13 comentários:
De Mel Gibson a 26 de Abril de 2006 às 15:29
Tá mal!Eu antes de fazer o Mad Max Beyond Thunderdome,deveria ter visto as previsões do WG


De flyman a 25 de Abril de 2006 às 16:57
Meu caro WG, a Natureza é realmente fantástica. Por essas e por ouras é que temos um prazo para cá andar. Não me estou a imaginar num mundo onde certas coisas sejam tomadas como "normais"...


De flyman a 25 de Abril de 2006 às 16:52
Meu caro WG, ainda bem que por essa altura já estou noutra. A Natureza é uma coisa fantástica, por isso é que todas as coisas têm o seu tempo. Se por ventura eu durasse 200 anos estaria sem dúvida deslocado desse tempo... quem sabe?...


De WG a 24 de Abril de 2006 às 13:11
Estão documentadas todo o tipo de relações inter-espécies, na natureza selvagem.
É tão anti-natura como a homossexualidade ou a monogamia (que por sinal também acontecem na natureza selvagem, mas são uma minoria, tal como o são as relações inter-espécies). É por este paralelismo que considero que um dia futuro será aceite.
O que não me impede de também eu não perceber por que raio se troca uma mulher por uma porca ou uma galinha!! Não entendo. Mas também não tenho que entender. Bem como não sou ninguém para julgar quem o faz, nem para aceitar ou deixar de aceitar.

No entanto haverá um ponto, focado pelo flyman, em que esse paralelismo não é a 100%. flyman, claro que sou sensível ao teu argumento e entendi perfeitamente o teu paralelismo, à distância é certo, com a pedofilia. Melhor, por ser mais directo e menos sujeito a áreas cinzentas, até teria sido o paralelismo com a violação.
Talvez quando conseguirmos traduzir a linguagem dos animais para a linguagem humana possamos aferir com rigor se a relação é consensual ou não. Até lá, talvez a sociedade continue a não aceitar essas situações. Mas flyman, concordas que caso se conseguisse determinar a consensualidade, essas relações seriam aceites?
Por muito que te custe, ou me custe, e nos custe a todos nós que estamos formatados com os valores da sociedade actual, acho que sim. Da mesma maneira que os direitos dos negros custavam aos brancos de há 200 anos atrás e continua a custar a muitos. Ou os direitos das mulheres.


De Tex a 21 de Abril de 2006 às 15:02
Sinceramente nem sei o que dizer :(


De [M]orcego a 21 de Abril de 2006 às 14:54
para os meus lados ha historias (pelos vistos veridicas) de uma mulher que foi para o hospital com um cão "agarrado" a ela...

São modos de vida, modos de estar, modos de pensar...



De Carlos Gomes a 21 de Abril de 2006 às 14:09
Bem, eu não sou muito de criticar os gostos alheios, mas quer-me parecer que este caso deriva duma situação gritante de atavismo e não-socialização...Até porque não acredito que os desejos sexuais possam ser completamente satisfeitos com animais...


De muneka a 21 de Abril de 2006 às 13:22
isto e o reflexo de uma sociedade iletrada e ausente de conhecimento... se o senhor acha que estava mesmo inocente, so esta aqui patente a sua ingenuidade. e obvio que sexo com animais e uma patologia. os animais fazem sexo por instinto e nao devem ser submetidos a sexo com humanos porque nao sao da mesma especie. nao faz parte da natureza ...

tambem ha outra razao para nao ser considerado um comportamento normal. esta habito foi-lhe induzido pelos homens da familia quando ainda era criança, que e quando se adquirem os melhores epiores habitos que nos ficam para o resto da vida se nao nos informarmos e nao evoluirmos como pessoas.

trocar uma porca por uma mulher e simplesmente uma aberraçao


De flyman a 21 de Abril de 2006 às 12:14
Bem, li o meu próprio comentário e acho que ficou bem patente o que penso... pela repetição de palavras... pode não ser o melhor português, mas lá que ficou bem vincado, ficou... lol


De flyman a 21 de Abril de 2006 às 12:09
Bem... Eu que me considero um livre pensador, liberal militante, "tudo bem desde que não sobre para o meu lado, ou dos que eu gosto", e por aí fora, tenho uma barreira intransponível, inultrapassável, de nojo e outras coisas mais, em relação a situações deste género. Permito-me aqui discordar do meu caro WG. Se o termo "comportamento sexual desviante" se aplica com toda a justiça aos pedófilos, aqui, noutro patamar, claro, também não vejo outra terminologia que lhe assente melhor. Histórias destas, existem quase em qualquer terra. Contadas à boca pequena, pelo asco que suscitam, e para manter o nome dessa terra e dos que lá moram "limpos", não me parece de modo nenhum que possa algum dia vir a ser aceite pela sociedade. Uma coisa que apesar de tudo, deve ser tão antiga como a própria sexualidade humana... hum... Aceite?!... nãããããããããã... é que envolve criaturas inocentes e sem querer. A zoofilia é um abuso, SALVAGUARDANDO AS DEVIDAS PROPORÇÕES, comparável à própria pedofilia, ou necrofilia. Na sexualidade, estaremos prontos, mais tarde ou mais cedo, para aceitar as mais variadas tendências de pessoas conscientes, com querer e vontade próprias. Nunca uma atitude que envolva actos cobardes, aviltantes da própria dignidade humana, que envolva pessoas, ou neste caso criaturas, que não têm discernimento ou a capacidade de se defender, ou vontade própria. O mais puro nojo e repulsa, é o que me fazem sentir estas situações, que para mim são absolutamente macabras.


Ah... Comenta-me