Domingo, 3 de Outubro de 2004

Tributo



Burka copy.jpg</p>

Esta fotografia do músico e fotografo Nana Sousa Dias deixou-me sem folêgo... é uma foto divinal, pela beleza, e pelo facto de dar azo a tantas interpretações. Ao olharmos para ela, pensamos nas mais diversas coisas sobre esse ser que é a Mulher. Deus não pôs nada à superficie da terra tão perfeito e lindo como este ser...




Reparem como ela é perfeita... e está coberta por algo tão hediondo como uma burka. Como é possivel querer esconder algo tão belo como este corpo? Mas é sempre assim, a mulher sempre teve de se esconder, rebaixar e sofrer... a Burka é o simbolo da injustiça e da violência que as mulheres têm sofrido ao longo dos tempos: violência doméstica, abusos sexuais, humilhação, discrminação na religião, politica, sociedade, enfim a lista parece não ter fim.
Quando vejo uma burka, lembro-me de imediato de umas imagens que vi na televisão, vezes sem conta...imagens que me perturbaram, e nunca esquecerei enquanto viver... Tudo aconteceu num intervalo de um jogo de futebol, onde centenas de homens apoiavam a sua equipa... subitamente entra um camião de caixa aberta, vê-se uma mulher com uma burka azul petroleo... param no centro do terreno... ela sai, e ajoelha-se sobre a terra. Subitamente ouve-se um tiro, e o corpo dela cai para o lado... foi assasinada ali, em pleno intervalo de uma jogo de futebol...Era acusada de adultério. Quando o corpo dela caiu ouviram gritos de jubilo e palmas.... como se uma da equipas tivesse marcado um golo! Tal como cá, houve espectaculo nos 15 minutos que separam as duas partes do jogo... por cá temos majoretes, e cantores, e bailarinos... lá foi a execução de uma "adultera" Depois, foi atirada para o camião de novo e desapareceu... minutos depois recomeçava o jogo, como se nada tivesse passado. De facto que mal tem os talibãs terem assasinado uma mulher? Nada de especial... até ser viu para animar as hostes!!!! ! Ainda hoje sinto um nó na garganta ao lembrar-me deste caso... sinto um ódio, uma sensação de vingança horrivel. Talvez meter aqui esta foto do Nana Sousa Dias, seja minha maneira de me vingar! Mostrar como são belos em todos os sentidos estes seres, apesar de discriminação abominável de que são alvos! Este é o meu Tributo ás mulheres, e sei que é também deste musico e fotografo Nana Sousa Dias...






Impressão Digital Cereza às 11:06
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
5 comentários:
De A. a 24 de Agosto de 2006 às 13:46
Não conheço realmente o Nana mas sempre tocou com grandes amigos meus,Cainha,Bernardo Sassetty ,Mário Laginha,Mário Franco que era meu namorado na altura,(e desculpa aquilo do Figo,é uma brincadeira de anos e anos)mas dizia que cresci no meio de bailarinos e músicos...e bem,por ai fora.O Nana sempre foi muito admirado entre eles,era verdadeiramente um Artista,de um talento natural...não me lembro de ouvir outras palavras a seu respeito.

O que aqui contas cereza é impressionante,mas infelizmente a discriminação é uma realidade difícil de digerir.

Ontem tentei vir aqui mal vi o teu comentário,mas não consegui,por isso resolvi responder por lá.
Hoje delirei quando aqui cheguei.Como vês estou em 2004 e sei que vou estar atenta,que vou demorar a ler tudo o que foste deixando por aqui durante estes anos,mas vou ler e entender a tua evolução...e tentar saber um pouco mais de ti.
Sou curiosa como todas as Mulheres...mas discreta.
Tens um espaço realmente especial...eu por vezes tento cntrolar um pouco as coisas que deixo por lá...já tive um outro blog,e tive de o fechar,muito parecido com este que tenho agora ,mas tive problemas com duas pessoas que por lá passaram e decidiram sem razão fazer o inferno daquele espaço...nada tinha de mal,pelo contrário.Mas há gente pra tudo e infelizmente tenho de ter todo o cuidado,dou o meu nome,a minha cara e há coisas que não vale a pena forçar.Tive pena de o ter apagado,mas já estava a passsar todos os limites.
Mas voltei...de vez enquando ainda aparecem por lá uns anónimos que obviamente são eles...mas só me deixam uma pena imensa por entender que a vida pode ser tão vazia ao ponto de a gerirem por este meio,mesquinho e demasiado solitário.

Penso sim Cereza,penso que por aqui somos sós muitas vezes...e cada dia entendo mais que estar por aqui deverá ser por prazer e não pra nos encher o vazio que sentimos quando entramos em casa e o eco é apenas o som da nossa voz(fal por mim)....Bem,já escrevi demais...e quero dizer que volto,é uma certeza,absoluta.

E sinceramente,depois de aqui estar,não vejo o que viste no meu blog...é banal até dizer Basta!!! ;)...um abraço e obrigada por tão bonitas palavras e por este espaço maravilhoso.Continuo curiosa...mesmo.
ana.


De Selvagem Anónimo a 3 de Outubro de 2004 às 11:40
Cereza! estava muito bom!! pode-se esperar de tudo num País daqueles e viva a coragem das mulheres, que no fundo sofrem pela falta de dignidade e inferioridade de alguns homens
jokinhas!
^Erina^
</a>
(mailto:paula_m_sousa@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 3 de Outubro de 2004 às 11:53
olha é assim eu apesar de concordar com o tue "artigo de opiniao" acho que o pessoalizas te em demasia :) mas nao deixas de ter razao...agora podias escrever um artigo sobre mim, sobre as minhas infinitas capacidades e imensas qualidades :) don't forget it * a proposito OLÁ ^Erina^!!!! lolPadre_Giro
</a>
(mailto:quim_zee@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 5 de Outubro de 2004 às 00:22
A violência sobre a liberdade individual, sobre o direito a crescer como pessoa, e a ser diferente, é algo terrível, no entanto sempre existiu ao longo da História. Nos países menos desenvolvidos ainda se vê a violência física como o melhor método, para oprimir. No mundo ocidental a opressão existe geralmente de uma forma mais dissimulada, à medida que a sociedade evolui a violência física tende a ser substituida por outros tipos de violência, permanecendo apenas nos estratos sociais menos instruidos.

A opressão e a humilhação sobre as mulheres e crianças, para além de cruel, diminui a capacidade da humanidade evoluir em todos os aspectos, desde individuais, a sociais, ciêntificos e em todas as outras àreas da gnose. Impedir a igualdade de direitos sobre qualquer pessoa é decepar a humanidade de si própria.


A violência propaga-se como uma doença altamente contagiosa, infecta os que são vitimas dela.falco
</a>
(mailto:nospam@nospam.nospam)


De Selvagem Anónimo a 24 de Julho de 2005 às 14:45
A burka são as trevas impostas por uns filhos do diabo que se abatem sobre a beleza que existe à nossa volta. Pena que para além disso se personifique num bocado de pano castrador e subjugante da condição de se ser mulher... Asfixiante.flyman
</a>
(mailto:flyman_pegasus@msn.com)


Ah... Comenta-me