5 comentários:
De WG a 29 de Junho de 2006 às 13:26
A mathiott nem mal falar português sabe, quanto mais Inglês? Pfffff :)


De http://shakermaker.blogs.sapo.pt a 29 de Junho de 2006 às 12:56
Ora viva Cara Cereza...

Uma das vantagens de visitar o UJ, para além da qualidade do que aqui se publica, é ter sempre muito para ler. Pelo menos para mim, que de quinze em quinze dias lá arranjo tempo para visitar os blogs que gosto, tal e qual este.

Gostei de quase tudo o que li...
Nuns li apenas uma vez, noutros repeti, mas em quase todos sorri. E nem era preciso mais, até porque é mais do que suficiente.
Para excedente, ou inconveniente, já basto eu.

Um abraço...
SHAKERMAKER


De Cereza a 29 de Junho de 2006 às 13:10
Obrigada Shakermaker... o mesmo digo eu do teu fantástico blog Honky Tonk Woman. Para quem quiser visitar, está nos urls do UJ.


De lua_de_Avalon a 29 de Junho de 2006 às 11:53
Quanto eu gostaria de saber o que diz o poema!!!! Mas eu vou saber! claro, porque o que não me falta aqui são professores a ensinarem uma Loira MaiBurra, como a mim, ihihihihihi :PPP , Aiiii e a música !!!!!!!!!!!!!!!!! Trés joli


De Justin a 29 de Junho de 2006 às 11:07
É sempre dificil comentar um poema, sobretudo se for em inglês. Mas gostei de o ler ao som desta musica. transportou-me para um lugar sobrenatural, um amor angelical e ao mesmo tempo infernal. parabens á autora. Está muito bonito e muito bem escrito.


Ah... Comenta-me