14 comentários:
De Tex a 31 de Maio de 2006 às 10:28
De todos os cantos do mundo
Amo com um amor mais forte e mais profundo
Aquela praia extasiada e nua
Onde me uni ao mar, ao vento e à lua.

Há muito que deixei aquela praia
De grandes areais e grandes vagas
Mas sou eu ainda quem na brisa respira
E é por mim que espera cintilando a maré vasa

(Sophia de Mello Breyner)


De xinxa a 31 de Maio de 2006 às 15:17
Deve pensar que é a menina do mar... tah...tah bem...com uma peça de fruta que isso passa-lhe!


Ah... Comenta-me