Quarta-feira, 2 de Março de 2005

Usar e Amar

Hoje deixo aqui um reflexão da minha querida Tex! Ao texto dela juntei mais fotos da Madonna, quero apenas que entendam, que as escolho porque são fantásticas e transmitem emoção...mais nada! A música é uma das minhas bandas favoritas...Tex espero que gostes!



fever24 copy.jpg



“Se as coisas foram feitas para serem usadas e as pessoas amadas, porque usamos as pessoas e amamos as coisas”.



fever_02.gif



A propósito, apraz-me dizer que, há coisas que não foram feitas para serem
usadas, são de tal modo intangíveis que só as podemos amar.
Pode até ser um paradoxo, se atentarmos que "coisa" é por definição qualquer
objecto inanimado, logo tangível....mas atrevo-me a considerar que certas coisas são prenhes de intangibilidade.
Eu amo coisas. Uma tela...um qualquer objecto, que só pelo facto de ser belo me enche a vida sem precisar de usá-lo.
Já as pessoas, algumas uso-as a meu belo prazer na medida em que estão na nossa vida para isso mesmo, mas nem por isso as tenho de amar...muito embora ame algumas...mas essas que amo, queria eu que me usassem…

Tex



fever29 copy.jpg



Muse – Sing for Absolution



“…sing for absolution
I will be singing
falling from your grace

there's nowhere left to hide
in no one to confide
the truth runs deep inside
and will never die…”



Impressão Digital Cereza às 21:21
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
30 comentários:
De Selvagem Anónimo a 2 de Março de 2005 às 23:07
Facil seria insurgir-me contra a frase mencionada, tal a inversão de prioridades que aparentemente envolve. Usei o condicional, sim. Isto porque depois de ler o resto do texto tornou-se obvio que, nem sempre, aquele caminho que nos parece certo e inclusive mais facil é o mais correcto. Parabens pela clarividencia e visão realista da situação.formasdolhar
</a>
(mailto:formasdolhar@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 3 de Março de 2005 às 10:07
Fantástico!!A forma como deste a volta á frase.Aliás!!Para mim a essência do amor, é por si só intagivel.Há muito que me sinto cansada,de ser usada(no bom sentido entenda-se),cansada de ser o pilar dos que me rodeiam,cansada de me sugarem a força que não tenho.Por isso me viro para vós,usando-vos a todos, e na verdade, é apenas de mim para mim.Adoro-vos!!!!marta
</a>
(mailto:martax_30@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 3 de Março de 2005 às 10:44
Tex, mais uma vez achei incrível uma tua reflexão. Digamos que se tivesse que eleger um segundo na arte da manipulação intelectual, não sei mesmo se não seria a ti, entre todas as pessoas que conheço. Depois é honesto admitir que usamos pessoas e amamos objectos. Assim como entendo muito bem o significado de intangível a que te referes. Mesmo numa pessoa, quando amamos, normalmente é o intangível, quase que a face oculta que amamos, enquanto nos limitamos a usar a pessoa em si, prioritária. Enquanto estritamente humano, penso que é divina a ideia de que é urgente que nos use quem amamos. Morenas belíssimas, usem-me e abusem-me. Um beijo, deste V/ anjo, MaslowMaslow
</a>
(mailto:manuel_azevedo@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 3 de Março de 2005 às 11:28
O comentário é mais devido á música dos Muse (que adoro) que me transporta para outra esfera de sentimetos e me faz reflectir (daí que esteja perfeito para o tema ): usar mas não abusar, amar mas não depender... são maximas que uso (ou faço por isso) na minha vida, pois o que amo mais é a minha pessoa e a minha liberdade, coisa que só pode acontecer ao olhar para fora e sentir/exigir o mesmo pelos outros. Tal como diz a Tex, nem sempre agimos como sabemos ser "o correcto" ou há excepções... o mais importante é a nossa consicencia perante os factos...e não nos escondermos (de nós próprios) o resto a vida encarregar-se-á de nos mandar mensagens, conselhos e avisos ou estimulos :)... bem ajam todos os que tornam este blog vivo , "quente" e acolhedor :)azeloM
</a>
(mailto:rui.brito@vianw.pt)


De Selvagem Anónimo a 3 de Março de 2005 às 12:08
Bem, é um tema complicado, pq mesmo sem kerer, inumeras vezes usamos as pessoas, mesmo as q mais gostamos e nem sempre qd envolve amor... É algo q acontece sem darmos conta e qd menos esperamos, resta depois sabermos emendar o mal q fizermos... Já tinha saudades deste cantinho... VOLTEI WEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE
Criador_Sonhos
(http://criadorsonhos.blogspot.com)
(mailto:miguel24lx@sapo.pt)


De Selvagem Anónimo a 3 de Março de 2005 às 12:14
Quê?!

Vocês desculpem lá, mas este tipo de conversa é muito à frente para um tipo izztupido como eu... Ah e tal, e só amamos se usamos e usamos para amar e coiso e tal...

Peço imensa desculpa, mas após ter lido esta coisada 3/4 vezes, somente o revejo no céçebre soquete do "falam, falam..."
Joaquim Varela
(http://desblogueadordeconversa.blogspot.com)
(mailto:jnvarela@mail.telepac.pt)


De Selvagem Anónimo a 3 de Março de 2005 às 14:02
O paradoxo do tema chegou ao limiar desta vida social que levamos... o materialismo! Somos materiais, sobre isso não existe qualquer dúvida! marta, martinha... é usada e abusada pelos seus amigos... e não gosta??? Que raio de amiga és tu? Ânimo, miuda! AMIZADE É ISSO MESMO! Desde que no fim tu sejas feliz por ajudar e os outros se sintam feliz por terem uma amiga com quem podem contar, está tudo bem! FAVORES EM CADEIA num elo de amigos é algo natural e necessário! NUNCA, MAS NUNCA DEVES UTILIZAR ESSE ARGUMENTO COMO UM PRETEXTO DE CRÍTICA OU DE INFELICIDADE PESSOAL! A força que tu dás a uma amigo, recebes a dobrar pela sua felicidade! Dá-te por feliz por teres amigos que contam contigo! Cereza... Ganda som!!!Suicidal_kota
</a>
(mailto:cromokamikaze@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 3 de Março de 2005 às 14:19
O meu propósito ao comentário não foi bem o que eu queria. Quando volto a reler o texto não vejo aquele amor entre duas pessoas, mas vejo-me entre amigos onde o sentido de "extrapolação" ou "pilhagem" torna-se mais sadio e menos deplorável (se bem que de vez em quando é bom sermos usados para fins sexuais extravagantes...). Isso mesmo, amizade!!! Um bem haja para os meus amigos cibernéticos, com quem as conversas e estes comments tornam os temas sempre mais interessantes de argumentar ( xiça que dão luta!!!), para os meus 'manos'(amigos, amigos!) de uma vida, da minha vida... é com eles que eu partilho esta vida social miserável onde nós palenteamos vagarosamente. E pá minha maninha do coração, que está longe de mim e que já tenho muitas saudades! ******* e [[[[[[[]]]]]] pa todos!Suicidal_kota
</a>
(mailto:cromokamikaze@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 3 de Março de 2005 às 14:56
Suicidal_kota, no meu comentário referia-me aos que me rodeiam na vida real, aos que me são íntimos (família).Claro que me sinto feliz por ser ´´ usada`` ,claro que tento não mostrar fraqueza, quando me usam como uma força que os anima. Mas também me sinto cansada pelo mito que se criou á minha volta. .Falo da força que se esgota, e que eu tento manter a todo o custo. Por isso me sinto bem aqui neste ´´cantinho`` que só eu e os meus amigos cibernéticos, sabem que existe. É aqui que falo convosco e comigo. Este é mais um espaço, que me obriga a reflectir. Por isso vos uso e vos adoro....****pa todos. marta
</a>
(mailto:martax_30@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 3 de Março de 2005 às 15:50
Amar/usar: A meu ver existem aqui duas coisas distintas, que podem até parecer um contracenso, pois se perguntarmos se usar implica amar eu diria que não; podemos usar muita pessoa/coisa que não amamos, mas que pura e simplesmente nos dão jeito. Por outro lado amar implica sempre uma forma de usar! Até em meu pensamento...em meus devaneios uso a imagem de quem amo a meu belo prazer...porque simplesmente ...me dá prazer.Zila
</a>
(mailto:zilapbl@hotmail.com)


Ah... Comenta-me