9 comentários:
De paulo a 13 de Setembro de 2006 às 19:26
A importância de ler e escrever bem, está bem explícita xinxa. Venha daí mais ****


De abel a 13 de Setembro de 2006 às 00:00
Ó Marta lá de Alqueidão
Na Serra foi teu nascer
Vai daqui beijo grandão
E flores do meu saber

No silêncio é tua sina
Também aqui és amada
Orei à Graça Divina
Parabéns Marta adorada


De xinxa a 12 de Setembro de 2006 às 16:47
Porque não damos valor ao que temos...?

Numa sociedade que exclui dois terços de sua população do acto de leitura e da escrita, e que impõe o que pensa à outra parte do terço, urge que a questão seja vista por parte de quem pode. E podemos todos.

É um absurdo que neste novo milênio, existam índices de analfabetismo tão elevados.

São por demais, os seres humanos que são impedidos de ler e de escrever.

É conhecido o elevado número de crianças interditas de ter escolarização... e o que fazemos, com o conhecimento disso? Prosseguimos, como se nada se passasse, como se nada fosse e seja connosco??? Inquietante.

Que este blog, proporcione boas leituras.
Visito-o, leio-o, releio-o, emociono-me, vibro, concordo e discordo, rio-me e abespinho-me, mas não me é indeferente, porque o entendo.
Porque moi aprendeu a ler e a escrever.
Que não nos falte.



De lua_de_Avalon a 11 de Setembro de 2006 às 23:49
Todos os livros tem um conteúdo diferente...
Ui são tantos ... tantos...
Aqui vai um dos peimeiros livros que
ofereceram-me tinha eu 10 anitos e ainda tenho,
não sei como, com tantos tanbulhões que ele levou :)
Fernão de Magalhães
Stefan Zweig


De alexandra a 11 de Setembro de 2006 às 23:47
sem dúvida que é bem verdadeiro, o primeiro parágrafo...

quanto ao texto... está muito bonito.*

beijinhos


De Marco Neves a 11 de Setembro de 2006 às 22:18
Adoro quando ela lê para mim... naquele seu ronronar que me atiça o fogo. E quando me toca, nas suas palavras, tanto no quente como no frio. A sua voz é desejo, e as suas palavras...

Eu escrevo-a em cada palavra, em cada linha. Já pintei pele e paredes com o seu nome. Já a li e tantas outras, porque tudo me faz lembrar o seu sorriso.


De Tex a 11 de Setembro de 2006 às 17:37
Ai os livros da minha vida...tantos e tantos...mas estes especialmente:

"L'ecume des jours" de Boris Vian
"What Makes Sammy Run?" de Budd Schulberg
"Um Estranho em Goa" Jose Eduardo Agualusa

Mas o mais belo de todos escrevo-o eu...todos os dias :))


De Isabel a 11 de Setembro de 2006 às 16:28
Aqui ficam os meus
Porque os teus xinxa, serão os meus e os de outros também!


As Flores do Mal
Charles Baudelaire

Peregrinação
Fernão Mendes Pinto

Crime e Castigo
Dostoievski

Os Caminhos da Liberdade
Jean Paul Sartre

A Odisseia
Homero


De dizedor a 11 de Setembro de 2006 às 15:33
é assim 'A Vida Inteira' no trilho d'A Causa das Coisas' (Miguel Esteves Cardoso)


Ah... Comenta-me