Terça-feira, 31 de Outubro de 2006

Parabens Majocaaaaaaaaaaaaaaaa

PARABENS MAJOCAAAAAAAAAAAA,

sua:  boazuda, giraça, bem disposta, caliente, faladora, tonta, linda, bonita, trenga, despistada, encantadora, sedutora, desencaminhadora, bela, inteligente, simpática, rabaneta

LOIRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAÇAAAA

Um beijo de todos Nós

mas já ninguém me avisa dos aniversários? É que não fixo nem umzinho!!!!!

Aqui está a prenda da Majoca Lolll


Impressão Digital Cereza às 20:40
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (34) | Adicionar aos Favoritos
|
Segunda-feira, 30 de Outubro de 2006

Quero desaparecer...

Há dias assim... eu sei, porque também os sinto.

Quero desaparecer….assim…para que todos vejam…

A preto e branco, numa folha de papel…

Quero um cigarro….

Quero gritar ….

Quero fugir…

Desertar…

Talvez amar….

Quero ficar sem cor….

Sem cheiro….

Sem sentir….

Quero que o preto me fuja do branco, nesta folha de papel….quero o cinzento….

Não quero o mar…

O por do sol….

O vento no rosto…

Não quero nada que me dê prazer….

Não quero dançar…

Nem tão pouco comer….

Não quero amar!!!!

Quero morrer….

 

Anónima - 27 out 2006


Impressão Digital Cereza às 00:55
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (22) | Adicionar aos Favoritos
|
Quarta-feira, 25 de Outubro de 2006

Every woman has an itch

Agora algo totalmente diferente, da AnaMar.

"...He said, "It's been fine so far but after a while I want more than a soft style.
I want some slashes to go with those long eyelashes."
And so the bedroom became the black room but a year later he wanted something more, something I wasn't quite prepared for.

He said, "Every woman has an itch and every nice girl secretly wants to switch."
I like how the skins look on your white hands.
I'd like you to deliver one of my demands."
He said, "Every woman has an itch and every nice girl wants to switch."
He led me in and lit the room with a hundred candles and said "God never gives you more than you can handle."
I sat astride his chest, "It's just a thrill," he said, as he relaxed on the dark, dark bed,
"it's just breath control."

(...)

He whispered "Hold me here" and I did and his head fell back.
He whispered "Press harder" and I did and his eyes rolled back.

"it's just breath control."

 

 

O temporal inundou a noite, como uma violenta fisgada. Apenas os relâmpagos serviam de luz.
Holofotes do pecado.
Em palco os nossos corpos balançavam e choravam entre a navalha e uma pluma negra.

Na cama empoleirados,
encenamos e contracenamos,
declamamos indecências,infâmias...
pelos lábios,
pelas línguas
saliva
sexos...

No meu corpo de pecadora, derramaste a insanidade do teu prazer, alimentando-me de luxúria
de seiva, de mel, e de delinquentes desejos__________________

Os teus olhos meu amor... Ah, os teus olhos nos meus...
Torturavam-me a alma
o coração
os seios,
o ventre
o meu instinto mais primário de fêmea-mulher_______________

Dois corpos famintos,
escandalosos
voluptuosos
aflitos
perdidos
e em êxtase___________________

Incendiamos a cama, rasgamos lençóis, partimos copos, sussurrámos gemidos e gritamos segredos madrugada fora, sem horas para chegar nem partir.

No meu corpo feito de incalculáveis labirintos
perdeste-te
e encontraste-me
fazendo de mim tua prisioneira
viciada...viciada em ti_______________________

AnaMar

 


Impressão Digital Cereza às 11:26
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (23) | Adicionar aos Favoritos
|
Segunda-feira, 23 de Outubro de 2006

" Portugal vale a pena" de Nicolau Santos

Enviado pela Tex :) 

Eu conheço um país que tem uma das mais baixas taxas de mortalidade de recém-nascidos do mundo, melhor que a média da União Europeia.
Eu conheço um país onde tem sede uma empresa que é líder mundial de tecnologia de transformadores.


Mas onde outra é líder mundial na produção de feltros para chapéus. Eu conheço um país que tem uma empresa que inventa jogos para telemóveis e os vende para mais de meia centena de mercados.
E que tem também outra empresa que concebeu um sistema através do qual você pode escolher, pelo seu telemóvel, a sala de cinema onde quer ir, o filme que quer ver e a cadeira onde se quer sentar.


Eu conheço um país que inventou um sistema biométrico de pagamentos nas bombas de gasolina e uma bilha de gás muito leve que já ganhou vários prémios internacionais.
E que tem um dos melhores sistemas de Multibanco a nível mundial, onde se fazem operações que não é possível fazer na Alemanha, Inglaterra ou Estados Unidos. Que fez mesmo uma revolução no sistema financeiro e tem as melhores agências bancárias da Europa (três bancos nos cinco primeiros).

 

 

Eu conheço um país que está avançadíssimo na investigação da produção de energia através das ondas do mar. E que tem uma empresa que analisa o ADN de plantas e animais e envia os resultados para os clientes de toda a Europa por via informática.
Eu conheço um país que tem um conjunto de empresas que desenvolveram sistemas de gestão inovadores de clientes e de stocks, dirigidos a pequenas e  médias empresas.
Eu conheço um país que conta com várias empresas a trabalhar para a NASA ou para outros clientes internacionais com o mesmo grau de exigência. Ou que desenvolveu um sistema muito cómodo de passar nas portagens das auto-estradas. Ou que vai lançar um medicamento anti-epiléptico no mercado.


mundial. Ou que é líder mundial na produção de rolhas de cortiça. Ou que produz um vinho que "bateu" em duas provas vários dos melhores vinhos espanhóis.
E que conta já com um núcleo de várias empresas a trabalhar para a Agência Espacial Europeia. Ou que inventou e desenvolveu o melhor sistema mundial de pagamentos de cartões pré-pagos para telemóveis. E que está a construir ou já construiu um conjunto de projectos hoteleiros de excelente qualidade um
pouco por todo o mundo.


O leitor, possivelmente, não reconhece neste País aquele em que vive - Portugal.
Mas é verdade. Tudo o que leu acima foi feito por empresas fundadas por portugueses, desenvolvidas por portugueses, dirigidas por portugueses, com sede em Portugal, que funcionam com técnicos e trabalhadores portugueses.


Chamam-se, por ordem, Efacec, Fepsa, Ydreams, Mobycomp, GALP, SIBS, BPI, BCP, Totta, BES, CGD, Stab Vida, Altitude Software, Primavera Software, Critical Software, Out Systems, WeDo, Brisa, Bial, Grupo Amorim, Quinta do Monte d'Oiro, Activespace Technologies, Deimos Engenharia, Lusospace,
Skysoft, Space Services. E, obviamente, Portugal Telecom Inovação. Mas também dos grupos Pestana, Vila Galé, Porto Bay, BES Turismo e Amorim Turismo.
E depois há ainda grandes empresas multinacionais instaladas no País, mas dirigidas por portugueses, trabalhando com técnicos portugueses, que há anos e anos obtêm  grande sucesso junto das casas mãe, como a Siemens Portugal, Bosch, Vulcano, Alcatel, BP Portugal, McDonalds (que desenvolveu em Portugal um sistema em tempo real que permite saber quantas refeições e de que tipo são vendidas em cada estabelecimento da cadeia norte-americana).

 


É este o País em que também vivemos.
É este o País de sucesso que convive com o País estatisticamente sempre na cauda da Europa, sempre com péssimos índices na educação, e com problemas na saúde, no ambiente, etc.
Mas nós só falamos do País que está mal. Daquele que não acompanhou o progresso. Do que se atrasou em relação à média europeia.


Está na altura de olharmos para o que de muito bom temos feito. De nos orgulharmos disso. De mostrarmos ao mundo os nossos sucessos - e não invariavelmente o que não corre bem, acompanhado por uma fotografia de uma velhinha vestida de preto, puxando pela arreata um burro que, por sua vez, puxa uma carroça cheia de palha. E ao mostrarmos ao mundo os nossos sucessos, não só futebolísticos, colocamo-nos também na situação de levar muitos outros portugueses a tentarem replicar o que de bom se tem feito.
Porque, na verdade, se os maus exemplos são imitados, porque não hão-de os bons serem também seguidos?

Nicolau Santos, Director - adjunto do Jornal Expresso In Revista Exportar


Impressão Digital Cereza às 01:30
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (24) | Adicionar aos Favoritos
|
Terça-feira, 17 de Outubro de 2006

A Lisboa que eu Amo!

 

 Não é fácil caracterizar Lisboa por ser miscigenadamente complexa mas também não é difícil dada a atomicidade cultural e a diversificação de factores enigmaticamente atractivos, quando se gosta. Também fiz meu este lugar, tal como muitos de vós, como se daqui do ventre tivesse saído, inimaginável outrora, lá longe...

Pólo regional multifacetado, "LISBOA" é uma realidade que ardentemente amo e que a chama viva o tempo um dia apagará. No mundo não é famosa, jamais será a maior e muito menos a melhor. Cá dentro…é encantadora, amorosa e docemente provocante.

Do seu seio emana uma comunidade heterogénea, oriunda sabe-se lá donde, que lhe concede uma natureza tão distinta, cujos defeitos e virtudes são paixões de escritores e cantados por poetas, cantadores e cantadeiras. È uma gente sensivelmente sofredora, versátil, madura e dedicada. Sinto em cada momento que Lisboa trabalha, mesmo quando deprimida, se empenha cantando…

Ulisses (herói Grego) foi o fundador da cidade, cujo nome, por declinação no tempo, redundou em "Lisboa". A burocracia administrativa apela à confusão de termos: O Concelho de Lisboa, a Grande Lisboa, a Área metropolitana de Lisboa e a Região de Lisboa e Vale do Tejo são exemplos disso.

A abundância da fauna e flora, outrora determinou a cobiça dos Fenícios, Gregos, Cartagineses e Romanos, deixando dedadas legíveis como por exemplo fóruns, templos, termas, palácios, vilas e um teatro. Os Alanos, Suevos e Visigodos também marcaram presença de forma violenta. A ocupação Muçulmana (719-1147) deu grande impulso ao desenvolvimento da cidade, intra e extramuros, em distribuição anárquica de ruas sinuosas e estreitas (Alfama). A fixação da corte para Capital do Reino (1256), a cidade floresceu. Da era medieval herdamos grandes edifícios religiosos, conventos e a grande praça do Rossio.

No século XVI (descobrimentos) Lisboa, enriquecida pelas Índias, passou a ser o centro mercantil da Europa. Na zona ribeirinha, a crescer, surge o Terreiro do Paço (centro político e comercial). Desta época restou a Casa dos Bicos, o Convento Madre de Deus, o Mosteiro dos Jerónimos, a Torre de Belém (Manuelino) e o (boémio) Bairro Alto (para marinheiros e artesãos) é, actualmente noctívago, delícia das operadoras turísticas por proliferarem os bares e casas de fado famosas.

O vento espanhol (1580/1640) arquitectou um gosto barroco. No século XVII (D. João V), a prioridade do ouro do Brasil foi para carentes estruturas …, tais como conventos, igrejas e muitos e sumptuosos palácios. O restinho dos vinténs ainda chegou para que o Aqueduto das Águas Livres e chafarizes enchessem as bilhas e cântaros da gentalha.

O terramoto de 1755 permitiu um plano urbanístico (pela primeira vez) para a reconstrução da Baixa Pombalina (espírito iluminista), a qual beneficiou o Rossio e a Praça do Comércio. A primeira, principal ponto de encontro (equiparado às "Docas" de hoje) onde coexistem os mais antigos cafés, teatros e restaurantes. A Praça do Comércio, porta aberta para o Tejo, local de partida e chegada, com arcadas e arcos de triunfo.

No século XIX o Liberalismo e o início da revolução industrial dá agitação colorida à baixa e à zona elegante do Chiado onde se articulam lojas, tabacarias, cafés, livrarias, clubes e teatros.

O Estado Novo (1926/1974) trouxe novas urbanizações e edifícios públicos, a zona de Belém foi modificada (1940), surgiram os "pastéis…", bairros sociais na periferia da cidade e a ligação sobre o Tejo foi uma dádiva politicamente divina que o ingrato povo obedientemente agradeceu… Quase todos previram a degradação das fragatas, faluas varinos e batelões. O António contou que a ignorância dos barqueiros de traje remendado, por serem analfabetos, jamais contariam os dias..., embora sempre acompanhados de perto pelos incansáveis empregadores da rua António Maria Cardoso…

A Revolução de Abril trouxe os militares de volta, os portugueses lá residentes e, posteriormente, muitos africanos que se estabeleceram principalmente na periferia da cidade. Esta apresentava uma desordem natural e incontrolável (bairros clandestinos, a falência do mercado de arrendamento, paragem da construção civil, falências de empresas, desemprego, a fuga dos investidores, etc.), estabilizando com a adesão à Comunidade Europeia (1986). Politicamente tentou-se a modernização da sociedade e a subjugação de individualidades, surgindo, em substituição, as corporações que se muscularam. Os fundos comunitários reabilitaram bairros históricos, bairros degradados, o património cultural e arquitectónico, zonas ribeirinhas e substituição de bairros de barracas e habitações clandestinas por habitações sociais. Os Serviços monopolizaram a cidade e a indústria foi atirada para longe. A ponte Vasco da Gama foi factor importante no estender dos braços para outras áreas da margem. A cozinha portuguesa introduz na malga um picantezinho tropical. Posteriormente, pé ante pé, surge nova vaga de emigrantes instruídos que dão ao lisboeta um ar de importância balofa dado que as antigas empregadas foram entretanto substituídas também por loiras de olhos azuis.

As praças e mercados mergulham na actividade ao raiar do dia bem como a Feira da Ladra onde o negócio legal nunca foi ilegal. Na boca da noite a vida crepita nas docas e nas grandes superfícies, o fado em Alfama canta à luz da vela na calada da noite. As refeições são pasto de rica gastronomia, alimentando gente que não tem fome e passa horas a tentar, nos ginásios, libertar calorias que não escoam. Criamos água na boca saber do cozido ou ao cheiro da sardinha assada e que temos antigos pátios vazios de saudade onde se bailou a marcha que era popular e que a Avenida do Marquês subtraiu para encantar a liberdade.

O Camões que nunca conhecemos mas que sabemos ter existido por escrever qualquer coisa que só alguns percebem, ou julgam perceber…, os museus e bibliotecas que por vezes encerram quando os turistas mais procuram, as praias onde o sol fabrica moreninhos/as que posteriormente perdem a pele rapidamente, fazem parte dos roteiros por ser esta a região do País mais procurada pelos turistas.

Em qualquer parte perdemos longos períodos a discutir futebol ou questões fúteis sobre a vida dos visíveis que a comunicação social nos impinge, e que adoramos.

 

Muito mais ficou certamente por empolgar, é esta a Lisboa que eu amo com defeitos e virtudes.

 

14/8/2006

Abel Marques


Impressão Digital Cereza às 17:41
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (56) | Adicionar aos Favoritos
|
Domingo, 15 de Outubro de 2006

Moda Lisboa II

Eu nem sei se gostei ou não ter ido à Moda Lisboa. Alias acontece-me isto todos os anos. Tem um ambiente giro, vê-se muita gente bonita (curiosamente mais homens que mulheres) mas é simplesmente insuportável ver o nosso miserável "jet set".


( foto by: Cereza )

Jet set? Mas que Jet Set? Por amor de Deus, será que não temos outras personagens sem ser a "abelha" Maia, famosa tarologa e astróloga da nossa praça (uii), Daniel "Adriano" Nascimento (uii uii), Carlos "rosa" Castro (3x uii), Raquel "radical" Matos, Rita Egídio... e companhia! Argh, até me causam náuseas! Passeiam-se de um lado para o outro, viram-se para as câmaras descaradamente, enfim...uma fita pegada.

As única "famosa" que se comportou de um modo discreto, afastando-se dos pseudo "socialites" foi a actriz Sílvia Rizo.

Quanto ao desfile em si... bem, confesso que sou amiga do Nuno Gama, mas nem por isso gostei muito da colecção dele Primavera/Verão 2007 para Homem. Tirando algumas T-Shirts, os fatos de banho, os chinelos, e mais uma peça ou outra, o resto "não faz muito o meu estilo.

 

PRIMAVERA . VERÃO 2007

"Uma viagem a bordo do “sagres” comandado pelo imaginário de Corto Maltese, em direcção a um resort no equador.Novos marinheiros num estilo elegante e limpo, misturam-se com veraneantes cosmopolitas num sportswear mais requintado.

Na eterna busca de novos códigos de elegância, mais descontraídos e menos rígidos, personalizados na excelência dos algodões e na vivencia urbana, da vida contemporânea.

Tudo bons rapazes em busca do seu melhor, numa nova atitude na busca do self, de viver e usufruir a aventura maravilhosa que é a vida, sem nunca perder o sentido de humor"

in:
www.modalisboa.pt


(Foto by: Cereza)

Quanto aos modelos(homens) tirando um ou dois, mais conceituados, foi para esquecer. Será que não há homens mais bonitos em Portugal? Claro que há, eu até conheço alguns! Aliás tenho colegas de trabalho que são lindíssimos, e por várias vezes foram convidados por estilistas portugueses a fazer parte das suas passagens... mas não o podem fazer por uma questão de ética profissional... enfim...

 Salvou-se o actor/manequim José Fidalgo, que é de facto um homem lindíssimo... mas falta-lhe altura - para ser manequim - o que é uma pena!

 


Ficam aqui as medidas:

José Fidalgo
Altura 1.78

Casaco 48
Cintura 80
Camisa 41
Sapatos 41.5
Olhos castanhos
Cabelo castanho

Tive pena de não ver os desfiles da Ana Salazar, e do José António Tenente, mas faltou-me a pachorra! Sabem que mais? Mais-valia ter ido ao Grande prémio de Motos, no Autódromo do Estoril. 

 



Impressão Digital Cereza às 03:10
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (18) | Adicionar aos Favoritos
|
Quinta-feira, 12 de Outubro de 2006

Moda Lisboa

brigada Tex, ENCONTREI O VIDEO!!!!!
She's the face on the radio
She's the body on the
morning show
She's there shaking it out on the
scene
And she's the colour of a
magazine

And she's in fashion




She is Pois é meu
caros amigos...

 

Andei a hibernar uns meses por questões de saúde, e também porque me acomodei. Sabem aquelas fases que quanto menos saímos menos vontade temos de o fazer? Isso mesmo, foi o que se passou comigo. Como me "obriguei" a mudar o meu estilo de vida, ou seja voltei a fazer aquelas coisas que me dão gozo. Agora já não me agrram, lolll ... o que não é de todo bom, porque a minha tendência natural é sempre para exagerar. É a tal coisa do 8 ou 80!

 

Isto tudo para contar mais uma daquelas futilidades que só nos fazem bem ao Ego.

Ontem recebi dois convites do Nuno Gama, para a moda Lisboa... o que quer dizer sabado lá estarei. Gosto de moda, embora tenha o meu estilo, e tenha a noção do que me fica bem ou não. Acho que isso é muito importante tanto nos homens como nas mulheres... não adoptar tudo o que dizem ser "fashion".... mas isso também não interessa nada agora.
Sabado lá irei ver as colecções do Nuno Gama, José Antonio Tenente e Ana Salazar no Museu da Electricidade. Na minha profissão dá para conhecer muita gente interessante, e bonita... mas confesso que adoro passear-me por aquele mundo da moda... ir a desfiles, ver gente linda, conversar de trapos lolll... enfim, uma das minhas muitas paixões. No domingo depois conto como foi :) Mas se pudesse escolher um desfile, escolheria este que podem ver no video de baixo. John Galliano. Sinceramente acho este homem um artista. Muito excêntrico e exuberante, mas é assim que eu gosto. Gosto do exagero!
.
O desfile que aqui podem ver é desta estação Outono/Inverno 2007. Digam-me lá se elas não estão fabulosas??? Eu até adorava andar assim, de "bandana" e oculos escuros, mas imagino como iriam reagir as pessoas na rua... sem falar no trabalho! Claro que já experimentei aqui em casa lolllll. Já coloquei uma bandana e uns oculos para ver como ficava... até nem me fica mal de todo á cara, porque gosto do estilo, mas não sou alta, por isso não dá... caía no ridiculo... e acreditem, não há nada PIOR, que cair no RIDICULO!
.

Ah é verdade, LUA diz aí de tua justiça!


Impressão Digital Cereza às 22:16
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (10) | Adicionar aos Favoritos
|
Terça-feira, 10 de Outubro de 2006

Quem descobre?

Da: LuaDourada:

Ao encontrar um texto antigo, muito interessante, achei por bem divulgá-lo no Urban Jungle para que todos os paineleiros possam opinar e também sensibilizá-los para a diversidade de situações que, sem participarmos directamente somos sempre responsáveis morais.

Uma Mulher Assassinada

Num número de Março de 1965 a revista francesa ELLE publicou uma pequena história que provocou as mais acesas discussões e opiniões. Eis a história:

"Uma senhora casada e ainda muito jovem um pouco abandonada pelo marido demasiado ocupado pela sua profissão, deixa-se seduzir e vai passar a noite a casa do amante situada na outra margem do rio. No dia seguinte, de manhã cedo, para chegar a casa antes do marido que regressa de uma viagem, ela tem que atravessar uma ponte. Mas um louco ameaçador impede-lhe a passagem. Ela corre então à procura de um barqueiro que lhe exige uma certa quantia pelo transporte.

Não trazendo consigo nenhum dinheiro, ela explica a situação; suplica uma ajuda, mas o barqueiro recusa-se a transportá-la sem o pagamento adiantado.

Ela vai ao encontro do amante e pede-lhe o dinheiro, que ele recusa sem qualquer explicação.

Dirige-se então a casa de um amigo celibatário, que mora na mesma margem e que lhe dedica desde sempre um amor ideal ao qual ela nunca cedeu. Ele recusa a conduta reprovável da jovem que desiludira o seu amor.

Ela decide por fim, após mais uma tentativa vã junto do barqueiro, atravessar a ponte e o louco mata-a."

Se hipoteticamente tivéssemos que julgar os personagens (que são por ordem de entrada na história: mulher, marido, amante, louco, barqueiro e o amigo) pela responsabilidade moral, como considerávamos cada um deles numa ordem decrescente?

Ermelinda, 23/9/2006

* Obrigada lua chuackkkk

mas agora não cotes nada. depois de falarmos, publicas os resultados!


Impressão Digital Cereza às 23:24
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (43) | Adicionar aos Favoritos
|
Domingo, 8 de Outubro de 2006

Publicidade?

 

Alguém pediu???

 

É o novo brinquedo da Durex (não é um preservativo) É um anelinho vibratório da Durex,

que se coloca no Sr. Pénis do homem, e que supostamente

aumentará o prazer de ambos.

E que tal?

 

"I’m too sexy for my shirt too sexy for my shirt
So sexy it hurts
And I’m too sexy for Milan too sexy for Milan
New York and Japan
And I’m too sexy for your party
Too sexy for your party
No way I’m disco dancing ..."


Impressão Digital Cereza às 03:41
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (51) | Adicionar aos Favoritos
|
Terça-feira, 3 de Outubro de 2006

Parabéns URBAN JUNGLE: 2 ANOS

*

Aiiiiii, então não me esqueci do aniversário do UJ??? Pois é, fizemos 2 anos no dia 1 de Outubro! Oh senhora Dona Lua, a senhora que se lembra das datas todas, esqueceu-se? lollll Senhora Dona Marta, uma das mais velhas paineleiras não se lembrou? ai aiiii Mas como vale mais tarde que nunca aqui vai...

 

PARABENSSSS pessoalllll!

Parabéns URBAN JUNGLE!

2 anitos sempre a bombarrrrrrrrr

 

 

Vou aqui deixar duas prendinhas. Quem não se lembra dos Monty Pyton? Deixo aqui 2 momentos delirantes!

 

Sketch do primeiro episódio do Flying Circus The Funniest Joke in the World ( legendado )

Sketch do episódio 14 do Flying Circus The Ministry of Silly Walks ( legenda )

 *   

AGORAAAAAAAAAA DISCURSO!

DISCURSO

DISCURSO

DE TODOS!!!!!

*


Impressão Digital Cereza às 22:42
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (36) | Adicionar aos Favoritos
|
Domingo, 1 de Outubro de 2006

Wicked Tango

Tango, a dança mais sensual e erótica que existe.

Deu-me muito gozo fazer este post... e já vão entender porquê.

Apreciem bem este poema do Frog, e vejam este magnifico tango, tirado do filme

Moulin Rouge.

 

 *

"Yo que te quiero tanto, que voy a hacer?
Me dejaste...me dejaste como una paloma
El alma se me fue; se me fue el corazon
Ya no tengo ganas de vivir porque no te puedo convencer
Que no te vendas, Roxanne "

 

*

Tango

Trazes no corpo o ritmo da melodia,
no rosto um ar de poesia.
Saia comprida, leve, colorida,
boca sedutora, húmida, garrida,
olhos meigos, negros, fascinantes.
Beleza que passa e me cativa
na eternidade de todos os instantes.

Vem. Dá-me a tua mão!
Vamos dançar
num imenso abraço.
Quero sentir em cada rima
a sensualidade do compasso,
a emoção que nos aproxima,
teu corpo excitante,
o olhar fulgurante,
Desejo e paixão.

Vem. Dá-me a tua mão!
Leva-me a voar
neste tango envolvente.
Deixa-me sonhar
com outros compassos.
Preso nos teus braços,
eu quero dançar
um tango diferente.

Vem. Dá-me a tua mão!
Vem ser a minha estrela,
ilumina meu chão
para não me perder.
Vamos dançar,
luzir a madrugada,
e deixar este tango acontecer!... 

*

Frog

( Poema premiado no IV Sarau de Poesia José Régio )

in: http://outravoz.blogspot.com/

*

 

 


Impressão Digital Cereza às 18:00
link do post | Rugir | "Ouvir" Rugidos (15) | Adicionar aos Favoritos
|

av_fever01.gif

.Urbanidades Recentes

. Aberto: Rui Pedro e Anoré...

. FIM

. Porque eu? porque isto? p...

. Mulher

. Hannibal - Rising

. ...

. Voltaste meu amor...

. Falling

. ...

. Uma brincadeira...

. SuGeStÕeS:

. Pedofilia ou Amor

. coragem!

. Feliz Natal

. Ainda Tango...

. Destaque no sapo: poema d...

. Sonho § Realidade

. Do Flyman

. (...)

. Parabens Lua

av_jml12.gif myarms-yourhearse.gif

.Selvas já Visitadas

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

10MM.gif

.Procura no UJ

 

.Posts Favoritos

. Falling

. Destak

. UJ no DN

. Putas, Prostitutas (os) e...

. Casos Reais: Putas, Prost...

. Maria Madalena: Prostitut...

. "Schindler português"?

. Dedicado ao meu Pai!

. Caso de Vida

. Os BrancosNegros ou Negro...