Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2006

O Homem, A Cosmética, A Moda e o Sexo Oposto

Homens, "Can´t live with them, can´t live without them!" Damn! Texto escrito por "a man, himself" Suicidal Kota*




vanderloo56.jpg




O mundo actual vive à volta do “in-voga”, da moda sempre actualizada, com as passerelles e lançamentos a invocarem os mais diversos estilos. Não menos importante, a cosmética tornou-se num ramo altamente lucrativo e aliado ao vestuário.



Quero aqui trazer à luz uma questão que parece ser sempre invocada mas nunca discutida, deixando a sua essência agarrada às trevas sombrias da incógnita, do Tabu e da dúvida ou indiferença. Já se escreveu aqui neste espaço sobre o “ser”, o “devir” metro-sexual mas a abordagem que quero fazer é bem diferente.



O homem desde que se lembra de ser homem, e de agir como tal, nunca pôde por de parte uma essência natural: Chamar a atenção do sexo oposto CUSTE O QUE CUSTAR para a sua reprodução.



Infelizmente o “sex-appeal” do homem nunca foi bem distribuido entre os individuos então, o homem menos deslumbrante teve de “inventar” uma estratégia para chamar a atenção do sexo oposto e seduzi-la! Hoje ainda perduram algumas técnicas ancestrais.



O poder argumentativo deve ser um dos mais antigos modos de conquista entre sexos, ao que hoje se chama habilmente de “dar-lhe a volta”. Isto faz-me lembrar algumas aves que utilizam este método.



Muitos dos desportos antigos realizados tinham como objectivo mostrar a “masculinidade” ou superioridade... mostrando ao sexo oposto que era o mais “poderoso” de entre eles. Na mais antiga competição, os Jogos Olimpicos, isso estava bem presente. O presuposto campeão era coroado com com ramos e folhas de oliveira. Ainda hoje isso acontece...



Entre outras formas de conquista, mais ou menos antigas está a moda e a cosmética! E é aqui que está o cerne da questão!!! Existem poucos (ou mesmo nenhum) animais que utilizem o sentido olfativo como aliado à conquista... sem ser a própria fêmea! Quando isto acontece no mundo animal, é um aviso da fêmea, algo do tipo “Olha querido, estou pronta para outra! Estou pronta para o coito! Alinhas ou não?”. Os animais apenas utilizam o “cheiro” para delinear o seu território.



Ao que eu pergunto: “Mas porque raio existem perfumes para o homem? O duche diário acompanhado de champoo não chega?”



Bem, a cosmética para homem existe por alguma razão... nem que seja para ganhar pó nas estantes! Mas não é bem assim... salvo raras excepções , já lá vai o tempo em que um homem conquistava a mulher com o inconfundivel ”cheiro a cavalo” ( que tempos deviam ser aqueles!, além de sexo nos celeiros para guardar palha, pouco faltava para o praticarem numa estrumeira!).



O que é certo é que desde a implementação do banho de rosas do Egipto que não se via ( ou não se reparava, ou se calhar eu é que ainda não tinha reparado!) uma corrida por parte da indústria cosmética para chamar a atenção do sexo masculino. Um homem bonito e com umas formas de um deus grego contam, mas não contam tanto assim se não se mostrar vestido como a moda manda, com um perfume masculino suave, isto sem contar com penteado e a barba.



É caso para dizer que o instinto mais primordial do homem, tornou-se deveras lucrativo!



Qual é o homem que ainda não comprou aquele perfume de “derruba” mulheres enquanto ele passa na rua, na esperança de uma cair nos seus braços a gritar ”Possui-me já aqui!” ou aquele casaco ou camisola que parece que foi feito por medida, que o torna um pouco mais seguro, ou aquele par de óculos que parece que têm um letreiro “ Elas vão olhar para ti, assim, às resmas!”.



Qual é a mulher que não gosta de um homem perfumado, com a face suave, cabelo curto, por vezes arrojado, e com um certa classe a vertir-se? Até pode ser ordinário e vesgo!!! Meio caminho está feito... basta não abrir a boca e não tirar os óculos!
Ainda virá o tempo em que o homem terá de rapar o peito e as costas para agradar à mulher!



Depois disto pergunto-vos qual deles é o melhor:



O eu, homem que trabalha de sol-a-sol, másculo, “homem” por assim dizer, quer de corpo, quer de odor versão “ cheiras a cavalo”, que veste umas jardineiras todas “cagadas”.



O eu, homem que, apesar de não ser um metrosexual, longe disso, mas não me privo da cosmética usual para o homem, da moda e do bem-estar comigo próprio.



Não é difícil...afinal é raro o homem que goste de uma mulher que não trate de si! Certo?



Suicidal Kota


Impressão Digital Cereza às 02:07
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
17 comentários:
De hhelena4@hotmail.com a 1 de Novembro de 2007 às 21:32
DEPILAÇÃO MASCULINA :

AINDA EXISTE O "TABU" E A DIFICULDADE EM ENCONTRAR UM GABINETE DE ESTÉTICA PARA DEPILAÇÃO ÍNTIMA MASCULINA .

Me pergunto:

PORQUE UMA ESTETICISTA PROFISSIONAL NÃO FAZ ESTE TIPO DE DEPILAÇÃO NOS HOMENS?
PUDOR?, MEDO?, INSEGURANÇA?


VISITE MEU BLOG E FIQUE POR DENTRO DE UM TRABALHO PROFISSIONAL E CONFIÁVEL.

http://depilacaomasculina.blogspot.com

Um abraço, Helena.


De Selvagem Anónimo a 28 de Fevereiro de 2006 às 08:07
Eu gostei do texto, cada vez mais se vê homens preocupados com a própria imagem, mais que certas mulheres, chega-se ao exagero de ver homens que tresandam a perfume e nota-se até um certo cuidado com a pele. Eu prefiro o tipico homem que se lava com champoo e gel de banho e pronto, nada mais.DevilGirl
(http://..)
(mailto:joana.patrici@sapo.pt)


De Selvagem Anónimo a 28 de Fevereiro de 2006 às 10:12
Tudo o que é exagero é demais para mim. Se pudermos combinar alguém com boa aparência e boa conversa....vanessa
</a>
(mailto:mina_aeternus@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 28 de Fevereiro de 2006 às 17:31
Suicidal Kota gostei do texto, Esse fenômeno é mundial. Aqui em Portugal também já está bem forte. Mas preconceitos e futilidades à parte, esse fenômeno merece uma reflexão ...O que quero dizer é que, por ser algo novo no mundo, não devemos julgar logo como algo ridículo e fútil. Resumindo e concluindo cada um faça o que entender!!!!!!!! e mainada... :)))lua_de_Avalon
</a>
(mailto:ermelinda_1955@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 28 de Fevereiro de 2006 às 18:46
Gostei do texto....foca algo que já se torna natural na nossa sociedade.
Pq não haviam os homens de se cuidar e de se "embelezarem" ? é o mm com as mulheres...os motivos podem ser muito diferentes ( isso cada um é que sabe) e a nossa sociedade aceita ou não tanto eles como para elas.
Agora neutralizar essa necessidade masculina com preconceitos sociais e classificá-los acho uma tontice.
Tudo prima por ser ou não aceite e depende de cada um. Pessoalmente...fico como que mais parva com um homem lavadinho e com um cheiro daqueles bons mesmo...se estiverem muito arrumadinhos e penteadinhos paciência, mais trabalho me apetece a desarrumar tudo:P E sou sim, apologista dum homem que se cuide:)
bejos aos cheirosinhos!!!!!Majoca
</a>
(mailto:manejorge@netcabo.pt)


De Selvagem Anónimo a 28 de Fevereiro de 2006 às 23:10
Não prescindo do meu "Cool Water".. da mesma forma que não deixo de usar esta camisa de flanela já rota nas mangas. Não deixarei de olhar para as minhas delicadas mãos mesmo quando as corto ou ficam sujas. Não deixarei de arregaçar as mangas para mexer na terra.. tal como não me fazem beber vinho de 79 cêntimos. Perco a cabeça e compro aquele telemovel que me custa 2 ordenados, quero lá saber! Continuo a usar estas calças de sarja para trabalhar em que os botões nunca duram muito tempo. Bolas, uso calças rotas no meio das pernas mas nenhum estilista me fará usar amarelo. Gosto de olhar para o risco que o avião deixa no imenso céu azul.. assim como me pelo por uma sardinhada no Verão. Como é bom um prato com lâminas de carne e uma folhinha para lhe dar alguma graça... como é bom pegar numa talhada de melancia e só parar de comer na outra ponta. E se o Marco de dia fosse tão diferente do da noite, porque razão continuariam a dormir na mesma cama, a comer na mesma mesa?Marco Neves
</a>
(mailto:megabife@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 1 de Março de 2006 às 11:04
O homem do século XXI mudou o conceito masculino em relação à vaidade.
Surgiram até novas terminologias para denominar essas mudanças. O conceito de metrossexual, por exemplo, em que o homem deixa a postura do estereotipo bárbaro ou macho, para dar lugar a um homem, mais bem cuidado, vaidoso...
O sexo masculino sempre teve alguma dificuldade em relação aos cuidados de beleza.É uma questão cultural.
Quem é que não aprecia um homem, cheiroso e bem cuidado? Penso que a maioria das mulheres aprovam esta transformação masculina. Enfim, haverá sempre os que não aprovam esta metamorfose vivida pelos homens nos últimos tempos. Acham que homem que é homem tem de parecer homem (seja lá o que isso for lol).
Para mim, esta "reformulação estética", implica olhar um homem como uma unidade superior à soma do corpo e do espírito. A beleza física, deve preservar o seu valor, sim, mas submetendo-se a uma certa abrangência. É preciso considerar o homem na sua totalidade.
Tex
</a>
(mailto:texazinha@iol.pt)


De Selvagem Anónimo a 1 de Março de 2006 às 11:09
Eles podem fazer tudo!!!Só não podem demorar mais tempo que eu a arranjar...ai isso é que não!!!!E o cheirinho a perfume,é o minimo...HUMMMM....marta
</a>
(mailto:martax_30@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 1 de Março de 2006 às 12:11
Historicamente o homem foi o primeiro a usar pinturas no rosto, acessórios (pulseiras, anéis, colares, etc.) e vestuário vistoso e colorido. Por razões religiosas ou guerreiras, fundamentalmente, quer as pinturas quer os acessórios faziam parte do elemento masculino e não do feminino. Ainda hoje os podemos ver nas chamadas ‘tribos’ que subsistem (por enquanto) em África e na América do Sul, principalmente. ‘Mudam-se os tempos e mudam-se as vontades’... hoje, homens e mulheres, no mundo ocidental, usam a imagem – pinturas, acessórios e roupa – como elemento estético e atractivo. É normal que assim seja. É bom que assim seja. bonecarussa
</a>
(mailto:bonecarussa@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 1 de Março de 2006 às 13:39
Eu quero acrescentar algo ao pouco que disse. Para mim é normal que um ser masculino se queira "embonecar", seja para se sentir melhor com ele próprio, seja porque de algum modo o obrigam ou até para o engate. Cheiro a cavalo não, por favor! Mas há muitos homens que de tanto se arranjarem esquecem o que está por debaixo daquele aparato todo. Por mim, como mulher, é bom ter tantas coisas boas para a vista, mas meus senhores, além do culto do corpo, não se esqueçam do culto do cérebro que esse atrai muito mais uma mulher (normal).vanessa
</a>
(mailto:mina_aeternus@hotmail.com)


Ah... Comenta-me