Quarta-feira, 16 de Fevereiro de 2005

Uma mulher de coragem

Quero dar especial destaque a este texto, que considero de uma coragem inacreditável, pela sinceridade, pelo problema que enfrenta corajosamente, pelo facto de não ter medo de se assumir, com o objectivo de ajudar os outros. A anasimplesmente, surpreendeu-me! Sempre tão caladinha, tão envergonhada, mostra aqui ser uma grande mulher! É mais caso real!
Força Ana, e que tudo corra bem!



olho1NETREADY copy.jpg



Olá, venho falar um pouco de mim.
Tenho 41 anos..sempre me considerei uma pessoa feliz, mas quando olhava para o espelho, não me sentia bem comigo própria, pesava na altura 120 kilos!
Sempre fui uma pessoa muito acomodada, ficava triste nesse momento, e depois voltava a ser a mulher divertida que sempre fui.
No final de 2003, arranjei um namorado, e isso fez-me olhar com mais atenção para o espelho. Comecei a perceber então que não gostava muito de mim. Sou muito vaidosa, mas não invalidava o resto.

Há uns anos atras (talvez uns 15) andei no Dr. Tallon e emagreci trinta quilos. Fiquei o máximo. Mas depois engordei os trinta quilos e mais uns tantos.
Em 1995 tive um AVC e meti na cabeça que o tratamento tinha me prejudicado. Os médicos bem disseram que não, mas eu não consegui acreditar.
Nunca mais me meti em grandes dietas, sobretudo que tivesse que tomar medicamentos.
Bem, mas voltando um pouco atrás, em 2003 a minha mãe foi com a minha avó a uma consulta no hospital de S. José, de gástrica, pois tinha sido operada a vesícula. Por um acaso, a minha mãe estava ao balcão e ouviu uma conversa de duas senhoras. Depois de ouvir a conversa a minha mãe pergunta a Dª Paula (empregada do balcão do hospital - a quem enviou um abraço e o meu muito obrigada), se eram empregadas do hospital, e ela disse que não, eram doentes que tinha posto a BANDA GASTRICA. E tudo se desenrolou a partir da ajuda dessa senhora Paula.

O medico da minha avó é o médico que faz parte da equipa que faz as laparospocias.
Arranjou-me logo uma consulta ( obrigada também ao Dr. Mário Fernandes).
Fui vista, e logo nessa consulta mandaram-me fazer exames a tudo.
Informaram-me que para se puder seguir em frente têm que se cumprir tudo o que nos é dito.

Temos de frequentar consultas de psicologia e de diétista, não podendo falhar nenhuma, até temos de assinar algo em como nunca deixamos de ir ás consultas.
E aí começou todo, uma nova esperança.
Chamaram-me para ir lá dia 6 de Janeiro, e o DR. Rui Ribeiro propôs-me fazer um bypass. Eu aceitei, pois eles sabem mais que eu. Marcaram-me a operação para de 24 de Janeiro, mas que me tinha de apresentar no hospital dia 21.
Nesse dia lá fui eu, falei com a anestesista, e por causa do AVC, fizeram-me imensas perguntas.

Voltei para casa com a indicação de voltar domingo de manhã para ser internada.
Sábado, á tarde ligou-me o Dr. Rui Ribeiro, a dizer que estiveram reunidos a estudar o meu caso, e chegaram á conclusão, que eu poderia correr riscos fazendo o bypass, então que iam por a banda.
Domingo, fui internada. Segunda fui operada de manhã. Correu tudo bem. Acordei com algumas dores, sobretudo nas costas, queixei-me e trataram logo de me dar medicamentos. Não tive mais dores. Passei 24 horas no serviços intermédios, onde fui tratada que nem uma rainha.
Voltei para a enfermaria na terça por volta do meio dia. Quarta vim para casa com uma dieta liquida para fazer durante um mês.

Não tem custado nada. Passeio a pé. Já comecei a guiar,
Tou com a moral muito em cima...pois ainda não disse, mas nestas duas semanas e meia já perdi quase dez quilos. A roupa já está larga. È bom ver os progressos.
Sei que a próxima etapa é começar a comer comida, mais pastosa, mas aguenta-se bem.

olho2netready copy.jpg



E agora a boa noticia, é que não tenho fome nenhuma, nenhuma mesma.
Agora dirijo-me a pessoas que como eu, com obesidade mórbida, vão em frente, não tenham medo e lutem por uma vida mais sã. Se há pessoa neste mundo com medos, essa sou eu, se eu consegui, todos conseguem... LUTEM





De uma gorda medrosa



Anasimplesmente





Impressão Digital Cereza às 00:15
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
73 comentários:
De Selvagem Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 00:33
Anasimplesmente os meus sinceros parabéns pela coragem demonstrada ao expores-te assim ainda mais com o intuito de ajudar quem está a passar pelo mesmo que tu e que pensa passar mas que por algum motivo tenha medo... força :)
Cereza mais uma x 1 excelente escolha para o blog... beijinhosIce_Princess
(http://)
(mailto:catarina.freire@netvisao.pt)


De Selvagem Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 04:07
Anocas, na verdade apetece-me chamar-te "minha querida Ana" mas lá corro eu o risco de mais uma vez me acusarem de lamechas. ;) Mas que se lixe, não sou lamechas sou é sensível e amiga do meu amigo e por vezes até do inimigo (mas isso agora não interessa nada). :) Fiquei muito sensibilizada, aliás, mais do que isso, fiquei foi muito emocionada com o teu relato. A tua história foi e está a ser para mim surpreendente. "Uma mulher de coragem" assenta-se muito bem e por todas as razões, inclusivé identificares-te, sendo o teu nick sobejamente conhecido pelo #30-50, muitos parabéns! Adoro pessoas que se assumem, sejam lá o que forem e façam lá o que façam! Isso é revelador de uma grande personalidade. Aínda para mais sendo este, o da obesidade um tema tão controverso, tão criticado, discutido, etc etc etc.. mas mtas vezes também tão mal falado e incompreendido. Eu sei que existem muitas pessoas por esse Portugal adentro (e não só) com problemas semelhantes ao teu, para elas o teu testemunho será uma mais valia. Toda a gente tem o desejo ou sonho de ser feliz e acho que tudo começa por gostarmos de nós próprias(os). Lá diz o ditado: " Se não gostarmos de nós quem gostará", desde que isso não seja levado a limites que também já foram transmitidos neste mesmo blog. Há que usar-se de bom senso em todas as nossas opções, esforçarmo-nos por permanecermos equilibrados a nivel psiquico, embora nem sempre seja fácil. Tu demonstras ter uma grande força interior e qual medrosa, qual carapuça.. medos, todos têm, embora a maioria não os assuma, mas isso não faz de nós mais ou menos medrosos, somos é humanos e o medo faz parte. Há é que assumi-los e enfrentá-los e isso ficou aqui provado que tu enfrentas os teus.:) Força minha linda! Continua assim. Persegue os teus sonhos e nunca deixes de sorrir, de dar uma boa gargalhada. Gordinha ou magrinha eu gosto muito de ti! Sê muito feliz! Um beijinho grande para ti, para a Cereza e para todos os outros que eu sei que te vão ler :)*************Monstra
</a>
(mailto:monstra@iol.pt)


De Selvagem Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 09:51
Acabei de ler o texto e parece que tinha levado uma martelada na cabeça...a sinceridade despojada com que apresentas o teu caso, sem anonimatos, é realmente de uma coragem do tamanho do mundo. Têm, como disse aliás num comentário ao post anterior, aparecido aqui excelentes textos no blog, mas este teu li-o, reli-o e voltei a lê-lo...nem sei o que escrever... não te vou dar força com intenções piedosas porque não é esse o meu feitio e tu, de certeza, não vais precisar disso.O que me apetecia mesmo era ser teu amigo.Louis_Phere
</a>
(mailto:jmcfilipe@oninet.pt)


De Selvagem Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 10:11
Hei!!Mulher coragosa!!Ana desejo-te tudo de bom.A vida continuará com altos e baixos como a de todos nós,mas agora creio que terás outra disposição para a enfrentar.Força miuda!!!!Um beijo pa ti.marta
</a>
(mailto:martax_30@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 10:24
Anasimplesmente, não há nada que chegue ao facto de nos podermos sentir bem connosco, mesmo que digam que isso não importa e que o interessa é sermos nós mesmos (o que não deixa de ser importante). Sabe tão bem, chegar a uma loja e encontrar uma peça de roupa que nós gostamos e podermos vesti-la. Parece ridículo, mas por vezes a nossa felicidade resume-se a pequenos nadas. Posso até dizer que quando nos sentimos bem, isso transparece para fora. A nossa autoestima faz milagres. Muita força nesta tua nova etapa. Eu posso escrever que sei que vais adorar cada momento. ********* ^Erina^
</a>
(mailto:paula_m_sousa@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 10:31
Eu peso muito mais do que tu alguma vez pesaste e digo-te estou cansado de ter que pensar em agradar a uma sociedade destas.
Não gosto das pessoas. Podia fazer a operaçao e na altura falamos disso mas nao quero. Não é por falta de coragem porque já fiz coisas piores simplesmente nao. As pessoas que guardem todos os seus ideais e todas as formas do olhar. Descartei-me da sociedade e sabes que mais? Nada. Adeus.AntimAteriA
(http://www.ersgc.blogspot.com)
(mailto:gradiz@gradiz.com)


De Selvagem Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 10:45
Tragam mais anjos sociais, tragam mais!...AntimAteriA
(http://www.ersgc.blogspot.com)
(mailto:gradiz@gradiz.com)


De Selvagem Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 10:52
Antimatéria, a diferença entre ti e a anasimplesmente, é que ela faz algo por ela própria,e tu não... além de não fazeres, parece que te desagrada a ideia que os outros o façam. A isso chamo falta de auto estima! E tu sabes muito bem o que quero dizer.
Como eu já te disse várias vezes, em vez de te lamentares, e rogares "pragas" aos outros está na altura de fazeres pensares em ti!!!! A anasimplesmente é de facto uma mulher de coragem, disso não duvides... E como este momento é dela:
Ana, eu já te tinha dito, e volto a dizer que fico muito orgulhosa de ti, e de ter aqui este texto! Foste muito corajosa! Eu fico muito feliz quando posso ajudar alguém com este blog...Sei que vais ter muita gente a apoiar-te e a admirar-te ainda mais...e isso será uma grande força para ires em frente! Tal como diz a Erina, é tão bom ir a uma loja e poder comprar "aquela" peça de roupa que adoramos, e que não ousamos chegar perto dela, porque só fica bem em pessoas magras!
Eu desejo-te tudo de bom, e que em breve chegues a top model loll
jinhoscereza
</a>
(mailto:lis_tv@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 10:58
Oh anasimplesmente:)
Sentia que eras corajosa e prometo nunca mais brincar a dizer que sou obesa nos meus fantásticos 58 kg e meio. Parabéns pela tua coragem e desejo-te toda a felicidade do mundo e mais a dos arredores:)
Hoje por acaso engordei. Comi que nem uma bestinha ao almoço. Tenho seguramente mais 236gramas. Adoro comer! Felizmente a ruindade que tenho espalhada pelo corpo e mente, não me deixam engordar...Um beijinho para tu:)Emmanuelle
</a>
(mailto:longinkua@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 16 de Fevereiro de 2005 às 10:58
Anasimplesmente, eu soube q ias ser operada pq mo disseste mas nunca ao q era... Fico feliz por ter corrido bem, es uma pessoa excelente, gosto de brincar ctg, ja brincamos muito... Es uma pessoa sim com muita coragem, e ainda bem, e o teu testemunho é importante para outras pessoas com o mesmo "problema" apesar de não gostar de dizer problema, mas ñ so para esse caso, todos os testemunhos são importantes. Pois mostra as pessoas q todos os casos tem soluçao... Ana para ti um grande beijo e força.... JokasCriador_Sonhos
(http://criadorsonhos.blogspot.com)
(mailto:miguel24lx@sapo.pt)


Ah... Comenta-me