Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Urban Jungle

pensamentos, divagações e tangas da selva urbana

pensamentos, divagações e tangas da selva urbana

Urban Jungle

29
Mai06

Ás vezes...

Cereza

   

Ás vezes há quem tome a vida como uma comédia outras nem por isso e por ignorância queixam-se. Os entendidos dizem que são almas insatisfeitas , outros que é não é defeito mas sim feitio e há quem ainda afirme que está na moda. Quando temos a capacidade de olhar à nossa volta sem nos limitarmos, nem nos apercebemos do bem que possuímos e até somos capazes de ficar felizes pelos outros, mesmo quando não podemos usufruir de algumas coisas que possuem.

Ás vezes nem a grande dose de humor e alegria que possuímos faz com que se sejamos capazes de ultrapassar a dúvida que nos coloca nas interrogações dos porquês e damos connosco a sentir uma ténue insatisfação por não termos pronta a entrar em acção a aceitação e a devida compreensão que seria de empregar nessas alturas .

Ás vezes olhamos para o espelho e dizemos :
- Que faço aqui? Falta-me qualquer coisa ! Estou cansada ! E, decidimos que o melhor é empaturrarmo-nos de merdas que nos fazem mal que aliviam a alma e nos dá força para continuar presentes na comédia da vida ou simplesmente, quem pode, resolvemos enfiarmo-nos num centro comercial qualquer e gastar por gastar, como se fosse a compensação pelo mal estar que se sente.

Ás vezes, olhamos para trás e temos a consciência que fomos felizes com tudo e com nada.

Ás vezes olhamos para o espelho e dizemos :
- Gosto de mim com o que sou capaz de ainda dar e com tudo que me foi dado e tirado.

Ás vezes até somos suficientemente corajosos para dizer a quem gosta de nós que somos uns tremendos egoístas e não acreditamos no amor incondicional.

Ás vezes também somos verdadeiramente valentes para continuarmos a viver a nossa vida percorrendo os caminhos, uns perfeitos outros nem tanto, em harmonia e num sonho fantástico que é estar-se vivo.

Ás vezes, somos capazes de ser humildes e agradecer por termos acordado mais um dia.

Ás vezes, mesmo que a atitude dos outros nos tente a criticar , “engolir sapos “ e deixar acumular a tristeza devemos esforçar-nos e à semelhança de tantas outras vezes, rever a nossa atitude porque,

Ás vezes somos mais ricos com o pouco que temos do que com o muito que o outro pensa ter.

Ás vezes, eu gostava de não ser tão chata mas hoje, acordei, fiquei feliz por ter acontecido, olhei no espelho e disse:

- Olá , bom-dia ! Sabes, tu aí, gosto de ti! Vamos lá a mexer essas pernas que ganhaste mais um dia.

Ás vezes todas as teorias que existem não têm qualquer valor ou sentido a não ser que sejamos capazes de as colocar na prática e que quem nos rodeia medite um pouco em tudo que tem de graça.
maria
PS. Não sei se repararam mas ultrapassamos os 90 mil visitantes!

 

Comentário em Destaque:

De DevilGirl a 30 de Maio de 2006 às 00:19

Às vezes: Acordo, e nem sequer tenho coragem de me olhar ao espelho, passo o dia a reflectir sobre o que devia ou não ter feito. Às vezes: sinto que o pouco que tenho me chega, sou (in)feliz a minha maneira, sei que aquilo que tenho foi uma luta constante fico feliz por ter conseguido. às vezes, sinto-me triste, revoltada, irritada com tudo, uma autêntica parva, que não dá valor ao que tem. Vivo numa constante luta comigo mesma. Mas sou praticamente feliz!!! Belo texto Maria

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2006
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2005
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2004
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D