuns casos o amor é cego, noutros casos há interesses e esperteza saloia, só que de rainhas depressa passam a criadas. É lógico que se fartam de esperar pelo marido ao fim do dia, é lógico que se fartam de lavar passar e afins..é lógico que se fartam! A culpa, na minha opinião, é delas e só delas, aceitaram uma ilusão e arranjam qq forma de sair dela, seja de que modo for! Parabens CerezaDeusa
</a>
(mailto:deusita@hotmail.com)


Ah... Comenta-me