Quarta-feira, 31 de Maio de 2006

Ciúmes...

"...I was feeling insecure
You might not love me anymore
I was shivering inside
I was shivering inside

I didn't mean to hurt you
I'm sorry that I made you cry
Oh no, I didn't want to hurt you
I'm just a jealous guy ..."

Ciúmes.. ai os ciúmes! Quem diz não ter ciúmes mente, esconde sentimentos, porque ter ciúmes, é algo natural quando se gosta de outra pessoa.

 

Fiquem com o ponto de vista de Tex, sobre este tema, acompanhado pelo Jealous Guy interpretado pelo "maravilhoso" Bryan Ferry (ai, dele morria de ciúmes lol )

 


  
O sentimento de posse, insegurança, ou somente a noção da realidade? Insuficiência afectiva ou amor levado ao extremo? Ou apenas uma emoção complexa e universal, que visa garantir a necessidade de estabelecer relações seguras e de exclusividade?
A origem etimológica da palavra ciúme, vem do latim “zelumen” e do grego “zelos” , e esta espécie de temor, que se relaciona com o desejo de conservarmos a posse de algum bem, muitas das vezes não provém tanto das razões que levam a julgar que podemos perdê-lo, mas de ser zeloso do que é seu.
 
 
Ora como devemos empenhar-nos mais em conservar os bens que são grandes do que os que são menores, em algumas ocasiões este sentimento pode ser justo e honesto.
 
 
As relações afectivas que desenvolvemos pela vida fora são frequentemente, minadas por sentimentos de insegurança, ameaça de perda ou substituição. Quando há um investimento afectivo e emocional na relação, uma entrega, é natural que a ameaça de perda do outro dê origem a esta emoção - ciúme. No entanto é importante que a satisfação das nossas necessidades e aspirações não se encontre dependente da relação exclusiva com o objecto da nossa afeição.
Penso que só podemos estabelecer relações saudáveis quando conseguimos garantir o nosso próprio sustento emocional.
E não ter ciúmes? Nunca duvidar, nunca pôr a hipótese de abandono ou substituição? Acreditar na incondicionalidade, na devoção, encontrar sempre a razão que tudo justifica?
 
 
Não ter o mais leve sinal de insegurança perante o objecto amado poderá significar que não só não se ama como se está nas tintas, ou que se é tão narcisista que não se consegue imaginar o outro sem nós.
Para Freud, a ausência de ciúme corresponde a um recalcamento. Isto porque a ausência de uma resposta emocional, face à ameaça da perda do parceiro, é um sinal mais patológico do que o próprio ciúme, visto ser menos ajustado à realidade.
O ciúme, pode funcionar como uma espécie de chamada de atenção sobre o interesse na manutenção da relação. Pode até ser um tempero para essa mesma relação. Mas também pode miná-la, quando levado ao extremo.
 
 
O ciúme exacerbado, acontece quando o indivíduo sente uma necessidade doentia de assegurar o amor do outro, estruturando a sua vida em função de suspeitas infundadas e deixando assim de ter um compromisso com a realidade. Por não conseguir controlar o outro, procede de um modo hostil, recorrendo à perseguição implacável e muitas vezes à agressão.
A baixa auto-estima, favorece este tipo de ciúme violento. É sempre mais fácil achar que são os outros que não gostam de nós do que admitir que somos nós que não gostamos de nós próprios.
 
 
E será que o que provoca ciúme num homem é diferente do que provoca esta emoção numa mulher?
O homem, será porventura mais sensível no que diz respeito à posse física do corpo da sua parceira. Um homem dificilmente perdoa a uma mulher a consumação da sua infidelidade.
Quanto às mulheres, são talvez mais sensíveis à intimidade psicológica do envolvimento emocional. Basta que o seu parceiro se envolva afectivamente com outra mulher, dedicando-lhe atenção, para que daí sobrevenha sofrimento.
TEX
 

Comentário em Destaque

De veinha a 1 de Junho de 2006 às 09:20

as atitudes que o sentimento ciume provoca nas pessoas tambem diferem dependendo do que se quer da relaçao e das vivencias que cada um teve.. acho que é importante que ja se tenha falado sobre isso antes de se assumir compromissos, antes que surja o ciume. a cultura em que se viveu tambem influencia, o grupo de amigos, a familia... concordo que a mulher seja mais sensivel ao contacto emocional do parceiro com outra mulher e o homem seja mais sensivel ao contacto fisico da companheira com outro homem. e às vezes, não se apercebem das insinuações entrelinhas que algumas mulheres lhes fazem à nossa frente, o que nos rovoca ciumes mas não nos permite justificar os nossos ciumes. mas também há homens extremamente sensiveis às amizades das companheiras e às intimidades delas com outros homens... isso depende das pessoas e da essência das pessoas. há pessoas com uma "essência" mais sensual e outras pessoas com uma "essência" mais emocional outra coisa é o pseudo ciume: o ciume que nao existe: quando nao há motivo nenhum para haver ciume mas na cabeça do agressor desenvolvem-se ali esquemas com tudo e mais alguma coisa explicado com todas as letras como a mulher o trai e ele acredita naquio piamente... é uma vergonha... mas o que é facto é que o ciume pode levar à violência doméstica e estamos a falar de 50% das mulheres portuguesas e isto é uma vergonha. claro que nao é so o ciume a sua causa, mas é uma delas.

tags:

Impressão Digital Cereza às 21:36
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
16 comentários:
De Safira a 2 de Junho de 2006 às 10:33
Como já aqui foi dito, o ciúme pode ter várias causas, várias manifestações, magnitudes e intensidades completamente diferentes. O ciúme, no seu sentido mais lato, é natural em todo o ser humano, em todas as culturas. O que não é normal é viver atormentado pelos ciúmes. Quando este sentimento evolui para uma "forma de estar", torna-se necessário reflectir sobre a sua origem, racionalizá-lo e, a partir daí, desenvolver a estratégia mais apropriada para lidar com ele.
P.S. - Beijos para todos, é bom estar de volta


De Morgaine a 1 de Junho de 2006 às 22:27
se alguem me fizer ciumes eu vingo-me e faço-lhe mais ainda.. ou tento! nao é um sentimento agradável e dá sofrimento. E para cumulo, nao se ganha nada com uma cena. Haja harmonia!!


De Majoca/SaloiaLoira a 1 de Junho de 2006 às 14:28
Detesto o ciume!!! E racionalizo qdo o sinto.
Detesto o ciúme doentio no outro...mas...mas ...confesso que se fôr um cadito meu ego envaidece ( só espero que ele não tenha razão de existir, aí tenho de repensar meus afectos ). Esperemos sempre que qdo há ciume ele não tenha razão. Porque se ele é justificado então alguém está a ser falso...Ui tanto que se poderia dizer!!!


De xinxa a 1 de Junho de 2006 às 12:26
Ai o meu Sebastião é muuuuuuuito ciumento!
Vive na constante insegurança e medo de ser abandonado e/ ou trocado... entendido?
(Sebastião é o gato de moi)


De Majoca/SaloiaLoira a 1 de Junho de 2006 às 14:51
Xinxa somos duas....meu papagaio tb é!!!! mas deve ser gaginha...porque adora homes....raio de sorte a minha:(


De xinxa a 1 de Junho de 2006 às 16:45
Inteh podiamos juntar o Sabastião ka Papagaia, pra ver o k dava...ehehehehhhh


De http://shakermaker.blogs.sapo.pt a 1 de Junho de 2006 às 12:06
Ora viva Cara Cereza...

Dizem que um dos meus maiores defeitos é não ser ciumento e, agora digo eu, de facto não sou mas não tem nada a ver com confiar demasiado ou ser despreocupado.

Até porque, não sou de dar demasiada confiança a ninguém e sou deveras atento a tudo o que se passa à minha volta.
Somente, não tenho ciúmes de nada ou de ninguém, apenas e só.

Gosto imenso desta música, e claro, do GRANDE Bryan Ferry. Só um pormenor, esta música foi escrita pelo John Lennon para um dos seus álbuns a solo, mais uma dedicada à Yoko Ono. Coitado do John, já estava morto por amor mesmo antes de ser assassinado, uma pena.

Gostei deste texto, aliás gosto do que o Tex costuma escrever. Acrescento apenas que o homem é mais violento e descontrolado nos seus ciúmes. Já a mulher, é mais irracional e porém maquiavélica quando ciumenta.

Pronto, agora vou-me pirar antes que comecem a arremessar-me objectos pesados.

Um abraço...
SHAKERMAKER


De marta a 1 de Junho de 2006 às 10:07
Há ciume,e ciume,é verdade.Não me considero uma pessoa ciumenta,nem pouco mais ou menos,acho que não o sou de todo.Mas,quando ele chega,é porque alguma coisa não vai bem,e aí.....Aí é o principio do fim!Ah!E não suporto que o outro sinta ciumes,mas é que NÃO MESMO!!


De Marco Neves a 1 de Junho de 2006 às 09:58
Detesto ciúmes, principalmente quando os sinto. Causados ou não por qualquer motivo, não gosto! Quer tenha razão ou não, não quero! Grrrrrrr!

Porquê? Talvez porque me incomoda. Então, de uma forma autómata, é como se ligasse o piloto automático.

Começa então a luta interior contra a ciumeira. Ciúme parvo, ciúme compulsivo, ciúme apenas porque me apetece ser ciumento, ciúmes por vezes de nada. Entra a cabeça a funcionar e congela... congela.... Neste campo não gosto de perder nem a feijões.


De veinha a 1 de Junho de 2006 às 09:20
as atitudes que o sentimento ciume provoca nas pessoas tambem diferem dependendo do que se quer da relaçao e das vivencias que cada um teve.. acho que é importante que ja se tenha falado sobre isso antes de se assumir compromissos, antes que surja o ciume. a cultura em que se viveu tambem influencia, o grupo de amigos, a familia...

concordo que a mulher seja mais sensivel ao contacto emocional do parceiro com outra mulher e o homem seja mais sensivel ao contacto fisico da companheira com outro homem. e às vezes, não se apercebem das insinuações entrelinhas que algumas mulheres lhes fazem à nossa frente, o que nos rovoca ciumes mas não nos permite justificar os nossos ciumes.

mas também há homens extremamente sensiveis às amizades das companheiras e às intimidades delas com outros homens... isso depende das pessoas e da essência das pessoas. há pessoas com uma "essência" mais sensual e outras pessoas com uma "essência" mais emocional

outra coisa é o pseudo ciume: o ciume que nao existe: quando nao há motivo nenhum para haver ciume mas na cabeça do agressor desenvolvem-se ali esquemas com tudo e mais alguma coisa explicado com todas as letras como a mulher o trai e ele acredita naquio piamente... é uma vergonha...

mas o que é facto é que o ciume pode levar à violência doméstica e estamos a falar de 50% das mulheres portuguesas e isto é uma vergonha. claro que nao é so o ciume a sua causa, mas é uma delas.


De PatanisKa a 1 de Junho de 2006 às 01:01
Ciúmes é o q vocês vão sentir qdo acabarem de ler o meu coment!!!! Tive a tarde inteira na piscina....como até n estava um dia mto bom, fomos para a piscina interior de água quente, depois para distraír, fomos jogar mini golf, jantámos na varanda a ver o por do sol.....Vá....não tão com ciumes?!!! ehehehhehe


De Majoca/SaloiaLoira a 1 de Junho de 2006 às 14:49
Pastela doida!!!!!!!!!! ainda te mato


De lua_de_Avalon a 31 de Maio de 2006 às 23:27
Mas também existem os ciúmes doentios, que por vezes dá origem à violência. Aí já não é amor é doença. Nada de ciumeiras, para quê?! O que tem de ser tem muita força!


Ah... Comenta-me

av_fever01.gif

.Urbanidades Recentes

. Aberto: Rui Pedro e Anoré...

. FIM

. Porque eu? porque isto? p...

. Mulher

. Hannibal - Rising

. ...

. Voltaste meu amor...

. Falling

. ...

. Uma brincadeira...

. SuGeStÕeS:

. Pedofilia ou Amor

. coragem!

. Feliz Natal

. Ainda Tango...

. Destaque no sapo: poema d...

. Sonho § Realidade

. Do Flyman

. (...)

. Parabens Lua

av_jml12.gif myarms-yourhearse.gif

.Selvas já Visitadas

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

10MM.gif

.Procura no UJ

 

.Posts Favoritos

. Falling

. Destak

. UJ no DN

. Putas, Prostitutas (os) e...

. Casos Reais: Putas, Prost...

. Maria Madalena: Prostitut...

. "Schindler português"?

. Dedicado ao meu Pai!

. Caso de Vida

. Os BrancosNegros ou Negro...