Segunda-feira, 28 de Agosto de 2006

Desejo

A nova cara do UJ, tá quase pronta!

“Existe uma necessidade absoluta de se sentir desejado e neste círculo do desejo é muito raro que dois desejos se encontrem e se correspondam, o que é uma das grandes tragédias do ser humano.”

( autor: Pedro Almovadar )


Impressão Digital Cereza às 03:10
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
30 comentários:
De A. a 1 de Setembro de 2006 às 03:17
"...é muito raro que dois desejos se encontrem e se correspondam..."

Cereza,
o teu espaço está lindo,sem dúvida.

Desculpa se a resposta tardou...mas aqui estou.
E só te posso agradecer.Sinto-me meio tola...não estava nada á espera...mas digo que sim.
Terei todo o gosto em te mandar algumas fotografias e com elas poderás fazer o que sentires.Fico feliz.

Talvez no fim de semana...
sei que tenho mais tempo para as escolher.
De qualquer maneira,poderás sempre tirar as imagens que por lá tenho,clicas na imagem e guardas.Tens toda a minha licença.

Um enorme abraço Cereza.
Obrigada pela atenção.

Ana Lacerda


De Isabel a 30 de Agosto de 2006 às 08:35
Os afectos originários como a alegria, a tristeza e o desejo quando não são incentivados, restam na sua existência, assim como oxigénio - incolor, insípido, inodoro, comburente, não combustível e oxidante e no entanto sobrevive-se!
Talvez!



De encantos_e_paixoes a 29 de Agosto de 2006 às 22:41
O vosso prazer é o meu desejo!!!!!!

Desejo-vos tudo de bom,
luz, paz, tranquilidade, sossego, calor, musica, riso, montes de doces, cheiros de mato, botas altas, vinho do porto, café, camisolas quantinhas , malas enormes, tshirts com decote atá ao umbigo, biquinis pequenissimos, montes de comandos prá TV, telemóveis, o toque do papel de um livro acabado de comprar, manhãs de domingo muito quietas que parece que nunca mais vão acabar, o chá do Natal, bolos de frutas, pastéis de bacalhau, pastéis de nata, o som do mar, o sol do deserto, o AMOR.

Pronto tou bloqueada, não consigo dizer maiiiiiiiiiii nada.

Ah e o video, o video, se tocasse um instrumento, que não toco, queria muito que fosse violino'''''''''''''''


De alexandra a 28 de Agosto de 2006 às 22:52
o video é fabuloso =)

quanto ao desejo... é algo que nos corre nas veias ;)

as tragédias são por vezes necessárias para que saibamos dar valor a muitas outras coisas opostas a elas*


De abel a 28 de Agosto de 2006 às 22:04
Desejar é querer, ter vontade, aspirar a…, ter ambições. Tenho sim vontade de fazer muitas coisas e outras tantas. Aspiro a pequenas coisas que não sei se essa vontade tem um nível suficientemente elevado, satisfazendo-me, caso contrário é uma tragédia! Admiro os que nascem com apetências específicas para realizar vontades inatas (desde que não satânicas). Conhecemos o feito benigno da Irmã Teresa de Calcutá. Para pequenas coisas deste mundo acho que tenho, tal como qualquer comum mortal, força para as realizar mas, grandes coisas como o feito da Irmã citada, certamente que não. Cada um é para o que nasce. Há muitas formas de expressar a percepção do desejo que desejo no baú dos meus conhecimentos:
“O desejo é o fogo que trazemos ao nascer”
“Quando temos sede, parece-nos que poderíamos beber um oceano inteiro: é a fé; quando começamos a beber, bebemos um copo ou dois: é a ciência”
“O desejo floresce, a posse faz murchar todas as coisas”
Assim, também desejo ardentemente que a nova imagem deste simpático espaço ocorra imediatamente, tanto quanto possível, embora não seja tragédia se eventualmente não acontecer, porque esta versão, não tão interessante como a anterior, também vai satisfazendo tal como diz o senhor Oscar Wilde. “Há duas tragédias na vida: uma a de não satisfazermos os nossos desejos, a outra a de os satisfazermos.”


De abel a 28 de Agosto de 2006 às 22:09
“O desejo é o fogo que trazemos ao nascer” (Arthur Van Scherndel)
“Quando temos sede, parece-nos que poderíamos beber um oceano inteiro: é a fé; quando começamos a beber, bebemos um copo ou dois: é a ciência” (Anton Tchekhov)
“O desejo floresce, a posse faz murchar todas as coisas” (Marcel Proust)


De WG a 29 de Agosto de 2006 às 16:18
Mesmo com modéstia, que fica sempre bem desde que não seja muito exagerada, estou certo que o abel fez uma obra bem maior do que quer (fazer-nos) crer.

Aliás, há profissões que são particularmente dadas a isso, saiba a pessoa desempenhá-las bem: refiro-me a professores, padres, ou até num outro nível jornalistas ou escritores.

É que a quantidade de vidas que tocam e a quantidade de personalidades que moldam, no decurso de uma vida, é absolutamente fenomenal.
Se à quantidade aliarem a qualidade, é mais do que muitas outras profissões. Além disso, ter como "referência" a Madre Teresa é mesmo apontar muito alto. Mas cada um aponta ao que quiser.


De Majoca a 28 de Agosto de 2006 às 21:31
Eu não vou escrever muito...isto de desejo, sóa me faz pensar em desejo claro:) Quando não desejo ...fico preocupada, mas não vou explicar.
É bom saber que estou a desejar.
Aiiiiiiiiiiiiiii
bejos a vocemeceses


De Woman a 28 de Agosto de 2006 às 20:09
Minha linda, estou contigo. O desejo é o condimento essencial à vida. Desejar alguém fortemente, é dos sentimentos mais arrepiantes e saborosos...


De Cereza a 28 de Agosto de 2006 às 21:08
Finalmente woman... um comentario teu no urban!!!!!!!!!!!!

weeeeee


De Selvagem Anónimo a 28 de Agosto de 2006 às 20:05
"O animal humano, como os outros animais, está adaptado para uma certa luta pela vida e quando, graças à sua riqueza, o homo sapiens pode satisfazer todos os desejos sem esforço, a simples ausência do esforço na sua vida afasta dele um elemento essencial de felicidade.
O homem que adquire facilmente as coisas pelas quais sente apenas um desejo moderado, conclui que a realização do desejo não dá felicidade. Se tem disposição para a filosofia, conclui que a vida humana é essencialmente desprezível, pois o homem que tem tudo o que precisa ainda assim é infeliz. Esquece-se de que privar-se dalgumas coisas que precisa é parte indispensável da felicidade. "
Bertrand Russell, in 'A Conquista da Felicidade'


De lua_de_Avalon a 28 de Agosto de 2006 às 20:01
O meu desejo é uma vontade que me invade. Desejo de poder ajudar os que me rodeiam e os que não me rodeiam, os amigos e não amigos, os povos pobres, os muito pobres e os miseráveis, ser altruísta e viajar. Poder realizar tantas vontades que me passam e passaram pela minha cabeça. Gostava de acrescentar festas coisas ao meu sentir-me bem. Para que algumas destas coisas se realizem é necessário que tenha capacidade e força interior suficiente para tanto. Umas das capacidades é possuir fortuna para poder concretizá-las. Qualquer destes factores são difíceis de conseguir e não é para todos (Aristides Sousa Mendes, Napoleão, o homem na Lua, Pierre de Coubertin, Santos Drummond e tantos outros). Quem sabe se um dia não me calhará pelo menos a força interior… Por isso gostei da máxima do senhor Smith, L. “Existem dois objectivos na vida: o primeiro, o de obter o que desejamos; o segundo, o de desfrutá-lo. Apenas os Homens mais sábios realizam o segundo”


De Cereza a 28 de Agosto de 2006 às 21:07
é laaaaaaaaaaa Lua, há muito que não escrevias tanto LOLLL

clap clap clap :))


De Lua a 28 de Agosto de 2006 às 22:15
Em vez de festas queria dizer estas


De WG a 29 de Agosto de 2006 às 15:59
Gostei particularmente da máxima desse senhor, que já conhecia (li-a algures, nalgum momento, não sei onde nem quando), mas da qual já me tinha esquecido.

Ah, e fica muito PC não só referir ASM como referi-lo em 1º lugar :)P


De flyman a 28 de Agosto de 2006 às 19:51
Desapego. Quem é desapegado, não deseja ou deseja menos, logo, não sofre ou sofre menos. Já escrevi mais ou menos isto no post da "Dor". Esta do desapego aprende-se nas filosofias orientais, nomeadamente de carácter budista. Bem... desapegado é que eu não sou... é que eu sou man, flyman... LOL


De WG a 29 de Agosto de 2006 às 15:55
Bem, a senilidade está mesmo cavalgante... LOLOL

E notem que quando ela - a senilidade, bem entendido - se instala, o apego aumenta exponencialmente.

Estamos assim, meus caros paineleiros, perante o cúmulo do paradoxo.

Flyman, kidding, pá. Vê lá se apareces mais!


Ah... Comenta-me

av_fever01.gif

.Urbanidades Recentes

. Aberto: Rui Pedro e Anoré...

. FIM

. Porque eu? porque isto? p...

. Mulher

. Hannibal - Rising

. ...

. Voltaste meu amor...

. Falling

. ...

. Uma brincadeira...

. SuGeStÕeS:

. Pedofilia ou Amor

. coragem!

. Feliz Natal

. Ainda Tango...

. Destaque no sapo: poema d...

. Sonho § Realidade

. Do Flyman

. (...)

. Parabens Lua

av_jml12.gif myarms-yourhearse.gif

.Selvas já Visitadas

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

10MM.gif

.Procura no UJ

 

.Posts Favoritos

. Falling

. Destak

. UJ no DN

. Putas, Prostitutas (os) e...

. Casos Reais: Putas, Prost...

. Maria Madalena: Prostitut...

. "Schindler português"?

. Dedicado ao meu Pai!

. Caso de Vida

. Os BrancosNegros ou Negro...