12 comentários:
De alexandra a 25 de Agosto de 2006 às 23:23
também eu andei desaparecida do mapa =)

prometo ser mais assídua :p

gosto do template do UJ mas aguardo pela remodelação

*

alexandra


De Safira a 25 de Agosto de 2006 às 21:28
Percebo perfeitamente a encantos_e_paixões, eu passo a vida a ter saudades de coisas do passado que não vivi... é engraçado... talvez isso explique muita coisa da minha vida... ou talvez complique mais a interpretação da mesma (LOL)! Anyway, adoro Jazz, é mesmo o estilo da minha eleição. A música é soberba e Shirley Bassey é realmente uma Diva. Já agora, alguém daqui viu o musical "Chicago", que esteve há uns anos no Coliseu? Eu amei, até comprei o CD.


De Marco Neves a 25 de Agosto de 2006 às 13:57
HUm Hum! Oh pra mim a dar ao pézinho :)


De abel a 24 de Agosto de 2006 às 22:22
Sou mais ou menos da época de sessenta, embora tivesse sido observador atento de cantores ou músicas de anos antecedentes por ter trabalhado como operador numa Emissora de Rádio Difusão. Para além dos Beatles, por serem incontornáveis, apreciava também outros grupos do género da época (The Animals, Rolling Stones, etc.) e cantores como Dean Martin, Bing Crosby, e o inevitável Nat King Cole. Apreciava muito a Shirley Bassey, talvez por influência dos filmes que já falei, mas era admirador da Connie Francis, cuja voz para mim muito bonita que cantava muitas das músicas de Nat King Cole, algumas delas em Português.
Tive uma sorte diferente da vossa… porque meu pai não me ensinava fosse o que fosse nem me permitia muitas veleidades. Trabalho e… o cinto Salazar… eram as suas preocupações quanto à pedagogia, problemas de patriotismo… Por isso, a descoberta do mundo envolveu-me aos 16 anos e tive de sair da terra onde nasci, uma espécie de fuga ao destino da pesca que me esperava. Para ir às matinées (não cinema) tinha eu que me desenrascar quanto ao dinheiro para tal futilidade… Um dia talvez conte como o fazia.
No entanto, como militar e em férias, em vez de ir a casa, ia a Luanda assistir às plumas, às coristas e aos Strep teases na calada da madrugada. As Boites não tinham Tum… Tum… Tum… e mais Tum… (batuque). As boites às 4 e cinco horas da manhã eram os sítios ideais para diversão e assistir às cenas de pancadaria, com cenas de ciúmes à mistura entre eles e elas. A Cereza fez-me lembrar esse agradável passado. Mais tarde, já fora do serviço militar, com outro colega, conduzíamos até Luanda (cerca de 1000 km), a partir das 18 horas (largada do trabalho) de sexta-feira para passar o fim-de-semana. Segunda-feira, às 8 horas estava no serviço, por vezes a cair de sono, após uma viagem no Dakota. O colega aparecia com o carro na terça-feira. De quinze em 15 dias repetíamos a cena. Cenas de cotas… Acho que a Madona não me lavava tão longe…


De encantos_e_paixoes a 24 de Agosto de 2006 às 21:09
Tão lindo.
A voz, o estilo, o glamour, as cores, o brilho oentretenimento como só ele......
Ainda não percebi bem certas coisas da minha vida, uma delas é o facto de por vezes dar por mim a tersaudades de coisas e épocas em que não vivi.

Parabéns cara Cereza, tão lindo o que escreves.

Vou de férias em Setembro, volto na 3ª semana,
entretanto,
por agora,
vou ficar aqui muito quietinha a ouvir esta musica e a sossegar,
tou em PAZ, obrigada.


De majoca a 24 de Agosto de 2006 às 20:04
Cereza querida. Encalhei no teu texto e nos comments. Simplesmente porque parece que muita coisa em comum tinham os nossos pais.
Vivia-se numa época em que a musica o cinema e o dançar eram fundamentais.
Revejo com muita saudade nas minhas memórias ,meu pai. Sua ida ao cinema, mais que uma vez por dia, sua chegada do trabalho em que obrigava minha mãe a dançar, suas musicas, sua alegria. E foi ele que me fazia devorar os filmes que apareciam e foi também ele que me ensinou a magia dos livros.
Acho que o queria agora aqui.
beijos a todos
E quero ver o pessoal!!!


De Cereza a 25 de Agosto de 2006 às 14:38
majoca

O meu pai não era muito de dançar, era um cadito pé de chumbo lollllll
mas adorava musica, sobretudo norte-americana... dentro da onda do Jazz. cinema então era com ele... actores e actrizes como Judy Garland, marlon bradon, montegomery cliff... faziam as delicias dele.

mas curiosamente nunca me incutiu muito o gosto pela leitura. ele lia bastante... mas eu, tá quieto!

a musica que tamos a ouvir no blog, era eu muito muida, e lembro-me de calçar os sapatos da minha mãe, e fazer grandes coreografias lolllll

enfim, bons tempos!


De WG a 24 de Agosto de 2006 às 17:31
Por falar em rentrée, podia ser novamente a altura ideal para um get together... que acham?
Eu vou estar de férias 1 semana e meia no início do mês, mas antes disso também não será, já não iríamos a tempo de combinar e conciliar todas as agendas recheadas de compromissos sociais, por isso contem com a minha fantástica presença!


De abel a 24 de Agosto de 2006 às 17:25
"Diva Shirley Veronica Bassey"
O teu pai tinha muito bom gosto. Essa diva lembra-me muito os filmes da minha juventude sobre o agente 007, James Bond. Ela cantou os temas dos seguintes filmes: Goldfinger, Diamonds Are Forever (Os Diamantes São Eternos) e Moonraker.
Sobre a tua sugestão estou a pensar escrever a nossa última viagem a Sintra. Deve ser um bom tema porque há muita coisa bela para expor.


De Cereza a 24 de Agosto de 2006 às 17:33
Abel nem mais! O meu pai era mesmo um fã incondicional desta senhora... a minha mae a brincar dizia que ele tinha era uma paixão por ela. lol
De facto o meu pai tinha um excelente gosto. Em varias viagens que fez, conseguiu ver ao vivo Shirley Bassey, Frank Sinatra (quando era novo) Nat king cole... e muitos mais.

Lembro de uma historia que ele contou e presenciou... no espectaculo que foi ver do frank sinatra, o "the voice" tinha reservado parte das mesas para ele e a sua comitiva. Era assim uma especie de clube nocturno... o sinatra deu o espectaculo, e ficou por lá a beber... no fim resolveu partir parte do mobiliario, tal era a bebedeira. o mais curioso segundo o meu pai, é que ninguem o impediu... ele lá partiu o que tinha a partir, e no fim pagou tudo! amigos como sempre! lolll Abel é um execelente tema. .. as divas, as casas nocturnas, os cabarets, essas coisas... acho fascinante beijossssssssssss


De Cereza a 24 de Agosto de 2006 às 17:38
Já agora algo que acho que pouca gente sabe a meu respeito. Eu adoro cinema dos anos 40/50. Acho que conheço melhor os actores e realizadores dessa altura que os de agora. Essa paixão foi-me td transmitida pelo meu pai, que sabia tudo sobre o cinema dessa altura.

Ah mais dois espectaculos que ele teve a sorte de ver Liza Minelli e Beatles!!!! Parece inacreditavel!


De Cereza a 24 de Agosto de 2006 às 17:43
pronto agora não me calo... tocaram num assunto que adoro, e tá tudo lixado... lolll

Ah, outra coisa que o meu pai apreciava... bailarinas... isso! Lá em casa tinha montes de fotos tiradas em Paris com o meu tio... juntamente com aquelas mulheraças cheias de plumas, e de monokini!!! ehehehhehehe
Era um homem fantastico o meu pai!

abel e esta musica que tal? é mm aquele estilo anos 50, femme fatale, não é?


Ah... Comenta-me