9 comentários:
De flyman a 21 de Agosto de 2006 às 20:23
O desejo provoca a dor. Se não se deseja, não se sofre. Por isso a palavra chave para o fim da dor é "DESAPEGO". O desapego de todas as coisas materiais e imateriais. Na Índia há uns quantos homens que vivem nús, sem nada de seu. Para além de andarem nús, reconhecem-se pelos longos cabelos "rasta". São homens santos que vivem o desapego no sentido mais vincado desse conceito. Vivem da caridade de todos os que se cruzam com eles. E normalmente quem pode partilhar alguma coisa com eles, num país onde há tanta pobreza, fá-lo. Desapego!... Desapego de todas as coisas, de todo o conforto, da família, de todos. Conseguem?... Eu não!


De [M]orcego a 19 de Agosto de 2006 às 23:34
toda a dor é resultado da nossa sensibilidade, e quanto mais dor sentimos mais insensiveis tendemos a tornar-nos


De PatanisKa a 19 de Agosto de 2006 às 21:48
Dói-me.... :(((


De DevilGirl a 19 de Agosto de 2006 às 17:10
Dor, essa palavra doi demais. já me habituei tanto a senti-la. Quando esse sentimento vai embora até estranho.


De Majoca a Saloia a 19 de Agosto de 2006 às 09:53
Não me apetce mesmo pensar em dor...quer tenha poesia ou que seja real.
Quero é pensar na ausência da dor... e isto é todo o ano!!! bejos e descansem mas sem dor
Moi


De encantos_e_paixoes a 18 de Agosto de 2006 às 23:08
É lá, isto tá bonito, sim senhor, e estamos nós em Agosto.
Pois vou andando, porque a Dor por agora não me interessa nem um pouco.
Que disposição a vossa pessoal, que disposição, vai lá vai.....


De Selvagem Anónimo a 18 de Agosto de 2006 às 18:21
Poderia retirar metade da Dor desta alma, se fosse mais terreno e egoísta.

Poderia senti-la menos cravada na pele, se porventura fosse mais superficial e indiferente.

Conseguiria lidar melhor com determinadas situações, tornando as mesmas menos importantes para mim.

Mas... os estúpidos também sofrem!

O que desejo realmente, é ter sempre fôlego, estômago e força. A dor, de uma forma ou de outra, sente-se sempre. Já que é para se sentir, que o seja de forma conveniente.

Apavora-me mais a ideia de um dia falhar e tornar-me estúpido...


De Marco Neves a 18 de Agosto de 2006 às 18:23
Oops! Eu sou o Anónimo de cima


De Isabel a 18 de Agosto de 2006 às 17:35
A arte pode ser vista, entre muitas outras interpretações, como um retrato, desde a antiguidade, desse "mal-estar do homem".

Desde a catarse da tragédia grega, ao contexto da arte moderna e contemporânea, os conceitos estéticos têm uma mensagem de sublimação da dor.

Será que "A Arte Torna Visível a Dor"?

Quem não a sente?
Como a exprimimos?
Será ela inspiradora da arte?
Onde ficam e estão os estóicos e os epicuristas?
Onde é que o belo exclui a dor?
Onde estão os paliativos?
Onde?

Espero que não me acompanhe por hoje!



Ah... Comenta-me