Quarta-feira, 30 de Março de 2005

Ódio versus Amizade

O Ódio liga mais os Indivíduos que a Amizade



devil_rev_175x263 copy.jpg



O ódio, a inveja e o desejo de vingança ligam muitas vezes mais dois indivíduos um ao outro do que o podem fazer o amor e a amizade.



Pois está em causa a comunidade de interesses interiores ou exteriores e a alegria que se sente nessa comunidade - onde é muitas vezes determinada a essência das relações positivas entre os indivíduos: o amor e a amizade - é sempre relativa e não é em nenhum caso um estado de alma permanente; mas as relações negativas, essas são, a maior parte das vezes, absolutas e constantes.



O ódio, a inveja e o desejo de vingança têm, poder-se-ia dizer, o sono mais ligeiro do que o amor. O menor sopro os desperta, enquanto que o amor e a amizade continuam tranquilamente a dormir, mesmo sob o trovão e os relâmpagos.



Arthur Schnitzler, in 'Relações e Solidão'






Paint it Black - Rolling Stones

"...I look inside myself and see my heart is black
I see my red door and it has been painted black
Maybe then I’ll fade away and not have to face the facts
It’s not easy facin’ up when your whole world is black..."



Impressão Digital Cereza às 19:05
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
20 comentários:
De Selvagem Anónimo a 30 de Março de 2005 às 19:20
Discordo.
Detesto a inveja, é um sentimento tão feio.
Mas tem muita força, a inveja que têm de nós atraia imenso forças negativas..é terrivel.
anasimplesmente
</a>
(mailto:ana.pcf@gmail.com)


De Selvagem Anónimo a 30 de Março de 2005 às 19:53
É muito ténue a linha que separa o amor do ódio.... there's only one direction in the faces that I see... (genesis)mathiott
</a>
(mailto:cecilia_mathiotte@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 30 de Março de 2005 às 19:53
É muito ténue a linha que separa o amor do ódio.... there's only one direction in the faces that I see... (genesis)mathiott
</a>
(mailto:cecilia_mathiotte@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 30 de Março de 2005 às 21:13
As vezes torna-se difícil distinguir estes sentimentos, até que a loucura das acções chegam e tudo torna-se descontrolado! O que era subjulgado passa a fugir... assim como a concentração e a subtileza! Aí vem a manipulação desenfreada como solução! Um passo em frente, o desespero!(Até parece novela!) Se ter inveja, sentir ódio e usar como arma a vingança é bom... bónito não é mas alguns fazem destes sentimentos apetrechados de rúina o seu belo castelo de cartas!Suicidal_kota
</a>
(mailto:cromokamikaze@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 30 de Março de 2005 às 21:36
Pronto kota já vasculhei o blog da amiga :)

À bloguista desculpe a invasão e parabéns! O blog está giro e o ppl parece muito fixe. Já colei aos favoritos, o que quer dizer que vão passar a ter de me aturar (reclamações mandem para a caixa do kota que a culpa foi dele)alyia
</a>
(mailto:alyia7@gmail.com)


De Selvagem Anónimo a 30 de Março de 2005 às 22:46
Há tempos escrevi aqui porque o penso : O Amor e o Ódio andam de maõs dadas. Como se fossem irmãos, detestam-se andam à tareia, mas não passam um sem o outro! Logo são inseparáveis.
Beijinhos constancinha
</a>
(mailto:ola_cusca@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 30 de Março de 2005 às 23:07
Se calhar é só pelas reacções.. Quando amo sinto me mt mais "acompanhada" que quando odeio.. Quando amo sinto-me mais completa/unida a alguem do que quando odeio.. Eu podia começar com uma aula de quimica e dizer que os opostos atraem-se e dizer que quando alguem ama alguem que o odeia nenhum dos dois se vao separar.. Ou então nao!! Mas nao acho que o odio intensifique mais a ligaçao/relaçao "comunitaria".. Beijo*Succubus
(http://sukkub.blogspot.com)
(mailto:merylin.ruth@gmail.com)


De Selvagem Anónimo a 30 de Março de 2005 às 23:24
Já sentiram algum dia que o vosso amor chega a ser ódio?...(a minha memória já vacila:))))...mas tomara sentir o mesmo ololololl !!!aviso que este blog está a fazer saltar a malukice que eu tentava disfarçar:P
aiiiiiiii que eu hoje tou tou tou...bejosMajoca
</a>
(mailto:Manejorge@mail.telepac.pt)


De Selvagem Anónimo a 30 de Março de 2005 às 23:46
São, sem dúvida os dois sentimentos mais fortes. Neles a indiferença em relação ao objecto-alvo, está completamente ausente. Amor sim... Ódio não... Como tudo seria melhor se fosse assim tão simples... Ás vezes, em relação a determinados assuntos ou pessoas, é difícil ficar indiferente. Amo as pessoas que gosto. Agora, quanto ao ódio... Talvez por horas ou um dia, e só em coisas que mexam mesmo muito comigo... e só até chegar à conclusão de que não são merecedoras de um sentimento tão forte. A indiferença é uma boa arma e não cansa tanto. Poupo a minha energia para coisas melhores...flyman
</a>
(mailto:flyman_pegasus@msn.com)


De Selvagem Anónimo a 31 de Março de 2005 às 00:04
Se um dia deixares de me querer/
De mim, de ti, de nós vou maldizer/
Não temas porém este sombrio rancor/
Melhor será que deixe passar a dor...flyman
</a>
(mailto:flyman_pegasus@msn.com)


Ah... Comenta-me