Quinta-feira, 8 de Setembro de 2005

Felizes, só os Tolos!

Tal como aconteceu com a nita_, tenho o prazer de apresentar mais um texto de uma jovem cheia de talento: Narag... não é o seu primeiro trabalho publicado aqui no UJ, mas é decerto o mais intenso. Ela tem apenas 16 anos.... isso mesmo...quantos de nós não gostariamos de escrever como ela... ou melhor, como elas!




kepeslap_987 copy.jpg

Felizes Só Os Tolos...



...E Os Esquecidos...



...Só Os Loucos, Os Perdidos.




O Ninguém.




Ninguém é feliz.




Ninguém é feliz porque não recorda,
Não chora quando está abandonado,
Não se assusta quando acorda
E repara que nem está acordado.


Ninguém consegue rir de si,
Tropeça de propósito e cai no chão,
Rebola encosta fora, aqui e ali,
Ninguém adora partir o coração.


Ninguém observa atentamente,
Corre pelo campo repirando o ar,
Ninguém sabe tudo o que sente,
Nem tenta rir quando quer chorar.


Ninguém não conhece a dolorosa dor,
Ninguém só sabe o que é o bem,
Ninguém nunca conheceu o amor,
Só ninguém compreende ninguém.


Ninguém é feliz.


by Bárbara Sousa aka Narag
6 de Setembro de 2005



as-fireworks-anim-01.gif




"Boulevard Of Broken Dreams"
"...I walk this empty street
On the Boulevard of Broken Dreams
Where the city sleeps
and I'm the only one and I walk alone


I walk alone
I walk alone


I walk alone
I walk a...


My shadow's the only one that walks beside me
My shallow heart's the only thing that's beating
Sometimes I wish someone out there will find me
'Til then I walk alone..."




Impressão Digital Cereza às 00:11
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
25 comentários:
De Selvagem Anónimo a 8 de Setembro de 2005 às 09:38
"Felizes Só Os Tolos..." exactamente ... felizes só mesmo aqueles que por serem tolos, são felizes ;) beijinhos Narag...

Devil_girl
(http://,,)
(mailto:joana_ribeiro@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 8 de Setembro de 2005 às 10:09
O que eu encontro de mais extraordinário nos adolescentes e muito jovens adultos é exactamente a capacidade para mudarem sem qualquer constrangimento, mudando apenas porque é o resultado da sua progressão e da adaptação constante das suas convicções- Se não fosse assim muito me preocuparia eu com esta visão que a Narag condensa na declaração "Felizes só os tolos"! Um destes dias, aposto, ela acorda e vai reparar que ninguem é feliz porque feliz não é de ser, feliz é apenas o somatório de fragmentos... a condição da memória e o prazer de saber que fizemos, que estivemos lá... Quanto ao texto em si é, na minha opinião, muito mais complicado do que a sua leitura breve pode levar-nos a supor. És muito generosa com as tuas palavras, Narag, nunca percas isso. Um abraço, o AnjoMaslow
</a>
(mailto:manuel_azevedo@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 8 de Setembro de 2005 às 10:39
Excelente texto, excelente videoclip, excelente comentário do Maslow (para variar ;) ).
azeloM
</a>
(mailto:rui.brito@vianw.pt)


De Selvagem Anónimo a 8 de Setembro de 2005 às 12:30
Eu, totalmente, tola me confesso... o poema esta lindissimo, forte. Um beijo enorme para dividir por todos mas hoje ficas com a parte maior naragnita_
(http://gaivotinha.blogspot.com)
(mailto:pulguina_9@msn.com)


De Selvagem Anónimo a 8 de Setembro de 2005 às 13:36
Divinal este texto de Narag, tem uma profundidade nexplicável em si, palavras que nos levam a pensar e a reflectir. "Felizes só os tolos"... felicidade que não é, mas que apenas se sente nas recordações tatuadas, nos momentos eternizados pelos sorrisos. Assim sendo, já todos fomos tolos, algumas vezes. Parabéns por este texto, adorei. Beijinhos*boxexas
(http://www.wicahpis.blogs.sapo.pt)
(mailto:boxexas@gmail.com)


De Selvagem Anónimo a 8 de Setembro de 2005 às 13:44
O Ninguém vive feliz com as suas decisões. :) E a Narag escreve lindamente, aliás, como todos os teus convidados. Angela
(http://www.lightbubbles.blogspot.com)
(mailto:lightbubbles@gmail.com)


De Selvagem Anónimo a 8 de Setembro de 2005 às 14:07
Sou feliz como ninguém. Serei tola? Gostei imenso da forma como "brincaste com as palavras". Toma lá um beijo! *Dríade
</a>
(mailto:paulino_correia@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 8 de Setembro de 2005 às 15:57
Naraggggggggggg miuda kida qdo fôr grande quero saber escrever assim...bejos a todos e previno que meu PC está em obras:((( aguentem-se sem mim ( cof cof cof) bejosssssssssssssssssMajoca
</a>
(mailto:manejorge@netcabo.pt)


De Selvagem Anónimo a 8 de Setembro de 2005 às 15:59
E qto ao Maslow!!! ai que ele tem razão tem...para variar adoro este gajo:PPPPPPPPPPPPPPMajoca
</a>
(mailto:manejorge@netcabo.pt)


De Selvagem Anónimo a 8 de Setembro de 2005 às 16:49
Nimguém .... eu não quero ser nimguém.
Quero ser feliz!
Não ter medo de me recordar, nem de chorar.
Nunca esquecer.
E poder rir de mim.
Beijos Narag ;-)Corto Maltese
</a>
(mailto:corto.nemo@gmail.com)


Ah... Comenta-me