Sexta-feira, 29 de Abril de 2005

Prescrição para males de amor

Da Starry_Night! Esta mulher pensa em cada uma! A senhora que está nesta e noutras fotos deste blog é a Isabelle Adjani, e não a Monica Bellucci






vogue_1994-01 copy.jpg

"Amor é fogo que arde sem se ver;

É ferida que dói e não se sente;

É um contentamento descontente;

É dor que desatina sem doer"





Ah Camões

Se vivesses hoje em dia

Tomavas uns anti-piréticos

Uns quantos analgésicos

E Xanax ou Prozac para a depressão

Compravas um computador

Consultavas a página do Murcon

E descobririas

Que essas dores que sentias

Esses calores que te abrasavam

Essas mudanças de humor repentinas

Esses desatinos sem nexo

Não eram feridas de amor

Mas somente falta de sexo.



Starry



Impressão Digital Cereza às 22:08
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
17 comentários:
De Selvagem Anónimo a 29 de Abril de 2005 às 22:27
Nada mais verdadeiro...O Camões não percebia nada disto...O Sexo cura(quase)tudo! Há dias recebi uma coisa engraçada sobre a importância do sexo...mando-te para a tua cx de correio, aqui não é fácil...frisco
</a>
(mailto:frisco@sapo.pt)


De Selvagem Anónimo a 29 de Abril de 2005 às 22:39
Eh pah, vocês não sabem nem sonham a gravidade dos danos causados pela falta de « coisital » na vida duma pessoa. Eles são, ora calores, ora arrepios, a subirem pelo corpo de uma pessoa acima, são as pernocas a fraquejarem, são os tropeções de língua, os lábios entreabertos reclamando beijos daqueles, tudo isto deixando uma pessoa completamente desvairada, sem saber o que fazer da vontade de se despir, deitar e entregar nas mãos de alguém especial que nos ame muito e bem. Eu confesso que sou assaltada imensas vezes pelos desejos mais galdérios e pecaminosos e, felizmente,… a vida é bela e eu quero tudo dela ! Starry-Night
</a>
(mailto:martiniquex@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 29 de Abril de 2005 às 23:06
lol!adorei a tua explicaçao. realmente, o k é k exe gajo sabe de amor??ele teve alguma historia romantica k se conheça...axi k n. bjsfilipa*
(http://www.naofazmalsonhar.blogspot.com)
(mailto:ana_filipa216@msn.com)


De Selvagem Anónimo a 29 de Abril de 2005 às 23:44
Altamente o teu blog, e adorei a música. Camões lol sentimento demasiado profundo, eis agora a "cura". Fica bemMiss Lust
(http://missluxuria.blogs.sapo.pt)
(mailto:lust2@sapo.pt)


De Selvagem Anónimo a 30 de Abril de 2005 às 00:18
eu não vou dizer que o homem não percebia nada, primeiro não vivi no tempo dele, segundo, ninguem me disse nada e terceiro, sei lá o que ele andou a fazer dentro da casa dele. Era cego de um olho mas nao era parvo de certeza..morgaine
</a>
(mailto:lab_marta@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 30 de Abril de 2005 às 10:57
Bem!!eu nem digo nada que este Luis deu-me volta á cabeça!!!Nada como ler o ´´monólogo do vaqueiro``:)PPmarta
</a>
(mailto:martax_30@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 30 de Abril de 2005 às 11:36
Parabens
_JMPP
</a>
(mailto:j_oimentel@scni.pt)


De Selvagem Anónimo a 30 de Abril de 2005 às 11:42
Temos poeta, ups, poetisa... Muito bonito... LOOOOOOOOOOOOOOOOOLCriador_Sonhos
(http://criadorsonhos.blogspot.com)
(mailto:miguel24lx@sapo.pt)


De Selvagem Anónimo a 30 de Abril de 2005 às 12:49
Oh caragu!Mas onde é keu já vi isto?!lololololTex
</a>
(mailto:texazinha@iol.pt)


De Selvagem Anónimo a 30 de Abril de 2005 às 19:39
Já li isto enm qualquer lado, onde terá sido?anasimplesmente
</a>
(mailto:ana.pcf@gmail.com)


Ah... Comenta-me