12 comentários:
De veinha a 4 de Julho de 2006 às 00:26
um dia gostava de ter esssa capacidade de amar e conseguir não olhar para trás - não ter medo da saudade, não querer o compromisso, não exigir uma justificação, não chorar o abandono...


De Carlos a 22 de Junho de 2006 às 00:46
Já várias vim ao blog e li e reli este texto. Não que seja uma obra prima da escrita, mas está directo, tem magnetismo, e paixão. Acho que o aconteceu nesta estória foi a entrega total de duas pessoas que se desejam muito. Pode não haver amor, mas há paixão selvagem.(que por vezes é mais forte que um amor) é bom quando duas pessoas têm tal intimidade para fantasiar juntos, é saudável. Tridente para ti uma palavra, nunca deixes de ser assim: entregares-te toda sem regras. Para o desconhecido nunca deixes de ser "selvagem". O adeus pode não significar nada, porque uma paixão assim renasce a qualquer momento. Se é uma estoria veridica ou ficção, não sei, mas que desperta inveja, ai isso desperta. Para ambos, até um dia...


De Safira a 21 de Junho de 2006 às 22:55
Se, por um lado, o mistério é um condimento de luxo numa relação, por outro lado também há o prazer de redescobrir a relação em qualquer momento. Momentos bons não se esquecem... destes e de outros.


De xinxa a 21 de Junho de 2006 às 12:26
Moi chega e eis que se me deparo com altas rotações, neste abençoado cantinho!
O que se me apraz dizer...é Iúuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu


De feiticeira a 20 de Junho de 2006 às 23:19
Foi uma paixão e tanto, um momento que ninguém conseguiria esquecer. eu pelo menos não!só não gostei do fim, dizer adeus porque? Uma paixão assim não pode acabar com um até sempre.uma paixão intensa dificilmente se esquece, ou desaparece. como disse um comentador, fiquei arrepiada, e consegui ver-me ali naquela casa, naquele quarto. parabens. adorei o blog! vou voltar.


De Manefta a 20 de Junho de 2006 às 22:10
Terá sido paixão virtual ? :) que tomou contornos reais? Por mto que se tente olhar para tudo friamente, o certo é que uma boa foda, fora dos tramites normais deixa marcas, cheiros, sabores, por algum tempo. Não há mal nenhum nisso, é sinal que foi bom, se não fosse tinha sido perda de tempo né. Mais vale uma boa memória que uma má :D tenho dito. Beijocas. Gosto da musica e o visual do blog é mto interessante.


De Eu a 20 de Junho de 2006 às 17:19
Até arrepiei.
A vida é feita de momentos, momentos assim não se esquecem, são tão intensos que cada segundo que passa é uma eternidade, cada toque nos queima a pele, e cada beijo nos sacia a sede, parece que vais ao inferno e cais sem forças para o céu.
Beijos, até um dia


De Tridente a 20 de Junho de 2006 às 18:33
beijos, até um dia!


De Tex a 20 de Junho de 2006 às 16:24
Por momentos pensei que tinha sido eu a escrever isto.....


De Selvagem Anónimo a 21 de Junho de 2006 às 11:56
Tex sua inbejosa!!!! lol


De [M]orcego a 20 de Junho de 2006 às 15:34
"E assim fizeste, como se o mundo tivesse parado lá fora." :))

na globalidade gostei mt, apesar de nao me agradarem certos pormenores da minha interpretaçao

parabens


De Justin a 20 de Junho de 2006 às 15:28
Isso mesmo tridente.A vida é feita de momentos como estes. Gostei da paixão em que falas. dolorosa, mas tão boa!


Ah... Comenta-me