Quinta-feira, 16 de Junho de 2005

Construo Metáforas... (video já retirado)

Uffa que este post estava dificíl de sair! Tinha pensado noutro video, mas não encontrei... São quase 5 da manhã e ainda ando aqui! Resolvi então por este tema lindissimo! Quem não viu o filme "Closer"?
Acho que se adequa na prefeição ao texto do nosso mais recente "reforço" deste blog. Aqui fica o primeiro "trabalho" da Safira.



3573 copy.jpg


Se cruzasses o meu caminho naquele dia, certamente eu teria parado. Subtilmente inclinaria a cabeça e ter-me-ia encostado à parede fatalmente fria. De certo teria desviado o olhar até que os teus passos se afastassem. Em seguida apagaria o seu som… porque ocupa espaço.


Desmaiam as tempestades nos beijos do nosso olhar que mal o dia entristece como fumo se desfaz. Até quando vamos resistir?


Brincam raios de luz no teu sorriso… no fundo dos teus olhos entrevejo o brilho onde se esconde o paraíso e morre o meu desejo. Morre? Subsiste? Já nem sei...
E é na insónia da noite que pesquiso o coração e tento desvendar os seus mistérios. Tento que o senso – que não é comum – me ajude a abrir portas e a fechar janelas.


Olho para o outro lado e com desvelo de memórias dispo o teu rosto de rugas como um retalho de céu a brincar no teu cabelo… que bem me fazes sentir! E com dedos juvenis moldo o calor do teu corpo em melodias de pele a preguiçar no desejo… há muito contido.


Quem te disse que o amor era a voz da juventude?! Na brisa do coração até a idade voa. Amar não deve ser pecado, quando o coração se despe no incêndio da ternura onde os destinos se inventam.


Os meus olhos buscam as imagens onde irá descansar o pensamento. Fecho-os, sinto-te, aquieto-me, descanso... Aguardo o dia seguinte na esperança que me traga calma.
Não consigo... construo metáforas!


Safira
06-05-05




Impressão Digital Cereza às 05:03
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
27 comentários:
De Selvagem Anónimo a 16 de Junho de 2005 às 09:34
Bom dia a todos :)
Leio, diariamente, os textos que são aqui colocados. Gosto, na generalidade, de todos eles, raramente comento, até porque, como não frequento o irc, me sinto um pouco fora do vosso mundo. Parvoice minha talvez. Hoje, ao ler este texto, senti que os sentimentos nele descritos podiam ser meus também.
Parabéns Safira, o texto está lindissimo.
Um bom dia para todos. E que o amor brilhe para todos nós :) momentum
</a>
(mailto:m@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 16 de Junho de 2005 às 10:14
No teu comentário ao meu texto dizias tu, que quando fosses grande, também querias escrever assim... metáforas... metáforas... quando eu for pequenino, também quero brincar assim com as palavras e com os sentidos. Parabéns, ó preciosa... flyman
</a>
(mailto:flyman_pegasus@msn.com)


De Selvagem Anónimo a 16 de Junho de 2005 às 10:46
Safira, este teu texto trouxe-me de volta ao pensamento uma história que constaste há alguns posts atrás, nomeadamente num intitulado "Infidelidade". Sabes, Safira, este mundo está cheio de tentações e, segundo dizem os entendidos, a melhor maneira de eliminar as tentações, é deixando-nos cair nelas! Starry-Night
</a>
(mailto:martiniquex@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 16 de Junho de 2005 às 12:31
Está fantástico o texto Safira,parabéns!!E é isso mesmo Starry....é aquela velha história...prefiro arrepender-me do que fiz,do que me arrepender do que não fiz, e isto bem trabalhado,nunca traz arrependimento....há sempre uma lição a tirar e momentos bons a recordar.Beijos para todos...e arrepiei-me com o video Cereza!!!LLooLL....linda a escolha!!!marta
</a>
(mailto:martax_30@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 16 de Junho de 2005 às 12:34
Safira quem me dera escrever assim! :) Está lindo!
Espero que tenhas gostado do video :)
Esta manhã não estava a funcionar mas já está resolvido o problema.
Amor, relacionamentos humanos,sexo casual, traições, hipocrisias, inícios, fins, recomeços, dúvidas, carências e impulsos... Assim é Closer e em parte assim é o teu texto.cereza
(http://bbb.blogs.sapo.pt/)
(mailto:lis_tv@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 16 de Junho de 2005 às 12:59
Safira!!! és uma mais valia para este blog! parabéns está lindo. Eu também me arrependo de muitas coisas que não fiz ou disse, mas cada um é como cada qual, daí as diferenças :). Ficamos na dúvida, por certezas.^Erina^
</a>
(mailto:paula_m_sousa@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 16 de Junho de 2005 às 14:02
Bem, é a minha terceira tentativa para comentar este artigo... Estou a começar a stressar-me juntamente com o stress do work... Bem, voltando ao artigo... Safira, é um belo texto, valeu a pena esperar por ele... Starry o q dizes é bem verdade... É quase como os erros, por vezes precisamos errar para não os cometer de novo... jokitas para todas e abraços para elesCriador_Sonhos
(http://criadorsonhos.blogspot.com)
(mailto:miguel24lx@sapo.pt)


De Selvagem Anónimo a 16 de Junho de 2005 às 14:03
Em primeiro lugar tenho que dar os parabéns à Cereza, gostei muito do vídeo e amei a música (que não conhecia, nunca vi o filme). Dificilmente poderias arranjar uma música que mexesse mais comigo, é linda! Obrigada.
Em segundo lugar, achei muito curioso o comentário da Starry. Quando escrevi este texto nunca pensei que se pudesse traçar um paralelismo com algum outro que tivesse escrito mas, depois de ler ambos novamente, achei alguma lógica no teu raciocíno. Perspicaz, hein? :)
Agora, se me dão licença, vou babar um pouquinho mais com os vossos comentários :P
Xinhus para todos e obrigada por me deixarem ser uma de vós! **** Safira
(http://www.bbb.blogs.sapo.pt)
(mailto:saphireonearth@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 16 de Junho de 2005 às 14:29
Safira, gostei mto do teu texto...senti-o doce e calmo :)) Tex
</a>
(mailto:texazinha@iol.pt)


De Selvagem Anónimo a 16 de Junho de 2005 às 14:40
Muitas vezes as metaforas são predicados daquilo que queremos dizer de forma simples e exacta. Aqui se viu a inteligencia e subtileza dessa senhora! Parabens pelo post, pois foi dos melhores e mais profundos que já vi neste blog. Obrigado por este momento. Fiquem bem :)Absurdo25
</a>
(mailto:HugoMiguel21@hotmail.com)


Ah... Comenta-me