Terça-feira, 22 de Março de 2005

Uma carta que eu nunca enviei ...

Por vezes não dizemos o que devemos dizer a quem mais amamos! Muitas vezes, só damos importância a essas pessoas quando elas desaparecem da nossa vida! Fica aqui uma carta que a Constancinha nunca mandou!


rain13 copy.jpg


Quando se diz que se gosta de outra pessoa, diz-se porque se foi aprendendo a gostar dela. Quando se diz gosto de ti é porque se gosta.
Também acontece que, quando digo a alguém que gosto dela , gosto porque ou me faz rir, ou é simpática, tem senso de humor, é agradável falar com ela, sei lá.
...
Quando digo: Gosto de ti, digo-o porque fui aprendendo a conhecer-te e o que me foi dado a conhecer eu gosto.
...
Não sou capaz de deixar de gostar de alguém de um dia para o outro. substituindo por outra pessoa.. O meu gostar de hoje em nada se compara com o gostar de há uns anos atrás. O meu gostar de agora é sereno, doce, sem condicionalismos, sem perguntar os porquês, sem servir ao pequeno almoço a dor de um dia me terem magoado, castigando esse alguém. O meu gostar de agora não é imaturo e nem tão pouco sentido. O meu gostar de agora, vem cá de dentro, é um dar sem esperar nada em troca e ficar feliz porque alguém se sente feliz também.
Tudo isto te pode parecer lamecha, o que interessa. Eu sou assim mesmo e sinto assim.Não se pode apagar o que se sente por alguém, quando se sente do coração.Quando se sente como eu sinto, o meu mundo esvazia se não está lá a pessoa de quem gosto.
...
Não sei viver triste. Quando o estou, mato-me lentamente e só me apetece desistir tudo e de todos, mas não o faço porque cresci e, o que sou hoje deu-me muito trabalho a conquistar. Combato até à exaustão e fico prostrada sem energias , mas vou sempre em frente
....
Não quis de modo algum magoar-te mas sei que o fiz.
Não quis que te irritasses ou fazer que sintas o que sentes.
Mas..., admite que me tens castigado duramente. Conheço-te bem demais para saber o que é direccionado para mim e não é.
Sei que as atitudes que tomas não passam de castigos que me aplicas.
Tenho-os suportado estoicamente sem um único queixume. Pois é, acima de tudo sou tua amiga e os amigos suportam e compreendem tudo, não é? No meu caso tem sido e acredita que vou continuar a ser assim.
Peço-te que despejes toda a tua ira de uma vez para sempre. Rebenta. Manda vir. Acusa-me, faz o que entenderes mas atira tudo cá para fora se faz favor.
...
Hoje é hoje. O amanhã é muito vago mas posso dizer-te que um destes dias o amanhã vai ser muito triste para alguém, porque eu não sei viver em ou com mentira.
...
Quando se gosta, gosta-se para a vida inteira, a não ser que a outra pessoa nos magoe tanto que nos faça aprender a desgostar.
...
Gosto de ti, talvez seja uma grande asneira como tu um dia me disseste, que seja, nada posso fazer e, para ser honesta não vou alterar o que sinto, posso alterar tudo o que me rodeia menos o que sinto por ti.
...
Tu tens a tua vida, pode não ser a que tu queres ter ou sonhaste vir a ter, mas é a que tens. Foi sempre o que me fez calar, foi o facto de teres escondido o que ias fazer quando viesses para Lisboa. Eu sempre soube e não quis interferir em rigorosamente nada. Pensava que: se tiver de acontecer...acontecerá.


Rain008 copy.jpg


Desculpa se te magoei, não foi com intenção acredita.
Gosto muito de ti


Constancinha


av_rain02.gif










Impressão Digital Cereza às 13:47
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
30 comentários:
De Selvagem Anónimo a 22 de Março de 2005 às 14:17
Eu tenho uns bons conhecimentos nos CTT!WG
</a>
(mailto:a@a.com)


De Selvagem Anónimo a 22 de Março de 2005 às 15:40
Constancinha quantas vezes não fica tanto ou tudo para dizer, mesmo quando a pessoas está sempre ao nosso lado! jinhocereza
</a>
(mailto:lis_tv@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 22 de Março de 2005 às 15:41
Isso é amor ou obssessão? Acho que depende de quem lê, como lê e como interpreta. Mas, muitas vezes o dar-se tanto pode não ser benéfico. Nada mesmo. Se bem me lembro ainda há uns posts atrás era citado o amar sem perder o EU. Não estás a perder isso? Desculpa se estou errado...formasdolhar
</a>
(mailto:formasdolhar@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 22 de Março de 2005 às 17:12
É verdade constancinha, muitas vezes só sentimos a falta de alguém quando esse alguém já lá não está. E depois equaciona-se o que se poderia ter feito para não perder essa pessoa e pensa-se como isso pode ter acontecido.Como essa "batalha" pode ter sido perdida.Como dizia Shakespeare, ganham-se mais batalhas com o sorriso do que com a espada mas,presentemente, parece que até sorrir nos custa não é? Smile always :)Louis_Phere
</a>
(mailto:jmcfilipe@oninet.pt)


De Selvagem Anónimo a 22 de Março de 2005 às 17:35
oh constancinha e eu a pensar que tinhas perdido essa carta:) ai maninha tu tá keta não vás ao baú buscar velharias...faz mal ao coração...melhor deitares a chave ao tejo ....e faz favor faz uma recauxutagem... depois me diz o orçamento , não vá eu precisar tb:) bejocas queridaaaaaaaaaaaaaaaaaMajoca
</a>
(mailto:manejorge@mail.telepac.pt)


De Selvagem Anónimo a 22 de Março de 2005 às 17:49
O que fica por dizer às vezes é bem mais importante do que aquilo que se diz.....Tex
</a>
(mailto:texazinha@iol.pt)


De Selvagem Anónimo a 22 de Março de 2005 às 18:39
Olá ! :-)
Esqueci de um pequeno GRANDE pormenor, esta carta tem uns bons e largos anos(muitosssss). Desde daí até hoje nunca deixei nada por dizer. WG obrigada já sei a quem meter a cunha por altura do Natal ! ;-) Cereza tens razão mas nao podemos deixar que isso aconteça por muito que nos custe :) formasdoolhar, em tempos ia perdendo sim e talvez por isso esta carta nunca foi enviada~. Hoje estou bem muito obrigada :-)
Louis_Phere nada melhor que sorrir. Nada melhor que rir que até é terapêutico. Majoca LOLLL ir ao abú é bom, traz-nos lembranças de muitas coisas que
nos fizeram o que somos hoje. Tex concordo contigo :-)
Beijinhos a todosconstancinha
</a>
(mailto:ola_cusca@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 22 de Março de 2005 às 19:18
constancinha!! e será que já não podes mandá-la?? acho que há coisas que não vale a pena ficarem por dizer :) eu deixo sempre tanta coisa por dizer e no fundo acho que sou uma pessoa directa. Deixo muitas vezes é por dizer as coisas boas, mas enfim!! *****^Erina^
</a>
(mailto:paula_m_sousa@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 22 de Março de 2005 às 19:52
Ainda estás a tempo, manda-a hoje mesmoanasimplesmente
</a>
(mailto:ana.pcf@gmail.com)


De Selvagem Anónimo a 22 de Março de 2005 às 20:05
Constancinha,deixo-te um enorme beijooooo!!E é isso mesmo,amadurecemos e sentimo-nos como te sentes,a vida e a forma como passamos por ela torna-se mais simples!!Nunca fui de ficar colada ao passado,por vezes estranho...mas é assim que acontece!!!E ainda bem!!!jocas pa todos!!!Este WG mata-me!!!ehehhehehmarta
</a>
(mailto:martax_30@hotmail.com)


Ah... Comenta-me