Terça-feira, 8 de Fevereiro de 2005

O Amor de um Anjo

pk_city_of_angels033-thumb copy.jpg

Será que não existem mesmo anjos?


(City of Angels - Um filme que muitos não esquecerão)


Impressão Digital Cereza às 20:32
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
17 comentários:
De Selvagem Anónimo a 8 de Fevereiro de 2005 às 20:36
Claro que existem! Eu tenho um anjo na minha vida! Amo-te, meu anjo :)Starry-Night
</a>
(mailto:martiniquex@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 8 de Fevereiro de 2005 às 20:51
Li os tres "textos" de uma só vez... E pareceu-me voltar a ouvir aquela mesmo voz que me aconchegava em noites de tempestade "Querida, quando fores mais crescida, promete-me que só entras na vida das outras pessoas quando te sentires util. Tens de ser uma dadiva, só assim será justo"
Não sei se serão anjos, ou se serão simples mortais, mas que Eles existem... Tenho a certeza (infantil) que sim. Um beijo para todos..nita_
(http://gaivotinha.blogspot.com)
(mailto:pulguina_9@msn.com)


De Selvagem Anónimo a 8 de Fevereiro de 2005 às 21:18
Existem pois! Doutro modo porque se falaria tanto deles?? :)MorgaineLaFaye
</a>
(mailto:lab_marta@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 8 de Fevereiro de 2005 às 21:18
Uns com os anjos outros com as morenas!!!! ehheheheheheheheh :P^Erina^
</a>
(mailto:paula_m_sousa@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 8 de Fevereiro de 2005 às 21:20
Agora de repente lembrei-me de uma coisa, não dá para pôr um "chat" no blog??????? LLLLLLLLOOOOOOOOOOOLLLLLLLLL
^Erina^
</a>
(mailto:paula_m_sousa@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 8 de Fevereiro de 2005 às 22:03
Claro q eles existem, é devido a um q aki estou ...Criador_Sonhos
(http://apenasmaisumblog.blogs.sapo.pt)
(mailto:miguel24lx@sapo.pt)


De Selvagem Anónimo a 8 de Fevereiro de 2005 às 22:26
Gostei imenso do filme "A Cidade dos Anjos", fui ver o filme a muito custo e sinceramente não fique nada arrependida :). Eu vou explicar porque foi a todo o custo, porque eu não gosto do Nicholas Cage, detestei um filme que fui ver com ele "Arizona Júnior" e nunca mais consegui desassociar o actor, do papel que interpretou. É! eu tenho estas tonteiras!!. Já começam a imaginar o que os meus Anjos me aturam!!!! LLLLLLLOOOOLLLLL^Erina^
</a>
(mailto:paula_m_sousa@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 8 de Fevereiro de 2005 às 22:53
Não me vou repetir - já disse o que pensava acerca de quem são os verdadeiros anjos - mas vou pegar numa sugestão. Senão reparem: há algum anjo mais sublime do que o anjo do amor? Tal como no filme, que é uma fantástica metáfora, o nosso complexo físico – químico prende-nos à terra mas subimos a alturas inimagináveis apenas porque nos encontramos, num dos cruzamentos da vida, com um anjo. Encetamos viagens que desafiam os mais mitológicos relatos, desprendemo-nos da realidade exterior, convivemos com a nossa mais profunda individualidade, realizamo-nos, inventamos em cada momento novas felicidades, tornamo-nos muito melhores aos nossos próprios olhos, projectamo-nos muito melhor para os outros, tudo isso em consequência de termos encontrado um anjo. Tu só poderias amar o teu anjo, Starry-Night, you should, porque ele também te ama a ti. Aceita um beijo, deste teu anjo, MaslowMaslow
</a>
(mailto:manuel_azevedo@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 8 de Fevereiro de 2005 às 23:10
O anjos existem ? Claro que existem. Existem aqueles que estão pertinho de nós e que nos deitam mão, que nos dão um sorriso, um abraço, que nos dizem uma palavra de carinho e de incentivo e existem os outros, que nós não vemos, mas que sabemos que eles estão lá, para quem acredita que estão claro. Acredito nos anjos e sobretudo no meu Anjo da Guarda porque sei que ele tem estado sempre presente nos momentos mais dificeis da minha vida que nao foram assim tão poucos. Afinal , todos nós à nossa maneira, acabamos por ser o Anjo de alguém e mesmo que esse alguem não nos queira por perto , nós estamos lá... constancinha
</a>
(mailto:ola_cuscas@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 8 de Fevereiro de 2005 às 23:42
Não... não existem anjos... apenas existe o sentido espontâneo de acontecimentos felizes em nas fases de tempo tristes... o resto é à Maslow... Somos dependentes de nós próprios e da nossa entreajuda na sociedade (não é impossivel, apenas improvável)! As cadeiras de rodas não caiem do céu... Se fosse assim já tinha chovido ouro e a pobreza estava erradicada!Suicidal_kota
</a>
(mailto:cromokamikaze@hotmail.com)


Ah... Comenta-me