De Safira a 25 de Outubro de 2006 às 22:03
Epa, depois de ler o texto fiquei a pensar "porra, esse Portugal deve ser um país agradabilíssimo para se viver"... entretanto o nome "Portugal" soou-me a algo conhecido e rapidamente me lembrei de uma pequena região que faz fronteira com Espanha, como que de um apêndice geográfico se tratasse. Enquanto vasculhava a memória em busca de mais alguma informação sobre esse "Portugal", uma dúvida formando, "será que se trata de um país independente ou de mais uma província espanhola?" Embora razões historicas me fizessem pensar que Portugal é, de facto uma nação, aspectos económicos políticos, entre outros, contribuíram para alimentar a minha dúvida. Tentei, então, procurar informação de qualquer coisa que caracterizasse e dissesse respeito a Portugal. Foi então que tomei contacto com alguns portugueses célebres. São casos como Vasco da Gama (ihihih), António Damásio, o prémio nóbel da literatura José Saramago (ihihih) ou até o emblemático Santo António (de Pádua??). Fiquei a pensar "bolas, Portugal até deve ser um país importante".
Estava tão embrenhada na minha pesquisa que só me apercebi realmente que conhecia bem o objecto em análise quando comecei a tomar contacto com o número de casos de violência doméstica, o índice de analfabetismo, os números da pobreza extrema, o desemprego, as fugas ao fisco, as afrontosas reformas dos senhores da Banca e do governo, a poluição, a arrogância, a dificuldade em conduzir dentro dos limites de velocidade e de alcoolemia, and so on, and so on...
No fim, cheguei a uma única conclusão, a única coisa que (quase) todos nós realmente temos é orgulho, e mesmo isso não sei porquê... mas ainda bem que o temos. Temos orgulho em ser portugueses e disparamos coiçes em todas as direcções quando alguém de fora tenta mexer em valores que afectam o nosso hino ou a nossa bandeira. No entanto, sou obrigada a afirmar que somos uns tristes, um povo que se alimenta de história, de uma história tão antiga que corre o risco de se perder no tempo. E agora pergunto, será que (ainda) somos tão portugueses assim?


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.