Quarta-feira, 19 de Janeiro de 2005

Encontros vs Desencontros


Lurima copy.jpg



Hoje apetece-me escrever ! Mas escrever sobre o quê ? Estranho ! Porque será que neste meu estado actual de graça, não me ocorre um tema sobre qual me sinta inclinada a divagar ? Será esta ausência de inspiração o resultado de temas em demasia ou será que, sem aviso prévio, se me escapa aquela doce tendência de me reencontrar – solta como o vento e leve como o pensamento – na malicia do sentido trocado às palavras?



Surpreendida pela incompetência do momento, repenso e analiso o que me vai na alma e só posso concluir que, sendo tanto o que tenho vindo a calar em mim, as palavras de tão usadas e abusadas nos longos ensaios com interlocutores que inventei prostrados a meus pés, já não transmitem nada daquilo que quero gritar ao mundo, para que fique a constar como a minha verdade.



Rendo-me à evidência de que sob o peso daquilo que importaria dizer, sucumbiu a vontade de o fazer, rendendo-se ao silêncio ensurdecedor da noite, de muitas noites, todas elas amanhecidas na renovação da convicção de que o mundo não me merece.



Mas porque este é o único mundo e porque a capacidade de sonhar permaneceu através dos anos de agrestes percursos, continuei a sonhar com um mundo mais grato, com uma vida mais colorida e gratificante, com pessoas mais interessadas e interessantes, excitadas e excitantes, mais capazes e menos reluctantes em entregar e em se entregarem.



Apanhada entre o moral e imoral, encontrei e conheci pessoas que deram e se deram. Pelo que me toca, gosto de, pelo menos, pensar que as encontrei e que as conheci, mesmo que o encontro e conhecimento tenha servido pura e simplesmente para confirmar – da pior maneira – que existem pessoas que só se encontram para nunca se encontrarem.



frozenmix13.gif

Starry-Night



Impressão Digital Cereza às 18:35
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
|
22 comentários:
De Selvagem Anónimo a 19 de Janeiro de 2005 às 19:02
E no silêncio......te abraço.Como mulheres que somos,sei que me entendes.****marta
</a>
(mailto:martax_30@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 19 de Janeiro de 2005 às 19:07
Absolutamente fantástico Starry!
Deixo-vos um texto que copiei de uma parede quando estava no exército... o autor é desconhecido.
"Um sonho perdido num pensamento azul escuro de um principio de noite motivante e alegre.
Mais uma vez lá passeava eu sozinho à procura de alguma razão de viver. Passado algum tempo apercebi-me de que não encontrara nada que me desse razão para viver. Tudo à minha volta tornou-se familiar p'ra mim, era tudo feio, sem vida, e sem caras humanas. De dia fechava os olhos para ninguém ver o que eu via, porque de certo ficavam descontentes com a primeira impressão. Impressão essa que eu já estava habituado, não só vê-la como senti-la!
Afinal há quem pergunte:
O que és tu?
No meio de tanta angústia, dor e de tantos pensamentos negativos só posso ser...
Sou eu, mais um mendigo neste mundo porco, imundo, sem ter uma ponta de cabelo por onde se pegue!"
Desde que passei isto para o papel, este anda sempre na minha carteira.Suicidal_kota
</a>
(mailto:cromokamikaze@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 19 de Janeiro de 2005 às 19:13
"que existem pessoas que só se encontram para nunca se encontrarem." Esta tua frase contem o texto inteiro!
Não existe maior verdade, starry!
Mas há outra verdade tb: é preciso continuar a sonhar, pq se não sonhamos, a nossa vida deixa de ter objectivos!
Eu como mulher entendo-te, tal como a marta! beijocereza
</a>
(mailto:lis_tv@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 19 de Janeiro de 2005 às 20:26
Verdade, Cereza, the dream goes on! E por vezes torna-se realidade, sabias?Starry-Night
</a>
(mailto:martiniquex@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 19 de Janeiro de 2005 às 20:30
Starry!!! com uma lágrima o teu texto me deixou, nem vou comentar, palavras para quê? está tudo lá!!!!! ************
Suicidal_Kota, perdoa-me, mas vou ficar com esse texto junto a mim!!! Não tenho palavras!!!!^Erina^
</a>
(mailto:paula_m_sousa@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 19 de Janeiro de 2005 às 20:35
Só mais uma coisa....Cereza!! a imagem???? cinco estelas!!!!! (é claro que as outras dos outros comentário tb, são sempre bem escolhidas e lindas!!!!!só que esta, embora tu não saibas nem percebas, tem um significado especial)*** Cereza!!!!^Erina^
</a>
(mailto:paula_m_sousa@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 19 de Janeiro de 2005 às 20:36
Ok!!!!!!!! Cereza!!!!! tou a ficar lamechas!!!! LLLLOOOLLLL ;)^Erina^
</a>
(mailto:paula_m_sousa@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 19 de Janeiro de 2005 às 20:49
suicidal lindo o teu texto para variar!
Starry: sim eu sei que o sonho continua sempre!
erina: tu andas muito lamechas andas! raio da mulher chora que se farta!
PS: Eu tento sempre meter uma foto que tenha a ver com o texto... olhei para esta, e já nem escolhi mais! acho que acertei!
lolll jinhos!cereza
</a>
(mailto:lis_tv@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 19 de Janeiro de 2005 às 22:56
Eu acho que não se encontra ninguem por acaso...Encontra-se porque assim tinha que ser, mesmo que depois se ache que foi um mero encontro insignificante...E daí...será que foi? Ou será que nós não nos apercebemos da importância que ele teve? Ás vezes as coisas mais importantes passam-nos despercebidas, talvez por termos pressa de chegar aos nossos compromissos. Talvez porque hoje em dia não sabemos viver de outro modo que não a correr, achamos que nem tempo temos de ver o tempo! E ás vezes o tempo está tãaaooo lindooooooooo! quando uma coisa dessas nos passa despercebida..quantas serão as coisas importantes que não vemos!zila
</a>
(mailto:zilapbl@hotmail.com)


De Selvagem Anónimo a 19 de Janeiro de 2005 às 23:36
Pq gosto da forma como escreves,e elucidas as pessoas,posso pedir-te para escreveres e postar algo da Monica Bellucci?PLease!:PBobby Charles
</a>
(mailto:ebrahim_karim@hotmail.com)


Ah... Comenta-me