Sexta-feira, 29 de Abril de 2005

Prescrição para males de amor

Da Starry_Night! Esta mulher pensa em cada uma! A senhora que está nesta e noutras fotos deste blog é a Isabelle Adjani, e não a Monica Bellucci






vogue_1994-01 copy.jpg

"Amor é fogo que arde sem se ver;

É ferida que dói e não se sente;

É um contentamento descontente;

É dor que desatina sem doer"





Ah Camões

Se vivesses hoje em dia

Tomavas uns anti-piréticos

Uns quantos analgésicos

E Xanax ou Prozac para a depressão

Compravas um computador

Consultavas a página do Murcon

E descobririas

Que essas dores que sentias

Esses calores que te abrasavam

Essas mudanças de humor repentinas

Esses desatinos sem nexo

Não eram feridas de amor

Mas somente falta de sexo.



Starry



Impressão Digital Cereza às 22:08
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (17) | Adicionar aos Favoritos
|
Quinta-feira, 28 de Abril de 2005

Hora coca-cola light?

Meus amigos, hoje vai ser um post 4 em 1... e já vão entender porque! Hoje resolvi deixar os assuntos sérios e dizer o que me vai nesta alma “linda” ehehheehehe



503374 copy.jpg


1.Hora coca-cola light: A primavera... ai a primavera *suspiro * .... faz-me sentir tão bem! Só me apetece andar na rua! Dançar, cantar.... ir a concertos, ir ao ginásio, massagens, perder peso, ir ao cabeleireiro, enfim... investir em mim! Ando feliz, acreditam? Este tempo faz-nos sentir vivos, felizes, cheios de energia... que sensação fantástica!
O unico senão é que me dá a febre do consumismo lol... comprar roupa, sandálias, malas, bijuteria... eu sei lá. É verdade o calor dá-me a volta á cabeça!!!!
Hora coca-cola light meninas!!!!!! Gostam da musica? JUST BE SEXY!



============


Wanna make love to you:



I don't want you to be no slave.....
I don't want you to think you got it made.....
Do exactly what you wanna do.....
I just wanna make love to you, that's alright



I don't want you to run around like you got it made....
Don't want you to run around like the Ace of Spades....
Do exactly what you plan to do....
I just wanna make love to you, that's alright...


OH YEAHHHH


============




503367 copy.jpg


2.O criador_Sonhos, pediu-me um texto para o blog dele que me deixou muito honrada... foi o primeiro blog a convidar-me a escrever algo. É um texto sobre o corpo feminino... com toda a sua beleza e sensualidade , um pedido de um amigo meu o Firewiz. Escrevi há algum tempo... mas como devem compreender, já nem tempo e espaço tenho para publicar textos meus no UJ... O que é um bom sinal!!!!
Portanto desta vez vão ao blog do meu amigo Criador deixar um comment.... Espero que gostem.Aqui fica o link:"Parvoices" de um Sonhador LET´S BE COOL




503373 copy.jpg


3.Agora o tal almoço do Urban Jungle... eu alinho, mas para já temos de decidir algo muito importante... o local onde ele se vai realizar.
Eu adorava que fosse em Sesimbra... comer um peixinho grelhado, com uma salada de tomate e pimenta assado, numa esplanada virada pro mar! Ai já tou a babar!
Mas também sei que há pessoal do norte que gostaria de ir... ora Sesimbra fica assim um pouco fora de mão, não é?...Então a ideia seria fazer o almoço a meio caminho...Lx – Porto! Que acham? vale a pena? Mas onde poderemos nós comer um peixito fresco grelhado, numa esplanada a apanhar solinho? Ideias?
Depois de decidir isso, falamos em datas... mas deixem desde já as vossas sugestões! LET´S BE BOLD




503371 copy.jpg


4.E agora o meu SPORTING! Que clube lindooooooooooooo! 2-1 para mim não foi o melhor resultado, mas tudo está em aberto! E lá vamos nós a caminho da final da taça UEFA! Estou radiante... estou orgulhosa dos meus meninos! Lindos!Ai o que eu não dava por ter o meu Figuinho de volta a Alvalade (não faz mal sonhar)! E por falar em GRANDES jogadores.... vai dar uma reportagem fantástica sobre a nossa mais recente “perola” o João Moutinho.... sabado ás 12.30 na TVI (hihihiihih)
Ah e para a superliga apenas dependemos de nós... cof cof... disto nem falo, senão há ai muita gente a ficar cheio de azia!
Só eu seiiii, porque não fico em casaaaaaaaaaa la lalalalallalala! WE ARE FAMOUS


Hoje ouvi uma girissima na BEST FM: chamava-se pensamento tuga: Os homens portugueses adoram guardar aquelas cuecas bem velhinhas, para depois mais tarde puxarem o brilho ao carro com elas! lollll TIPICO!


Só mais um pensamento, há gente muito ressabiada nesta net... mas enfim... é primaveraaaa! BE NOT!


Impressão Digital Cereza às 23:41
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (27) | Adicionar aos Favoritos
|

...

Meus amigos, hoje vai ser um post 4 em 1... e já vão entender porque! Hoje resolvi deixar os assuntos sérios e dizer o que me vai nesta alma “linda” ehehheehehe




1.Hora coca-cola light: A primavera... ai a primavera *suspiro * .... faz-me sentir tão bem! Só me apetece andar na rua! Dançar, cantar.... ir ao ginásio, massagens, perder peso, ir ao cabeleireiro, enfim... investir em mim! Ando feliz, acreditam? Este tempo faz-nos sentir vivos, felizes, cheios de energia... que sensação fantástica!
O unico senão é que me dá a febre do consumismo lol... comprar roupa, sandálias, malas, bijuteria... eu sei lá. É verdade o calor dá-me a volta á cabeça!!!!
Hora coca-cola light meninas!!!!!! Gostam da musica?




2.O criador_Sonhos, pediu-me um texto para o blog dele que me deixou muito honrada... foi o primeiro blog a convidar-me a escrever algo. É um texto sobre o corpo feminino... com toda a sua beleza e sensualidade , um pedido de um amigo meu o Firewiz. Escrevi há algum tempo... mas como devem compreender, já nem tempo e espaço tenho para publicar textos meus no UJ... O que é um bom sinal!!!!
Portanto desta vez vão ao blog do meu amigo Criador deixar um comment.... Espero que gostem.




Agora o tal almoço do Urban Jungle... eu alinho, mas para já temos de decidir algo muito importante... o local onde ele se vai realizar.
Eu adorava que fosse em Sesimbra... comer um peixinho grelhado, com uma salada de tomate e pimenta assado, numa esplanada virada pro mar! Ai já tou a babar!
Mas também sei que há pessoal do norte que gostaria de ir... ora Sesimbra fica assim um pouco fora de mão, não é?...Então a ideia seria fazer o almoço a meio caminho...Lx – Porto! Que acham? vale a pena? Mas onde poderemos nós comer um peixito fresco grelhado, numa esplanada a apanhar solinho? Ideias?
Depois de decidir isso, falamos em datas... mas deixem desde já as vossas sugestões!




E agora o meu SPORTING! Que clube lindooooooooooooo! 2-1 para mim não foi o melhor resultado, mas o caminho está aberto...E lá vamos nós a caminho da final da taça UEFA! Estou radiante... estou orgulhosa dos meus meninos! Lindos!Ai o que eu não dava por ter o meu Figuinho de volta a Alvalade (não faz mal sonhar)! E por falar em GRANDES jogadores.... vai dar uma reportagem fantástica sobre a nossa mais recente “perola” o João Moutinho.... sabado ás 12.30 na TVI (hihihiihih)
Só eu seiiii, porque não fico em casaaaaaaaaaa la lalalalallalala!


Impressão Digital Cereza às 23:30
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
Quarta-feira, 27 de Abril de 2005

Uma nova empresária! II

Pronto, pronto, acabemos com a novela da Queen, aqui fica a segunda e ultima parte!



gatoo copy.jpg


2ª parte


"As horas vão passando e, aos poucos, os feirantes que estavam ao nosso lado começam a conversar conosco e a ensinar algumas coisas, como por ex: “Os melhores dias para vendas são após o dia 20 de cada mês e no fim dos mesmos, porque num, é o dia dos ordenados da malta da função pública e o outro, o das restantes pessoas.” Ou seja, em vez de vendermos os trapos a 50 cêntimos, ou um euro, podemos pedir mais qualquer coisinha. Dica valiosa a ser utilizada brevemente, se não desatar a chover a potes.

Continuamos a dar-nos com os colegas dos lados esquerdo e direito, que são simpáticos e até nos rimos de algumas situações ocorridas entre eles e os fregueses. Uma das mais hilariantes foi a seguinte:
Do nosso lado direito estavam um rapaz e uma rapariga a vender objectos de jardinagem (regadores de aspecto antigo, ancinhos, flores secas, cestos, etc); um senhor já idoso parou para ver o que tinham. Com um sorriso maroto, apontou para um boneco em forma de catatua (muito bem feito, por sinal) e disse, sorrindo: “A minha mulher andava a chatear-me para lhe comprar uma gaiola com canários... agora levo-lhe um papagaio.” Desatámos todos a rir à gargalhada, com o ar satisfeitíssimo do senhor. Isto pode soar a algo simples, mas acreditem que teve mesmo muita piada e deu azo a algumas gracinhas trocadas entre nós e os nossos colegas.

Daí a mais um tempo, resolvemos empacotar novamente as coisas, colocar no carro, dar uma volta pela feira e estarmos atentas a locais estratégicos para estacionar o carro e montar a tenda. Já não me lembrava que a Feira fosse tão vasta. É difícil não ficarmos deslumbradas com a variedade de coisas que se encontram ali. No meio da quinquilharia, encontra-se sempre algo interessante. Basta saber procurar ou ter paciência para tal.

No entanto, no meio daquilo tudo, algo de cor berrante estava no chão e a atrair a atenção de quem lá passava: um alguidar com três gatinhos muito bébés. Deviam ter entre duas a três semanas, demasiado novos para estarem ali para serem dados. A feirante explicou-nos que a mãe deles havia morrido atropelada e que resolveram dá-los em vez de os afogar. Para que tivessem uma hipótese. Ficamos com pena e com algum temor, porque nem toda a gente sabe tratar de um gatinho que ainda não foi desmamado.

Afastamo-nos um pouco, a pensar naquilo. Duas raparigas doidas por animais, perante aquela situação... tentamos arranjar uma solução, telefonando para algumas pessoas. Uma Associação dispôs-se a recebê-los, de modo que voltamos para trás. Já só havia dois gatinhos. Um tinha sido dado antes de chegarmos. Só espero que saibam tratar dele convenientemente. Trouxemos os dois orfãos. Vamos levá-los a casa da minha amiga, que irá entregá-los no dia seguinte. Compramos seringas e leite para gatinhos. Um deles mama furiosamente o leite e o outro, é quase uma tourada para o fazer comer. É o mais pequeno, mais enjeitadito. Continuo a fazer esforços e fico cheia de leite no casaco. Mas consegui. Vitória!

Aquelas duas coisinhas fofas tentam brincar, desajeitadamente e tentam lavar-se, tão pequeninos...!

Não me irei alargar mais aqui.
A experiência na feira foi engraçada, tenciono voltar lá mais vezes. Só espero que não tenha mais desfechos como este...


Queen_Akasha


botas copy.jpg



Another Perfect Day



"...i still believe it when you say
it's another perfect day
another perfect day
i still believe it when you say
it's another perfect day
another perfect day..."




Impressão Digital Cereza às 17:54
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (23) | Adicionar aos Favoritos
|
Terça-feira, 26 de Abril de 2005

Uma nova empresária! I

Assim que leu a história do Fonz, a Queen pôs mãos á obra e escreveu esta sua experiência em menos de meia hora! (és assim rápida em tudo? lol) E assim cá temos mais um testemunho cheio de humor! Tenho a certeza que ainda vai ser uma grande empresária... mais que não seja na feira da ladra!!!! Fica aqui a primeira parte do texto... o resto virá amanhã.



Penny copy.jpg


Cinco e um quarto. O despertador toca. Tenho de me levantar para o desligar.
A estratégia é mesmo essa: colocar o despertador longe da mão destruidora, não só para proteger o desgraçado aparelho, como para me obrigar a sair da cama.
“Hunnff... parece que só me deitei há bocadito. Ainda é noite. Sou mesmo doida...”

Toca a tomar banho e a arranjar-me, porque a minha boleia está quase a chegar.
Verificar se está tudo bem empacotado, se não falta nada. Afinal, vai ser a minha estreia como vendedora na Feira da Ladra. E sem licença. A minha amiga também não a tem... vai correr tudo bem. Espero.

A minha amiga chega, ajuda-me a arrumar as coisas no carro e diz-me que, caso eu tenha roupa boa (pois, sem ser os velhos trapos que não uso há uma data de tempo, na esperança de que voltem a ser moda), a ponha de lado, porque descobriu que há uma senhora em “xis” parte que compra roupa usada e de certeza a melhores preços do que na Feira.

Chegamos à Feira da Ladra, após termos dado duas voltas e subido uma rua íngreme e estreitinha – a minha amiga diz-me que sou uma co-pilota bestial, por a ter feito enfiar o carro por tal via. No meu íntimo, estava apavorada com a hipótese de podermos ficar ali atravancadas.

São seis menos um quarto e já estão muitas pessoas a montar as tendas, a colocar mantas no chão, para vender toda a espécie de quinquilharia, trapos e sabe-se lá o que mais. Conseguimos arranjar um espaço abaixo do Panteão, tendo o cuidado de deixar passagem para as pessoas – fiquei a saber que a polícia embirra com isso, ao ponto de ordenar que se levante a tenda.

Estamos a colocar a tralha na manta – pois, é mesmo tralha; ainda me pergunto se de facto vamos vender estas coisas -, quando surge a primeira cliente. Uma senhora de idade, que se interessa por umas sandálias minhas. Experimenta-as, mostra-se interessada e a seguir, franze o nariz ao ouvir o preço: 5 euros. Vai-se embora. Ao fim de cinco minutos, aparece o neto a pedir as mesmas sandálias, com os cinco euros na mão.

Mais pessoas começam a aparecer, umas páram para ver a panóplia de coisas que tínhamos ali (roupa, maioritariamente, livros, cds, sapatos), outros seguem caminho, dando apenas uma olhadela rápida.

Acho piada que as pessoas regateiem os preços (baixíssimos) que se pedem. Estavamos a vender os livros a 50 cêntimos cada e ainda perguntavam se era o preço fixo. Ainda temos aquela variante de pessoas que agarram em 5 livros, por ex., e diz: “Se levar estes cinco, a quanto me sai? Pode ser 1, 50 euro?”
Fico a pensar na anormalidade da situação, quando me recordo dos preços praticados nas livrarias e até mesmo nos alfarrabistas. Pessoas que compram livros por 20 euros ou mais e ali, regateiam 50 cêntimos!
O mesmo se passa com a roupa. Ok, é roupa velha, usada... mas, mesmo assim, a um euro...!
Queen_Akasha


Continua....


4540 copy.jpg

( Esta é a Gwen Stefani, que canta esta música... sei de fonte segura, que comprou esta roupa á Queen Akasha)


Rich Girl:



"...If I was a rich girl na na na na na na na na na na na na na na
See, I'd have all the money in the world
If I was a wealthy girl
No man could test me
Impress me
My cash flow would never ever end
Cause I'd have all the money in the world
If I was a wealthy girl

Think what that money could bring
I'd buy everything
Clean out Vivienne Westwood
In my Galliano gown
No, wouldn't just have one hood
A Hollywood mansion if I could
Please book me first-class to my fancy house in London town..."


(Por acaso também gostava de ser uma "rich girl" e andar vestida de Galliano)


Impressão Digital Cereza às 19:10
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (30) | Adicionar aos Favoritos
|
Segunda-feira, 25 de Abril de 2005

25 de Abril: Um testemunho

Deixo aqui o testemunho do Francisco, (neto de Aristides Sousa Mendes) que viveu "in loco" o 25 de Abril. Um homem e uma familía que faz parte da história do nosso país... Por isso sinto-me sempre Honrada com a contribuição dele para o Urban Jungle. Um bem haja Francisco!



S_maia.jpg

( Salgueiro Maia )


Naquela madrugada não realizei o que íamos fazer, não dei conta do acto em si...O cap. Salgueiro Maia convidou-nos a ir para Lisboa fazer um golpe de Estado, era 1,00 hora da madrugada de 25 de Abril de 1974, tínhamos apagado a luz da camarata há coisa de 15 minutos.

Era uma linguagem a que não estávamos habituados e pensámos tratar-se de acção psicológica, de mais uma instrução nocturna...contudo achámos que desta vez o nosso comandante de esquadrão estava a ir longe demais.

Verdadeiramente só começámos a acreditar, no momento em que fizémos fila para receber munições e granadas reais....Alto...qualquer coisa se passa! Todos responderam ao convite, ninguém quis ficar no quartel; com o cap. Salgueiro Maia iríamos até ao fim do mundo, e, medo era coisa que não tínhamos, ou não tivéssemos 20 e poucos anos.

Houve momentos de tensão, não posso negar, mas todos juntos e com a ajuda do povo, conseguimos levar a melhor. Não esqueço a coragem daquele homem, em cima dos carros de combate, de megafone na mão. Definitivamente o regime tinha chegado ao fim, e, por Deus, de uma forma pacífica.

Assistimos à rendição dos membros do Governo que se tinham refugiado no Quartel do Carmo, entre eles o Presidente do Conselho, Prof. Marcelo Caetano. O acolhimento da população foi memorável e o regresso a Santarém, quase impossível, com tantas pessoas à nossa passagem.

No fim de tudo, dei-me conta que tinha ajudado acabar com o regime que tanto mal fizera ao meu Avô...ironia do destino!


Francisco de Sousa Mendes



Painel_05.jpg



No post em baixo, podem continuar a dar os parabéns ao Maslow, que faz anos nesta data tão importante




Impressão Digital Cereza às 10:51
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (40) | Adicionar aos Favoritos
|

Parabénssssssss!!!!!

Isabelle_Adjani copy.jpg



Parabéns Maslow! Em tua homenagem uma morena belissíma!



Impressão Digital Cereza às 00:32
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (28) | Adicionar aos Favoritos
|
Domingo, 24 de Abril de 2005

Profissão: mãe!

O Maslow recebeu este mail de uma amiga e diz: "Gostei muito da mensagem, especialmente, levou-me a sorrir pelo humor e pela dignidade com que veste a palavra mãe do rótulo profissão. Pareceu-me uma homenagem simples e engraçada, apesar de muito aquém do que merecem as mães."



Já agora, PARABENS MASLOW! (25 de Abril)


10012006 copy.jpg


"Uma mulher foi renovar a sua carta de condução. Pediram-lhe para informar qual era a sua profissão. Ela hesitou, sem saber bem como se classificar...

- "O que eu pergunto é se tem um trabalho", insistiu o funcionário.

- " Claro que tenho um trabalho, sou mãe".

- "Nós não consideramos 'mãe' um trabalho. Vou colocar Dona de casa", disse
o funcionário friamente.

Passado uns tempos, voltou a encontrar-se em situação idêntica de dizer a sua profissão... A pessoa que estava a atender era obviamente uma funcionária de carreira, segura, eficiente, dona de um título sonante.

- "Qual é a sua ocupação?"

Sem saber o que dizer, as palavras simplesmente saltaram-lhe da boca para fora:

- "Sou Doutora em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas."

A funcionária fez uma pausa, a caneta de tinta permanente a apontar para o ar e olhou-a como quem diz que não ouviu bem...

A mulher repetiu pausadamente, enfatizando as palavras mais significativas. A funcionária maravilhada, ia escrevendo, com tinta preta, no questionário oficial. Mas não resistiu em questionar:

- "Posso perguntar o que faz exactamente?"

Calmamente, sem qualquer traço de agitação na voz, a mulher respondeu:

-"Desenvolvo um programa a longo prazo (qualquer mãe faz isso), em laboratório e no campo (normalmente eu teria dito dentro e fora de casa), sou responsável por uma equipa (a minha família) e já recebi quatro projectos (todas meninas). Trabalho em regime de dedicação exclusiva (alguma mulher discorda???), o grau de exigência é em nível de 14 horas por dia (para não dizer 24 horas)."

Houve um crescente tom de respeito na voz da funcionária que acabou de preencher o formulário, se levantou e pessoalmente foi abrir-lhe a porta. A mulher dirigiu-se para casa, com o título da sua carreira erguido, e foi recebida pela sua equipa:

- uma com 13 anos, outra com 7 e outra com 3, e no andar de cima, pode ouvir o seu mais recente projecto (um bebé de seis meses), a testar uma nova tonalidade de voz.

A mulher sentiu-se triunfante e disse em alta voz:

- "Maternidade... que carreira gloriosa!"

E pensou para ela:

- as avós deviam ser chamadas "Doutora-Sénior em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas"; - as bisavós: "Doutora- Executiva-Sénior"; - e as tias: "Doutora - Assistente"...

Uma homenagem carinhosa a todas as mulheres, mães, esposas, amigas e
companheiras. Doutoras na Arte de fazer a vida melhor !!"

Já dizia Fernando Pessoa: "Somos do tamanho dos nossos sonhos."


Roses copy.jpg

(Godinho Godinho Godinho…)



Bitch
"...I'm a bitch, I'm a lover
I'm a child, I'm a mother
I'm a sinner, I'm a saint
I do not feel ashamed
I'm your hell, I'm your dream
I'm nothing in between
You know you wouldn't want it any other way..."





Impressão Digital Cereza às 13:09
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (20) | Adicionar aos Favoritos
|
Sábado, 23 de Abril de 2005

Bute aí Cinderela!

Como contar a história da Cinderela às crianças de hoje:



012 copy.jpg

(A Cinderela dos nossos dias)




Há bués da time havia uma garina cujo cota já tinha esticado o
pernil e que vivia com a chunga da madrasta e as melgas das
filhas dela.

A Cinderela, Cindy p'ós amigos, parecia que vivia na prisa, sem
tempo para sequer enviar uns mails. Com este desatino só lhe
apetecia dar de frosques, porque a madrasta fazia-lhe bué de
cenas. É então que a Cindy fica a saber da alta desbunda que ía
acontecer : uma party!!

A gaja curtiu tótil a ideia, mas as outras chavalas cortaram-
lhe as bases. Ela ficou completamente passadunte, mas depois de
andar à toa durante um coche, apareceu-lhe uma fada baril que
lhe abichou uma farda baita bacana e ela ficou a parecer uma
g'anda febra. Só que ela só se podia afiambrar da cena até ao
bater das 24. A tipa mordeu o esquema e foi para a borga sempre
a abrir.

Ao entrar na party topou um mano cheio de papel, que era bom
comó milho e que também a galou. Aí a Cindy passou-se dos
carretos e desbundaram "ól naite long" até que ao ouvir as 24
ela teve de se axandrar e bazou. O mitra ficou completamente
abardinado quando ela deu de frosques e foi atrás dela, mas só
encontrou pelo caminho o chanato da dama.

No dia seguinte, com uma alta fezada, meteu-se nos calcantes e
foi à procura de um chispe que entrasse no chanato. Como era um
alta cromo, teve uma vaca descomunal e encontrou a maluca, para
grande desatino das outras fatelas que tiveram um g'anda vaipe
quando souberam que eles iam juntar os trapos.

No fim, a garina e o chavalo curtiram largo e foram bueréré de
felizes...



</strong>Luisv</strong>



Impressão Digital Cereza às 13:16
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (10) | Adicionar aos Favoritos
|
Sexta-feira, 22 de Abril de 2005

Después de la tormenta...Baila

Quantas vezes ligamos a rádio, e ouvimos aquela música que nos faz recuar no tempo. Pois é...ainda há dias isso me aconteceu! Ai aquele Verão! Lanço o repto, há alguma música que vos faz recordar momentos e emoções intensas?? contem, contem,contem...qual? qual? cusquice!!!!


cortez020704a copy.jpg

(O fantástico Joaquin Cortéz)




Há CANÇÕES que deixam marcas,
que não serão apagadas,
tornando-se inesquecíveis,
e cada vez que são tocadas,
reacende a sensação,
relembrando com emoção
as velhas fases passadas.

Há MÚSICA que se torna
marcante na nossa existência,
de momentos bons ou maus,
mantendo a forte influência,
jamais será esquecida,
permanece na nossa vida
com a sua consistência.

Há MÚSICA que se escuta
que comove e arrepia,
e a uma situação
passada se associa,
com a mesma intensidade,
manifestando saudade
do que se sentiu um dia.

A MÚSICA tem um papel
IMPORTANTE na nossa vida,
companheira, confidente,
confortante, preferida,
desperta e toca com calma,
é alimento da alma,
no fundo bem acolhida.

A MÚSICA atrai, facilita,
desperta, ajuda, enaltece,
relaxa, agrada, conforta,
contribui e favorece,
eleva, envolve, ilumina,
inspira, harmoniza, ensina,
dignifica e engrandece, ........

A MÚSICA transmite paz,
alegria, liberdade,
entusiasmo, calor,
beleza, suavidade,
uma forma de expressão,
de luz e contemplação,
de graça e felicidade.

A MÚSICA serve pra ouvir,
cantar, sentir e dançar,
brincar, curar e beber,
pensar, criar, estudar,
compor, brindar e dormir,
sofrer, chorar e sorrir,
viver, LEMBRAR, amar, e dancar, dançar...dançar.


Para ti Guldan*


J.Cortez copy.jpg


corazón partio

“...Dar solamente aquello que te sobra
Nunca fue compartir, sino dar limosna, amor.
Si no lo sabes tu, te lo digo yo.
Después de la tormenta siempre llega la calma,
Pero, s? que despus de ti,
Después de ti no hay nada.

Para que me curaste cuando estaba herio.
Si hoy me dejas de nuevo el corazón partio...”



Impressão Digital Cereza às 00:48
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (21) | Adicionar aos Favoritos
|
Quarta-feira, 20 de Abril de 2005

Sympathy for this Devil!

Não vos passa pela cabeça o que já ri com este texto... Este Louis mata-me LOL
Não é exagero meu, está fantástico! Nós cá o entendemos!


pacinodevil copy.jpg


(Aqui uma foto do Louis_Phere e o Keanu Reaves)



“Caro Deus”


Bem sei que não me portei da melhor forma ao tentar equiparar-me contigo mas o Mourinho faz o mesmo todos os dias e com ele não te chateias, enfim…Mas estou a escrever-te por um motivo completamente diferente. É que te enganaste. É verdade…enganaste-te! Não vim parar ao Inferno. Aterrei aqui num sítio esquisito (mas isto é só uma forma de olhar) que tem uma placa na entrada que diz simplesmente “Urban Jungle”.


A princípio estranhei, nada de fogueiras, labaredas nem vê-las, choros e gritos também não . Assim como assim olha… fui ver como era a coisa. Sei-te dizer que isto parece um albergue espanhol, encontra-se de tudo. Há aqui malta da minha equipa, a Morgaine (uma feiticeira má como as cobras) e também uma pequena Sucubuzinha muito arisca que, diga-se em abono da verdade, não me têm respeito nenhum…isto a malta das hostes infernais sabes como é, não obedecem cá a hierarquias , não é como aí em cima que anda tudo a pão e laranja. Aqui cada um inferniza alegremente para seu lado. Anda aqui outro indivíduo que não sei se é dos meus se é dos teus, tão depressa está no Céu como no Inferno…Há aqui é muitas míudas. Ele é Erinas, Alices, Emanuelles, Anas, Martas…é o diabo a quatro.


Com elas já aprendi o significado de novas palavras, nomeadamente fashion e cool e sei-te dizer que se tivesse dois tridentes, em vez de um só, depressa aprendia a fazer tricot. E elas conhecem-se todas, isto de selva tem pouco, mais parece uma matinha. Mas, digo-te, em noites estreladas e quando olho para o Céu tenho saudades disso aí em cima. Vá lá que nessas alturas temos aqui um barzinho onde me encontro com um Anjo (pasme-se!) e com um Deus da Água (aqui não lhe toca). Sei bem que os nomes deles são enganosos, pois se andam por aqui também te fizeram alguma…De lá saímos muitas vezes abraçados e aos baldões a cantar hinos celestiais…Vá lá que o Fonz e o Francisco (autênticos criadores de sonhos) lá nos encaminham, pacientemente, para os nossos aposentos, nessas horas mais negras.


A comida aqui é que é uma lástima! Ao pequeno almoço dão-nos pataniscas com cerejas, ao almoço cerejas com pataniscas, lanche volta a dose de pataniscas com cerejas e ao jantar, para desenjoar, cerejas com pataniscas. Se durante a noite temos fome, deixam-nos um pacotinho de batata frita ( sabor Tex-Mex), na mesinha de cabeceira. Sei-te dizer que o meu estômago anda como o sítio para onde me devias ter enviado, caso não te tivesses enganado. Estou que nem posso…


Bom…de momento as novidades são estas, recebe um abraço deste teu ex-servidor, que mesmo assim ainda te tem alguma estima e que assina



Louis_Phere / Lúcifer Manuel (para os amigos)


al-pacino copy.jpg




SYMPATHY FOR THE DEVIL

”Please allow me to introduce myself
I’m a man of wealth and taste
I’ve been around for a long, long years
Stole many a man’s soul and faith

And I was ’round when jesus christ
Had his moment of doubt and pain
Made damn sure that pilate
Washed his hands and sealed his fate

Pleased to meet you
Hope you guess my name
But what’s puzzling you
Is the nature of my game..”



Impressão Digital Cereza às 22:42
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (36) | Adicionar aos Favoritos
|
Terça-feira, 19 de Abril de 2005

Uma ida ao Hospital II

Antes de ler este texto - para quem não o fez ontem - terá de ler o post anterior, já que isto é uma continuação do post anterior! Escolhi esta musica a proposito desta aventura do Fonz, já entendem pq!



Warehouse copy.jpg




Continuação: Segunda parte



"...Acordei na unidade de recobro, com uma enfermeira a fazer-me festas na cara – sabem, é difícil ser bonito como eu :P – e a dizer “Tão meu lindo como te sentes?”. Cavalheiro como sou, eu diria mesmo que sou um galã, respondi “F*d*-se mas que P*T* de dor”. Poético não acham? Até fez eco na unidade …


Depois de ser visitado pelos meus pais e irmão nessa unidade, fui levado para a Enfermaria de Cirurgia. As duas senhoras que iam a empurrar a maca não se sentiram inibidas com a minha presença e conversavam muito à vontade. Mesmo estando completamente pedrado, consegui ouvir o resumo da novela daquela noite e ainda ficar a saber que não sem bem quem, penso que uma colega delas, tinha um marido viciado no jogo clandestino e que a filha tinha medo do pai e mais umas quantas tragédias naquela família. As coisas que uma pessoa descobre numa viagem entre a sala de operações e uma enfermaria. Ao menos vi que apesar de operado, eu podia estar pior …


E estava pior do que pensava ... Fui para o bloco a pensar que era uma apendicite mas pela conversa das duas senhoras percebi que não. Uma perguntou à outra "Que teve este jovem?" ao que a outra respondeu "Pensava-se que era apendicite, mas na verdade foi uma hemo-peritonite (tive 5 dias para aprender a dizer isto LOLOL)". Uma suposta bebedeira, transformada em apendicite, na verdade tratava-se de uma hemorragia interna no abdómen, em que perdi cerca de 2 litros de sangue ..."


Passei a primeira noite num quarto com mais 7 pessoas, todas elas recém operadas e que precisavam de cuidados redobrados. Claro é que acordava de meia em meia hora pois a minha vizinha carregava no botão de chamar as enfermeiras sempre que precisava de coçar o nariz … O que vale é que adormecia facilmente devido aos efeitos da anestesia...


Na segunda noite, já estava num quarto só com 3 senhores. Dois para serem operados à vesícula e um aos intestinos. Este ultimo, tinha ataques de sinusite por isso acho que dá para imaginarem o motor de arranque que aquele homem parecia a ressonar. Para ajudar à festa, outro senhor só tinha 25% de visão. Com isto, não conseguia ver bem as horas no telemóvel e acordava-nos de hora a hora a perguntar as horas! Às tantas eu já lhe respondia “É mais uma hora do que a ultima vez que perguntou…” ou mesmo “São quinze minutos para daqui a um quarto de hora!”. Felizmente, ainda se sentiam os efeitos da anestesia e eu conseguia voltar a dormir …


No dia seguinte, foi o pânico! O hospital tinha estado em obras. Ia lá o Primeiro-Ministro fazer a inauguração do edifício – que já tava em funcionamento há 4 meses – então estavam a transferir doentes de um lado para o outro. A mudar de piso, enfermaria, etc … As visitas, andavam todas trocadas. Iam aos quartos onde as pessoas estavam no dia anterior e já não estava lá ninguém … A anestesia já não resultava. Os 44 agrafos que tinha na barriga já se faziam sentir. Para animar a festa, não podia dormir de lado como estou habituado que aquilo doía à parva. Como se isto não chegasse, apercebi-me que as camas tinham perto de 1,85m enquanto eu tenho 1,90m. E já como se diz, um azar nunca vem só. Quando eu felizmente conseguia adormecer ou acordava com as empregadas do hospital a falarem de receitas ou da novela (ARGH!!!!) ou era o meu companheiro de quarto com o “motor de arranque” a bombar a toda a velocidade!!


Grande senhor Zé, o meu colega de quarto.. Um senhor nos seus 60 ou 70 anos. Fanático pelo Benfica. Imaginem o que era quando eu, sócio do Sporting desde que nasci, e o Sr. Zé começávamos a discutir quando estávamos a ouvir um relato de futebol. Vinham logo as enfermeiras acalmar-nos … A melhor foi quando ele adormeceu durante o jogo do Sporting e o Sporting marcou um golo no final do jogo quando ele já tinha adormecido. Assim que a enfermeira pergunta o resultado, foi logo a divergência. Sr. Zé “Empatou 0-0” enfermeiras “Ai que bom!!! EHEH!” Eu “Nada disso, ganhou 1-0” E pronto foi logo a discussão …


Outra situação desagradável verificava-se quando precisava de verter águas. Elas insistiam que nos levantássemos e nos habituássemos a ir ao WC. Acontece que debilitado fisicamente é um bocado difícil uma pessoa levantar-se. Nesta situação, o bacio torna-se um utensílio extremamente útil. Mas como não há bela sem senão, numa das noites a empregada deixou-me o bacio num local inacessível para mim que não conseguia mexer-me devido aos agrafos na barriga. Fiquei numa posição mesmo desconfortável. Eram 4 da manhã, não queria acordar toda a gente com a buzina irritante. Que iria eu fazer? Lá ganhei coragem, acabei uma garrafa de água que lá linha e lá me desenrasquei! Curioso foi quando a minha mãe chegou na manhã seguinte. “Oh Hugo, quem é que te trouxe chá?”…


Já estava a desesperar … Só tinha alta quando me funcionassem os intestinos. O que era uma desilusão já que eu tinha o meu momento All Bran às 17h30 e há 4/5 dias que ele estava a falhar … Estava há 5 dias no hospital. Já tinha lido revistas de trás para a frente e frente para trás. Acordava às 6 da manhã e metia-me a mandar mensagens aos meus amigos a dizer que aquilo estava cheio de enfermeiras novas e com calças brancas – Ahh as calças brancas … Cheguei ao degredo de ter passado o dia a contar o número de vezes que a RFM passava a “My Immortall” dos Evanescence – 7 num só dia entre as 7h e as 23h :x


Ironia dos destinos, logo quando já estava a ganhar a atenção de uma das enfermeiras que tinha os seus 22/23 aninhos, até já tinha pedido ao meu pai para me levar a Gilette uma vez que a barba de 6 dias fazia-me perder a minha visibilidade e mesmo as hipóteses com a enfermeira :P, acontece que os intestinos funcionaram após 5 dias no hospital!! Foi uma sensação de alívio enorme, de tal forma que até gritei “TOMA LÁ! ”. Tinha ganho a minha saída do hospital, mas lá se foram as hipóteses com a enfermeira …"



Fonz




Impressão Digital Cereza às 22:58
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (30) | Adicionar aos Favoritos
|
Segunda-feira, 18 de Abril de 2005

Uma ida aos Hospitais

O Fonz já referiu em muitos dos seus comentários aqui no blog sobre o facto de ter sido operado... hoje decidou descrever algumas das situações que viveu e aquilo que se apercebeu nos hospitais e centros de saúde nacionais... Um testemunho que acaba por ser hilariante... vai ser dividido em duas partes!


Trust_the_Professional copy.jpg



1ª parte


Lá estava eu mais uma vez numa festa da faculdade. Tal como era hábito, organizamos um jantar de amigos antes de irmos a Santos para depois ir para a Discoteca onde era a festa. O truque é quase sempre arranjar um sítio onde se coma minimamente bem e dê para enfrascar a torto e a direito grandes quantidades de álcool (normalmente sangria e cerveja) sem ter de gastar muito. Depois de umas garfadas e uns quantos copos – fui obrigado a consumir, a sério, quase que me apontaram uma arma eheheh :P – ficamos a falar um bocado e a fazer as brincadeiras do costume. Numa destas “brincadeiras”, acabei por levar uma cotovelada na barriga. Talvez por estar “anestesiado” não senti lá grandes dores e até levei aquilo na desportiva. Até disse “Epah, um pouco mais abaixo e lá se ia a hipótese de existirem Fonz´s Juniores, herdeiros de todo o meu charme!”.


As dores a sério só surgiram umas horas depois, logo na altura que estava a negociar com o namorado da minha afilhada o “dote” por me estar a roubar a minha jóia lol. A seguir a beber um shot, bem que senti uma explosão cá dentro. Parecia que tinha comido às colheres uns dois frascos de Chili … Sem querer arriscar, fui para casa, falei com os meus pais e fomos para o hospital.


No hospital, tiveram a amabilidade de injectar-me uma dose de cavalo para as dores, daquelas que um gajo nem se consegue sentar pois parece que levamos um pontapé de todo o tamanho – o que é que as mentes mais perversas já estão a pensar?!?! – Supostamente para me aliviar. E eis que surge o diagnóstico altamente técnico e que requer conhecimento na matéria para conseguir decifrar tamanha demonstração de conhecimento. “Vai mas é para casa que estás com os copos e a morrer de sono!” – confesso que fiquei maravilhado com estas palavras. O único senão era que a médica que me disse isto estava aos soluços, com a fala bastante lenta, tinha os olhos fechados (acho que nunca os abriu enquanto falou comigo) e o cotovelo em cima da mesa a apoiar-lhe a cabeça. Na altura comentei com a minha mãe: “Posso ter bebido uns copos, mas quase que consigo jurar que ela bebeu mais do que eu … “.


No dia seguinte as dores ainda cá estavam. Fui ao centro de saúde e a minha medica de família depois de examinar-me disse que parecia ser apendicite – GANDA BEBEDEIRA HÃN?? : P – e que era melhor eu voltar para o hospital. E lá fomos nós, desta vez para outro hospital …


Neste hospital, já com um documento do centro de Saúde a dizer que era uma urgência e com o diagnóstico, ainda tive de esperar umas horas para ir à triagem para ser diagnosticado – Ah ok, no centro de saúde disseram-me para ir ao hospital para fazer uma visita e deram-me o papel de Urgência Medica para meter no currículo se calhar…- para se saber para que gabinete eu devia ir.


Depois da triagem, fui encaminhado para a Cirurgia Geral nas Urgências. Lá encontravam-se 3 médicos, em que cada um dá a sua opinião sobre a situação. O pior de tudo é que alem dos 3 médicos, ainda estavam lá dois jovens estagiários. Atenção! Não tenho nada contra os estagiários. Acho muito bem que vão pondo em pratica aquilo que aprendem nos cursos! A situação é que o teste de diagnostico de apendicite consiste em pressionar no abdómen um pouco a cima da virilha e depois se ao tirar o paciente sentir dores fortes a dar com um pau, é sinal de que qualquer coisa há ali! Pois bem, com 3 médicos lá, um deles orientador de estágio dois 2 jovens, fui examinado por 3 médicos e depois ainda servi de cobaia para que o teste de diagnóstico fosse feito umas 7 ou 8 vezes para que os jovens vissem bem a reacção e cara de esforço que um paciente faz quando parece padecer de apendicite… Apesar de tudo senti-me orgulhoso por ter contribuído para a formação de 2 futuros médicos… Saí do gabinete com as seguintes palavras “Vai lá despir-te que a gente opera-te daqui a bocado.”. E lá fui eu dar mais uma voltinha de novo…


Depois de vestir a bata e guardar os meus pertences e já deitado na maca, aparece um enfermeiro para me meter o cateter para a anestesia. Era um jovem novo (talvez mais um estagiário) e então optei por reinar um bocado com ele. “Aviso-te desde já que se isso doer eu depois passo por aqui e dou-te um enxerto de porrada” – Palavras meigas não acham? Eheh … Acho que ele ficou assustado. É que uma semana depois quando lá voltei, ele ainda se lembrava da minha cara e comentou comigo “Tu por aqui? Não vais dizer que tiveste dores pois não?!?!”. Não, não tinha doído – Depois de fazer o cateter, esse mesmo jovem levou-me para a sala de operações onde uma das últimas coisas que me lembro de ter ouvido foi do estilo “Ainda tenho tempo para fumar um cigarrito?” que teve como resposta “Não!! Daqui a uma hora começa a novela e por isso temos de despachar isto”. Adormeci com a anestesia transtornado pois por minha causa 2 pessoas tiveram de alterar os seus planos …



"Continua amanhã"

Fonz


Impressão Digital Cereza às 20:45
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (51) | Adicionar aos Favoritos
|
Domingo, 17 de Abril de 2005

Bem ali ao Lado...

Quando pedi à Mathiot para escrever um texto para o Urban Jungle, ela não se mostrou muito receptiva, porque achava que o blog tinha textos muito bons, e não se sentia á vontade. Mas insisti, porque já vi poemas dela lindos. E não me enganei, a Math teve uma ideia muito original... Eu que faço a IC19 todos os dias, revi-me nesta divagação da Mathinha!



subvid02 copy.jpg



IC19 em hora de ponta. Sempre que posso, evito, mas nesse dia não foi possível e, sempre que me acontece, não resisto a observar os ocupantes das viaturas que vão passando…um casal de meia-idade discute, e eu tento adivinhar: talvez ela o esteja a acusar de infidelidade e ele desculpa-se alegando que o jantar com a secretária era meramente de trabalho. Talvez ele a acuse de lhe dar demasiado uso ao cartão de crédito, ou talvez seja apenas uma crise de meia-idade e eu concluo que as pessoas deviam casar com outras de faixa etária diferente; ao menos não teriam as crises de meia-idade ao mesmo tempo. O carro avança e um camionista olha; ‘não, não estou de saias, estás com azar’, penso enquanto lhe deito um olhar fulminante.



Olho pelo espelho retrovisor e no carro de trás, um senhor bem posto enfia o dedo pelo nariz dentro e retira “algo” das entranhas…Aumento o volume do rádio para me distrair. Olho de novo para o lado e é agradável à vista, bonito atraente e bem penteado. Sorri e retribuo com um sorriso irónico; sempre estereotipei os homens demasiado bonitos e atraentes - são apenas isso, bonitos e atraentes. Agora até usam uns dispositivos para falar ao telemóvel que mais parece que vão a pilotar um avião (ou telefonistas, como diz um amigo meu que também usa), ou pelo ,menos fá-los sentirem-se poderosos dominadores das máquinas que conduzem.



O senhor bem posto entrou na bomba de abastecimento. Enquanto sai em direcção ao depósito, o macaco que retirou do nariz e que tinha ficado agarrado ao volante apodera-se dos comandos e foge-lhe com o carro, rumo à liberdade, perante o olhar estupefacto do senhor, que já não parece assim tão bem posto. De volta à realidade penso: …e a Cereza pediu-me um texto para o blog dela e eu para aqui a divagar…bolas, não me ocorre tema nenhum!!



Olho de novo para o lado. Um casalinho novo, ele fala com entusiasmo ao telemóvel, ela folheia com displicência uma revista, provavelmente de vestidos de noiva.
Tantos rostos diferentes, gente que comunga das mesmas crenças, talvez, mas interesses diferentes. O que será que nos move realmente? De uma vista aérea somos pequeninos, insignificantes, formigas atarefadas, algumas cigarras aqui e acoli.
Ando a ler um livro que me emprestaram sobre reencarnação. Por mais que o autor me tente convencer que todas as almas são objecto de vidas passadas e futuras, com o intuito de aprender, melhorar, atingir o clímax do altruísmo e da prática do bem, eu estou convencida que só poderão reencarnar as almas plenas, as sublimes, porque há por aí algumas que são mais vazias que ovos da Páscoa. Ainda pergunto ao autor: mas se não nos lembramos dos erros cometidos nas vidas anteriores, como iremos aprender com eles na presente vida?? Não obtenho resposta e eu nunca lidei bem com dúvidas sem respostas.


Chego finalmente a Lisboa e, aqui, as formigas também se deslocam a pé, novas, elas sempre na moda e andar bamboleante, eles, agora, disfarçam as barriguinhas proeminentes com camisas de marca por fora dos jeans e usam pente 1 para disfarçar a calvice precoce. Velhas, elas cabisbaixas carregando nos ombros o peso da velhice mal paga pelas reformas da segurança social, eles nas esquinas em pequenos grupos lêm jornais e conversam sobre a actualidade.



Estaciono, e entro no edifício. Já no piso 2 cruzo-me com o meu médico que me dá os bons dias e pergunta: ‘Então, preparada para tirar os pontos?’ Tenho vontade de lhe responder: ‘Então, preparado para levar um pontapé nos queixos se me fizer doer??’ Mas só me sai um ‘Desde que não me dê uma má notícia…’



av_dwsfl01.gif


Richard Ashcroft - Check the meaning
Too much blood, too much hate, turn off the set
There's got to be something more
When Mohammed, Allah, Buddah, Jesus Christ
Are knocking down my door
I'm agnostic getting God, but man
She takes a female form
There's no time, no space, no law
We're out here on our own
..........
.And when the city sleeps we go walking
We find a hole in the sky and then we start talking
And then we say "Jesus Christ, Jesus Christ, Jesus Christ
Buy us some time, buy us some time"



Impressão Digital Cereza às 20:57
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (35) | Adicionar aos Favoritos
|
Sábado, 16 de Abril de 2005

Sol, Lua e Mar

Simplesmente adorei este poema que a Luadourada me mandou! Por vezes pergunto que influência terão em nós as fases da lua, o sol, e as marés?



946a34f5f359e3dc.jpg




Quarto minguante!
No mar não vejo reflexo
Angústia gritante
Duma vida sem nexo
.
Lua nova!
Mar chão
Uma brisa nova
.
Quarto crescente!
Mar tonto
Uma vida descrente
Um amor que não encontro
.
Lua cheia!
Mar revolto
Numa mão cheia
De nada, me conforto.
.
O dia nasce,
O sol brilha com fulgor,
Palpita coração meu
Com prenúncio de amor.
.
Sol benfazejo
Que alegra os passarinhos.
Com que satisfação eu vejo
Eles fazerem seus ninhos
.
Sol que a vida dá
Sol que a vida renova
Não há sol sem vida
Sem vida, sol não haverá.
.
Entardece!
O sol perde seu brilho
Escurece
Mas sigo sempre meu trilho.
.
No mar me vou refugiar
No mar adormecerei
Se a Primavera chegar
Do mar, regressarei

E se regressar,
Mui feliz serei
Se voltar a encontrar
Um amor que deixei.



luadourada



av_tpog09.gif



After Dark: do filme "From Dusk Till Dawn". Sobre uma vampira...a Lua tem destas coisas!
"...Watching her
Strolling in the night
So white
Wondering why
It's only After Dark

In her eyes
A distant fire light
burns bright
Wondering why
It's only After Dark..."



Impressão Digital Cereza às 18:04
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (17) | Adicionar aos Favoritos
|

av_fever01.gif

.Urbanidades Recentes

. Aberto: Rui Pedro e Anoré...

. FIM

. Porque eu? porque isto? p...

. Mulher

. Hannibal - Rising

. ...

. Voltaste meu amor...

. Falling

. ...

. Uma brincadeira...

. SuGeStÕeS:

. Pedofilia ou Amor

. coragem!

. Feliz Natal

. Ainda Tango...

. Destaque no sapo: poema d...

. Sonho § Realidade

. Do Flyman

. (...)

. Parabens Lua

av_jml12.gif myarms-yourhearse.gif

.Selvas já Visitadas

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

10MM.gif

.Procura no UJ

 

.Posts Favoritos

. Falling

. Destak

. UJ no DN

. Putas, Prostitutas (os) e...

. Casos Reais: Putas, Prost...

. Maria Madalena: Prostitut...

. "Schindler português"?

. Dedicado ao meu Pai!

. Caso de Vida

. Os BrancosNegros ou Negro...