Quinta-feira, 11 de Agosto de 2005

W.Shakespeare

ref1 copy.jpg


" A realidade é que não te amo com os meus olhos, que descobrem em ti mil falhas.
Mas com o meu coração, que ama o que eles desprezam e, apesar do que vê, adora apaixonar-se."



W.Shakespeare


Impressão Digital Cereza às 17:15
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
14 comentários:
De Selvagem Anónimo a 11 de Agosto de 2005 às 19:56
Shakespeare escreve e eu assino por baixo :P. Distingo amor de paixão da seguinte forma: a paixão cega-nos, o amor não. Quem ama consegue ver as falhas do objecto amado e, mesmo assim, continua a amá-lo. Safira
</a>
(mailto:saphireonearth@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 12 de Agosto de 2005 às 10:58
Quando se ama,ama-se e pronto!!Não se sabe porquê...Esta coisa do amor,é complicada de tão simples que é...;))marta
</a>
(mailto:martax_30@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 12 de Agosto de 2005 às 12:26
So many words, so many people! Um beijo do AnjoMaslow
</a>
(mailto:manuel_azevedo@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 12 de Agosto de 2005 às 14:22
O amor, tão dificil e complicado de "descrever"... Sentir-lo é optimo... Pode-se amar de tantas formas e ser amados de outras tantas... Amar é lindo, mas mais quando somos tambem amados...Criador_Sonhos
(http://criadorsonhos.blogspot.com)
(mailto:miguel24lx@sapo.pt)


De Selvagem Anónimo a 12 de Agosto de 2005 às 15:57
Isso do amor não é muito comigo, mas axo as palavras do Shakespeare muito bonitas. Adequa-se esta frase: o meu olhar tem razões que o meu coração não frequenta.Vanessa
</a>
(mailto:mina_aeternus@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 12 de Agosto de 2005 às 16:05
Hoje apetece-me dizer coisas sem nexo e como faço anos, não se keixem...
o amor é algo demasiado complicado e acaba por sem banalizado por andar sempre de boca em boca. Não digo que é mau ouvir-mos "amo-te", mas os actos também contam. Prefiro a paixão, pois é mais carnal e mais verdadeira. E prefiro a palavra amante a esposa. Não quero dizer que seja a favor de traições, nada disso, mas é mais bonito amante; aquela que ama... E pronto, eu calo-me.Vanessa
</a>
(mailto:mina_aeternus@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 12 de Agosto de 2005 às 17:37
Pessoal, sff, gostaria que todos, mas todos fossem a este site e deixassem la os parabens a nossa Vanessa... Linda espero que gostes da surpresa...
http://triptofinland.blogspot.com/2005/08/parabns.html (http://triptofinland.blogspot.com/2005/08/parabns.html)Criador_Sonhos
(http://criadorsonhos.blogspot.com)
(mailto:miguel24lx@sapo.pt)


De Selvagem Anónimo a 12 de Agosto de 2005 às 19:03
A minha bomba sanguínea adora apaixonar-se. Por tudo, por todos, por ti! :)Dríade
</a>
(mailto:paulino_correia@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 12 de Agosto de 2005 às 21:34
DEIXO-VOS AQUI UMA PEQUENA REFLEXÃO SOBRE AS DIFERENçAS ENTRE AMOR E PAIXÃO: ----
A Paixão é desejo instantâneo.
É um conjunto de glândulas chamando
umas pelas outras.

O Amor é amizade que se incendiou.
Cria raízes e cresce - um dia de cada vez.

A Paixão é assinalada por um elemento de insegurança.
Sentimo-nos eufóricos e ansiosos, mas nunca felizes
no verdadeiro sentido da palavra. Existem dúvidas
que nos perseguem, perguntas para quais não
encontramos uma resposta, pequenas coisas
e pedaços sobre o objecto do nosso amor que
não iríamos querer examinar depressa demais.
Podia acordar-nos do sonho.

O Amor é o compreender calmo e sereno
e a aceitação madura de toda a imperfeição.
É real! Dá-nos força e cresce connosco
para reforço da pessoa amada.
Sentimo-nos inspirados pela sua presença,
mesmo quando estamos separados.
Quilómetros não nos separam.
Queremos que esteja por perto.
Mas perto ou longe, sabemos que é nosso
e podemos e sabemos esperar.

A Paixão diz: "Temos de nos casar já.
Não posso arriscar perdê-lo".

O Amor diz: "Sê paciente.
Não entres em pânico.
Planeia o teu futuro com confiança".

A Paixão envolve um elemento de excitação sexual.
Se formos honestos admitiremos que na ausência
da certeza de que o encontro irá acabar com uma cena
de intimidade, é difícil estar na companhia um do outro.

O Amor é o amadurecimento da amizade.
Temos de ser amigos antes de podermos ser amantes.

A Paixão carece de confiança.
Na ausência do objecto do nosso amor ,
questionamos e duvidamos da sua fidelidade.
Por vezes, queremos certificar-nos.

O Amor significa confiança.
Estamos calmos, seguros e não nos sentimos ameaçados.
O objecto do nosso amor sente essa confiança nele
depositada e tal vai fazê-lo ainda mais digno
da nossa confiança.

A Paixão pode levar-nos a fazer coisas
de que mais tarde nos poderemos arrepender,
mas com o amor tal não acontece.

O Amor é um "elevador".
Faz-nos erguer o olhar.
Leva-nos a pensar positivamente.
Faz de nós pessoas melhores
do que aquelas que éramos antes.
Starry-Night
</a>
(mailto:Martiniquex@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 13 de Agosto de 2005 às 17:03
O William também era daquele género dos que acordavam noite escura enquanto todos os outros ainda dormiam...a lovestruck romeo sing a streetsuss serenade...Louis_Phere
(http://bbb.blogs.sapo.pt)
(mailto:jmcfilipe@oninet.pt)


Ah... Comenta-me