22 comentários:
De Selvagem Anónimo a 12 de Março de 2006 às 12:13
Ora aqui está mais uma música que são das minhas diárias :) Eu ouço e leio tanta coisa sobre o amor e todas tão contrárias que nem sei o que pensar. Acho que as pessoas se concentram demasiado em dar-lhe significados em vez de o sentirem. É um assunto sempre um pouco complicado de se falar. Ainda ontme uma amiga me disse "o segredo para amar é amar menos. e faz tanto sentido.por amor as pessoas matam se,destroem-se,afastam-se,ou nem seker se aproximam,...amor mata amor!vida estranha esta!"vanessa
</a>
(mailto:mina_aeternus@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 12 de Março de 2006 às 14:08
"Que dias há que na alma me tem posto
Um não sei quê, que nasce não sei onde,
Vem não sei como, e dói não sei porquê."

Luís de Camões

Elvira
(http://rgt/jhui)
(mailto:Elvira_62@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 12 de Março de 2006 às 15:38
Faço esforço para não amar!!Aliás amor só faz sentido,partilhado com os do nosso sangue...tudo o resto...são restos,ou mais-valias....sentimentos de momento...quere bem,sentir carinho,respeitar,estimar,rir,partilhar,mas sem dor...evito-a.Não amo??!!Talvez!!...Este escudo que não me larga...e o mais estranho é q acho que nunca tive nenhuma desilusão(mais forte do que as ´´normais``)de amor.Toda a minha vida foi´´normal`` os acontecimentos entendidos e aceitáveis...A realidade é que passamos a vida a empurrar um pedregulho por uma montanha a cima,deixamo-la descair 1mt,2,3,e lá retomamos, o rumo e a força novamente.Que estranha forma de vida.....Posso dizer uma asneira??!!!.....DASSSSSSSS!!!!marta
</a>
(mailto:martax_30@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 12 de Março de 2006 às 19:47
Quem ama sempre alcança....q mais n seja uma dor.... e se for dor de corno ainda pior....!!!! Deixo-vos estas palavras q descobri : Depois// Para quê amar??//Depois de nós//nem mesmo nós//vamos ficar...Fernando Tavares RodriguesPatanisKa
</a>
(mailto:sissacc@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 12 de Março de 2006 às 22:38
Consigo comentar consigo!!! mas não sei o que vou escfrever:) bejosssssssssssMajoca
</a>
(mailto:manejorge@netcabo.pt)


De Selvagem Anónimo a 12 de Março de 2006 às 22:38
bem eu axo k a dor é um komeço de um felecidade que se perdeu. é algo que se encontrou um dia mas que desapareceu no tempo de um infinito de um pensamento. dor é o drama de uma vida que se quer maior. dor é kerer atingir algo que nos é retirado. a dor é o drama da vida que se tem kando esta nao tem sentimento. drama é a dor de sentir que s perdeu. ai axo k é melhor nao filosofar na poesia .P snao ainda adormecem :)
fikem benneMe S4gi
</a>
(mailto:s4gitt4rius@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 13 de Março de 2006 às 09:30
Vim despedir-me e deixar aquele abraço de amizade. Um beijinho grande e que a vossa vida não seja um rascunho, pois pode não dar tempo de passar a limpo. Digam sempre a quem gostam, que os amam, não deixem para amanhã o que podem fazer hoje. Deixo um sorriso, porque foi assim tambem, que aqui entrei pela primeira vez. Ai que dor eu sinto!!!!!!!! Eu
(http://egty/jhgf)
(mailto:Eu-123@iol.pt)


De Selvagem Anónimo a 13 de Março de 2006 às 12:45
Começo a esquecer// Mas ainda ouço o barulho da dor a doer// Ainda arde ardentemente// O sabor do sangue quente// Vinhos, tisanas sobre mim derramem// Vozes silenciosas não clamem!// Acabo de acabar o corte// Pareço-me com a morte// Não, não e não, quero a vida// A por viver, não a vivida// Vou saltar penhascos, todos// Em tempo algum seguirei engodos// Mesmo com a alma quebrada// A cabeça estará levantada// O tempo terá que fluir// O espaço vai fugir// Viver, será o meu cais// Voltar a ti, jamais// E quando tiver terminado// Sim, dormirei descansadobonecarussa
</a>
(mailto:bonecarussa@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 13 de Março de 2006 às 14:15
Sempre que tenho medo da intensidade daquilo que nos une e penso que me devia manter longe, fora do alcance da dor, ainda assim, perco-me em ti…e amo-te mais…
Tex
</a>
(mailto:texazinha@iol.pt)


De Selvagem Anónimo a 13 de Março de 2006 às 15:32
E como prometi aqui estou...sem video mas com musica.
Se cada vez que penso em amor ou em amar...pensasse que ia ter dor, deixava de ter a emoção, a paixão que de certeza ia sentir.
Melhor amar sem reservas....se tal momento vier. Bejo
Majoca
</a>
(mailto:manejorge@netcabo.pt)


Ah... Comenta-me