Quinta-feira, 6 de Abril de 2006

Carisma

Estava eu a passar os olhos pelo arquivo do Urban Jungle, e reparei numa coisa interessante. Há pessoas, ou direi “paineleiros”, que conseguem sempre estabelecer ligação muito forte com os restantes participantes do blog, seja lá porque motivo for!

 

São o que chamo pessoas com CARISMA... Carisma... ou se tem, ou não se tem... não há meio termo!

 

        

 

De um modo geral estas pessoas conseguem estabelecer  uma “ponte” muito forte com as outras pessoas, há uma habilidade de atrair os outros para junto de si. Na minha opinião esse traço da personalidade é algo inato, que se vai desenvolvendo com o tempo.

 

Dizem  os entendidos que pessoas carismáticas, são aquelas que “amam a vida” , e geram esperança nos outros, até pode ser.. mas na minha opinião carisma é muito mais que isso... Não precisamos de andar sempre com um sorriso nos lábios e de bem com a vida para ser carismáticos... é algo mais forte que isso!

 

Simpaticos, cultos, educados, bonitos, ou não... um individuo com carisma consegue ter uma espécie de ascendente sobre o outro. É uma pessoa admirada, e por vezes nem se sabe bem porquê. Será o chamado “savoire faire”, o charme, a inteligência, a beleza, a cultura? Afinal é o quê? Pessoalmente não sei dizer... é-se carismático, e ponto!

 

Tomemos como exemplo as pessoas famosas, ... seja de que area fôr... há muitas certo? Mas quantos há com carisma? Que nos levam a (des)gostar quase cegamente sem saber nem a razão porque o fazemos.

 


Pessoalmente acho que uma pessoa carismática, até pode ser conflituosa, rebelde, geradora de algum desconforto.. mas mesmo assim não deixa de ter uma certa ascendência sobre os outros. Provavelmente porque tem o tal savoire fair, ou jogo de cintura, e se calhar também alguma sorte...

 

Dou um exemplo disso... Digam-me, quantas pessoas apreciam o estilo de apresentação de Manuela Moura Guedes? Aposto que neste momento a maioria estará a dizer: “Céus detesto essas mulher!” Pois é, é possivel... mas a verdade é que tem carisma. Prova disso é como as audiências do Jornal Nacional subiam em flecha, quando era ela a apresentar. De resto era o Jornal mais visto dos 3 canais. Isto é o quê? Na minha opinião carisma!

 

Carisma é no fundo uma “habilidade” de atrair as pessoas! Num filme do realizador Martins Scorse (um carismático) há uma personagem que dá a definição interessante de carisma:

 

" É uma qualidade especial. Não importa o que estiver a acontecer, cada passo que dêr, cada palavra que disser, as pessoas vão estar interessadas".

 

 

        

 

 

E isso nota-se aqui no Urban Jungle. Há de facto paineleiros com carisma! Paineleiros, que podem escrever longos textos ou 3, 4 linhas sem importância e mesmo assim todos comentam com o mesmo (des)prazer.

 

Deixo-vos dois desafios, quem são os paineleiros ou comentadores mais carismáticos do Urban Jungle?

 

Qual é na vossa opinião a mais carismatica figura nacional e internacional?

E já abaixo podem dar os PARABENS Á NOSSA CARISMÁTICA MARTA!!!!


Cereza


Impressão Digital Cereza às 00:02
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
29 comentários:
De WG a 10 de Abril de 2006 às 17:19
(CONTINUAÇÃO)
Aqui no nosso blog, tendo em conta que conheço relativamente bem apenas poucas das pessoas, que a escrita em blog pode ter pouco a ver com a personalidade ou com o quão agradável e excitante possa ser estar na presença de uma pessoa, e ainda que o grau com que me identifico com o conteúdo e a forma do que alguns escrevem pode induzirem erro e não estar a falar de carisma mas sim de outra coisa qualquer... mesmo assim e com estas limitações, não deixo de destacar alguns paineleiros. O flyman com o qual imensas vezes estou de acordo e que muitas vezes é a razão de eu não comentar determinado post (pq ele já disse o que eu pensava!!), sempre divertido, bem disposto, racional mas emotivo, com uma variada experiência de vida e conhecimento pessoal ou (muito) próximo de toda a variedade de temáticas; o Maslow (apesar de retirado) com a sua insana visão perturbadora e diferente que mexe com todos e traz sempre entusiasmo (especialmente às morenas belíssimas lol); o Abel que no seu estilo nos ensina sempre tanto (pese alguma densidade/exaustividade excessivas numa ou noutra situação), conseguindo ao mesmo tempo ser verdadeiro escritor (seja poesia ou prosa); a cereza que é quem organiza isto, nos atrai todos ao mesmo espaço e mantém as pontas unidas (se isso não é carisma, o que será?), apesar de estar em desacordo com ela em 95% das vezes lol; a bonecarussa/lena que de uma forma com alguns paralelismos ao Abel mas num estilo diferente tocará a maioria dos paineleiros. Era só para referir 5, mas refiro uma pessoa que apesar de achar que não tem (porque não quer) um enorme carisma e de passar largas temporadas sem escrever tem enorme sensatez e não raras vezes dou por mim a pensar o mesmo que em relação ao flyman, ou seja, "bolas, lá escreveu ela o que eu penso em relação a este assunto" - é a alic. / / / / / Mas atenção, isto não quer dizer que aqueles cuja escrita (conteúdo e forma) eu aprecio se esgote nestes 6 indivíduos. Aliás, dentro daqueles que conheço um pouco melhor, gosto bastante da diversão e ironia do Fonz, da frontalidade da Morgaine ou da Patanisca, do altruísmo e disponibilidade da Lua, das picardias com a Marta, da aparente loucura da Dríade (apesar de estar sempre de greve à escrita no blog), da boa disposição da Erina, dos pontapés da Tex (ou devo dizer dos choques frontais? LOL), das kitchen parties da Starry-Night, etc etc etc. Aliás, bem vistas as coisas aprecio praticamente todos, mesmo os que conheço menos bem, caso contrário não estaria aqui! Sou até dos únicos, senão mesmo o único, a apreciar a escrita de algumas pessoas que por aqui têm aparecido esporadicamente e que têm sido quase linchados imediatamente! LOL. O que não quer dizer que não me sinta mais tocado pelo que escrevem uns do que escrevem outros, e que não os possa destacar, como fiz. / / / / / Antes de terminar, como já dei a entender antes, queria apenas referir que não me considero uma pessoa carismática, apesar de às vezes gerar alguma polémica (especialmente por escrito, mas não só), pelo que tenho mesmo que agradecer a boa-vontade (sim, essa é mesmo a palavra) de ter sido referido por aí algures nos comentários LOLOL.


De RS a 11 de Abril de 2006 às 12:07
WG Clap, Clap, Clap, Clap


De WG a 10 de Abril de 2006 às 17:18
Ora bem, carisma. Mais um tema interessante que por um lado não tive tempo de comentar na semana passada (hélas!) e que no FDS quando ia a comentar dei por mim uma vez mais bloqueado de o fazer, a partir de casa. Mas mesmo perante tantas adversidades, cá estou eu! :)P / / / / / Começo por dizer que, tal como em muitas outras questões igualmente interessantes aqui levantadas, para começarmos a debater seriamente o assunto teríamos que acordar primeiro uma definição do mesmo, uma definição de carisma. Como se viu pelo post e pelos diversos comentários, está bem claro que não seria uma tarefa nada fácil, pois mesmo aqueles mais estruturados e que tentaram expor as "suas" definições, não foram 100% claros e tiveram uma ou outra contradição. Podia estar aqui a debitá-las, mas não vale a pena. Ah, e dos que começaram a debitar nomes (sejam internacionais, nacionais ou do blog)... bom, desses nem consigo imaginar o que os levará a ter escolhido tais nomes, nalguns dos casos. / / / / / Além disso, quer se queira quer não, acabamos por conhecer relativamente pouco das pessoas sobre as quais estamos a falar e a adjectivar de carismáticas (mesmo as que são figuras públicas, ou mesmo as que vemos aqui escrever). Por vezes a imagem pública das tais figuras públicas pode ser altamente enganadora (o que não quer dizer que não seja carismática), da mesma que em relação às pessoas do blog se está a ser extremamente redutor pois muitas vezes a única coisa na qual as podemos realmente avaliar é na sua capacidade de expressão escrita. Vou dar um exemplo: Já referi diversas vezes que não sou particularmente fã de poesia. Será que é justo dizer que o Marco Neves, cuja maioria das participações caem neste formato, não é carismático? Não, de todo!! Ele pode bem ser uma pessoa espectacular em 1001 sentidos, incluindo neste que eu não aprecio particularmente (a poesia, não a SUA poesia), pelo que seria extremamente redutor eu falar do seu carisma (ou falta dele) sem o conhecer bem. / / / / / Outra situação relativamente comum com que me deparei foi tomar fama por carisma, quando não são a mesma coisa... sim, admito que haja alguma relação, pois dificilmente se pode chegar a "celebridade mundial" sem se ter algum grau de carisma, mas não se pode extrapolar a 100%. Há imensas pessoas com carisma em cada rua, em cada prédio, em cada empresa, etc, tal como há muita gente conhecida que, a meu ver, não tem grande carisma. Obviamente existem é graus de carisma, como dizia antes: uma pessoa pode ser o elemento carismático de um grupo de meia dúzia amigos, aquele elemento que arrasta a tal meia dúzia, mas não ser "ninguém" num grupo mais amplo. E vice versa, ser muito famoso e não ter um único amigo a sério, pelo que raio de carisma será essa que tem? / / / / / Outra situação com que me deparei é a "história" de dizer que todos são carismáticos/importantes, ou que ninguém o é. Sinceramente, não vejo razões para isso, apenas acho curioso. Houve ainda alguns que terão confundido a quantidade de vezes que se escreve por carisma (entenda-se, aqueles que referiram o meu nome LOLOLOL). / / / / / Incorrendo também eu certamente nalgumas das mesmas incoerências e noutras novas, a nível internacional destaco actualmente o George W. Bush (independentemente de quem está de acordo com ele – e o que é certo é que foi eleito da 2ª vez com bem maior diferença do que na 1ª vez). A nível relativamente recente, Hitler, Kennedy, Churchill, Arafat e Thatcher na política; João Paulo II e Madre Teresa na religião; Pelé, e Michael Jordan no desporto; na música U2, na TV Oprah Winfrey; como actor Sean Connery. No mundo dos negócios, Bill Gates, que mesmo com aquele ar enfezadinho inspira muitos e é só o maior filantropo a nível mundial. A nível nacional, neste momento não tenho dúvidas que actualmente o Mourinho seja o mais carismático, no passado relativamente recente tivemos o Salazar, o Mário Soares, o Eusébio, a Amália, o Pinto da Costa. Numa segunda linha nada desprestigiante, o Álvaro Cunhal, o Saramago, o Zeca Afonso, o Champalimaud e o Belmiro de Azevedo. (CONTINUA)


De ABEL a 8 de Abril de 2006 às 17:38
(Continuação…)

Concluo, em meu entender, que o conceito da palavra carisma carrega uma fortíssima personalidade com características fora do comum, até divinas, se assim quisermos. É como se existisse uma auréola, em redor de um ser, que não vemos mas sente-se implacavelmente. Poderemos dar como exemplo o Papa anterior que acalmava as populações por onde passava, o Santo António de Lisboa (ou de Pádua) possuía um dom de palavra tão cativante e clarividente que as pessoas procuravam-no para ouvir, tal como Jesus Cristo que parava agressões. Sobre o Santo António sabemos que a história sobre os peixinhos, com a cabeça fora de água, é pura fantasia metafórica mas o importante, neste caso, foi fazer sobressair os dotes oratórios excepcionais, que tinha, tal que até os peixinhos o queriam ouvir.

Então, o Hitler e o Stalin não tinham esse dom divino porque a maldade estava entranhada nessas mentes. Mas, se o dom destes é Divino então eu não quero essa Divindade, tal como disse um dia um chefe Índio ao comandante espanhol Cortez.

Todos nós, bloguistas, incluindo muitas das personalidades que são hoje facilmente idolatradas (até o coitado do Zé Maria que ainda não foi esquecido da alma deste pobre povo imortal) somos pessoas normais com características próprias (genética ou não) ou de vincada personalidade e nada mais que isso.

Em palco, estava uma jovem senhora a cantar enquanto os espectadores faziam tamanha algazarra que a coitada mal se fazia ouvir. O distanciamento do público era total. Não desafinava, de forma alguma, até cantava bem mas faltava-lhe a personalidade em palco. Entretanto, como o espectáculo se degradava, decididamente uma outra artista, em auxílio da colega, saltou para o palco e maduramente induziu o público a inverter o seu comportamento. Sentiu-se outro estar na sala e o público rendeu-se à personalidade profissional da senhora que também cantava maravilhosamente bem tal como a anterior.

Julgo que “Carisma” tem uma dimensão muito mais vasta que característica e personalidade, as quais se inserem na primeira. As pessoas com personalidade muito forte evidenciam-se das que têm personalidade normal. Sentimo-las onde não se sente mais ninguém. Não falam para se sobressaírem porque não é necessário, nem ostentam comportamento fingido ou forçado. Isso torna-se imediatamente evidente.

O senhor Freitas do Amaral (com dom de oratória excelente) quando dava aulas na faculdade de Coimbra era um sério problema para todos os outros professores, os quais ficavam sem alunos. Contrariamente, o senhor Aníbal Cavaco Silva espantava os alunos (fugiam a sete pés) porque ao falar pulverizava-os com perdigotos. Personalidade, qualquer um destes ilustres professores a tem, e forte. Não sei se posso considerar ambos com carisma mas sei que são carismáticos (que diz respeito a carisma, isto é, que apenas existe relacionamento e nada mais que isso) que, para mim, nestes casos, significam emblemáticos.

Para mim, todos vocês são muito importantes. Parabéns por isso.


De ABEL a 8 de Abril de 2006 às 17:36
Há palavras no nosso idioma que correntemente não oferecem qualquer dificuldade quanto à fonia ou ao respectivo significado. De repente, quando é necessário aplicá-las à escrita, duvidamos das nossas reais certezas e interrogamo-nos sobre o verdadeiro significado de tais bicharocos. A nossa língua é fértil nisso e, como eu não sou especialista da área de letras, dou muitas vezes comigo a partir pedra. O “Urban Jungle” tem sido, para mim, um constante desafio, na medida em que me tem proporcionado (agradavelmente) desvendar alguns desses enigmas. O meu agradecimento a todos por isso.

Carisma é uma dessas palavras. A bibliografia consultada diz: “Graça divina. / Nome dado a certos dons (dádiva, talento, dote natural) espirituais extraordinários, que, de acordo com a religião católica, podem ser outorgados pelo Espírito Santo a grupos ou a indivíduos, em favor do bem comum da igreja cristã. / Fanatismo dos reformadores sociais que se julgam iluminados pela graça divina. / Conjunto de qualidades de liderança política tidas como excepcionais ou sobrenaturais e que, por isso, conduzem ao fanatismo popular”.

Pensei na Madona e no Maradona, no Mikel Jackson, no Figo, no Dom Mourinho e noutras bondades (que elas tanto admiram…), e encontro de facto, pelo menos um dom em cada uma dessas personalidades, que a grande maioria da população aprecia. Em vez desse dom, se tivessem o que é igual ao nosso (todos certamente temos, altruísmo ou exímios artesãos, por exemplo) adeus ó visibilidade, carisma ou outra coisa qualquer. Não passavam de meros anónimos como nós. Ou se dessem importância ao que nós temos, ocupávamos o lugar dessas celebridades. Por isso, considerar o dom que carregam essas figuras de espirituais ou de políticas excepcionais ou qualidades sobrenaturais parece-me, sem exagero, iguais às minhas, eventualmente também sobrenaturais pelo simples facto de viverem sobre a mãe Natureza.

Insatisfeito com o rol de qualidades espirituais que o dicionário tenta esclarecer, mas pouco me esclarece, resolvi então desenterrar as palavras “personalidade” e ”carácter” que de certa forma suportam este monstro. Parece-me ainda ser esta a questão de que estamos a falar, embora o tema seja o “carisma”.

Personalidade: “Carácter ou qualidades próprias de uma pessoa ou coisa. / Individualidade. / Carácter pessoal ou original. / Pessoa conhecida em razão de suas funções, de sua influência, etc.”.

Carácter: “O que faz com que os entes se distingam entre os outros da sua espécie. / Marca (Personalidade do Benfica, Fundação Calouste Gulbenkian, A Universidade de Cambridge, etc). / Cunho (Napoleão Bonapart) ./Impressão. / Propriedade. / Génio (aqui mora o Maradona, Camões, José Saramago, Fernando Pessoa, Ana Salazar e tantos outros). / Firmeza (Francisco Sousa Mendes e o seu altruísmo). / Dignidade (Irmã Teresa de Calcutá e o seu altruísmo).

Carácter ou característica: “O que constitui um carácter distintivo, a particularidade de uma pessoa ou de uma coisa” (popular/ simpático/ amoroso/ charmoso/ etc.).

Continua…


De alic a 7 de Abril de 2006 às 18:22
Eu também!! Eu também!!! beijossssssssssssssssss marta!!! Sê muito, mas muito feliz!! ;)))


De alic a 7 de Abril de 2006 às 18:21
Eu também!! Eu também!!! beijossssssssssssssssss marta!!! Sê muito, mas muito feliz!! ;)))


De Majoca/Saloia a 7 de Abril de 2006 às 18:16
Só quero dar um beijoooooooooooo gande para a minha querida Marta...e mais nada!!!!! Sê feliz querida!!!!!!! muito....


De muneka a 7 de Abril de 2006 às 13:18
acho que isso se trata de inteligência emocional, mais propriamente a empatia ke é uma capacidade de atrair as pessoas que se constroi desde criança a partir do modo como nos tratam as pessoas mais próximas, normalmente, os pais.


De virakopos a 7 de Abril de 2006 às 10:39
São José. que não cheire muito a chulé
Santa Helena, que não tenha a coisa pequena
São João Bosco, que na cama não seja tosco
São Miguel Arcanjo, que te ponha a dormir como um anjo
Santa Catarina, que te faça uma menina
Santo Avelino, que te arranje tambem um menino


De flyman a 6 de Abril de 2006 às 22:23
Carisma. Na história recente, dois. Karol Wojtyla. Adolf Hitler. Os dois com essa componente das suas personalidades levada a um expoente máximo. Os resultados tão diferentes da actuação de cada um. Carisma é poder. Carisma implica quase sempre manipular os outros. Para o bem e para o mal. Depende de quem exerce esse poder, como são os dois casos atrás referidos. É como um trunfo ou uma vantagem para quem o tem. Implica responsabilidade para quem tem consciência de o possuir. As suas acções têm um impacto maior. Tanto pode ser um dom como um desastre. É levar as pessoas a fazer coisas sem que seja necessário mandar ou mesmo pedir. Uma leve sugestão ou insinuação, bastam. Normalmente quem executa, sente-se bem com isso, por estar a agradar a quem gosta. Os líderes carismáticos são amados ou queridos pelos seguidores, como se a sua própria felicidade dependesse disso. Há também quem acabe por se transformar num culambista, tal a obsessão por agradar ao carismático. Líderes sempre houve bons e maus, e líder só o é quem tiver carisma. O carismático gosta de si mesmo e tem um amor próprio quase inabalável. Quase sempre tem certeza das suas escolhas e opções, tomando-as por observação própria. É seguro de si mesmo. Não vai atrás de modas nem do que os outros dizem ou fazem, preferindo ser ele mesmo a julgar as disponibilidades de recursos. Como é observado por outros, é seguido. Há bandas de música extraordináriamente carismáticas, como os U2, os Beatles, ou os Stones. Quanto maior for o carisma, maior é a capacidade de liderança e respectivo impacto na sociedade. Pode ser polémico. Muito polémico mesmo sem querer, porque há sempre outros que não partilhando a mesma perspectiva, estão atentos e querem fazer valer a sua e aí dá-se um conflito de interesses. Política será isso. Os braços da balança a oscilar entre duas ou mais vontades, onde líderes mais ou menos carismáticos sustentados por apoiantes, querem que a sua vontade prevaleça. Dependendo das circunstâncias, perde quase sempre o mais fraco. Carismática aqui, é mesmo a nossa patroazinha Cereza, aqui nesta selva cibernética, onde gostamos de nos perder e achar.


Ah... Comenta-me

av_fever01.gif

.Urbanidades Recentes

. Aberto: Rui Pedro e Anoré...

. FIM

. Porque eu? porque isto? p...

. Mulher

. Hannibal - Rising

. ...

. Voltaste meu amor...

. Falling

. ...

. Uma brincadeira...

. SuGeStÕeS:

. Pedofilia ou Amor

. coragem!

. Feliz Natal

. Ainda Tango...

. Destaque no sapo: poema d...

. Sonho § Realidade

. Do Flyman

. (...)

. Parabens Lua

av_jml12.gif myarms-yourhearse.gif

.Selvas já Visitadas

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

10MM.gif

.Procura no UJ

 

.Posts Favoritos

. Falling

. Destak

. UJ no DN

. Putas, Prostitutas (os) e...

. Casos Reais: Putas, Prost...

. Maria Madalena: Prostitut...

. "Schindler português"?

. Dedicado ao meu Pai!

. Caso de Vida

. Os BrancosNegros ou Negro...