20 comentários:
De Selvagem Anónimo a 27 de Janeiro de 2005 às 09:54
Bem, sinais existem e sinais nós imaginamos qd fartos deles estamos. Qd nos fartamos de "tropeçar" neles nesta caminhada, ja em tudo vimos sinais, e pensamos sempre como dizes no post, "Devo estar a pagar por algo que fiz no passado...". Todos nós temos uma caminhada dificil, e unica, uns dias mais faceis, outros mais dificeis... O importante é sabermos "ler" os sinais e tirar liçoes deles e nunca recea-los. Pois os sinais significam isso mesmo, "aviso", "alerta", "conselho"... Eu tento por ler os sinais q me vao aparecendo e tento aprender com eles para tentar tornar a minha caminhada mais facil... Outro factor importante é qd cairmos, levantarmo-nos, erguermos a cabeça e seguir em frente. Jokas
Criador_Sonhos
(http://apenasmaisumblog.blogs.sapo.pt)
(mailto:miguel24lx@sapo.pt)


De Selvagem Anónimo a 27 de Janeiro de 2005 às 10:11
Tropeçamos...
"Caímos... e uma vez de pé retomamos o nosso rumo , mas sem deixar de praguejar: Raios! Está tudo contra mim! Ninguém me entende! Mas que coisa ....começo a cansar-me! Depois, sem dúvida as interrogações: Mas porquê ? Sim porquê a mim? Que mal fiz eu? Será karma? Devo estar a pagar por algo que fiz no passado..." Tantas vezes que eu penso assim!!! e quanto aos sinais, esses, são tantos que não posso deixar de os recear, é quase impossível não o fazer! Estou a tentar levantar-me.... Cereza!!! sem mais nada... *****^Erina^
</a>
(mailto:paula_m_sousa@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 27 de Janeiro de 2005 às 10:46
Também eu acho que nada acontece por acaso...Tropeçamos,nisto..naquilo....e nos outros..Por vezes em tudo...por vezes no nada.Tropeçamos porque andamos,porque continuamos,porque a nossa essência foi feita para....caminhar.Quando olho para trás,não me arrependo de nada do que fiz(por vezes penso que há qq coisa de errado nisto)aprendi a assumir todos os actos,sabendo que errar é humano,aceito-me tal e qual como sou e aprendi a aceitar também a diferença nos outros.Aprendi sobretudo a não julgar ningém.Não há mal em cair,não há mal em tropeçar,o essencial é que nos saibamos reerguer levando connosco a nossa verdade e toda a aprendizagem das coisa vividas,na certeza de que fizemos o melhor que a nossa vontade conseguiu.Em todos estes processos saimos mais ricos...Não somos felizes....temos, isso sim,momentos de felicidade.Um beijo pa ti Constancinha,adorei o texto****marta
</a>
(mailto:martax_30@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 27 de Janeiro de 2005 às 16:38
Hum... n sei... sabes eu por norma sou contra tudo e mais uma vez eu acho que ng tem o direito de escrever esse texto. Mas se calhar eu tb n tenho o direito de escrever alguns dos que escrevo... Simplesmente acho que a pessoa q o escreveu nao poderia sentir a verdadeira dimensao das palavras e ainda bem... Se calhar ele/ela nem sabia o que era verdadeiramente dar atençao aos que nos rodeiam. Sabes eu acho q o homem perde muito tempo a pensar. Vou tentar pensar menos. Acho que agora todos tem a mania q sao filosofos. Eu tb sou um desses. Vou tentar deixar de ser. Ha coisa que n devem ser questionadas e se calhar os dogmaticos tem razao. A existencia é algo mt complicado. peço desculpa por hoje n ter nenhuma teoria luminosa e maluca como o costume mas nem sempre se pode fantasiar. beijos. ed.AntimAteriA
(http://www.ersgc.blogspot.com)
(mailto:gradiz@gradiz.com)


De Selvagem Anónimo a 27 de Janeiro de 2005 às 17:04
Se eu hoje bem compreendo a constancinha...onde posso hoje eu ser feliz após aquele penalty à barra do Miguel Garcia???Onde, meu deus?!...Apetece-me reencarnar num poste de alta tensão para poder estar quietinho e não ter que ouvir ninguém...Louis_Phere
</a>
(mailto:jmcfilipe@oninet.pt)


De Selvagem Anónimo a 27 de Janeiro de 2005 às 19:05
Ser felizes, eu acho, é a nossa profunda independência desse vómito interrogativo, dessa inusitada e persistente vontade de procurar pela felicidade. A mim, a felicidade chega-me , tantas e tantas vezes, através duma belíssima morena, é a minha senda...Portem-se mal, muito mal ...Um beijo, deste V/ anjo...Maslow
</a>
(mailto:manuel_azevedo@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 27 de Janeiro de 2005 às 19:18
AntimAteriA,

Talvez eu não me tenha expressado bem, talvez eu não tenha empregue bem as palavras, talvez eu não as tenha adjectivado da melhor maneira mas talvez, talvez se tentares leres nas entrelinhas, talvez ... Apenas pretendo dizer que todos os dias da nossa vida, sem haver um único em que isso não aconteça, são-nos dados sinais e nós preocupados com tudo e mais alguma coisa, nem reparamos neles, não paramos por breves instantes para tentar entender o porqûe desses sinais e, eles aparecem das mais variadas formas, a preto e branco, a cores, no mundo que nos rodeia e nas pessoas que por nós passam durante o dia, no emprego, nos transportes publicos, na rua e até mesmo neste mundo virtual. Obrigada pelo teu comentário foi um sinal ;-)^
- marta Obrigada **
- Louis_Phere :-)
E o mais importante ,
Cereza Obrigada ***constancinha
</a>
(mailto:ola_cusca@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 27 de Janeiro de 2005 às 20:40
Constancinha... O texto esta realmente lindo, é para abrirmos os olhos de vez enquando, pode ser que ainda vamos a tempo de ver qualquer coisa importante...
Quanto agora ao teu comentario, deixa-me so dizer-te que não há palavras certas, o que tu sentias escreveste e isso é certo, seja de que forma for...nita_
(http://Gaivotinha.blogspot.com)
(mailto:pulguina_9@msn.com)


De Selvagem Anónimo a 27 de Janeiro de 2005 às 20:40
Constancinha... O texto esta realmente lindo, é para abrirmos os olhos de vez enquando, pode ser que ainda vamos a tempo de ver qualquer coisa importante...
Quanto agora ao teu comentario, deixa-me so dizer-te que não há palavras certas, o que tu sentias escreveste e isso é certo, seja de que forma for...nita_
(http://Gaivotinha.blogspot.com)
(mailto:pulguina_9@msn.com)


De Selvagem Anónimo a 27 de Janeiro de 2005 às 20:42
Desculpem me a repetiçao... eu tenho mesmo a mania do protagonismo... LOL

(Isto ta se a passar!!! SOCORRO!!!)nita_
(http://Gaivotinha.blogspot.com)
(mailto:pulguina_9@msn.com)


Ah... Comenta-me