Terça-feira, 10 de Maio de 2005

De que falo?

Finalmente conseguiu que o Megabife escrevesse algo para o blog...não foi fácil, mas lá consegui... sou uma pessoa muito persistente! É a continuação da festa dosa 20 000.


0320 copy.jpg

( They call me the wild rose )



As sombras que insistem em não desvanecer com o tempo, tornam-se nódoas aos olhos de quem as sente e de quem as vê.

E quando a noite chega com as suas mãos de pesadas horas, o antigo relógio de parede faz-se ouvir, dando corda ao único momento dos pesarosos dias em que nos sentimos vivos.

É entre as vagas de sono que se abatem lentamente na fina camada de consciência, que nos encontramos. Pouco a pouco abdicamos do corpo, olhando para o branco infinito do tecto do quarto até finalmente estarmos todos presentes.

De mãos dadas e sorrisos largos, sentimos o que nos é impedido de olhos abertos. Não são sonhos, são encontros camuflados entre nós. Esconderijo de nós para nós, tão inalcansável e volátil a estranhos como a um simples acordar.

Os habituais sabem-no e não o ignoram. Por mais que se durma serão sempre breves, os encontros, não nós. Seria injusto dizer que não nos completa a todos. Por pouco que pareça, é-me bastante gratificante sentir a leveza do teu toque e a candura do teu olhar.

Aqui estamos entre as brisas e os desejos em comum. Acordados ou não, sempre estivemos e estaremos. De que falo?



Megabife


nightmare20stock.gif


"...On the second day he came with a single red rose
Said: will you give me your loss and your
Sorrow
I nodded my head, as I lay on the bed
He said, if I show you the roses, will you
Follow?
They call me the wild rose
But my name was elisa day
Why they call me it I do not know
For my name was elisa day..."



Impressão Digital Cereza às 00:26
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
31 comentários:
De Selvagem Anónimo a 10 de Maio de 2005 às 11:12
Bem, é um texto que dá que pensar... tenho de admitir que está ali qualquer coisa, mas ainda não dezsscobri o que é... Já li o texto 3 vezes, vou continuar a ler, em casa com mais calma porque aqui no qork é complicado... MegaBife [][][] man da carne loukaCriador_Sonhos
(http://criadorsonhos.blogspot.com)
(mailto:miguel24lx@sapo.pt)


De Selvagem Anónimo a 10 de Maio de 2005 às 11:17
Mega,será que falas de recordações,mas o género é masculino!!Ai homem,só tu...para me pores agora intrigada!!jinhoooos pa ti cheios de saudades.marta
</a>
(mailto:martax_30@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 10 de Maio de 2005 às 11:18
Falas de algo com sabor a eternidade.... Tex
</a>
(mailto:texazinha@iol.pt)


De Selvagem Anónimo a 10 de Maio de 2005 às 11:23
Acho que fala nas entrelinhas, sobre algo que vai existir para sempre....um amor, talvez. eternidade como diz a Tex.cereza
</a>
(mailto:lis_tv@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 10 de Maio de 2005 às 12:09
Do sonho, onde temos e somos o que queremos, acordados ou não.formasdolhar
</a>
(mailto:formasdolhar@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 10 de Maio de 2005 às 12:23
Eu assim a primeira vista, poderei poensar que não se trata de sonhos, pois ele diz assim: "Não são sonhos," Será felicidade... de um momento a dois por algum motivo imterrompido... Será a partida antecipada de alguem que faz com que os encontros so sejam possiveis em pensamentos... Quando olhamos para o tecto branco infinito do quarto, "viajamos" até um local onde nos encontramos com quem queremos... Será isso?? Um encontro apenas possivel em pensamento ? Criador-Sonhos
(http://criadorsonhos.blogspot.com)
(mailto:miguel24lx@sapo.pt)


De Selvagem Anónimo a 10 de Maio de 2005 às 12:34
Eu cá quando olho po tecto penso: beje...vou pintar de beje!LOLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLTex
</a>
(mailto:texazinha@iol.pt)


De Selvagem Anónimo a 10 de Maio de 2005 às 13:35
Um momento de glória... que não representando a eternidade, perdura no tempo!Starry-Night
</a>
(mailto:martiniquex@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 10 de Maio de 2005 às 14:08
eu ao ler deixei me levar pelo texto....e não procurei sequer a resposta...pois sei que ela não e sequer palavra...algo sentido e tão infinito...não se define num conjunto de letras...sentes e mais nada!!heaven-hell
(http://heavenhell72.blogspot.com)
(mailto:heavenhell72@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 10 de Maio de 2005 às 14:24
Como sempre gosto do mega bife...mas este simplesmente me fez vadiar em meus pensamentos...sem rumo:) bejocasssssssssssMajoca
</a>
(mailto:manejorge@mail.telepac.pt)


Ah... Comenta-me