Quinta-feira, 6 de Julho de 2006

Queria...

Bem, já há muito tempo que não falo disto... mas torna-se dificil manter um blog diário sem a vossa ajuda. O UJ ( já com quase 2 anos - é obra), tornou-se numa espécie de revista que acompanha o café da manhã ou da tarde... nem sempre se consegue agradar a todos, mas tenta-se. É um blog generalista, onde todos contribuem á SUA maneira. Gostaria de o manter assim.

Sei que muitos de vós já têm blogs próprios, por isso a esses não quero dar mais trabalho... mas há sempre os outros, certo? Assim sendo, quem quiser "ajudar"... pode enviar-me os textos para o cereza@sapo.pt, ou para o hotmail.

Segunda-feira temos a crónica da InConfidente, e amanhã será publicado mais um Capítulo do Conto.

 

Hoje tive a ajuda do [Morcego]***

Também eu queria ser tanta coisa... e vocês?

      

Queria ser como tu, como vós, diferente de todos, igual a mim; sem contudo ser como sou. Queria ser poeta, escritor; talvez desportista, soldado ou biólogo.

Queria saber falar, poder dizer, palavras soletradas, letras sozinhas. Queria... Queria fazer desenhos a carvão numa folha branca, ler um poema de um livro com folhas já amarelas do tempo.

Queria... Queria poder beber água fresca e senti-la correr nas minhas veias como sinto o acido que me injectaram, ou apenas voar como um passaro.

Queria apenas ser original. Não queria nada disto... Queria apenas poder querer algo que não posso querer. Queria não querer... mas querer muito é poder, acho...


[M]orcego
25 Julho 2005

 

  

 

"Hey, what's happened to our lives?
When did you and me forget how to have a good time?
And we gotta get back to the life
That we forgot 'cos we got too much on our minds

Hey, we got to make some time for the stuff that you can't buy
And get a life 'cos you know all that serious stuff ain't no fun..."

...

Who says you can't be happy all the time?
Say what you like but I'm still gonna try

But I'm still gonna try



Impressão Digital Cereza às 23:23
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
19 comentários:
De majoca/saloia a 7 de Julho de 2006 às 19:29
quem disse que quer ir de ferias e mais um monte de coisas fui.... esta treta ai


De Paris a 7 de Julho de 2006 às 18:04
Tenho andado mais obcecada com o que NÃO quero!!
:|


De a 7 de Julho de 2006 às 17:06
Também quero um monte de coisas....mas não digo.
Mas até que ia para ferias ...ai ai caraças de vida.


De WG a 7 de Julho de 2006 às 15:41
Deve ser a isto é que se chama a "Idade dos Quereres" :)


De [M]orcego a 7 de Julho de 2006 às 17:22
então e isso corresponde a que idade (fisica) ?


De WG a 8 de Julho de 2006 às 10:55
Não faço a menor... mas não estava a querer chamar-te velho! :))PPP


De lua_de_Avalon a 7 de Julho de 2006 às 15:24
Onde quero estar...Queria estar em mil lugares ao mesmo tempo...
Sentir o sol por todos os lados!!!
Quero estar em mais do que aqui...
Queria estar Longe ...
Talvez seja mais fácil encontrar alguma coisa...
QUERO!!!!!! Férias :))))



De Pataniska a 7 de Julho de 2006 às 15:20
"Who says you can't be happy all the time?
Say what you like but I'm still gonna try

But I'm still gonna try"


Eu quero-me e muito... e quero-te outro tanto!!!!
WEEE viva o verãoooo!!!!


De isabel a 7 de Julho de 2006 às 13:00
Pot-Amun em liberdade assintótica de Psiquê sem Estige.


De cereza a 7 de Julho de 2006 às 13:51
Oh Isabel tu troca-me isso por miudos.. não sou loira, mas sou ruiva LOLLL


De isabel a 7 de Julho de 2006 às 14:31
Pot-Amun é um termo Copta que significa um sacedote consagrado a Amun, o Deus da Sabedoria.

A liberdade assintótica é o que existe mais próximo do sonho - uma teoria unificada de todas as forças da natureza: das ínfimas distâncias no interior do núcleo atômico às vastas extensões do universo. (Teoria que ganhou o Prémio Nobel da Física de 2004)

Psique era o conceito grego para o self ("si-mesmo"), abrangendo as ideias modernas de alma, Ego e mente. O mito de Psiquê (alma) é narrado no livro O Asno de Ouro de Apuleio, que a cita como uma bela mortal por quem Eros, o deus do amor se apaixonou. Tão bela que despertou a fúria de Afrodite, deusa da beleza e do amor, mãe de Eros.

O Rio Estige é um dos rios do inferno clássico que Psique teve que ultrapassar. É também o quinto círculo onde ficam submersos os iracundos (furiosos).

fonte - Wikipédia

Tá feito... let´s spin


De [M]orcego a 7 de Julho de 2006 às 15:21
O.O

isso sim é cultura


De marta a 7 de Julho de 2006 às 12:29
Eu quero um príncipio ou um fim...
É-me igual...


De PatanisKa a 7 de Julho de 2006 às 12:08
Cereza!!!! Enquanto não mudares a música não comento!!!!!


De Cereza a 7 de Julho de 2006 às 12:48
trengaaaa foste tu que me mandaste esta musica pq gostavas muitoooooooooo dela! duhhh


De Tex a 7 de Julho de 2006 às 10:55
Cá para mim e como eu sempre digo,
certas coisas é só para quem pode não é para quem quer!lol


Ah... Comenta-me