Segunda-feira, 28 de Novembro de 2005

Posso fumar?

Cada vez mais me sinto uma criminosa por sacar de um cigarro! Detesto todo este fundamentalismo que existe hoje em dia em torno dos fumadores!

kepeslap_801 copy.jpg


Todos sabemos que fumar faz mal, alias em estudos recentes chegou-se á conclusão que o fumo afecta praticamente todos os órgãos do corpo e causa uma série de doenças que nunca antes nos passaram pela cabeça. Desculpem lá mas cada um nós tem o direito de viver e morrer como quer! Reparem, quando digo isto, já nem estou a falar em fumar em restaurantes, nem em certos locais fechados... incomodando as pessoas que me rodeiam. Estou a falar daqueles olhares reprovadores que quase nos fulminam quando quando tiramos da mala ou do bolso um cigarro... mesmo que seja ao ar livre!



Já parece que vivemos nos Estados onde toda a gente parece ter uma pistola pronta para apontar á cabeça de alguem que esboce qualquer gesto semelhante com o de sacar de um cigarro!



Torna-se particularmente revoltante ver fumadores em espaços minimos, a matar o vicio como se fossem leprosos ou animais. A verdade é que estamos a entrar numa nova era da lei seca. Desta vez, a dos cigarros, em que os legisladores com o seu moralismo antitabagista, vão acabar por fazer a fortuna dos mercadores do ilícito!



Eu fumo, e garanto-vos nada me irrita mais que ouvir alguém dizer-me: Tu fumas???? Não sabes que isso faz mal???
Claro que sei, mas meus amigos, cabe-me a mim decidir como vivo... ou se calhar como irei morrer!



Acreditem hábitos sociais largamente difundidos não se combatem com proibições! Por isso, por enquanto, ainda faço parte do clube do Fernando Pessoa!

fumar.jpg



«... saboreio no cigarro a libertação de todos os pensamentos.
Sigo o fumo como uma rota própria,
E gozo, num momento sensitivo e competente,
A libertação de todas as especulações
E a consciência de que a metafísica é uma consequência de estar mal disposto.
Depois deito-me para trás na cadeira
E continuo fumando.
Enquanto o Destino mo conceder, continuarei fumando.»



Fernando pessoa



Impressão Digital Cereza às 03:41
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
24 comentários:
De Selvagem Anónimo a 28 de Novembro de 2005 às 09:23
"Desculpem lá mas cada um nós tem o direito de viver e morrer como quer!"... e eu n kero morrer por causa do fumo dos outros. Isto ë logo a primeira coisa que me vem â cabeöa, embora tb de certa forma acabe por defender certos pontos dos fumadores. Mas depois eu volto aqui, que agora n me posso tar a alargar.Vanessa
(http://triptofinland.blogspot.com)
(mailto:mina_aeternus@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 28 de Novembro de 2005 às 09:32
Vivo numa contradição. Porque sou fraca e pouco corajosa, porque penso mais em mim que nos outros, porque não consigo resistir à tentação e esqueço, entre várias outras coisas, aquilo que devo deixar o mais imune possível ao meu filho, bem como a todos os outros filhos: o ambiente. Tudo isto para dizer que sou fumadora e não gosto. /// A vontade, mascarada de stress, leva-me a fumar no local de trabalho. A vontade, mascarada de descontracção, leva-me a fumar em casa. A vontade, mascarada doutra coisa qualquer leva-me a fumar em todo o lado... /// Cada um vive e morre como quer desde que isso não afecte os outros e eu sinto que afecto os outros. Mais ainda... se ficar doente e tiver que dar entrada num hospital, os tratamentos são pagos por mim, que para isso contribuo todos os meses, e por vocês, os que fumam e os que não fumam... ou seja, há aqui uma injustiça dupla, tripla, etc, etc... mato-me mais depressa, contribuo para o vosso mal estar, para o mal estar geral do ambiente e ainda por cima todos contribuem, de avanço, para os tratamentos médico-medicamentosos que, provavelmente, poderiam ser muito melhor empregues noutras pessoas... em pessoas que merecessem mais, como por exemplo aquelas que nada fizeram para ficar doentes. /// Diz-se que todos têm direito a um vício... e eu concordo, pois isto relaciona-se com a perspectiva humana, logo imperfeita, de cada um de nós... mas o que há de exótico e atraentemente misterioso nas nuvens de fumo que produzimos e no meio das quais vivemos e que, mesmo sabendo dos perigos que corremos e que fazemos os outros correrem, continuamos a produzir...? Já me perguntei várias vezes: quem será mais forte, a Nicotina ou eu? Será que já me olhei ao espelho as vezes suficientes e com suficiente franqueza, para a deixar ganhar esta guerra? Se calhar não... por isso assumo k sou fraca e pouco corajosa. Por isso assumo k só penso em mim... isto para não falar do que poderia fazer com o dinheiro que gasto, como é óbvio... /// Admiro muitíssimo as pessoas que deixam de fumar e aqui lhes deixo a minha homenagem com a certeza que um dia, próximo, me vou juntar a elas.Lena
</a>
(mailto:bonecarussa@hotmail.com)


De Mariana a 9 de Janeiro de 2008 às 18:22
Em relação a quanto o estado tem de pagar para tratar fumadores: 80% do custo de um maço de tabaco é imposto que vai directamente para os cofres do estado. Mai nada!!!


De Selvagem Anónimo a 28 de Novembro de 2005 às 10:13
Bom, em relaçao a este assunto nem tenho como comentar, tambem sou fumadora (pouco mas sou) e tudo o que possa ser dito contra o vicio de fumar é valido e correcto e não há como contradizer.
Jinhos p todos A Blocas
</a>
(mailto:blocas@blo.com)


De Selvagem Anónimo a 28 de Novembro de 2005 às 11:28
Já todos sabemos que fumar faz mal e que pode levar à morte. Mas mesmo assim, são muitos os que persistem em continuar a fumar... Eu nunca fumei e espero não fazê-lo nunca...Mas quem sabe o dia de amanhã ... Quero deixar aqui um beijinho de coragem para aqueles que querem deixar de fumar :))) Ah é verdade Não sei se fumas ou não Dr. Formas? Mas Parabensssssssssssss e Felicidades jokasssssssluadourada--
</a>
(mailto:ermelinda_1955@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 28 de Novembro de 2005 às 12:23
Eu não fumo, ou melhor fumo só as vezes, em casos "estranhos"... Respeito todos os que fumam e só espero deles, respeito quando se encontram em zonas destinadas a não fumadores... Bem, poucas palavras hoje que já me alonguei no artigo anterior... e a boss chegouCriador_Sonhos
(http://criadorsonhos.blogspot.com)
(mailto:criadorsonhos@gmail.com)


De Selvagem Anónimo a 28 de Novembro de 2005 às 14:47
Pois eu fumo,mas temos uma regra,em casa ninguém fuma,familia e amigos vai tudo fumar á varanda.Fora de casa,tenho apenas um cuidado,ao pé de crianças não fumo... Já me senti embaraçada sim,por estar a fumar,olhar á volta e não ver ninguém a fumar...e sentir aquela vontade imensa de um cigarrito...Mas será bom,que esta e as proximas gerações,evitem cada vez mais o uso do tabaco...por vezes começa-se porque é moda,e se forem por aí, será um bom caminho...digo eu!!;)marta
</a>
(mailto:martax_30@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 28 de Novembro de 2005 às 16:25
Eu acho que se fumasse n ia gostar de me estarem sempre a dizer "olha que isso faz mal..." Mas no fundo acho que as pessoas iam dizer isso pq gostam de mim. Incomoda-me muito estar a comer e ter de levar com o fumo dos outros, sim pq ha mta gente que n se preocupa. Aqui é raro ver alguém a fumar e nem imaginam o quao bom é poder estar num bar a conversar e n sair de lá com a roupa a cheirar a tabaco que tolhe e com a garganta toda podre... A maioria do meu grupo de amigos fuma e se no inicio ainda se preocupavam em n por o fumo pra cima de mim, agora ja n se passa isso. E lá vou eu pegar no caso do beijo: n sabe mt melhor dar um beijo a alguem sem halito de tabaco? ;)Vanessa
(http://triptofinland.blogspot.com)
(mailto:mina_aeternus@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 28 de Novembro de 2005 às 19:32
Os comentários dizem quase todos o mesmo: fumar é uma opção, sem dúvida, mas quem fuma não tem o direito de importunar quem não fuma. Respeito o vício dos fumadores que respeitam os não fumadores, mas não admito a generalidade de entre eles, que fumam para cima dos outros sem respeito algum, em locais públicos cheios de gente, e quando dizemos alguma coisa ainda gozam e perguntam "onde estão os direitos dos fumadores?" Como digo, respeito um fumador, desde que ele me respeite a mim, antes de tudo. Sou massacrado, é o termo, há 30 anos com o fumo de colegas, em gabinetes fechados, sem qq respeito, com as janelas todas fechadas por causa do frio, e se abro um pouco a janela, ainda dizem:"fecha isso, que está frio"...não têm o direito!frisco
</a>
(mailto:frisco@sapo.pt)


De Selvagem Anónimo a 28 de Novembro de 2005 às 20:19
Acho que o texto houve uma mistura de 2 assuntos diferentes, algo que é sempre perigoso. Por um lado, a liberdade de fumar, por outro lado, a restrição a algo que é prejudicial à saúde de terceiros. / / / / / Temos exemplos disso em muitas coisas, algumas até prejudicais de forma bem menos directa que o fumo: é permitido conduzir automóvel, mas não podemos passar dos 50 nas localidades, 90 nas EN e 120 nas AE; por enquanto ainda podemos levar o carro para dentro das cidades, mas tal como em várias já por esse mundo fora, em breve acredito que também cá será limitado; podemos deduzir coisas no IRS mas existem plafonds; não se pode fazer pub a determinadas coisas; a publicidade por hora esta limitada a x minutos; existem entidades de Defesa do Consumidor e Autoridades Reguladoras (da concorrência, das telecomunicações, etc). / / / / / Isto tudo para dizer que a falta de respeito pelo próximo é tão grande na sociedade que quase tudo tem que estar limitado, e não me refiro a actividades marginais, ou criminosas. Fomos nós que levámos a isso, infelizmente. / / / / / Posto isto, acho que essa teoria que é uma atitude de moralismo decrépito que está na base da legislação crescente em relação ao fumo só me dá vontade mesmo de rir. E com isto não se está a combater o hábito do fumo, continua a ser permitido, apenas se pretende impor algo que os fumadores não conseguem impor a eles próprios: respeito pelo próximo! / / / / / Já agora, e porque penso que é útil para contextualizar o meu comentário, sou a favor da legalização do consumo de drogas: além de ser altamente utópico e castrador da liberdade individual, é incoerente com a legislação em relação ao tabaco. Tal como já referi em posts anteriores ser a favor da legalização da prostituição, da IVG, etc. / / / / / Folgo em saber que há fumadores que, mesmo desrespeitadores (?), ao menos reconhecem que não têm argumentos nesta situação: só lhes fica bem!WG
</a>
(mailto:a@a.com)


De Selvagem Anónimo a 28 de Novembro de 2005 às 22:07
Ó WG,nunca ouviste dizer:Quem tá mal que se mude!!ehheehh:PPalfinete
</a>
(mailto:desrespeitadora incondicional@sapo.pt)


Ah... Comenta-me