De xinxa a 31 de Maio de 2006 às 12:22
Foi ali, na rua da casa Rosa na Granja que desde criança aprendi a olhar o mar!
Ficavamos todas as férias de Verão.Era um frenesim de quem descobre o mundo todos os anos. A D. Isaura que tomava conta de nós, sempre com o sorriso nos olhos, olhava de soslaio para as manas mais velhas, quando algum atrevidote lançava um piropo. Nós os pequenas riamo-nos. Eramos 5 meninas na Praia da Granja.
O ritual fascinava-me. Logo de manhã e depois de algumas tropelias na saga de vestir e de um pequeno almoço em que as regras de comportamento, se relembravam mais uma vez, saíamos em fila indiana até à praia.
Os chapéus coloridos, os vestidos escolhidos e a lancheira ataviada, desciamos a rua larga, com árvores imponentes que adornavam os passeios. Cinco minutos de bom comportamento no trajecto mais azul que eu conhecia. O mar na Granja era mágico e por vezes ganhava contornos gigantescos, empolados nas Histórias da D. Isaura, quando nos contava a Epopeia dos homens valentes que o galgaram até ao outro lado do mundo.
Na praia era uma alegria, sempre com disciplina claro, hora para o banho, a constante vigia do tempo ao sol, as manas mais velhas a reclamar a areia que lhes estragavam a pele e se entranhavam nos livros. A nossa barraca, azul e branca, na 1ª fila, era o nosso quartel general. Lá tudo estava e tudo saía. Um rodopio sem fim, até à hora da sesta.
Depois era o regresso a casa, depois de uma hora na piscina da Granja, de saltos de prancha que molhavam as senhoras que deleitadas nas suas leituras, tisnavam a pele ao sol.
Foi ali na Granja que o mar começou para mim.


De veinha a 31 de Maio de 2006 às 14:11
Que giro... farto-me de ouvir contar histórias da praia da Granja... a minha minha avó também lá tinha a sua casa de Verão e a minha mãe e os meus tios íam lá passar as férias. Digamos que na altura era só para elites sem nenhuma ofensa...


De xinxa a 31 de Maio de 2006 às 20:54
E os amores que ali começaram e acabaram,,, Verões, enfim!


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.