Terça-feira, 21 de Junho de 2005

Voos

Finalmente! Finalmente chegou-me o texto do Flyman! Encostem-se na cadeira, leiam o texto, oiçam a musica, vejam as imagens, e voemmmm com ele! O video fica maravilhoso neste texto.(video retirado)


Simply.jpg



Nesta praia deserta, voltado para o mar, o Sol aquece-me. Abro os braços, fecho os olhos, solto as amarras e deixo-me zarpar.


Estou a subir bem alto e agora já ninguém me consegue agarrar. Nas asas do sonho, só tenho de ter cuidado com o Sol, forte como está, não me vá queimar... Livre de pensamento, só espero que os ventos soprem de feição, enfunem a vela da imaginação. Levem-me para lá deste mundo onde ainda sinto a brisa que me passa por todo o corpo.


Estou a voar e difícil, difícil, vai ser voltar. A sensação é boa, como gostava de a fazer durar. O melhor será não me preocupar, deixar correr o tempo enquanto aqui estou, e aproveitar – lie back and enjoy... Não sei o que pensar deste devaneio, que me leva mais longe e mais além que aquilo em que creio.


Hoje apetece-me ir para sul, para cenários tropicais, onde o verde é muito verde e as cores são os animais e as flores.


Afloramentos rochosos, de onde brotam cascatas de temperaturas várias, que se quedam em lagos de transparentes águas. Se por acaso neles mergulhasse, deles não conseguiria sair, raptado por pelas ninfas encantadas que neles continuam a cair.


Virgens areias brancas e rosadas de coral feitas, juncadas de conchas e búzios, onde se espalham as suaves ondas de um mar morno, com todas as tonalidades de azuis e verdes, até chegar ao transparente capaz de converter o menos crente.


A raiva, a inveja, a desconfiança, o cinismo, a mesquinhez, o egoísmo, a exclusão e a doença, são palavras desconhecidas e sem sentido por aqui. A harmonia reina. Os sentidos estão bem despertos. Usufrui-se na máxima amplitude tudo o que se vê e não vê.


As crianças vivem felizes e confiantes, os adultos despreocupados. Nem sabem o que é isso de stress diário. Os mais velhos são escutados, doces professores de vida empossados. Caçam, pescam, colhem fruta, dádivas de uma Natureza generosa que nunca se sentiu violada.


Quero subir ainda mais alto, comparar os contrastes deste com o nosso mundo. Por breves instantes, acho que não vou voltar, mas acabo por regressar.


De chegada, baixo os braços. Ainda não quero abrir os olhos. Então uma voz meiga segreda-me ao ouvido “Só agora? Estava à tua espera...” Doce acordar, minha deusa... ou continuo a sonhar?...



Flyman

16/06/2005




CHORUS:

I wanna fall from the stars

Straight into your arms

I, I feel you

I hope you comprehend



Impressão Digital Cereza às 18:18
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
23 comentários:
De Selvagem Anónimo a 21 de Junho de 2005 às 20:38
Flyman, mais lindo que o teu texto... só mesmo o amor. Que boa que é a certeza de termos alguém em casa à nossa espera... Não, não estás a sonhar. Há que dar espaço, o amor brota!! Parabéns e um grande beijo para ti!Safira
(http://www.bbb.blogs.sapo.pt)
(mailto:saphireonearth@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 21 de Junho de 2005 às 20:53
Belissimo sonho o teu, Flyman! Esse teu cenário de sonho, se não era no paraíso, devia de ser na paragem antes! Felizes daqueles que ainda possuem a capacidade de sonhar, principalmente quando estão acordados. A forma como encerraste o teu texto, fez-me lembrar dum livrito super fixe que li há algum tempo, nomeadamente "Quero Ter Alguém À Minha Espera Num Sítio Qualquer". Entendo eu que a doce certeza de que alguém nos espera é, só por si, um daqueles motivos que fazem a vida digna de ser vivida! Para ti e para a tua Deusa, um beijo e espero que continues a escrever coisas bonitas, ó moreno belíssimo! :PPPStarry-Night
</a>
(mailto:martiniquex@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 21 de Junho de 2005 às 20:57
Cereza, para ti, podre de boa, uma palmadinha nas costinhas... bonito trabalho! Quanto á música e ao video clip, já o tínhamos discutido, lembras-te? Adorei!Starry-Night
</a>
(mailto:martiniquex@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 22 de Junho de 2005 às 01:33
Mal de nós senão sonhamos acordados ou mesmo a dormir. O curioso é que quando se tem sonhos destes são no minimo paradisiacos e que de real não têm nada mas é bom sonhar e deve ser maravilhoso acordar com uma voz melga a dizer já acordaste??Bem pior estou eu que quantas vezes já acordei com uma estupida de uma cadela que desata a ladrar sempre que ouve uma melga. E nem sequer pede desculpa pelo irreflectido acto!!!JATGO
</a>
(mailto:jatgo@sapo.pt)


De Selvagem Anónimo a 22 de Junho de 2005 às 01:48
Bem, peço desculpa mas distraí.me tanto com o video...(ADORO os Simple Red ainda hoje andei a trabalhar o dia todo de phones a ouvir-los!!!! e Cereza eles vem cá?? onde??? quando??? QUERO IR!!!) O texo tá muito bonito....se fala de AMOR só tem q ser lindo :)))Ana_Cronica
</a>
(mailto:ana_cronica@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 22 de Junho de 2005 às 07:11
Bom dia a todos!!! Parece que adivinhava...guardei ler o blog para o fazer aqui sossegadinha na escola, na antecipação de mais um "rico" dia.Assim poderei sonhar um cadito na magia deste texto, segurando meu café matinal e reconhecer que todos podemos transformar o nosse cenário em algo de maravilhoso.:) OH Flyman e ...trenga maria bejos muitos e tu cereza levas mais logo:PPP e mais os outros todosMajoca
</a>
(mailto:manejorge@mail.telepac.pt)


De Selvagem Anónimo a 22 de Junho de 2005 às 10:31
Flyman k refrescante o teu texto :)

Ò Cereza eu tb adoro os Simply Red...não podias arranjar o video da musica deles, "Angel"? Ai é lindo!

"Gotta find me an angel
To fly away with me
Gotta find me an angel
Who set me free
My heart is without a home
I don't want to be alone
Gotta find me an angel
In my life"
Tex
</a>
(mailto:texazinha@iol.pt)


De Selvagem Anónimo a 22 de Junho de 2005 às 10:40
tex, prometo que vou tentar. também gosto muito. Não é fácil, pq só este video levei dias á procura dele... ontem foi o dia todo, já estava desesperada, e com vontade de dar pontapés no pc... mas cada vez que lia o texto do Flyman só me vinha este teledisco á cabeça. Já fui a um concerto deles, e são fantasticos. A voz do nick Hucknail e tal e qual a ouvimos aqui. vou ver se encontro tex.
Flyman adorei o texto... resta saber se essas viagens são apenas em sonhos :P
acho que este video diz tudo!!!cereza
(http://bbb.blogs.sapo.pt/)
(mailto:lis_tv@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 22 de Junho de 2005 às 10:43
Flyman, ena...apetece-me contratar-te para arquitecto de exteriores ... está sugestivo, muito, o texto! Num cenário desses apenas me preocuparia ficar sem uma costela, claro... Um beijo, do AnjoMaslow
</a>
(mailto:manuel_azevedo@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 22 de Junho de 2005 às 10:50
Victor Hugo dizia: "Poucos trabalham para realizar os seus sonhos, a maioria apenas ressona." Já Anatole France exclamava: "A loucura é o sonho de uma pessoa. A razão é, sem dúvida, a loucura de todos." Por outro lado, La Fontaine afirmava: "Cada um transforma em realidade tanto quanto pode dos seus sonhos."
Segundo Freud, nós somos o que sonhamos. Por isso seremos tanto maiores quanto for o que projectamos. Se sonhar pequeno, será insignificante. Se nada sonhar, nada será. Há tanto tempo que não sonho,para dizer a verdade nem me atrevo!!!Parabéns Flyman o texto está um must!!Ó Cereza,conta lá onde vai o Mick Red,a 1º e a ultima vez que o vi,ainda eram os concertos em Cascais,acho que já passou 20 anos...aiiiiii!!!o tempo passa!!!LLoLLLmarta
</a>
(mailto:martax_30@hotmail.com)


Ah... Comenta-me