Quinta-feira, 13 de Outubro de 2005

Casos Reais: Putas, Prostitutas (os) e Prostituição

Eu sempre soube que este texto do Abel seria polémico, pelo tema em si! Mas nunca pensei ler os comentários que li! Autênticos relatos na primeira pessoa. Fiquei inpressinada... impressionada no bom sentido, pela coragem, pela firmeza, e pela beleza dos relatos!
Abel, Otilia e _eu_ sinto-me extremamente orgulhosa em tê-los aqui no Urban Jungle! Para vocês um abraço do tamanho do mundo!


072 copy.jpg


Relato I


Quem escreveu isto não fui eu, foi a Lena que me convenceu e eu falei e ela escreveu como eu disse. Eu li tudo e quis que isto ficasse escrito. Não sei o que é um blog, já tinha vindo à internet com um dos meus bisnetos e agora li o que escreveram, quer o Abel quer os comentadores e a Lena explicou-me umas coisas que eu não percebi e gosto que se fale da minha vida.



Tenho 70 anos e sou prima da mãe da Lena. Fui puta durante 30 anos com carteira profissional. O Abel tem razão, havia carteira de saúde, mas não por nossa causa, e sim por causa dos clientes. A diferença entre puta e prostituta é a mesma entre conduzir um carro e guiar um carro, ou seja, não há diferença. Falo por mim. Sempre usei a palavra prostituta quando estava diante da polícia ou no médico. Entre nós e com os nossos homens éramos putas. Eu não tinha relações sexuais, isso é de há uma dúzia de anos.



Nós íamos p’ra cama com os homens, fazíamos os homens e quando estávamos mais à vontade umas com as outras fodiamos os homens. Ainda hoje moro na mesma zona onde sempre trabalhei, onde viveram os meus pais, que vendiam num mercado, onde vive a minha irmã que nunca foi puta. Eu sou casada, casei-me há 30 anos com um homem que conhecia a minha vida e que eu amo profundamente. Ele ajudou-me a mudar de emprego como se calhar os vossos homens e mulheres já os ajudaram a mudar de emprego também. Tenho a certeza que todos vocês têm uma profissão, como tem a minha filha, os meus netos e os meus bisnetos e eu também tinha, era o que eu sabia fazer. Os corredores e os jogadores de futebol não usam as pernas? Os artistas de circo não usam o corpo para se contorcerem? Eu usava o corpo para viver, usava o que normalmente temos tapado mas também as mãos e a boca e digo muitas vezes que hoje se usa a boca para fazer coisas horríveis e muito nojentas e não têm nada a ver com o que eu fazia.



Tinha clientes fixos como eu sou hoje cliente fixa do café da esquina. Não vejo diferença. Umas pessoas escrevem, outras dançam, outras percebem de informática e são craques nessas coisas. Eu fazia-os vir depressa para receber e esperar por outro. Muitas vezes era mãe, irmã, amiga, psicóloga, outras vezes era só para despejar. A polícia chateava de vez em quando mas era porque eram acusados de fazer pouco e então iam às putas. Esta expressão era utilizada porque nos chateavam e porque muitas vezes nos obrigavam a trabalhar sem nos pagar.



A minha filha é filha dum cliente que tive muitos anos e que a perfilhou. Não é fácil ser filha duma puta. No bairro, um das sete colinas de Lisboa, toda a gente se conhecia e uma era vendedeira, outras lavadeiras, eu sou do tempo das lavadeiras, outras eram mulhers a dias como se diz hoje, naquela altura, dizia-se que serviam, e até havia uma que trabalhava na construção civil. Na rua falávamos todas umas com as outras mas elas não queriam que as filhas brincassem com a minha. E eu ofendia-as. Dizia-lhes como eram os homens delas na cama e eles nem eram meus clientes.



Mas doía-me que não deixassem a miúda brincar e usava as armas que tinha. Elas eram as mulheres eu era a puta. Há ou havia mais diferença entre mulher e puta do que entre puta e prostituta. Eu trabalhei numa casa e na rua. Conheci o meu marido na cama como se calhar vocês conheceram os vossos nos sítios onde trabalham. Lembro-me de ver um filme onde o protagonista trabalhava com merda de elefante, era um filme cómico e ele até era doutor e analisava a merda como também analisam a nossa se estivermos doentes. É preciso pessoas para tudo. Tenho a quarta classe, sei ler e escrever, mas mal.



Os meus pais obrigaram-me e ainda bem a ir à escola, mas depois desisti porque era preciso arranjar dinheiro para comer. Acho que hoje há também muitas putas porque não querem fazer mais nada. É fácil ou pensam que é fácil. Vender prazer é esgotar o nosso prazer. Eu agradeço eternamente ao meu marido por me ter amado desde o primeiro instante, mais do que por me ter tirado da vida. É que eu ainda tenho prazer com ele.



Naquela altura não havia mais nada para fazer. Ou íamos p’ra cama com os homens ou passávamos fome. Também quero dizer que já havia homens que davam o cu e muitos. Mas aqueles que queriam mulher não queriam mais nada e os que queriam miúdos não iam às putas. Não havia concorrência. Isto foi um favor que eu fiz mas fico satisfeita de pessoas com cultura falarem de gente como eu.



Se eu pudesse mandar não havia putas, mas como há é como os buracos na estrada, caímos lá dentro mesmo que até desviemos o carro. Obrigada.



Otilia
@ outubro 12, 2005 09:30 PM


numero-0705-01-01 copy.jpg


Relato II


Realmente é um tema que dá muito para pensar e eu podia ficar horas a escrever sobre isso. A minha opiniao sobre o assunto nao vai ser dada agora, talvez ate nunca seja... apenas quero dizer que tenho uma pessoa de familia que é prostituta.



Falta de carinho, de dinheiro, de apoio? Nao! Teve tudo o que quis da vida, mesmo após de ter cometido erros gravissimos toda a familia continuou de bracos abertos para a receber de novo, ainda continua. alias, nunca ninguem a expulsou de casa. Abandonou um filho, entretanto engravidou de outro homem e abandonou de novo o outro filho. E depois é claro que eu fico sempre a pensar: teve a liberdade que quis, todo o apoio, nunca lhe faltou dinheiro, nem sequer para os vicios mais obscuros e entao porque fugir de alguem conhecido com alguem a ve nas ruas, porque abandonar duas criancas das quais nao tem noticias ha 7 anos? Há coisas na vida que nunca vamos compreender</p>

_eu_
@ outubro 12, 2005 03:05 PM




Impressão Digital Cereza às 00:14
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
99 comentários:
De jorge a 12 de Agosto de 2010 às 23:36
nao tens mais nada do ke fazer sem ser a vender kona desgrasada


De filipa a 17 de Outubro de 2010 às 06:06
e tu nao tes mais nada qe fazer a nao ser criticar??? se nem tivesses um bocado de pao bolarento, ou uma pinga de agua pa matar a sede, qeria ver se tb nao ias dar o cu e fazer broxes pa esqina da tua rua oh cabrao .l. calate krl -- nao critiqes pa nao seres criticado tb


De sofia a 25 de Janeiro de 2010 às 17:06
A SUA HISTORIA IMPRESSIONOU ME... AXO MUITO CORAJOSA. FIQUE SABENDO QUE NAO DESCRIMINO AS PROSTITUTAS... MAS AXO QUE ELAS ENTRAM NESSA VIDA PQ QUEREM. MAS NO SEU CASO AXO QUE FOI BUE BUE CORAJOSAA


De filipe78 a 10 de Setembro de 2009 às 13:46
ó vitor, entao a maria madalena tournou-se santa mas nem tu nem homen nenhum fará algum dia o mesmo porque de facto vivo no meio delas e uma mulher que de uma queca uma única vez a troco de algo por livre vontade só conquistará o estatuto de arrependimento, NADA mais. sabes tu o nojo que rola nas intimidades a cobro??? poe la alguem da tua familia e depois ja podes defendar as putas


De maria a 16 de Julho de 2009 às 00:56
Olá,

Precisa de um empréstimo?

Então o que se segue é registada empréstimo empresa que você está usando para entrar em contato com as informações abaixo:

europeanfinance@live.com
Sr. Rudi Huber
Tel: +447024035608
FAX: +0845 6021909
EMPRÉSTIMO legítimo EMPRESA
ESTABELECIDAS 1905
Registada sob BRITÂNICOS COMODATO cooperação.
REINO UNIDO


De Selvagem Anónimo a 2 de Março de 2009 às 03:54
CARA AMIGA LI O SEU DEPOIMENTO E AXEIA INCRIVELMENTE CORAJOSA POIS JA FUI PUTA E HOJE TAL COMO A SENHORA TIVE A SORTE DE EMCONTRAR UM HOMEM K ME AJUDOU AXEIA CORAJOSA NAO POR FALAR DA PROSTITUICAO MAS POR FALAR DE SI POIS JA E MT DIFICIL LIDAR COM A SOCIEDADE K NOS DESCRIMINA E AINDA HA KEM TENHA A INFELICIDADE DE TER SIDO AGARRADA POR UM XULO K FOI O MEU CASO TIVE VARIOS MESES TRANCADA EM BOITES SEM VER A LUZ DO DIA FUI LEVADA PARA ESPANHA A FORCA FUI SUBMETIDA A TD E COM ISTO KERO TB DIZER K NAO PENSEM K HA PUTAS SO PLO FACTO DE KEREREM GANHAR DINHEIRO POIS MTAS DELAS NAO XEGAO SEKER A VER A COR DO DINHEIRO K GANHAO EXISTEM MTAS OTRAS AGRAVANTES NO MEU CASO FUI ENGANADA POR UMA AMIGA AO FIM DE 3 DIAS COMECEI A GOSTAR DE TER SEMPRE DINHEIRO A BEBER COPOS DP VEIO A PARTE DO CORPO LOGICO E KUANDO KIS SAIR JA ERA TARDE JA TAVA APAIXONADA POR UN XULO SEM SABER O K ERA UM XULO E ASSIM ME MANTIVE 6 ANOS DA MINHA VIDA AMARRADA A UM HOMEN K DIVIDIA A CAMA COM 1 MULHER CADA DIA DA SEMANA DIFEREMTE EU FUI A ULTIMA A ENTRAR NA VIDA DELE SOU TB A MAIS NOVA FUI A K MAIS SOFRI MAS HOJE DIGO VENCI TENHO ESSE HOMEN SO PARA MIN E NEN EU NEN ELE TRABALHAMOS A NOITE HA JA 4 ANOS E JA TENHO 2 FILHAS DELE. PFV NG ENTENDE A PROSTITUICAO MAS NAO COMENTEN SEM TENTAREN PLO MENOS ENTENDER. AMIGA DESEJO MTA SORTE SAUDE E AMOR PARA SEUS FILHOS NETOS E BISNETOS


De victor a 3 de Maio de 2009 às 23:47
eu so queria poder aqui dizer uma coisa,que as mulheres que se prostutiram desde o inicio do mundo soa mulher se muita coragem,e pela qual passaram muitos sacrificios desde verem seus filhos e elas mesmas serem regeitados por outras mulheres .putas como se costuma dizer e uma palavra de pouco significado pela simples resao pra mim que e a seguinte porque se uma mulher da sexo em troca de dinheiro e puta entao na nossa epoca a muitas a unica diferenca e que nao dao a cara nos passeios ou casas porque actualmente nao faltam mulher que para ter algo que seija do individo com quem saim ou subir nos empregos nao hesitam a abrir as pernas ,nesse caso tambem soa putas muita ate vou pros bares e de tanto buber abram as pernas a varios e nao se lembram do que fizeram e com quem ,outras so pra aparecer frente dos conhecidos abram as pernas so porque ele anda bem vestido e tem um bom caro .entao me digam que diferenca existe entre essas e as que tantam sobreviver neste mundo utilizando a mais velha profissao.e preciso muita coragem ra se assumir nessa profissao e eu pessoalmente tenho muito respeito por essas mulheres.alias muita gente e crente em jesus cristo e eu que saiba ele fez de uma puta sua amante e uma santa (santa madalena) por isso as pessoas que tem por abito de criticaram e apontar os dedos ao outros que prestem atencao porque quando se aponta um dedo se esta a apontar 4 na nossa direccao.e se me permitiram um aparte queria dizer a dona otilia que tem um nome didgno de respeito pelo qual eu prezo muito e me e muito querido.obrigado e peco desde ja minhas desculpas por me ter intrometido neste assunto.


De joana a 6 de Fevereiro de 2009 às 17:15
olá! Eu li... e simplesmente quero dizer isto!
nO meu ver, quando entrarm para a prestituiçao n têm amor nenhum a si msmo! pois se estao a"dar" os seus corpos, é pk n gstam d si msm!
ok k ganham dinheiro, mas imaginen tao a dar u corpo(o bem mais percioso k têm) a um gaju??!! para k?? para satisfazer os desejos sexuais e dpz pagaram e sentirem se usadas!!! para satisfazer os desejos sexuais n precisam de ir para prostitutas!! para terem dinheiro?? mais vale arranjar um emprego nem que seja a esfregar chao todo o dia!! (nao estou a criticar quem limpa o chao)
simplesmente há muitas mais maneiras de ganhar dinheiro. Do que ir paraa prestituiçao!!
desculpem se disse algo de mal! mas se fosse a dar a minha opiniao totil! nao sairia daki!!
tnhu 15 anos... e nao tou livre de nd! nao posso dizer"DESTA ÁGUA NAO BEBEREI"
MAS que é uma coisa k eu nao consigo enkaixar é!!


De Franciele a 14 de Junho de 2010 às 20:46
Bom pessoal, estava aqui na net pesquisando sobre PROSTITUIÇÃO, bem é o tema da minha monografia, um tema que abrange muito, e eu socializei apenas na minha região, n darei minha opnião, mas cada um sabe o que faz, onde pisa, onde vai, DEUS deu a vida pra cada um cuidar dela, que ja é dificil, e os outros tem a mania de querer cuidar da vida alheia.
Sou Universitária, tneho 21 anos e prestes a me formar em licenciatura em história menos de um mês, talvez apenas por motivos tolos, por dinheiro fácil, pais q puseram para fora de casa, engravidou o pai n assumiu, se mudou para uma cidade longe e n co0nseguiu emprego, existe Ns situações que leva uma pessoa a se prostituir, inclusive não encontrar uma pessoa que possa conviver pro resto da vida, sua cara metade. Admiro a Dona Otilha pela coragem e a respeito por isso.
Mas eu duvido que nunca nenhuma mulher teve a CURIOSIDADE apenas isso de saber como é ser uma prostituta?
Pessoal, existem ditados famosos, e mtas pessoas a usam, minha mulher na sociedade tem que ser uma dama, mas na cama uma puta....
Acho que isso ja di tudo, existe a prostituição, porque existe um mercado pra isso, existe clientes que sustentam esse vicio, se os homens tivessesm prazer com suas mulheres, namoradas amantes, NA CAMA não haveria prostituição! e pra que isso acabe ou diminua faça sua parte com o seu marido, com o seu parceiro, só assim quem sabe o o mundo pode mudar.


De maria a 25 de Abril de 2008 às 22:12
eu xou aluna da exkola d milfontes e estou a fzr um trabalho xobre a prostituiçao para a.p. e kd dexkobri exte site fikei impressionada km ox relatos ke li...admiro imenso a coragem ke tiveram para kontar akilo por ke ja paxaram..akredito k n xeja faxil levar km os olhares de lado das pexoax todox ox diax...max no fundo eu akredito k um dia ax pexoax vao kompreender ke ax prostitutas sao mulheres iguais as outras...


De ANA RITA a 8 de Maio de 2008 às 16:28
FODER E BOM LEVAR NO CU E FUDIDO


De ABAFA PALHINHS a 1 de Outubro de 2009 às 15:32
VAI APRENDER A ESCREVER SEU CORNO DESGRAÇADO! ÉS PIOR QUE A PUTA DA LENA A ESCREVER!


De maria a 7 de Abril de 2008 às 10:44
eu conheço muitas "putas" e para mim elas sao pessoa iguais as outras...a unica difrença e que tÊm um trabalho difrente do nosso.eu nao recrimino ninguem por ser prostituto(a),simplesmente acho que deviam tentar procurar outro tipo de emprego...supostamente só tem este emprego porque querem.ninguem as obriga.se por acaso querem continuar com este tipo de emprego,nesse caso,acho que nao deviam ter "chulos atrás do cú".lembrem-se:eles só andam atrás de voces quando querem algo!!


De dj roy a 7 de Abril de 2008 às 10:32
eu acho que ser "puta" nao tem qualquer problema...afinal,as "putas" so o fazem porque nao conseguem encontrar outro meio para ter dinheiro para sobreviver!o importante e saber proteger-se das doenças e das gravidezes.


De Marconi Ferreira a 5 de Março de 2008 às 22:43
Li. Achei revelador e gostaria muito de poder entrevistar elas. É somente para um trabalho. Se quiser não ponho seus nomes reais. Se assim preferirem. Mas peço que entrem em contato comigo pelo email minhamitologia@ig.com.br. Por favor, preciso desses depoimentos. Ficarei agradecido.


Ah... Comenta-me

av_fever01.gif

.Urbanidades Recentes

. Aberto: Rui Pedro e Anoré...

. FIM

. Porque eu? porque isto? p...

. Mulher

. Hannibal - Rising

. ...

. Voltaste meu amor...

. Falling

. ...

. Uma brincadeira...

. SuGeStÕeS:

. Pedofilia ou Amor

. coragem!

. Feliz Natal

. Ainda Tango...

. Destaque no sapo: poema d...

. Sonho § Realidade

. Do Flyman

. (...)

. Parabens Lua

av_jml12.gif myarms-yourhearse.gif

.Selvas já Visitadas

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

10MM.gif

.Procura no UJ

 

.Posts Favoritos

. Falling

. Destak

. UJ no DN

. Putas, Prostitutas (os) e...

. Casos Reais: Putas, Prost...

. Maria Madalena: Prostitut...

. "Schindler português"?

. Dedicado ao meu Pai!

. Caso de Vida

. Os BrancosNegros ou Negro...