Terça-feira, 1 de Agosto de 2006

Traição

 A traição ( seja lá em que sentido fôr )

é sempre um assunto complicado de se falar.

traição:
do Lat. traditione, entrega

s. f.,
acção ou efeito de trair;
intriga;
deslealdade;
aleivosia;
perfídia;
cilada;
infidelidade.


loc. adv.,
à -: traiçoeiramente;
alta -: atentado contra a segurança do Estado.

 

Com esta frase que ouvi no outro dia, e que achei bastante piada, podemos tentar  discutir o assunto de maneira "ligeira"!

 

"A traição é como a fast food
toda a gente diz que faz mal,
mas ninguém passa sem a provar."

(autor desconhecido)

 

 

 

          


Impressão Digital Cereza às 00:45
link do post | Rugir | Adicionar aos Favoritos
42 comentários:
De WG a 1 de Agosto de 2006 às 14:23
É muito básico, porque o instinto, diria eu que destas coisas não pesco nada, é sempre negar.
Quanto muito, teria que havia alguma linha de raciocínio e várias perguntas para se chegar lá, mas isso já seria mais difícil de conciliar com o "Evite as perguntas e as acusações"


De Isabel a 1 de Agosto de 2006 às 15:29
É aqui neste falso jogo de palavras, aqui onde nos revelamos com subtis véus que não nos atraiçoamos?
É aqui que nos damos?
A quem, como, porquê?
Há em tudo isto mais alguém, para além de nós?
Atraiçoamos, certamente aqui também, a confiança de um companheiro, levando-o quem sabe à sua derrocada moral. ( Vi-o no post anterior...porquê?).

E esse "amor" pelo outrem que "atraiçoamos", onde fica depois? O que vem depois?

Os gregos, utilizavam 3 palavras para se referirem ao "amor" ;
- Ágape designava o amor que sentimos pelos amigos e pessoas queridas;
- Philia, o amor que destinamos às coisas e objectos;
- Eros o amor sensual, aquele que sentimos pelo(a) parceiro(a) que escolhemos, entre outros.
Menos redutor certamente...

Os árabes, esses têm cerca de cem palavras para descrever as diversas nuanças que o amor pode ter (enquando se vão descobrindo outras...).
Mas será que elas conseguem descrever detalhadamente estas emoções singulares?

Ou o amor, a amizade, a afinidade, a cumplicidade, a ternura, o carinho e tanto mais, serão emoções que conseguimos demonstrar sem reservas? Mesmo que para as sentirmos, tenhamos que atraiçoar...? E quando nos atraiçoamos (porque somos mortais e com mortais nos deparamos), por o sermos?

Este vortex que me intimida!

Nota: Já nem falo em Judas...


Ah... Comenta-me

av_fever01.gif

.Urbanidades Recentes

. Aberto: Rui Pedro e Anoré...

. FIM

. Porque eu? porque isto? p...

. Mulher

. Hannibal - Rising

. ...

. Voltaste meu amor...

. Falling

. ...

. Uma brincadeira...

. SuGeStÕeS:

. Pedofilia ou Amor

. coragem!

. Feliz Natal

. Ainda Tango...

. Destaque no sapo: poema d...

. Sonho § Realidade

. Do Flyman

. (...)

. Parabens Lua

av_jml12.gif myarms-yourhearse.gif

.Selvas já Visitadas

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

10MM.gif

.Procura no UJ

 

.Posts Favoritos

. Falling

. Destak

. UJ no DN

. Putas, Prostitutas (os) e...

. Casos Reais: Putas, Prost...

. Maria Madalena: Prostitut...

. "Schindler português"?

. Dedicado ao meu Pai!

. Caso de Vida

. Os BrancosNegros ou Negro...