23 comentários:
De Selvagem Anónimo a 18 de Março de 2005 às 10:23
no pequeno meio onde moro aplica-se imenso frases de sabedoria popular, e sempre ouvi dizer que o maior inimigo do ser humano é ele mesmo..... dps d ler este post , esta frase ainda me dá mais que pensar..... laskinha
</a>
(mailto:xana_granja@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 18 de Março de 2005 às 10:38
Pensar no meio ambiente, toda a gente pensa. Cumprir normas ambientais, pouca gente cumpre. Deixar os nossos pequenos luxos é dificil, já estamos habituados a eles. Mas mais grave que isso é haver um acordo assinado em Kyoto, que establece cotas de poluição e esse acordo nunca ser cumprido. Inclusivamente nem foi assinado por países como os EUA em nome de um crescimento económico sem olhar a meios. Igualmente grave é o caso de alguns países, onde incluo Portugal, que por incapacidade ou falta de vontade, de resolver os problemas ambientais compram as cotas de poluição a outros países que não atingem esses valores. Gato escondido com o rabo de fora? formasdolhar
</a>
(mailto:formasdolhar@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 18 de Março de 2005 às 10:39
Cereza ainda bem que escreveste este texto, que já conhecia...sou das pessoas que tenho obrigação de transmitir a mensagem implícita, por profissão e devoção...mas me parece que muita coisa pode já mudar neste próximo verão ( para pior), inclusive o combate aos incêndios que tanto nos preocupa cada ano que passa. Teremos mesmo de começar a repensar os nossos hábitos e gestos mecânicos, sem estar à espera de medidas (sabe-se lá de onde) que nos obriguem a tal...Eu já comeceiiiiiiiii
Mas custa tanto, eu sei...pelo menos os que estão lendo este fantástico blog podem começar já!!!
bejos a todos...Majoca
</a>
(mailto:manejorge@mail.telepac.pt)


De Selvagem Anónimo a 18 de Março de 2005 às 12:41
Não é a primeira nem será a ultima vez que leio textos que descrevem cenários apocalípticos, fazem previsões de infernos dantescos e nos transportam para o pior dos pesadelos da humanidade. Se não tiverem outra utilidade, ao menos servem para nos oferecerem o choque do comportamento suicida colectivo a que nos entregamos nesta volúpia louca que é o estilo de vida actual.

Ainda temos todas as oportunidades para inflectir os comportamentos e para iniciarmos um ciclo regenerativo que nos conduza ao paraíso tal como, ainda hoje, nos é oferecido.

Na minha opinião, os vectores fundamentais em que urge intervir são: Explosão demográfica, substituição das energias poluentes por energias limpas, adequado tratamento e síntese de detritos (métodos de reconversão e manuseamento molecular), educação e implementação de uma nova cultura universal.

Os interesses particulares e a força dos grupos de pressão, nacionais e internacionais, baseiam a economia em tudo aquilo que contém o potencial para a destruição do nosso planeta e a erradicação da vida. Infelizmente, as técnicas de manipulação de massas e de brain washing continuam a ganhar vantagem sobre o senso comum individual. Eu acredito que no dia em que as paixões suscitadas pela demagogia e carisma cínico dos dirigentes, que sufragamos alarvemente sem condicionarmos o seu comportamento e conduta ao bem comum, se esvaziar de conteúdo pela evidência da degradação das condições de vida e do planeta, então aí, ao Homem caberá a tarefa de preservar tudo aquilo que é realmente importante e abandonar esta cegueira néscia de legitimar os “donos do nosso destino”... Manuel Azevedo
Maslow
</a>
(mailto:manuel_azevedo@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 18 de Março de 2005 às 12:44
Boas tardes...
Venho pedir desculpas a Cereza, pela minha ausência nos coments... e claro a todas as outras pessoas q possam gostar de ler os meus coments... Apesar de estar +/- bem, sim ando bem mas ñ a 100%, descobri de novo o amor ao lado de alguem q me compreende, me faz sentir bem... É claro q não me eskeço de muitas pessoas q como eu param por aki, tb voces me ajudam e me fazem senir bem... Voltando ao pq da minha ausência... Tenho andado um pouko com os sentimentods ao flor da pele, e por vezes deixo-me ir e escrevo e depois não sou de apagar... de certeza q podem reparar nisso no ultimo artigo q escrevi no meu blog, mais propriamente, referente ao dia 19 de Março... continuo a ver e a ler o blog, mas ñ prometo q nem sempre comente... Eu ñ vou desaparecer, apenas me abester um pouko de comentarios... Obrigado e agradeço a compreensão de todos...Criador_Sonhos
(http://criadorsonhos.blogspot.com)
(mailto:miguel24lx@sapo.pt)


De Selvagem Anónimo a 18 de Março de 2005 às 12:52
Este já conhecia, recebi-o esta semana por email.
Não sou dada a futurologia, por isso não sei comentar.Anasimplesmente
</a>
(mailto:ana.pcf@gmail.com)


De Selvagem Anónimo a 18 de Março de 2005 às 14:11
Adorei o texto... E estou aqui eu com uma garrafa de agua na mão, prontinha para saciar a minha sede. E pensar que num futuro PROXIMO a agua vai ser carissima... Parece-me que o importante da questao nao é poupar agua, mas sim nao poluir. A poluiçao é que vai dar cabo da agua, do ceu, da terra, da TERRA.... Estou preocupada, sem duvida. E a minha pergungta é: QUE POSSO EU FAZER??? Sim... porque as nossas palavras sao muito bonitas e servem sempre para alertar mas nao sao suficientes...nita_
</a>
(mailto:pulguina_9@msn.com)


De Selvagem Anónimo a 18 de Março de 2005 às 14:28
"Pensar no meio ambiente, toda a gente pensa" by formasdolhar => Em que mundo vives tu? Quase ninguem pensa, mas é. E muitas vezes não é mesmo por mal, são os gestos e hábitos institntivos que desde sempre fizémos. nita, em termos individuais ha muito que podemos fazer, bastante até, mesmo que tudo isso junto seja efectivamente insuficente e sejam precisas mais medidas concertadas e planificadas como muito bem dizia o Maslow. Mas é um início. Como sugestao, em vez de tomares banho semanalmente, passa a mensal, por exemplo! lololol Estou a brincar, mas é certo que o corpo humano não foi feito para ser lavado todos os dias, a pele, o cabelo, o couro cabludo, etc. Mas, se preferes, começamos por outras coisas lol. Agora a sério, há "n" pequenas coisas que todas somadas são muito por pessoa e multiplicadas por todos sao um início. No caso da água: tomar duche em vez de banho de imersao, fechar a agua durante o duche, na lavagem dos dentes fechar a água durante a parte da escovagem, ter autoclismos daqueles de meia carga, a lavagem da loiça com água a correr, etc etc. Idem para electricidade e outras coisas. WG
</a>
(mailto:a@a.com)


De Selvagem Anónimo a 18 de Março de 2005 às 16:58
Apenas quero aqui referenciar, o seguimento de alguns artigos sobre o Dr. Aristides de Sousa Mendes... Vi hoje no jornal da RTP1, que foi inaugurado em Jerusalém esta semana o "Museu Holocausto"... Nele está imortaliado o esforço e dedicação do Dr A.S.M. ... Acho que este é o primeiro passo para que tambem aqui em Portugal, os esforços para a associação sejam agora "libertados" e ele possa dentro do seu próprio pais, ter o respeito e a homenagem merecida... Axei q devia fazer reparo a este assunto... Criador_Sonhos
(http://criadorsonhos.blogspot.com)
(mailto:miguelx@sapo.ptl)


De Selvagem Anónimo a 18 de Março de 2005 às 17:13
Este nem de propósito.O texto também já me tinha chegado por mail.Traça um cenário um bocado apocalíptico mas serve para alertar.Eu também como o/a Majoca pela profissão que tenho sei os problemas que a falta de água e a situação de seca acarretam.Já ontem andei no combate a um incêndio e, desde já, quinzenalmente tenho que elaborar memorandos sobre a situação hídrica, a enviar ao Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil. Estamos em Março.Se a situação se mantiver, eu que ando aqui no terreno não tenho a mínima dúvida, tal como em 2003, o Inferno vem aí outra vez...Louis_Phere
</a>
(mailto:jmcfilipe@oninet.pt)


Ah... Comenta-me