Terça-feira, 4 de Outubro de 2005

Relatos II

Resolvi juntar o post do Maslow no mesmo post da Tex, porque assim encerramos da melhor maneira este tema do aniversário. Depois de ler o texto dele, acho que tudo agora depende de vocês!


barraflor03 copy.gif


É muito fácil perder-me pelos mil atalhos daqueles que aconteceram na festa do primeiro aniversário do UJ. Para não complicar vou, então, escrever ao sabor das palavras que me sairem.



Em primeiro lugar quero agradecer a todos os que estiveram presentes e dizer-lhes do quanto fiquei contente por notar que gostaram de visitar os meus locais. Foram um grupo de pessoas fantásticas e eu estive sempre ocupado com os sorrisos que distribuiram o dia todo.



Como sabem, o meu “Maslow” é um personagem muito hiperactivo e pleno de gags e foi extraordinário tentar lidar com isso o dia todo. Se não fossem vocês, tinha-me sido impossível. Diverti-me imenso, mesmo!



Notei que funcionam tão bem, tão bem, uns com os outros que, se querem a minha opinião, torna tudo muito simples a quem sente ter alguma responsabilidade, numa ocasião qualquer, em juntar-vos.



Eu penso que o almoço estava bastante razoavel mas o mais importante foi o apetite com que estivemos sempre de nos usarmos em conversas sem fim, em brincadeiras saudaveis e num jogo de interpretação que, senti mesmo, se destinou mesmo a transformar aquela tarde num convívio excelente que, concerteza, fortaleceu ainda mais os laços que trazíamos dos textos e dos comentários e do canal do UJ.



Agora que festejamos já o primeiro aniversário, sinto que podemos fazer ainda um pouco mais pelo blog. È um dos sítios da net que me parecem destinados a ter alguma importância, não só no espaço restrito daqueles que já o utilizam mas mesmo num espaço um pouco mais alargado.



Acho que o UJ tem condições para ascender a uma posição de maior visibilidade e tem também gente com qualidade interessada nele para que possa vir a representar, além de tudo aquilo que, para nós, já representa, um local de opinião e aprendizagem, informação e até de formação. Eu não me sinto nada insultado por continuar a prosseguir na minha curiosidade acerca de temas do dia a dia actual que me forem propostos no UJ – aprender convosco, além do prazer do saber, entrega-me o prazer de estar convosco.



Disse-o no almoço e repito-o agora que acho que o UJ devia ter um tema de fundo todos os meses, um tema da actualidade e que tenha potencial para interessar uma grande audiência. Permitir-nos-ia, ao longo do mês, incluir comentários ou observações que achassemos oportunas e interessantes, convidar pessoas a visitar o fórum assim organizado, enfim, ia ser uma forma de construir um espaço de intervenção e de opinião cada vez mais difundido.



Quanto à sugestão da Shery de que poderíamos também iniciar uma “novela” colectiva, com a contribuição de todos os interessados, teremos que definir muito bem como deveria acontecer. Eu tenho uma pequena experiência nesse campo que faliu por falta de unidade entre os participantes e, penso eu, por falta de coordenação e discussão acerca do desenvolvimento do romance.



Creio ter dito tudo quanto queria e, resta-me sugerir que nos encontremos outra vez em Dezembro, antes do Natal, numa festa de natal do UJ (sugiro os dias 3 ou 10 de dezembro).



Um beijo a todas as morenas, ruivas ou louras e abraços para todos.

O Anjo



ELAS.jpg

(Esta foi tirada pouco antes de um assalto a um banco nas redondezas... Queriam ver as carinhas larocas né? Fica para a próxima...AH É VERDADE, OS HOMENS ACORBARDARAM-SE! Sempre o mesmo, muita garganta, pouca acção!)


malagueta.jpg

Já agora alguém sabe o que fazem ali aqueles pimentos ou malaguetas, ou lá o que é aquilo?)


ELA.jpg

(Uma das caras larocas do grupo... pena que o Corto Maltese tenha ficado tão nervoso que cortou a cabeça á nossa linda "paineleira")


PAR.jpg

(Alguém me diz quem são estes dois? Bolas até debaixo da mesa??? Eu bem avisei que havia poucas vergonhas!)


Fotos tiradas por Corto Maltese.... brigada amigo! Outras fotos do nosso artista de serviço em http://www.flickr.com/photos/corto_maltese/


barraflor03 copy.gif


Gostaram? Querem mais? temos pena, mas as restantes são só para consumo interno!

É curioso reparar que todos os relatos do dia de aniversário do UJ tocam em aspectos diferentes... momentos apenas vivênciados pela pessoa em questão. Se 30 relatos recebesse, teria sem dúvida 30 visões totalmente diferentes do que se passou nesse dia. Mas uma coisa todos têm em comum: foi um dia inesquecivel, com uma enorme cumplicidade entre as pessoas presentes... e é essa cumplicidade que diferencia um almoço de um blog como UJ de um almoço qualquer de IRC... Uma coisa é certa, ficamos mais unidos e mais fortes do que nunca!



Apesar de andar a passar um "cadito" mal desta maldita coluna, diverti-me imenso... diverti-me ver as caras sorridentes, diverti-me ver que sabiamos tanto uns sobre os outros... divertiu-me ver os organizadores satisfeitos, após uma ardua tarefa... Adorei ver pessoas que sempre me despertaram alguma curiosidade... Uma delas foi a Tex... eu sabia que o raio da mulher era bem disposta e refilona... mas foi uma delicia conhecê-la pessoalmente! Aqui fica o aniversario do UJ visto pelos olhos dela....


barraflor03 copy.gif


"Já passava das 15h, quando finalmente eu e a Mafalda conseguimos escapulir da reunião da famelga…. e rumamos felizes e contentes em direcção à Trofa. O Formas, que fez o favor de nos dar boleia, era o mais feliz de todos já que estava a realizar o seu mais secreto fetiche: estar no meio de uma loira e de uma morena!



Chegados à Trofa, o Maslow , como bom anfitrião que é, foi ao nosso encontro para nos guiar até ao restaurante.
A minha alma sorriu feliz quando o vi. Substancialmente mais magro, o nosso anjo estava giraço e charmoso como sempre. Mas alguém mais foi ao nosso encontro! Alguém que, apesar de eu insultar convenientemente há já alguns anos, nunca tinha visto ao vivo e a cores…pois era a nossa Public Relations, the one and only, Starry! Humm que abraço bom!



No caminho para o restaurante, encontramos o JMPP que já com algumas bjekas no bucho se preparava para correr a maratona na fosse o Maslow dar-lhe boleia.
E eis-nos chegados!



Assim que entrei, lancei um rápido olhar à sala procurando localizar a patroa. E logo a identifiquei pela labareda que se agitava algures a meio da mesa. Lá estava ela translumbrante e ruiva! Acerquei-me para o inevitável pontapé no fundo das costas, mas ela estava sentada. Ao lado estavam o seu mais que tudo e a Safira, essa jóia de rapariga. Mas num instante a minha atenção foi desviada para um elemento armado em paparazzi…e vai que insiste em tolher-me com a recolha de imagens (vá-se lá saber para quê), ora eu não achei bem e abalroei-o sem apelo nem agravo! Era o venenoso (watergod) pois claro!



Enquanto tentava identificar os restantes presentes, fui abanada por uma figura irrequieta e cheia de energia, que insistia e insistia que eu sabia quem ela era! Pois se eu nunca tinha visto semelhante estropício! Mas de repente, ela revelou-se…era a gordurosa da Patanisca, radiosa como o sol! Digo isto porque até tive dificuldade em olha-la de frente como ao dito! Juro que se ela me apertava mais, eu chiava!



Depois do susto como devem compreender tive de me sentar e pedir um café forte. Escolhi um cantinho sossegado da mesa, onde tive o prazer de conhecer o Francisco, que é um senhor e a Lua Dourada divertidíssima. Eles que me desculpem porque acho que ocupei o tempo de antena todo …é assim um defeito imenso que eu tenho!



Levantei-me e fui conversar um pouco com a mana e com o Formas os quais se tinham sentado um pouco afastados do bulício.Também lá estava o Azelom, mais careca que um kiwi, mas sempre com aquele abraço forte e amigo.



Fazia um calor de rachar e todos decidiram por ir arejar o queque até ao pátio. Lá fora espalharam-se como puderam e agruparam-se conforme quiseram. Numa mesinha pequena, eu e o Maslow, púnhamos a conversa em dia tendo por companhia o Corto Maltese, com o seu sotaque parisien … cedi o lugar à mana que ficou em amena cavaqueira com o Maslow e o Shicote, e fui cirandando daqui para ali e dali para acolá, pois queria conhecer todos!



Entretanto já a confusão estava lançada com a fantástica da Dríade a exibir um massajador facial (presumo que para anãzinhas) ao pescoço! A mulher estava indignada e com razão, porque aquilo não é tamanho que se apresente, a não ser que ela precisasse de cotonetes. E logo ali lhe prometi arranjar um com marcha à ré e a tocar o hino nacional!



Promessa feita, dirigi-me depois ao friso de paineleiros e paineleiras, que se tinham instalado no fundo do pátio.Lá estavam, Erina (mais bronzeada que um sino) e o seu querido, Anasimplesmente e a WaterGodess, caladinhas e com um ar doce, doce…e uma teenager vegetariana com quem muito gostei de trocar impressões.



Mais uma voltinha e parei no grupinho do corte e costura, que de pé e corpo feito cortavam na casaca sem dó nem piedade! Ah não sabiam? Pois eu conto! O Azelom (esse kiwi), o Formas (esse capitalista), o Water (esse venenoso)e o Criador de Sonhos (esse rapazinho) estavam no serrote sim senhor! Uma vergonha!



Antes das despedidas ainda tive tempo de conversar com o IdeiasAvulso (sempre observando) e de dar mais uma palmada nos costados do JMPP.



Desculpem eu não me lembrar ou não mencionar o nome de todos, mas o que me ficou foi sobretudo a generosidade das palavras e a simpatia dos olhares. A todos obrigado por aquele pedacinho de tarde!"



Tex





Impressão Digital Cereza às 16:54
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
22 comentários:
De Selvagem Anónimo a 4 de Outubro de 2005 às 20:25
Texxxx!!!!! Este mulher entrou pela sala dentro como um furacão, agitando, no melhor dos sentidos, toda a massa paineleira que se encontrava presente. O que eu acho sinistro é o dito "galho de pimentos"... really creepy! Pois não é que a Tex usou este arbusto embrionário para se camuflar durante a Operação Guardanapo Branco... e o disfarce ficou perfeito. Olhando par a foto só me ocorre perguntar onde está o Wally, neste caso a Tex, bem entendido. Bonito relato, sim senhora!! *Safira
</a>
(mailto:saphireonearth@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 4 de Outubro de 2005 às 20:51
Furacão é apelido, muito mais forte....aquilo é um bim furacão...ohhhhhh mulher onde foste tu, buscar tanta energia, rapariga?
Nunca te cansas?
Louraça....anasimplesmente
</a>
(mailto:ana.pcf@gmail.com)


De Selvagem Anónimo a 4 de Outubro de 2005 às 21:01
Olha para elas a pensar que passam despercebidas! ah poisé!! lollll... olha ali a .... à esquerda! e a minha homónimaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!! para já não falar da "altarrona" do grupo e da narizinho :P Nem a morena belíssima me escapa ;) Foram momentos bem passados, pelos relatos que partilham aqui com os restantes paineleiros... :) Que se façam outros assim, mas de preferência agora mais cá para baixo... :) Beijossss a todos e siga a festa! ;))alic
</a>
(mailto:mceciliabpm@gmail.com)


De Selvagem Anónimo a 4 de Outubro de 2005 às 21:11
para a proxima temos que contratar um fotografo que tire fotos menos comprometedoras... heheheh
Shikote
</a>
(mailto:arturcb@gmail.com)


De Selvagem Anónimo a 4 de Outubro de 2005 às 21:19
"...AH É VERDADE, OS HOMENS ACORBARDARAM-SE!..."?!... Hein?!!! Eu cheguei-me à frente... Ok?!... Se bem me lembro... depois é começaram com o "...ah e tal... agora as meninas depois os meninos... e assim, e assado... Agora, "...ACOBARDARAM-SE..."?!... kéláisso?!... Hum?... Até acabei por ficar numa foto no meio DELAS TODAS!... (as criaturas curvilíneas...) SOCOOOORRROOOOOOOOOOOOO!!!!!! LLLOOOLLLflyman
</a>
(mailto:flyman_pegasus@msn.com)


De Selvagem Anónimo a 4 de Outubro de 2005 às 21:32
Somos fantásticas……conseguimos pô-los (a eles…sim a ELES…aquelas almas lindas), todos atrás do cortinado. Ainda hoje estou para saber como fizemos aquilo!!!
Tex!!!Deves-me um pontapé ao fundo das costas : )PP
marta
</a>
(mailto:martax_30@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 4 de Outubro de 2005 às 21:46
Tex, o teu ralato está fantástico, e quanto à foto realmente o jindungo (malaguetas) foi uma pena taparem-te a cara toda :)))). Alic podes estar descançada o próximo é cá em baixo... jinho aos paineleiros (as).luadourada--
</a>
(mailto:ermelinda_1955@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 4 de Outubro de 2005 às 22:29
Belíssimas burkhas...não vou andar de metro tão cedo, ai não vou não...elas andem mesmo aí e o nosso SIS aos papéis. Deve ter sido galhardo deve... :)Louis_Phere
(http://bbb.blogs.sapo.pt)
(mailto:jmcfilipe@oninet.pt)


De Selvagem Anónimo a 4 de Outubro de 2005 às 23:06
Tex, a tua memória anda a falhar-te, filha! Se bem me recordo, conheço-te e pessoalmente há bem uns 5 anos. :PStarry-Night
</a>
(mailto:martiniquex@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 4 de Outubro de 2005 às 23:43
Antes que me batam venho aqui dizer qualquer coisa... hummm acho que ja disse :))))))))) beijos e abraçosShikolate
</a>
(mailto:arturcb@gmail.com)


Ah... Comenta-me