Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Urban Jungle

pensamentos, divagações e tangas da selva urbana

pensamentos, divagações e tangas da selva urbana

Urban Jungle

03
Dez04

As recordações do Fonz!

Cereza

Hoje foi a vez do Fonz escrever o texto do dia! o meu fedelho como lhe costumo chamar!
Sim fedelho, pq esta coisinha mais querida tem 21 anos, e então ironia das ironias resolveu escrever sobre a adolescencia hoje em dia! ai que saudades, né Fonzie? Fica aqui a foto da estrela: um dos meus amigos mais antigos da net! (portanto conhecendo-o há sensivelmente 6 anos, tinha esta pestinha 15 - ainda hoje me pergunto, de que falaria eu com ele nessa altura lolll)



Dude1-ani-avatar.gif





OPS enganei-me, não é esta a foto... É esta!





Crises da Adolescência de hoje em Dia



Realmente, acho que podia começar com conversas do estilo “Ainda sou do tempo …” mas isso ia levar todos vocês a querer fazer um texto parecido porque certamente todos têm uma opinião sobre o assunto. Azar, visto que eu tive primeiro a ideia e agora vocês podem contentar-se a comentar …



Lembro-me de quando andava na secundaria, olhava para os putos que entraram para o 10º ano e dizia “Epah, que meia leca!” ou então dizia “Eh eh que artolas!!”, quase sem aperceber-me que um dia também tinha feito aquelas figuras. Mas isto são situações que eu consigo comparar com o meu passado, ao contrário de outras.
Hoje em dia, interrogamo-nos o que aconteceu aos fabricantes de berlindes ou aos produtores de bombinhas de Carnaval, alem de muitas outras coisas que marcaram as nossas juventudes.



Por vezes, começo a olhar para o meu passado e fico a pensar se eu é que tive algo diferente da maioria dos jovens, ou se aconteceu alguma coisa e eu assim por ser um pouco aluado não captei bem o que aconteceu… Hoje passo na rua e vejo grupos de 10 ou 15 putos, todos iguais (penteados, roupas, vozes, narizes empinados, etc. …). Quando eu tinha a idade deles, não me lembro de haver situações destas, ou se havia, eu devia ser mesmo muito tapadinho … Será que eles também têm os problemas que eu tive? Analisando a preocupação que eles parecem ter em relação à estética, aposto que as primeiras borbulhas devem ter sido um drama descomunal! Nem queriam sair à rua porque a miúda de quem gostam (que deve ser quase igual a outras 50 lá da escola) vai gozar com ele e deixa de gostar dele e vai passar a gostar do amigo dele (que é igual, mas sem borbulhas). No meu caso, eu achei que até estava louco, ao menos já me estava a “transformar”, não sei se para bem ou se para mal, mas isso também dá pano para muitas mangas … Puberdade não deve constar nos seus dicionários, quanto muito, soa ao nome do boss do 3º nível do jogo …




Agora, também podemos falar das novas tecnologias. As tretas das Playstation, que digam o que disserem não substituem um belo serão de “Quem é Quem?” ou de “Monopólio”, alem das conversas da treta e os jogos em grupo do Messenger não estão à altura de um jogo de Cirumba ou das Escondidas. Até os engates, ai os engates … Antes era fixe escrever aquelas cartas anónimas e ao fim de umas quantas marcar um encontro ou então o sacana do Jogo da “Verdade ou Consequência” na Casa da Arvore, em que todos se borravam caso tivessem de beijar a gorda lá da rua ou tivessem de andar pelo bairro em cuecas, mais aquelas cenas maradas que a nossa imaginação inventava … Actualmente aos 6 anos já têm telemóvel e aos 10 já têm net. Pode-se mandar uma sms ou encontrar o mail para adicionar ao MSN e começar com tretas. Realmente deve ter alta piada escrever com x´s e k´s e dizer “Amuh-te buéx Kido” ou “Mana winda” . Nem devem saber o que é dar valor às coisas, porque a muitos nunca faltou nada, quanto mais dizer que amam. Isto com franqueza, devem dizer isso tantas vezes mas tantas vezes que o Cupido já nem se deve dar ao trabalho de ligar às suas vidas amorosas …





Como diria o meu avô, “Hoje a juventude sabe mais que o pai da Aida …” Sim, claro que sabem. Sabem o que aprendem, alem de saberem o que julgam que sabem! Ainda no outro dia, ia no Metro passei pela estação das Olaias e vinha o grupinho das meninas dum daqueles colégios de gente tão moralista e tão cheia de valores, como eu sou um cantor de opera em Part Time e faço uns biscates como Engenheiro Nuclear na NASA, em que uma delas, talvez a líder (Líder porque tem o peito maior, coisa provocada pelos hambúrgueres que se comem hoje em dia …), vinha a expor todo o seu gigantesco intelectual. Segundo aquele génio precoce incompreendido, digna sucessora do legado de Tomás Taveira, aquela estação era feita de mármore proveniente de França, pois lá é que há mármore de 50 cores diferentes … Eu não soube se havia de me rir do que ela disse, ou das amigas dela que pareceram acreditar naquela lenga lenga …



gap1.gif



Perante isto, acho melhor eu pensar em reformar-me mais cedo pois a inteligência desta gentinha com mentes brilhantes, cresce a um ritmo alucinante e o mais certo é que daqui a uns tempos, putos com 5 ou 6 anos, saibam cenas que eu só soube quando tive 18 anos, ou qualquer dia andam a vender teses de Mestrado ou Doutoramento a alunos mesmo à rasca …



Provavelmente não sabem qual é o stress de um pai ao tentar ensinar o filho a fazer o nó dos sapatos, basicamente, nem apertam os sapatos porque é muito mais cool andar com os atacadores soltos …
Não sabem o que é o Natal, nem acreditam no Pai Natal – mas já sabem cravar as últimas novidades dos brinquedos e jogos e tretas em que vão mexer umas duas ou três vezes e depois deixa-las afundar-se no esquecimento …



Cada vez mais, ser-se jovem é ser-se materialista, interesseiro, ou mimado … Mas a culpa será dos jovens ou de quem os educa? Não será isto levar demasiado ao extremo “Não quero que passem certas dificuldades que eu passei”? Sinceramente, como pessoa equilibrada, acho que “no meio está a virtude”. Para bom entendedor, meia palavra basta...</p>



1.jpg




Fonz


(#Loures e #30-50)



2.jpg


15 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2006
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2005
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2004
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D