Quarta-feira, 17 de Novembro de 2004

Espelho meu...



imagem-thumb.jpg


Estimulada pela "Moda Lisboa", dei por mim, mais uma vez, a pensar sobre o que pretendemos com o que nos cobre – além de nos protegermos contra o frio e a vergonha. O tema é o da vaidade, esse prazer erótico fortíssimo presente em todos nós, e que nos leva ao desejo de chamar a atenção, despertar olhares de admiração. Não adianta tentarmos nos livrar da vaidade, pois ela é parte integrante do nosso instinto sexual. Buscamos o destaque.





nacamacommad11111-thumb.jpg

Ao comprarmos novas peças já levamos em conta o impacto que irão causar. Quando nos preparamos para sair, sentimo-nos erotizados imaginando a reacção “dos outros”. Tentamos usar o que melhor nos veste, o que nos caracteriza, o que nos faz atraentes. Aprimoramos a nossa imagem.


Gostamos de parecer especiais e preocupamos-nos bastante com nossa aparência (inclusive aqueles que adoram parecer desleixados e rebeldes!). Algumas pessoas gostam que sua imagem reflita aquilo que são: desportistas, intelectuais, artistas, membros de uma tribo tipo “góticos” ou “punks”, empresários de respeito, betos, tias, e assim por diante. Tratam de usar roupas e adereços típicos, compondo sua imagem de forma discreta ou estravagante de acordo com o que pretendem transmitir... Tomemos o exemplo das ditas "tias"...usam longos cabelos com madeixas, bronzeadas todo o ano, fios, pulseiras de ourto ou prata... jeans com botas altas para parecerem mais jovens!


O que pensar, porém, daqueles que parecem o que não são, ou não têm? Como fica a auto-estima daquela mulher que usa as roupas mais extravagantes e que se sabe sexualmente bloqueada? Como se sente quem chama a atenção dos conhecidos por desfilar com uma mala ou relógio falsos? E aquele que se veste e age como intelectual e que jamais leu um livro? Não há auto-estima que resista!




meg3333-thumb.jpg

A imagem faz parte da nossa vida, ajuda a nossa auto-estima... e quem diz o contrário mente.
Mas agora digam-me há maior beleza e melhor imagem que a interior?






Impressão Digital Cereza às 00:27
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
11 comentários:
De Selvagem Anónimo a 17 de Novembro de 2004 às 00:44
Eu visto aquilo que gosto e que acho prático...tou-me nas tintas para o que os outros acham...gostam gostam...não gostam não gostam,ó pra mim preocupado.Simples,prático e...chamem o que quizerem...sou o que sou e não aquilo que está na moda.A moda é para as tias,ahhh dejá-vu.StarChild
</a>
(mailto:jay.carlos@earthling.net)


De Selvagem Anónimo a 17 de Novembro de 2004 às 10:14
A´Alice`(vamos chamar-lhe assim)é gira sim!!!E tem o azar de viver numa época em q tudo parece comestivel.Não conseguia passar despercebida,o único consolo,era que o olhar de alguns homens não lhe servia senão para lhe despertar uma feminilidade que jamais lhes dedicaria.Porque o q a fascina e a faz render é o humor,a inteligencia, a imaginação,e sobreuto a sensibilidade.Disse-me uma vez que:quando gosta de alguem....gosta porque gosta...é um gostar por tudo e por nada....simples!!!gosta-se e pronto!!...Enfim!!A Alice é mesmo assim.....---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------marta
</a>
(mailto:marta_30@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 17 de Novembro de 2004 às 10:47
Pois eu gosto de moda, não nego, se dissesse o contrário mentiria :P, não me visto ou sigo os padrões da mesma, mas gosto de ver e preocupo-me com aquilo que visto, também é verdade, quando vejo alguma coisa que gosto e que acho que me fica bem, compro, e porque não? por acaso isso vai interferir como o meu "eu"? acho que não. Por acaso estou a ser outra pessoa, por vestir esta ou outra qualquer de peça melhor ou de pior qualidade? Estarei a mascarar-me daquilo que não sou? Eu não penso assim, quando a estou a experimentar alguma peça de vestuário. Olho para o "espelho meu" e se gosto do que vejo, compro. Meu Deus!!!! será a vaidade um defeito tão grande???? meus caros!!! se pensam assim?? olhem que há defeitos bem maiores e bem piores e não é preciso pensarem muito :( . Também é verdade que na sociedade em que vivemos, as pessoas ligam muito para a beleza exterior e que o tratamento que se dá a essas pessoas é sempre muito diferente, daí a preocupação excessiva com a beleza exterior, estou errada?????? se estou digam-me :P ai!!!! Cereza eu aqui tinha pano para mangas hehehehehhhe **********^Erina^
</a>
(mailto:paula_m_sousa@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 17 de Novembro de 2004 às 11:02
Erina eu sei. Eu tb concordo contigo... mas neste post refiro-me mais á imagem, aquela que queremos transmitir. cada vez mais na nossa sociedade se liga á imagem das pessoas... mas em todos os aspectos... eu sou uma dessas pessoas sem duvida, talvez pelo trabalho que tenho. agora não me digam que os olhos tb não "comem" que é mentira. Se o embrulho for apelativo, e o interior melhor ainda... não é optimo? Não me venham com tangas, que SÓ o que interessa é o interior. detesto mulheres e homens desmazeladas, insonsas, que pensam que podem viver da poesia e de frases profundas... é evidente que todos temos um estilo, e TODOS temos uma imagem a que queremos transmitir, nem que seja a usar tatuagens e piercings.Cereza
</a>
(mailto:lis_tv@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 17 de Novembro de 2004 às 13:33
Pois... comentário: o exterior quando é honesto, reflecte o interior... o seu problema é a constância,ou para quem preferir a consistência ... enfim..paradigmas da vida social,em sociedade,manipulada por esse mesmo social (com a salvaguarda de esta sociedade ser constituida duma multiplicidade de "sub"-sociedades... que desvalorizam o indivíduo por sí... e obrigam-no a ser "atraente" para bem de sí próprio...e do seu emprego...e do seu ciclo de amigos(sim... não me enganei ao não escrever círculo)...Erotismo... sim gosto, sensualidade, também...mas mais não são que as marcas genéticas da nossa evolução, como sociedade eminentemente(?) animal (a racionalidade é sempre subjectiva)... E sobre imagens... queremos muitos mais espelhos do que aquele que temos em casa para ver se ainda temos ramelas antes de sairmos para a rua...azeloM
</a>
(mailto:rui_brito@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 17 de Novembro de 2004 às 15:17
Cereza! é evidente que todos nós temos um estilo, uma maneira de estar. É claro que a primeira coisa que salta à vista é o "embrulho", quer queiramos ou não, para logo de seguida vir o interior, que por vezes não é nada bonito, nem interessante e olha que a conjugação das duas coisas é bem difícil, hehehehhehhe :P conheço poucas, adiante !!!. E depois tem também o meio onde estamos inseridos, se nesse meio dão muita importância ao aspecto exterior, tu também tens de dar, senão és excluída, isto lido assim pode parecer um bocado superficial, mas às vezes é bem mais complicado do que possa parecer. E tem mais uma coisa, há gente que tem um charme tão próprio que nem precisam de andar bem vestidos, para conseguirem chamar a atenção sobre si, são poucos os que conseguem isto com o interior. Eles andem aí!!! LLLLOOOOLLLL eu sei que andam!!!^Erina^
</a>
(mailto:paula_m_sousa@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 17 de Novembro de 2004 às 18:32
blá... blá... blá... eles dizem... ah, e tal, o importante é a beleza interior... eles falam, falam, falam e não os vejo a gostar de nada! Depois fico chateada! Claro que fico chateada! :PPP Eu lamento muito desiludir mas a minha auto-estima precisa que o "espelho-meu" me mostre uma imagem que me agrade, não só do que eu sou interiormente (e aí tb há modas), mas também do embrulho... Não encaro a moda como uma obrigatoriedade a seguir, até pk, felizmente, hoje em dia a variabilidade é tanta que podemos escolher muitos estilos diferentes. O importante é que nos sintamos bem connosco próprios, e para nos sentirmos assim a opinião dos outros conta. Para mim isso é óbvio, e digo-o sem complexos nem preconceitos. Eu gosto que me apreciem, sim senhor! Em todos os aspectos! IMAINADA!!!! lolol ;)) --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------alic
</a>
(mailto:mceciliabpm@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 18 de Novembro de 2004 às 09:03
alic!!!! é isso mesmo!!! IMAINADA LOLOLOL^Erina^
</a>
(mailto:paula_m_sousa@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 18 de Novembro de 2004 às 11:22
POis.. tudo isto é muito bonito... Mas e em que categoria eu me enquadro?! Assim à partida, só se for mesmo na dos tipos meio-aparvetados...´Por muita razão que tenhas, nunca me preocupei em demasia com o que visto, nem com aquilo que os outros pensam de mim... se calhar por isso é que tenho uma vida sexual deprimente... ou então não ;)Joaquim Varela
(http://de)
(mailto:jnvarela@mail.telepac.pt)


De Selvagem Anónimo a 20 de Novembro de 2004 às 15:50
Não há maior beleza que a interior, a mais fiável e estimulante. Não há vestido ou fato ou jóia ou penteado que compense a aridez sentimenal ou a vacuidade intelectual.Empatias
</a>
(mailto:luiscneto@hotmail.com)


Ah... Comenta-me