De Abel a 23 de Novembro de 2006 às 23:28
Mas encontrei uma forma diferente de te ajudar a levantar a taça do puro néctar (com algum atraso, claro). Diferente da forma tradicional para fazer maior o dia que muitos de nós achamos especialmente original. Que escutes e reflictas sobre as palavras amigas, que se seguem, ao som das trombetas do Céu. Os anjos te afaguem, ponham asas na tua ternura para que possas voar outros tantos até onde atingir a tua imaginação.

“A razão é um esforço para conhecer o desconhecido
e a intuição é o acontecer do incognoscível.
Penetrar no incognoscível é possível,
mas explicá-lo não o é.
O sentimento é possível;
a explicação não o é.”

“Abandona a mente que pensa em prosa;
reanima outra espécie de mente que pensa em poesia.
Põe de lado toda a tua poesia em silogismos;
deixa que as canções sejam o teu estilo de vida.
Passa do intelecto para a intuição,
da cabeça para o coração,
porque o coração está mais próximo dos mistérios.”

«Osho International Foundation (2001), Intuição, Pergaminho, 2006»



Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.