Segunda-feira, 31 de Janeiro de 2005

Eu, anoréctia-bulímica me confesso

Aqui fica um testemunho importante para mulheres e homens. Cada vez mais queremos ser como os modelos, corpos perfeitos, vistosos... sem dar importancia á saude. Uma anónima escreveu sobre o pesadelo que viveu!Mais um caso de Vida, neste blog.



0000000 copy.jpg


Pode-se dizer que tive uma infância feliz, apesar do divórcio dos meus pais, quando era ainda muito pequena.
Tive uma vida comum, como muita gente.Mesmo a adolescência foi uma vida sem grandes sobressaltos, tanto na alimentação, como no aspecto geral.
Não tinha qualquer brio em relação ao meu físico, de modo que se pode dizer que aqueles tempos eram bem felizes.



mmmmmm copy.jpg



Até ao dia em que, numa fase já susceptível à opinião que os outros têm de nós,principalmente no que toca aos amigos e família, começaram a chamar-me a atenção para o peso. Comecei, então, a remoer no assunto. E foi a pior coisa que fiz.
Comecei a olhar-me mais vezes ao espelho, a reparar que as raparigas magras vestiam tudo e mais alguma coisa, enquanto que em certas lojas, eu tinha dificuldades em arranjar roupa.
Algumas lojas de roupa têm culpa de incutir certas ideias às raparigas, porque,se formos a ver bem, umas calças tamanho 42 parecem 40, as de 40, 38 e por aí adiante. Há, até, lojas em que os nºs só vão até ao 38.
Ainda hoje, essa situação mantêm-se... vejo raparigas a tentar vestir um 38, por exemplo, quando deveriam experimentar o número acima. E chego a ouvir alguns resmungos do tipo:Tenho de emagrecer, senão, nada me serve.



fatdoll copy.jpg


Aos dezasseis anos, resolvi começar uma dieta. Na minha mente, eu pensava:Se eu for magra, as pessoas gostarão mais de mim e deixarão de estar sempre a apontar-me o dedo.
Comecei a comer menos, a deixar de comer certas coisas como os doces, por exemplo e alguns fritos. Ao fim de algum tempo, comecei a emagrecer, lentamente. Mas eu não queria dessa maneira, queria que fosse mais rápido. Foi então que entrei no mundo das dietas, laxantes, diuréticos e produtos Milagrosos de emagrecimento rápido.
Almoçava, tomava laxantes, jantava, mais laxantes. E entre as refeições, chás de emagrecimento, ou ampolas. Comecei a comer cada vez menos, alegando que tinha tomado o pequeno-almoço ou o lanche a horas tardias. Ninguém se apercebeu.
Mesmo às refeições, acompanhada, arranjava sempre desculpas para só comer sopa e, se tinha de comer algo mais, já se sabe o que acontecia depois.
Ia emagrecendo e a gostar de me ver mais magra, a largar os números 44 e 42 (conforme os modelos), para passar a vestir o 40 e, pouco depois, o 38.
Usava t-shirts largas (isto passou-se no verão) para esconder a magreza e aí é que está a contradição da situação: se já se está magra, porque esconder isso? A resposta a isso, é: não para esconder a magreza, mas sim a suposta gordura. Uma anoréctica NUNCA se vê magra, nem que a espetem numa sala cheia de espelhos e lhe digam continuamente que está magra.
A anorexia é assim mesmo: retira-nos toda e qualquer percepção do real em relação ao corpo. Por mais magra que se esteja, a percepção em relação ao corpo é sempre distorcida da realidade.



extremem4 copy.jpg



Consegui passar despercebida um tempinho, até ao dia em que ia dar uma volta de carro com a minha mãe e a t-shirt deslizou para o lado, mostrando os ossos, exactamente na altura em que ela olhou para mim para me dizer algo. Ficou horrorizada.
No entanto, não fui para um hospital, ou a um psicólogo, porque a anorexia nervosa não era tão divulgada como é agora e não foi levada com a seriedade com que o é actualmente. De modo que a cura foi colocarem-me os pratos de comida à frente com a frase: Não sais daí, enquanto não comeres isso tudo.Foi um martírio durante uns bons dias, mas depois acabei por voltar a comer com vontade. Mantive-me bem uns anos, embora tendo uns certos cuidados, mas comia de tudo.
Voltei a ter uma recaída devido a um comentário infeliz de um namorado, na altura, sobre o meu corpo do género:não achas que estás gordinha?
Há homens muito insensíveis... ou estúpidos. E se alguém tem uma baixa auto-estima, acredita, em vez de responder à letra, ou mandá-los ir dar uma curva.
Ficou a constante preocupação em relação ao peso, ou seja, de vez em quando recorria aos laxantes quando ia a uma grande jantarada e fazia excessos, ou a casamentos, ou apenas um jantar em casa de amigos.
Quando ia aos supermercados, estava sempre atenta ao número de calorias dos alimentos e bebidas, enquanto que a maioria das pessoas olha mais para os prazos dos alimentos.
Comecei a comprar manteigas light, sumos com metade das calorias,
cereais tipo fitness, barras energéticas como substitutas de refeições, etc.
Tirando os produtos da farmácia para adelgaçamento, celulite, etc.
Submeti-me a alguns tratamentos, como mesoterapia médica, dietas em que se tem nas mãos uma lista enorme... de alimentos que não se podem comer. Ora se eu já comia pouco, menos fiquei a comer, tais eram as restrições.Pensei em recorrer à lipoaspiração, mas tive algum receio, pois tinha ouvido falar em certas experiências que correram mal, pessoas que não só não ficavam bem estéticamente,como ficavam na pior, no que toca à saúde.



iwanttobe.gif




Ao contrário da maioria das anorécticas, nunca tive aquela obsessão de me pôr a cozinhar frenéticamente e obrigar as pessoas a comer, ou de fazer exercício físico a todas as horas. Apesar da extrema preocupação, nunca deixei totalmente de comer. Tentava não chegar ao fim do dia sem uma maçã ou um prato de sopa no estômago. Nunca deixei de ter fome. As anorécticas, ao contrário do que se pensa, não se habituam a não comer. Apenas fazem esforços titânicos para não o
fazer. E quando não resistem à fome, sentem-se culpadas do que fizeram e toca a desfazer o que se comeu.



bulimia-obsession.jpg



De anoréctica, passei a bulímica e, mais tarde, passei a ser as duas coisas. Sim, isso é possível. E é também difícil de se resolver. Fui consultada por um bom psiquiatra, levei muito tempo para conseguir falar do meu problema, porque eu não o encarava como tal. No fim do tratamento fez-me prometer que não me pesasse, para não cair novamente em tentação. Cumpri a promessa durante três anos. Depois... adivinham, certo?
Andei a lutar contra isto durante uma boa década. Devido a isto, tinha depressões, a saúde oscilava, tinha mais problemas, não era particularmente feliz, embora aparentasse o contrário. Entendo perfeitamente as miúdas que passam por isto, porque, infelizmente,
estamos a viver uma época de sobrevalorização dos corpos magros e bem feitos, coisa que, devido à estrutura física de muitas mulheres e a carga de trabalho que têm, chega a ser impossível. Para se ter um corpo como as top models, há que se investir muito tempo e dinheiro. Ora nem toda a gente possui tal arcaboiço financeiro, ou dispõe de muito tempo para tratar de si. Ou, pura e simplesmente, a constituição genética põe entraves a isso. E, das duas, uma... ou se aprende a viver com o corpo que se tem - com isto, não digo que não se tomem certos cuidados, claro -, ou vive-se em contínuo sofrimento e abstenção de quase tudo, para conseguir ter um mínimo de corpinho bem feito e, mesmo assim, nunca se fica satisfeita com o que se alcançou. Além de que basta o mínimo deslize, para que as coisas descambem e voltem ao mesmo. É aquilo a que chamamos pescadinha
de rabo na boca.



sp6.fotologs copy.jpgtakethem copy.jpg



Espero que este meu testemunho ajude quem esteja a preparar-se para entrar em dieta porque não se acha bem, ou porque alguém apontou
algo. lembrem-se que, uma vez nisto, dificilmente se consegue sair ilesa física e psicológicamente. Ainda hoje continuo a lutar para não voltar a cair.

Não queiram isto. Gostem de si próprias!



t150_1 copy.jpg

Anónima



will.gif

Impressão Digital Cereza às 22:06
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (74) | Adicionar aos Favoritos
|
Sábado, 29 de Janeiro de 2005

"De Cara Maquilhada"

Nada como evoluir! E aí estamos nós com mais umas coisitas, para tornar o blog bem mais interessante. Claro que não fiz nada disto sozinha, sou uma miséria nestas coisas. Quem teve o trabalho todo foi a Merylin Santos. Fez um trabalho fantástico, tal como o blog dela: Sccubus´s Blog em http://sukkub.blogspot.com/ ! Vale a pena visitar.



Bem acrescentamos uma "cabeça" ao blog: a foto será a imagem do "Urban Jungle".
Também foi posto as fases da lua, é que todos nós somos influênciados pela lua, por isso achei giro!
E temos finalmente os mp3! Ora a ideia dos mp3, é mudar a musica, conforme o texto publicado, de maneira que tenham algo em comum (claro, que nem sempre vai ser possivel) mas vou tentar fazer os possiveis! Para já o mp3 não está a 100 por cento, já que ainda não está totalmente instalado, e eu estou ainda a aprender a mexer nisto! Sorry! Assim sendo iremos conjugar texto, fotos e musica, para melhor sentir a mensagem que nos vai ser transmitida!



Lembro-me que este blog começou por ser uma pagina branca do sapo, sem qualquer sentido estético, depois levou um template novo, colocado pelo Cetus, e ficou fantástico... agora espero que esteja ainda mais bonito, e que gostem!



z105 copy.jpg



Obrigada a todos! Aceito sugestões e criticas!


Impressão Digital Cereza às 22:24
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (26) | Adicionar aos Favoritos
|

O 'Anjo da Morte' e a família judia com sete anões

Na sequência do ultimo post, deixo aqui um artigo que achei interessantíssimo que encontrei no Jornal de Noticias, escrito pelo jornalista Leonídio paulo Ferreira.
Sempre achei fascinantes estas personagens bizarras como Josef Mengel. São psicopatas sem dúvida, mas daí o fascinio! O nome Anjo da Morte assenta-lhe que nem uma luva, apesar de anjo não ter nada!



mengel43 copy.jpguntitled1111 copy.jpg

(Mengel - Unidos. Os sete anões Ovitz em 1949 num campo de imigrantes em Israel)



Antes de morrer, a mãe dos sete anões Ovitz deu-lhes um sério conselho «Aconteça o que acontecer, mantenham-se juntos.» E foi o que fez essa família de judeus da Transilvânia, viajando por meia Europa, que pagava para ver, divertida, a maior família de anões do mundo. Quando chegaram a Auschwitz em Maio de 1944 os irmãos continuavam juntos - os sete anões e dois outros de estatura normal.



Alvo da risota dos soldados nazis, isso não impediu que os Ovitz fossem de imediato forçados a despir-se e enviados para um pavilhão que julgaram destinar-se a banhos. Quando o gás começou a ser sentido, começaram todos a gritar, contou por várias vezes Perla, a mais jovem da família e que morreu em Setembro de 2001 em Israel. De repente ouviram uma voz irritada perguntar «Onde está a minha família de anões?» Era Josef Mengel, o médico nazi que se celebrizou pelas suas terríveis experiências científicas com prisioneiros dos campos de concentração. A partir desse momento, os Ovitz ficaram sob protecção pessoal daquele a que os sobreviventes de Auschwitz chamaram "Anjo da Morte". E estavam todos vivos, e juntos, quando as tropas soviéticas libertaram o campo em finais de Janeiro de 1945.



mengess copy.jpg



A incrível história da família Ovitz foi contada em livro em 1994 pelos jornalistas israelitas Yehuda Koren e Eilat Negev, graças ao testemunho de Perla, a última sobrevivente. Editado este mês em francês, sob o título de Nous étions des géants. L'incroyable survie d'une famille juive de lilliputiens (Payot), o livro teve honras de destaque na última edição da revista Le Nouvel Observateur, com os jornalistas Alain Chouffan e Catherine David a repetirem a eterna pergunta Porque salvou Mengel a família Ovitz?



As teses são várias e sempre relacionadas com a bizarra personalidade de Josef Mengel, que gostava de crianças e um dia terá confessado adorar a história de A Branca de Neve e os Sete Anões. Doutorado em Antropologia, com uma tese sobre as diferenças raciais, o médico nazi notabilizou-se em Auschwitz com experiências com gémeos. Depois de escapar por várias vezes aos Aliados, aquando da derrota alemã na Segunda Guerra Mundial, fugiu para a América Latina, tendo aberto uma loja de brinquedos na Argentina. Viveu nesse país longos anos, depois no Paraguai e no Brasil, escapando à perseguição da Mossad israelita. Morreu afogado em 1979 quando uma crise cardíaca o surpreendeu enquanto nadava. Só 13 anos depois as suspeitas sobre a sua identidade foram finalmente confirmadas, graças aos testes ao ADN.



mengele copy.jpg



No seu laboratório em Ausch- witz, Josef Mengel examinou ao pormenor, durante meses, os sete anões judeus. Interessava-lhe especialmente a sua sexualidade. Ao mesmo tempo garantia que as suas condições de vida no campo eram suportáveis. Quando o Exército Vermelho se aproximou, o médico fugiu levando a documentação sobre os Ovitz. Estes, após uma breve passagem pela União Soviética, emigraram todos para Israel.



Impressão Digital Cereza às 02:03
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (10) | Adicionar aos Favoritos
|
Sexta-feira, 28 de Janeiro de 2005

Porquê recordar Auschwitz?

2-Auschwitz copy.jpg

É um tema que me faz chorar o coração de dor, mas é-me igualmente um tema muito querido… não, não sou judia, nem tão pouco poderia ter passado o terror do holocausto… apenas há alguns anos atrás como já contei aqui neste blog, (em Outubro) visitei por acaso um campo de concentração nazi, e “senti” e “vivi” em mim a crueldade do ser humano. Nunca esquecerei esse dia, e nunca esquecerei o holocausto!
Por isso 60 anos depois da libertação de Auschwitz escolhi as imagens mais chocantes que encontrei para pôr neste blog… Para nunca mais nos esquermos deste crime da humanidade!



auschwitz copy.gifAuschwitz103 copy.jpg

60 anos depois das forças russas terem libertado o campo de exterminio nazi podemos colocar a questão: porque recordar auschwitz?
A resposta não podia ser melhor condensada, no testemunho do soldado russoYakov Vicenko, o primeiro a entrar no campo de concentração no dia 27 de Janeiro de 1945, diz ele:

“ Nem sequer nós que tínhamos visto , queríamos acreditar.
Esperei anos para conseguir esquecer, depois compreendi que isso seria comportar-me como um culpado e converter-me em cúmplice.”



Auschwitz146 copy.jpgAuschwitz59 copy.jpg


Só mantendo estas imagens vivas na nossa memória, podemos evitar ser cúmplices do horror que a humanidade pode gerar.
Sei por experiência própria, que poucos irão comentar este tema… é que falar de dor, ódio, e crimes assim não é tarefa fácil! Mas esta é a verdade, quer gostemos ou não! Nunca me calarei, enquanto viver!



Auschwitz60 copy.jpgauschwitz999 copy.jpg

http://www.auschwitz.website.pl/



wiezien.jpg

Impressão Digital Cereza às 00:14
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (27) | Adicionar aos Favoritos
|
Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2005

Os sinais que por nós passam...

3976544d50d196a5 copy.jpg




Os sinais que por nós passam...

E que na ânsia de percorrer o que nós pensamos que é o nosso caminho, o correcto, acabamos por vezes por nos perder em pequenos detalhes. Já nem sequer ousamos levantar os olhos do chão, na esperança vã de que nada nem ninguém nos faça tropeçar, o que iria dificultar o nosso percurso.
Tentamos seguir em frente contra tudo e todos, uma direcção tantas vezes errada, que nos curva o corpo, mais parecendo que carregamos o Mundo.
Mas teimamos em continuar. Lutamos contra moinhos de vento, cavaleiros fantasmas e demónios fervilhando em fúrias de raiva, no entanto, e apesar de confrontados com sinais tão minúsculos , continuamos.
Sim, continuamos numa teimosia obstinada. Pensamos inconscientemente ao vê-los. Recusamo-nos a admitir que algo acontece porque é um sinal. Afinal, nada na vida acontece por um acaso...alguém surge no nosso caminho e ali fica, por tempo indeterminado, ao nosso lado, vive em nós (mas nunca fisicamente para sempre). Pequenos gestos, uma palavra aqui...outra ali, um sorriso, um sonho...
Tropeçamos...
Caímos... e uma vez de pé retomamos o nosso rumo , mas sem deixar de praguejar: Raios! Está tudo contra mim! Ninguém me entende! Mas que coisa ....começo a cansar-me! Depois, sem dúvida as interrogações: Mas porquê ? Sim porquê a mim? Que mal fiz eu? Será karma? Devo estar a pagar por algo que fiz no passado...
Como nos vamos tornando tão insensíveis ? Como somos capazes de ignorar quem e o que nos rodeia?
E os sinais, esses que nos passam à frente durante o dia, que surgem do nada, mais parecendo estrelas cadentes ... mas teimamos em continuar um caminho que nos magoa, que nos torna infelizes e no qual tentamos sobreviver.
Há que parar.
Porque havemos de persistir nesta estrada se o que, no fundo, andamos a fazer é percorrer atalhos tentando a todo o custo voltar à estrada principal que é a nossa Vida?
Onde temos o direito de ser felizes?



express-urself_03.gif




constancinha



Impressão Digital Cereza às 00:30
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (20) | Adicionar aos Favoritos
|
Terça-feira, 25 de Janeiro de 2005

A minha cidade imaginada

178_05_18_15_18_32 copy.jpg


Na minha cidade imaginada, as formas e as cores, são belas de morrer e não é difícil que o sejam, pois que são escolhidas por mim e não há outra perspectiva a considerar.

Todos os jardins da cidade, são semeados de sorrisos, flexibilidade e luz.
Vozes amigas iluminam qualquer recanto e as manhãs serão sempre jubilosas, sem espaços de solidão e esquecimento.

O ar, tal como a água é límpido e saboroso, agradável ao tacto e o perfume encantador, se bem que tenha dificuldade em imaginar um espaço assim com humanos pelo meio.
Não concebo ver ali seres humanos (é fácil calcular a rematada parvoíce que um tal desejo envolve).
Por definição, os humanos são grosseiramente poluentes e altamente irrecuperáveis.
Todavia, os mundos sempre foram feitos para seres humanos e eu devo incluí-los na minha cidade imaginada, mesmo contra-vontade, quase exactamente como se calculasse que a vão estragar implacavelmente.
Mas pode haver um tempo inicial, de frescura, onde tudo está ainda para acontecer. E é esse que me interessa definir. Depois talvez um dia...!?

Mas podem existir anjos na minha cidade. Os ruídos das suas asas serão harmoniosos e sinfónicos, constituindo o fundo musical apropriado. Todavia há outros sons, não apenas das vozes que iluminam os recantos, mas os sons naturais, dos pássaros e das borboletas, concebidos sem dor.
As melodias são fundamentais na cidade.

Eu, imaginadora, sou uma peça fundamental nesta engrenagem: se me perturbar por um minuto que seja, toda a cidade se desmorona e outra que invente será sempre outra.
Vou deixar as coisas assim. Esta escrita permite que a cidade exista enquanto ela existir; vou deixá-la até um dia em que a imaginação serenamente, sem correrias, me leve mais longe.



Tex


Impressão Digital Cereza às 22:48
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (15) | Adicionar aos Favoritos
|
Segunda-feira, 24 de Janeiro de 2005

Obrigada

fever21 copy.jpg


Qual não foi o meu espanto, quando um dia fui ao blog do criador de sonhos, e vi lá um post escrito sobre o Urban Jungle! Claro fiquei babada, já que o criador é um dos comentadores mais assiduos deste blog. Criador, muito obrigada pelas tuas palavras!




AQUI FICA O POST QUE ESTÁ NO:http://apenasmaisumblog.blogs.sapo.pt/




janeiro 23, 2005
Urban Jungle - O blog da cereza
Bons dias,

hoje o post, é uma homenagem...

Homenagem essa a um Blog que visito todos os dias, mais que uma vez por dia, para dizer a verdade nem eu sei bem quantas, mas acreditem que muitas.

De certeza que alguns de vocês se perguntarão do porque dessas minhas viagens todos os dias ao mesmo local. Pois esse é o motivo desta homenagem.

Passo a explicar:

-É um local, onde tenho conhecido melhor muitas pessoas com quem falo todos os dias no mIRC, ali as conheço melhor pelas suas ideias depositadas, os seus comentários a inumeros e variados temas;

-É um Blog que não tem papas na lingua e fala de tudo, tal e qual a sociedade que temos, temos de tudo nela, logo ele fala de tudo... Amor, dor, paixão, comédia, entretenimento e ajuda;

-A frente dele, o blog, está uma pessoa que conheço apenas da net, mas que a tenho já como amiga, por muito que me tem ajudado, por todos aqueles que ajuda, não só no blog. No blog a ajuda dela tem sido muito importante, tem quebrado barreiras, tem permitido que muitas pessoas, se "libertem" e se mostrem e partilhem as suas alegrias e dores então guardadas.

-Neste cantinho, consegui através de alguns artigos "postados", rir, chorar... tirei duvidas sobre temas que não pensei algum dia as ter, descobri curiosidades, partilhei ideias...

-É um espaço aberto a todos, o espaço onde devo confessar, me perco por entre artigos e comentários.

É devido a tudo isto que eu achei que o minimo que poderia fazer por esse blog que tantas alegrias me deu e dá e vejo dar a rantas outras pessoas, que eu quero aqui deixar a minha homenagem e aconselhar-vos, nem que pela simples curiosidade, visita-lo e "entrar" dentro dele...

Cereza e todos os que dele fazem parte, como eu que o visitamos todos os dias, continuem...


Entra e Visita o "Urban Jungle"
Posted by super.bock at janeiro 23, 2005 01:38 PM



(Mais uma vez o meu obrigada a todos quanto fazem este blog)


Impressão Digital Cereza às 23:04
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (22) | Adicionar aos Favoritos
|
Domingo, 23 de Janeiro de 2005

Amor/Paixão

AA11.gif



Qual é o limite de uma paixão?
O que é uma paixão, este sentimento avassalador que uma parte razoável da humanidade tem horror, e não pode nem ouvir falar? Porque isto acontece? Será que viver uma paixão é o fim do mundo? Paixão mata ou faz viver?



Quando falamos em paixão, a primeira coisa que ouvimos como resposta, é alguém dizer que ela é efêmera, e não resiste ao tempo. Dizem estes sábios que só o amor é um sentimento digno e eficaz, o qual, segundo os que não acreditam em paixão, é duradouro, produz calma, acomoda-se bem nas estruturas familiares, e encaixa-se suavemente no dia-a-dia do casal moderno.



AA22.jpg AA33.jpg



Confundem o amor com um projeto vulgar de aposentadoria precoce das emoções humanas.
O tal amor calmo e tranqüilo, vai surgindo com o tempo, e vagarosamente distribui gotinhas de prazer no coração desses amantes da vida familiar, que não estão a fim de arriscar absolutamente nada. Tudo muito certinho, nada fora do lugar.



Pensando desta forma medíocre, eles tem razão, pois a paixão não se ajusta em lugar nenhum, porque ela é uma espécie de onda violenta, que vai levando tudo pela frente, um maremoto dos sentidos, onde a alma e o corpo desfilam na crista da onda do prazer.



AA44.jpg AA55.jpg



As pessoas que tem repulsa à paixão, não percebem que ela precisa de amor (seja ele de que espécie fõr) para poder sobreviver.
Talvez saibam disto, mas percebem que não têm amor bastante para ser colocado na fogueira das paixões, e por isso criam uma espécie de "firewall" dentro dos corações, a fim de impedir a entrada arrasadora de qualquer sentimento que não seja o puro e tranqüilo amor.



Paixão é uma mistura explosiva de todos os desejos que mexem com a cabeça de um homem e de uma mulher. No entanto, ela tem sempre que contar com os três elemento básicos, que são: Paixão = Amor + Sexo!



AA66.jpg



Esta é a fórmula que leva homens e mulheres ao universo dos sentidos, mostrando que a vida precisa ser vivida com intensidade, onde todas as nossas sensações ficam a flor da pele, o prazer de amar nos consome o corpo todo, incendiando a alma, rasgando a carne, transformando o acto de amar num momento de fé.


Quando mergulhamos numa paixão, o que mais ouvimos são aquelas vozes do além, passivas e frias, gritarem para que todos ouçam: "Vão se perder, e as suas forças vivas".



AA77.gif



A coisa mais digna que existe no mundo, é um homem e uma mulher se entregarem à paixão. Tudo parece girar mais rápido, o universo todo fica mais iluminado. Olhares eléctricos, queimam os olhos dos amantes, incendeiam o coração, alteram o sistema nervoso, enchem nossos sentimentos de adrenalina pura.



Os movimentos ficam mais rápidos, mãos acariciam sem parar, lábios desfilam pela superfície da pele, corpos colam-se violentamente. O suor brilha na epiderme, como se fosse cristal líquido. Os sexos fundem-se, e se tornam um só. Gritos de prazer saem de dentro da alma, rasgando a carne de ponta a ponta, para festejar o orgasmo transcendental e carnal que invade o universo do prazer.
Alma e corpo beijam-se loucamente, querendo transformar aquele momento numa eternidade possível.



Mas....



AA88.jpg AA99.jpg


Mas como evitar esta mudança quando deixamos de estar apaixonados?
Durante a paixão as pessoas visualizam e sentem um parceiro ideal que na verdade... pode não existir! E quando a fantasia se dilui dá-se então o desencanto e talvez alguma raiva e frustração.
Trata-se de uma fase crucial em que tudo pode continuar ou terminar. Tudo depende da capacidade das pessoas em saberem respeitar as diferenças e em aceitar o outro com os seus defeitos ou limitações.



BB22.jpg



Um á parte... reparem que as fotos contam a história de uma paixão louca... não sei é se tem um final feliz!


Impressão Digital Cereza às 09:39
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (20) | Adicionar aos Favoritos
|
Sábado, 22 de Janeiro de 2005

Não existe mulher feia, existe MULHER POBRE!!

O Heaven-hell mandou-me este mail, e confesso que fiquei impressionada, Terão de aumentar a imagem para ver melhor!



O Programa The Swan, da TV americana, promove uma espécie de concurso de beleza fabricada. Dezesseis mulheres já participaram dele e, ao todo, submeteram-se a 151 procedimentos cirúrgicos. Das nove finalistas, 100% fizeram plástica de seios, lipoaspiração e puseram facetas nos dentes. A vencedora, Rachel Love-Fraser, 27 anos, passou por nove tratamentos. Veja as fotos no arquivo anexo e comprovem que não existe mulher feia, existe MULHER POBRE !!!!!!




mulher_fei_t_a copy.jpg



Impressão Digital Cereza às 15:25
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (14) | Adicionar aos Favoritos
|
Sexta-feira, 21 de Janeiro de 2005

Até sempre Afonso!

Não vou fazer nenhuma introdução a este texto, até porque não saberia o que dizer...apenas tenho a certeza de uma coisa, o Afonso é concerteza uma destas estrelas, que ilumina os nossos céus, e olha por ti minha amiga!



rk5mideu copy.jpg

Hoje haveria festa pelo teu 15ºaniversário se estivesses vivo.
Há 3 anos que me olhas daí de cima, todas as minhas duvidas
surgem por ti. Que pensarás?.... Que sentirás?...Que serei eu para
ti?....É por isto que vivo, é por isto que me levanto todos os dias,
dia após dia, a pensar que tem que ser vivido, sem te mostrar que
o que anseio é estar ao pé de ti.



Só tu sabes porque me lês os pensamentos..... hoje resolvi mostrar o
que me vai na alma.
Escrever é mais fácil, não sei sequer se irei carregar no ´´ delete ``
no fim, estou a lutar comigo para continuar.... Acho que tenho de
o dizer, talvez me faça bem!! Fazes-me tanta falta...nada mais
importa....ÉS TU.
As pessoas insistem em mostrarem-se em aparecerem em fazerem-se
notar, em entrarem na minha vida....Quero apenas que o tempo passe....
tu sabes!!



Todas as noites me ouves pensar e desejar que seja a ultima. Estou cansada ...
Quando amanhece obrigo-me a continuar, a procurar, a razão de ainda aqui
estar .
E assim passam os dias.... Sabes que vivo na ilusão de te
encontrar. Sinto que te estou a magoar, ao passar isto preto no
branco, se fosse apenas em pensamento já lhe teria mudado o
rumo, e tentado esquecer ,na ilusão de que não tivesses dado por
nada. Agora apercebo-me que sabes de tudo.....nada disto é
novidade para ti.



Deves estar feliz por eu estar a assumir o meu estado de alma.....
mais uma etapa...é isto filhote, por ti continuarei...
com a força que me for surgindo.


Até sempre Afonso
(Anónima)





Impressão Digital Cereza às 17:03
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (16) | Adicionar aos Favoritos
|
Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2005

Como tratar uma mulher com TPM

Pronto, mais uma vez vou explicar aos homens como tratar uma mulher com TPM! (Ver no arquivo de Outubro - caso AINDA não saibam o que é!)



Body_Shots_by_wilcoxoj copy.jpg



Como tratar uma mulher com TPM:

Perigoso: O que temos pro jantar?
Seguro: Posso te ajudar com o jantar?
Seguríssimo: Onde queres ir jantar?
Ultra-seguro: Aqui, come esse chocolate.

Perigoso: Vais vestir ISSO?
Seguro: Humm, ficas bem de castanho.
Seguríssimo: Uau! Tás uma gata!
Ultra-seguro: Aqui, come esse chocolate.

Perigoso: Tás nervosa por quê?
Seguro: Será que não estamos a exagerar?
Seguríssimo: Toma 100 euros.
Ultra-seguro: Aqui, come esse chocolate.

Perigoso: Será que deves comer isso?
Seguro: Sabes, ainda tem muita maçã.
Seguríssimo: Queres um copo de vinho pra acompanhar?
Ultra-seguro: Aqui, come esse chocolate.

Perigoso: O que é que fizeste o dia todo?
Seguro: Espero que não tenhas trabalhado demais hoje.
Seguríssimo: Adoro quando usas esse robe!
Ultra-seguro: Come mais um pouco de chocolate.



Impressão Digital Cereza às 23:39
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (11) | Adicionar aos Favoritos
|

O Pedro Tochas já nos respondeu!

Bem, qual não é o meu espanto quando hoje chego aqui e vejo um coment do Pedro Tochas, de quem eu fiquei fã desde o ultimo sabado, em que assisti ao espectaculo dele.
Hoje ainda fiquei mais, já que ele teve a paciencia de escrever aqui algumas palavras!



DSC_09 copy.jpg



"Olá! Já ando para escrever aqui desde o dia em que encontrei este blog. Mas devido aos comentários serem tão cool, a baba entrou pelo teclado e o PC pifou. Só quero dizer: OBRIGADO!!! Assim dá vontade de trabalhar............ Até dia 26 de Março (já agora, estas datas EXTRA ainda são segredo), eu no fim do espectáculo faço um balão para a Erina. Cheers, Tochas"



Tochas
@ janeiro 19, 2005 11:28 PM




Impressão Digital Cereza às 09:49
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (13) | Adicionar aos Favoritos
|
Quarta-feira, 19 de Janeiro de 2005

Encontros vs Desencontros


Lurima copy.jpg



Hoje apetece-me escrever ! Mas escrever sobre o quê ? Estranho ! Porque será que neste meu estado actual de graça, não me ocorre um tema sobre qual me sinta inclinada a divagar ? Será esta ausência de inspiração o resultado de temas em demasia ou será que, sem aviso prévio, se me escapa aquela doce tendência de me reencontrar – solta como o vento e leve como o pensamento – na malicia do sentido trocado às palavras?



Surpreendida pela incompetência do momento, repenso e analiso o que me vai na alma e só posso concluir que, sendo tanto o que tenho vindo a calar em mim, as palavras de tão usadas e abusadas nos longos ensaios com interlocutores que inventei prostrados a meus pés, já não transmitem nada daquilo que quero gritar ao mundo, para que fique a constar como a minha verdade.



Rendo-me à evidência de que sob o peso daquilo que importaria dizer, sucumbiu a vontade de o fazer, rendendo-se ao silêncio ensurdecedor da noite, de muitas noites, todas elas amanhecidas na renovação da convicção de que o mundo não me merece.



Mas porque este é o único mundo e porque a capacidade de sonhar permaneceu através dos anos de agrestes percursos, continuei a sonhar com um mundo mais grato, com uma vida mais colorida e gratificante, com pessoas mais interessadas e interessantes, excitadas e excitantes, mais capazes e menos reluctantes em entregar e em se entregarem.



Apanhada entre o moral e imoral, encontrei e conheci pessoas que deram e se deram. Pelo que me toca, gosto de, pelo menos, pensar que as encontrei e que as conheci, mesmo que o encontro e conhecimento tenha servido pura e simplesmente para confirmar – da pior maneira – que existem pessoas que só se encontram para nunca se encontrarem.



frozenmix13.gif

Starry-Night



Impressão Digital Cereza às 18:35
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (22) | Adicionar aos Favoritos
|
Terça-feira, 18 de Janeiro de 2005

De novo: Pedro Tochas!

Ora a Queen_Akasha explica tudinho sobre o Pedro Tochas!



36tochaspedro1 copy.jpg



Bem... antes de mais nada... eu não sou a fã nº 1 do Tochas nem, obviamente, serei a última. Nem fui a organizadora-mor, apenas ajudei um amigo. Ele sim, é que é o que organiza os encontros do pessoal. Pertenço ao grupo de fãs dele, os Toochies. Conheci-os há ano e tal e posso dizer que é malta muito porreira. Conheci o Tochas através deles, depois de um espectáculo de Stand up comedy, chamado "Lado B". Eu não o conhecia de todo, até uma amiga minha me falar dele e me ter mostrado o site e alguns anúncios da Frize. Devo dizer-vos que nesse espectáculo ri-me tanto, que andei de maxilar dorido durante dois dias. :) A partir de então, comecei a seguir o trabalho dele. Tive o prazer de o conhecer pessoalmente; aquilo que ele é no palco, é-o também "cá fora", por assim dizer. Brincalhão, com ar travesso, simpático... mas, quando é preciso falar a sério, também o faz. Uma coisa que andei a reparar ultimamente... quando se fala em stand up comedy, as pessoas imaginam logo anedotas. Isto porque, segundo verifiquei, nos ditos programas de stand up comedy, a única coisa que se vê, é uma data de energúmenos a contar anedotas. Ora stand up comedy não é isso. Mas como rectificar tal erro, se é essa a ideia que transmitem às pessoas, nos media? Mas se virem o Fernando Rocha com as anedotas - sim, anedotas, porque recuso-me a dizer que ele faz stand up comedy - e um espectáculo do Pedro Tochas, ficarão a saber a diferença. É uma diferença abismal. Para quem queria ir ver o espectáculo dele... até dia 26 de Fevereiro, está tudo esgotado. No entanto, ele irá alargar a temporada até 26 de Março - dia esse que os Toochies já pediram que fosse reservado. Pelo que soube, ainda há 15 futuros bilhetes disponíveis. Preciso que me digam se querem ir, ou não e se levam alguém. Costumo andar pelo #30-50, #Pedro_Tochas e #Lisboa. Se não me encontrarem, enviem um memoserv, ou falem com a Cereza, porque ela tem o meu contacto. Ou então, visitem o site dele, que está indicado neste blog e inscrevam-se na mailing list. Uma vez por mês receberão um mail dele sobre as datas dos próximos espectáculos e/ou eventos.
Queen_Akasha
@ janeiro 18, 2005 08:19 PM



36tochaspedro3 copy.jpg



Pedro tochas escreveu isto sobre o dia que assisti ao espectáculo dele no teatro da Trindade em Lisboa! Pedro para nós foi simplesmente fantástico! (está no blog dele)




"Maiores de 18" - dia 2 sexta feira dia 14 de Janeiro



Correu muito bem.
Ajudou o facto de eu estar um pouco menos nervoso que no primeiro dia.
As mudanças em relação ao primeiro dia resultaram muito bem e as novas piadas também.
Melhorou o ritmo do espectáculo e as ligações entre as piadas.
O espectáculo cresceu 10 minutos....já vai em 75 minutos!!!
A conversa no fim voltou a ser muito divertida. Um dos técnico do Teatro da Trindade até me disse, que aquilo para ele era outro espectáculo.



f_toc04 copy.jpg



Impressão Digital Cereza às 20:48
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (7) | Adicionar aos Favoritos
|
Segunda-feira, 17 de Janeiro de 2005

Red Head Devil

Sinceramente já estou cansada de ouvir os homens dizer coisas tipo, ai eu prefiro as loiras, porque coiso e tal, são isto e aquilo...ou então: para mim, nada como as morenas coiso e tal , porque fazem isto e aquilo! Meus senhores e nós ruiva? Hum? Não existimos? Somos alguma espécie em vias de extinção? Algumas et´s? Assim sendo hoje decidi puxar a braza á minha sardinha, e escrever aqui um autentico tratado sobre ruivas!



evang54 copy.jpg




Loiras, morenas ou ruivas. Muita gente acha que a cor dos cabelos revela os traços da personalidade. As loiras divertem-se mais; as castanhas transmitem confiança; e as ruivas são muito apaixonadas. Mitos ou verdades?


De facto alguns estudiosos acreditam que a cor do cabelo tem uma forte influencia na personalidade de todos nós. Segundo estudos científicos, realizados a quase uma centena de mulheres, mudar a cor do cabelo pode representar uma mudança de personalidade.


Embora nem todos os especialistas estejam de acordo com as conclusões deste estudo, elas aqui ficam.As ruivas são misterioras e muito fogosas no campo amoroso, sendo, igualmente, possessivas e exigentes nas suas relações. Mais confiantes nas suas sensações do que nos conselhos dos outros, dão grande valor aos segredos e à privacidade. Têm uma forte energia que não as deixa desmorecer face ao primeiro obstáculo.


Culturalmente, as ruivas estão associadas à obstinação, à modernidade e ao temperamento forte. O visual ruivo sugere uma mulher que está segura de si e toma conta de sua vida. Afinal de contas, o vermelho significa perigo, fogo, risco.


Fifth_09 copy.jpg


No cinema as ruivas vestiram sempre o papel de mulher fatal... mulheres misteriosas que acendiam os tons da pele com uma moldura fulgurante de fios cor de fogo! Por outro lado, cabelos ruivos serviram muitas vezes para indicar uma propensão para a maldade e a colera.
No caso das mulheres, diz-se que os homens preferem as loiras e casam com as morenas, mas são fascinados pelas ruivas, que têm a fama de um temperamento forte e passional. A idéia de cabelos "cor de fogo" ligados a uma forte personalidade feminina parece ser a regra no imaginário dos cineastas.


Agora algumas curiosidades ruivas:


Cerca de 13% da população da Escócia é ruiva, a maior proporção mundial.

As ruivas são o assunto favorito dos artistas britânicos do século XIX. Muitas das pinturas mais famosas da era Vitoriana destacam lindas ruivas.
As ruivas têm entre 85.000 e 90.000 fios de cabelo, comparadas com 140.000 das loiras e 180.000 das morenas. Apesar disso, as ruivas parecem ter mais cabelo por que seus fios são mais grossos que os das outras.

As ruivas de cabelo mais claro tendem a ter olhos mais claros, enquanto as ruivas de cabelo escuro tendem a ter olhos acizentados.

A Rainha Elizabeth I lavava seu cabelo três vezes por ano. Resultado : o cabelo caiu, e ela passou a usar uma peruca ruiva!

Dizem que as bruxas precisavam da gordura de uma pessoa ruiva para fazer venenos.

Os Egípcios consideravam o cabelo vermelho sinal de azar, e costumavam queimar ruivas vivas para que não nascessem mais ruivas. Não funcionou, como é evidente!

Na Dinamarca, é uma honra ter um filho ruivo. Já na Córsega, ao se cruzar com uma ruiva na rua vira-se e cospe-se no chão. E na Polônia, dizem que ver três ruivas seguidas na rua, vai ganhar na Lotaria!


Seja como fôr, tudo isto fez com que os ruivos fossem considerados pessoas excepcionais e diferentes. Durante a Idade Média as ruivas chegaram a ser acusadas de bruxaria e queimadas na fogueira – o cabelo vermelho seria um indício da actividade diabólica



Pois agora fiquem com algumas ruivas diabólicas, ver se mudam o discurso, de uma vez por todas! Ruivas de vários quadrantes: cinema, moda, e música.


018 copy.jpg iessica copy.jpg18315 copy.jpg



(A diva ruiva Rita hayworth e a sua clone, Jessica Rabbit)



1 copy.jpgnic.jpgangelina_jolie_4 copy.jpg



(A naturalmente ruiva Nicole Kidman, e Angelina Jollie)


gillian2 copy.jpg kylie_minogue001 copy.jpg fash1091 copy.jpg


(A sempre ruiva Gillian Anderson, mais conhecida por Scully dos xfiles, Kylie Minogue e Angie Everhart )



Algumas delas ruivas naturais, outras nem por isso...O que interessa é o carisma e a atitude!
“...She´s a red head devil.”



feverdan4.gif



jinhos para as loiras e morenas :)
Cá para mim isto é tudo treta, né?


Impressão Digital Cereza às 19:47
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (31) | Adicionar aos Favoritos
|

av_fever01.gif

.Urbanidades Recentes

. Aberto: Rui Pedro e Anoré...

. FIM

. Porque eu? porque isto? p...

. Mulher

. Hannibal - Rising

. ...

. Voltaste meu amor...

. Falling

. ...

. Uma brincadeira...

. SuGeStÕeS:

. Pedofilia ou Amor

. coragem!

. Feliz Natal

. Ainda Tango...

. Destaque no sapo: poema d...

. Sonho § Realidade

. Do Flyman

. (...)

. Parabens Lua

av_jml12.gif myarms-yourhearse.gif

.Selvas já Visitadas

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

10MM.gif

.Procura no UJ

 

.Posts Favoritos

. Falling

. Destak

. UJ no DN

. Putas, Prostitutas (os) e...

. Casos Reais: Putas, Prost...

. Maria Madalena: Prostitut...

. "Schindler português"?

. Dedicado ao meu Pai!

. Caso de Vida

. Os BrancosNegros ou Negro...