Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Urban Jungle

pensamentos, divagações e tangas da selva urbana

pensamentos, divagações e tangas da selva urbana

Urban Jungle

03
Ago05

Dois em Um.. Eu me confesso

Cereza

Um texto da Constancinha, que dá que pensar. Leiam com atenção.

21873_w copy.jpg

Foi, é e será uma vida emocional e sentimental, de uma vulnerabilidade e sensibilidade lixada. Os sentimentos e as percepções constantes, fizeram e ainda fazem parte do meu dia-a-dia e já não estranho que haja uma grande variedade e mutabilidade na forma como são sentidas as coisas. De vez em quando, sucedem-se períodos de nostalgia e saudade dos tempos passados e, sabendo que a minha segurança passa pela identificação que tenho perante os sentimentos, qualquer que seja a forma que eles possam assumir serão sempre os elementos importantes para o meu próprio bem estar.

O sacrifício ou a solidão têm tido como função libertar-me e, por esse facto, os períodos de dor que têm feito parte integrante da minha vida foram e são na sua generalidade superados dando lugar a um misto de serenidade e frieza, sobretudo aos olhos de quem me observa. Eles concedem-me a energia necessária que me leva a amar incondicionalmente, o que de um certo modo, considero que seja uma tentativa de abraçar o Mundo e que não passa disso mesmo, uma tentativa.

A intensa busca que faço da verdade ou do significado da vida têm sido uma constante do meu eu num todo e, por isso os conceitos e os princípios abstractos que me rodeiam, capto-os através do instinto ou dos sentimentos, o que se torna por vezes, num estado racional perante a impotência de conseguir dar um rumo à própria vida.

Vejo-me consciente desta desordem que se cria dentro de mim a pouco e pouco e, na parca sabedoria que já adquiri, sei que existe um eu contemplativo, que luta, que sobrevive e que mantém custe o que custar a energia espiritual que se manifesta na plena consciência que é a uma das maiores riquezas que posso conservar, apesar de, por vezes, ser demasiado compreensivo nas atitudes e nas palavras.

Depois, raios, depois existe o outro eu. Um eu observador, chato, cerebral que me transporta para um mundo à parte o qual comparo à pescadinha de rabo na boca.
Sim, regozijo-me pelo que fui e ainda sou capaz de ser e não deixo de pensar que se pudesse voltar atrás faria tudo do mesmo modo e não alteraria rigorosamente nada.

Continuo a dizer não a pactos com o "diabo" recusando-me a alimentar amarguras e raivas libertas por espasmos de egoísmo.
Os dois eus juntos, quando em harmonia, são capazes de gerir o que sentem e vivem num estado de uma "semi inconsciência" morna e doce que os leva de mãos dadas à aventura descobrindo assim como é bom amar e ser-se amado e assim se deixam ficar por lá ...


constancinha

03
Ago05

Uma letra, um nome... "E" e "D"

Cereza

Ora mais duas letritas... D e E
Uma letra, um nome, uma face....

mr30 copy.jpg


D, de Dália a Dulce


Dália -É o nome de uma flor Dahlia, em homenagem ao botânico Dahl.

Dalila - Significa dócil e designa a personagem bíblica que traiu Sanção, e por isso este nome está associado a uma mulher que não se preocupa em ferir os sentimentos alheios para conseguir os seus objectivos.

Daniel - Provém do hebraico Danyyel e significa "Deus é o meu juiz". Indica alguém que não se preocupa muito com a opinião dos outros.

Daniela - É o feminino de Daniel. As meninas com este nome são muito intuitivas e gostam de controlar as situações.

David – Deriva do hebraico Dawid e significa "amado, querido".

Débora – Provém do hebraico Devvorah e significa "abelha"

Delfim – Provém do latim Delphinus e do grego Delphís. Este nome está relacionado com o golfinho (delfim, mamífero marinho).

Denise – Feminino de Dinis e, como tal, significa "filha de Deus"

Diana - Deriva do latim e a sua forma mais antiga é Diviana. A derivação deu Diana, "a divina". Nome de uma deusa da mitologia. Revela uma pessoa autoritária e caprichosa que consegue sempre aquilo que deseja. Também é organizada, prática e objectiva. Tem tendência para encontrar o companheiro ideal.

Dina – Nome de origem hebraica que significa "justa"

Dinis – Significa "filho de Deus" e deriva do grego Dionysios – Dionísio.

Diogo - Deriva do latim Didacus. Significa instruído e refere-se a uma pessoa dotada de forte magnetismo que se preocupa com o bemestar colectivo. De acordo com uma crença popular, Diogo é um dos nomes usado pelo diabo.

Dora – Tido como diminutivo de Doroteia ou Teodora, Dora, significa "Dom", na sua origem, a Grécia antiga.

Duarte - Provém do inglês Edward e do germânico ead (rico) e Weard (guardião) resultando dessa conjugação o português Eduarte. Após perder o "E" transformou-se também em nome de família.Significa rico guardião. Trata-se de um excelente amigo que quando sabe que é necessário faz tudo para ajudar.

Dulce – Tem origem no latim, através da palavra Dulcis e singnifica "doce"


E, de Edgar a Ezequiel


Edgar – Do inglês Eadgar e significa "luta com lança".

Edite – Provém do inglês antigo Ead (riqueza) e gyth (combate), resultando deste o nome Eadgyth.

Edmundo – Provém do inglês arcaico Ead (rico) e mund (protecção), convergindo no nome Eadmund.

Eduardo/a - Deriva do latim Edwardus e do inglês Ead (rico) e weard (guardião) convergindo no nome Eadweard. Significa guarda das riquezas e indica uma pessoa com muito talento e dinamismo. É uma pessoa que se realiza em trabalhos que a estimulem a pensar e a investigar.

Eliana – Poderá ter origem no hebraico Eli que significa "meu Deus" ou no latim Aelius que significa "nome de família".

Elisa – É um nome derivado do fenício elizah e significa "alegre".

Elisabete – Tem como variantes os nomes Elisa e Elsa. Elisabete significa "juramento a Deus" e deriva do hebraico Elisheba (Eli-Deus e Sheba–juramento).

Elsa - Nome de uma divindade das águas (deusa dos cisnes brancos) na cultura germânica.Tem como significado virgem das águas ou deusa das águas e dos cisnes. Elsa, normalmente é uma mulher faladora e curiosa. Para ela não existem obstáculos intransponíveis e deprime-se com facilidade.

Ema – Provém do germânico Emma ou Imma que significa "activa". Considerado também o diminutivo de Emanuela.

Emídio – Provém do latim Emygdius, que por sua vez deriva do grego Amygale (Amêndoa)

Emílio – Deriva do grego Haimulos, ou seja, "obsequiador" ou ainda do latim Aemilius e significa "émulo, adversário".

Eugénio – Provém do grego Eugénius, de Eu (bem) e génius (origem) e significa "bem nascido".

Eulália - As meninas baptizadas com este nome demonstram uma forte personalidade.

Eunice – Nome de ascendência grega que significa "boa vitória". É derivada da palavra Euníke, ou seja, Eu (boa) com Níke (vitória).

Eurico – Deriva do germânico Aiwareiks, ou seja, Rich (rico) e Aiva (rectidão) e significa "muito recto".

Eusébio – Provém do grego eusébios e significa "piedoso".

Eva - Provém do hebraico Hawwân e significa "ser vivo". Provavelmente surgiu daí o nome da primeira mulher da humanidade.As possuidoras deste nome são voltadas para o lar e para a família.

Ezequiel – Deriva do hebraico e significa "Deus é a minha força".
03
Ago05

Miragem

Cereza

ClausRose copy.jpg

Acho que gastei as palavras todas numa imagem que flutuou nesse rio do seu olhar, sem nunca a ver.

Sumi, sequei-me!

Fartei-me do onanismo farto de só me ver a mim, derreti toda a libido em espasmos solitários.

Morri para o desamor de tanta espera, caí num inferno sem Dante, a minha pele saiu.

Falta-me a carne, falta-me a pornografia mais gráfica de todas,
falta-me o pulsar do ventre, a força das pernas que me envolvam,
falta-me humanidade.

Como um miúdo que espreita todo o verão a fechadura da porta do quarto onde dorme o desejo sem nunca vislumbrar, sequer, uma coxa, um colo, ou um ombro.

Quero justificar a minha secura violenta, a minha falta de palavras, o meu desespero , a minha falta de memória...

Nem sequer sei já como é uma mulher nua!
Agora só leio as formas nas estátuas e só adivinho a carne nas gravuras.

Resta-me o silêncio e a amargura, resta-me acabar esta aventura!

Logo, dedico-me a um chocolate, Na mão direita o chocolate, na esquerda o papel que a desembrulha.
Desembrulhei-a tantas e tantas vezes que gastei a sua imagem!

Molhei a sua textura, esqueci o seu aroma, empalideci todas as cores,
aviltei a sua dignidade, fui bicho, primitivo
fui só...
resta-me o pó ...e ao pó vou regressar.

A sua miragem cegou-me de tanto tempo a olhar.



Maslow

03
Ago05

Recordações de um sotão

Cereza

WomenStudio_73 copy.jpg

Remexer os caixotes poeirentos guardados no nosso sótão, carregados de recordações antigas é sempre um perigo. Um acto desesperado de quem procura encontrar alguma felicidade escondida atrás do simbolismo de um objecto ou a busca de alguma inspiração encontrada disfarçando os objectos de lembranças, falsas recordações infelizes encobertas de uma tristeza mórbida que lhes facilita a escrita. Já quase não existem puros artistas.

Eu não sou artista, nem tão pouco tento ser, no entanto encontrei algo no meu sótão. Algo poeirento e antigo, que me despertou sentimentos esquecidos, há muito tempo enterrados na minha mente por futuros acontecimentos. Alguns deles mais graves, outros, simples futilidades. O dia-a-dia não permite viver na lembrança e, como tal, esqueci.

Eu não sou artista, mas uma verdadeira melancolia apossou-se de mim. Mal me movi enquanto tentava respirar. Não imaginava ser possível sentir-me assim novamente. Sentada num cantinho limpo do meu sótão folheei-o avidamente até encontrar as cartas. Gravadas no papel amarelado estavam cartas, de amor, de despedida. Simples cartas que pessoas fictícias escreveram apaixonadamente até o final das páginas. Tudo em redor das cartas. Cartas que idolatrei durante os tempos em que as lia repetidamente, até que esqueci.

Ao longo de vários tempos desejei ver-me na mesma situação. Imaginei reacções, sentimentos, situações constrangedoras mas ao mesmo tempo sabia que a impossibilidade era uma constante. E esqueci. Escondi as cartas dentro de caixotes, debaixo de livros, bem no fundo do meu sótão e não voltei a tocar-lhes ou a lembrar-me delas.

Não sou omnisciente, não sou sequer algo perto. Como ser inferior e atada à minha humildade admito que errei, errei gravemente. Não devia ter esquecido, pois nem quando, finalmente, me detive em estados semelhantes, que por tanto tempo desejei, recordei as cartas. Os caixotes continuaram fechados até o dia em que, levada inconscientemente, recordei.

O desejo eclodiu. A paixão fez-se sentir até as pontas dos dedos e pela primeira vez, não chorei. A resposta era tão óbvia que nem podia acreditar que a tinha encontrado. Nem mesmo tendo que pisar o meu orgulho, coisa que raramente faço, me arredo. A importância é algo a ser devolvido.

A memória é a nossa perdição, quando nos deixamos levar por tristezas. Se nos deixarmos mergulhar em lembranças menos felizes não há muito que outros possam fazer para aliviar a dor, nem que tentem com todas as suas forças. Já vi provas de amizade tão enormes e nem assim me movi. Por vezes é preciso descer bem fundo, perder tudo e todos para nos voltarmos a encontrar. Bem, suponho que ainda vou a tempo de recuperar alguns.


Narag

02
Ago05

Wicked games: A saga continua

Cereza

Ora hoje vamos ter as VERDADEIRAS histórias do video WICKED GAMES! Uma saga que parece nunca mais acabar! O Luisv vestiu a pele de Chris Isaak, e a marta a pele da Helena Christensen.
Qual deles falará a verdade?

Já agora deixo mais um desafio, quem quer fazer de Shakira e quem quer fazer de Alejandro Sanz, e escrever o que passou realmente naquele video? Fico á espera de voluntários... tem é de ser rápido!

wg31 copy.jpg

ELA: Porque parti....

O Guilherme já tinha chegado...aliás como sempre , durante anos conseguia ser sempre o primeiro a chegar.

- Pronto para trabalhar?
Olhou para mim e sorriu...

Não sei porquê, nesse dia reparei na forma como me olhava...dei-me conta que sempre o tinha feito daquela maneira. Senti um arrepio...comecei a observá-lo. Cada vez que o flash disparava, eu tremia...Apeteceu-me fugir dali. Não me era permitido sentir-me assim.
Acabámos o trabalho.

- Logo já tenho as provas feitas, se as escolheres hoje, o catálogo estará pronto para a semana.
- ok, logo passo lá, liga-me quando acabares.
Despedimo-nos, deu três passos, virou-se para trás e:
- Não fujas do que sentes, disse-me.
Fiquei sem pinga de sangue...
- És um presente envenenado, respondi.
E partiu.

Aquilo não me podia estar a acontecer, o maior dos meus amigos, aquele com quem eu podia pensar alto, não o podia estar desejar daquela maneira. O medo apoderou-se de mim...não o queria perder, não o queria magoar, queria-o inteiro e a meu lado, como sempre tinha sido.

Era tarde, ele tinha sentido que eu tinha despertado, tinha-se apercebido do desejo em mim. Durante dois dias, o silêncio foi imperativo...ele sabia como me tocar... Das fotos não sabia nada, o trabalho estava pendente, e eu tinha que o enfrentar. Entrei pelo atelier, de rajada, decidida, com a esperança de ser desiludia...

- Amas-me ??perguntei-lhe.
- Não! respondeu.
- Sabes que sou incapaz de amar alguém, tenho-te um enorme respeito, admiro-te imenso....mas não é amor.
-A única pessoa que amo nesta vida é o meu filho.
Os homens não amam, está na sua essência...
- Eu sei disso, respondi.

Meu Deus, como ele me conhecia...podia ter-me perdido naquele momento, foi sincero e inteligente....ganhou-me, eu sabia com o que podia contar. Ambos sabíamos que tudo tinha um fim... Fiquei com a certeza, de que me deixaria partir, quando chegasse a hora.
Fiquei com a certeza de que era homem para aceitar um basta.

Há homens que "amam", outros que sabem amar. Foram dois anos de um amor e desejo, companheirismo, entreajuda que eu sei que nunca mais vamos esquecer. Entendi, que não queria chegar á fase dos planos, do futuro, do desgaste. Enquanto foi possível vivermos livres, amando, fizemo-lo. Era inevitável...eu tinha que partir. Queria ficar com a recordação, do amor puro, do maior dos meus amores, daquele que nunca foi meu, daquele a quem nunca pertenci, porque apenas nos entregámos.

Não quero esquecer. Não quero. NÃO QUERO!!

Com um beijo para todos vós.
marta

chris_wickedgame copy.jpg

Para ver o video wicked game


ELE: Wicked Games Again ou a verdadeira história por trás do video.

Este texto é pura ficção, alguma semelhança com algo será apenas produto da vossa perversa imaginação.


Andava eu na net numa boa a passear e a conviver com quem por lá andava, dando os ultimos retoques na minha ultima criação musical de seu nome Wicked Games,quando uma morena belissima de nome Helena (o meu fraco são realmente as morenas mas têm que ser belas.....) timidamente começou a teclar comigo, e algumas horas depois,já havia um cyber-amor que nem sei bem explicar, mas isso não interessa muito...

Amante do Surf (e das ditas morenas) combinei um encontro numa praia que sabia de antemão estar quase deserta... era conveniente que assim fosse. Depois de deixar a minha prancha de surf na revisão, pus-me a caminho (da dita praia) cheio de espectativas e de desejos perversos...

Quando lá cheguei a primeira coisa que vi foi um grupo de pessoas, ao longe, a enfiar palhinhas no nariz, estavam contentes, riam muito, depois outro grupo nas dunas praticava SM (vi mascaras e ouvi o silvo caracteristico dos chicotes), por fim avistei-a a rodopiar o top por cima da cabeça, tipo ventoinha, parecia dançar, fui ao seu encontro lançando-lhe o olhar perverso numero 27, e comecei a ler-lhe os versos ainda frescos que tinha escrito, pausadamente, perversamente, e não sei se por causa dos ditos versos ou do calor, ela derreteu-se toda... estava pronta prá 2ª fase, a dos desejos perversos...

Fui direito a ela, apertei-a contra mim, deixando a vista pairar livremente pelo
horizonte (foi quando vi um saco branco de plastico a esvoaçar ao longe com publicidade a uma grande superficie comercial), procurei a maçã e o xicolate pra avançar pró pecado mas não os vi......paciência, avancei na mesma, perguntei-lhe se queria fazer parte do videoclip, que seria bom pró seu curriculum, embora não fosse ganhar prémio nenhum (o prémio seria meu, o interprete mais sexy do ano de 1991) ao que ela respondeu com um sussuro e com um levissimo aceno de cabeça...

Aproveitando o estarmos tão juntinhos ela quis beijar-me, eu, fartinho de xôxos ameacei que sim mas dei-lhe a minha bochecha esquerda onde ela se deliciou... nisto toca o telemóvel e uma voz disse-me: pode vir buscar a prancha a revisão está feita. Desliguei e perversamente afastei-me, caminhando pela areia na direção do parque de estacionamento, sem nunca olhar pra trás...

Chris Isaac
PS: Depois do videoclip ela vingou-se.....(tava feita com o realizador)


LuisV

02
Ago05

Uma letra, um nome.... "C"

Cereza
Ora aqui vai mais uma letrinha... "C"

ironmaiden01 copy.jpg


C, de Caetano a Custódio


Caetano – Do latim “Caietanus”, define os habitantes ou naturais de Caieta (Itália). O encanto, a delicadeza e o espírito poético definem este sonhador. É senhor de uma espontaneidade quase infantil e revela-se muitas vezes inconformado. Apesar de intuitivo e impulsivo tem por vezes de fazer face a uma certa instabilidade emocional.

Camila/o – Nome que tem dois significados. Do fenício "ministro de Deus", ou seja, Kadm-el e/ou do latim Camillus, o jovem que assistia o grande sacerdote, nos sacrifícios na Roma Antiga. No feminino, estamos perante uma personalidade extrovertida e sociável, mas com um grande sentido de reponsabilidade. Procura sucesso e reconhecimento, factor que a pode levar a ceder à superficialidade e ao oportunismo.

Carla/os – Este nome tem origem no germânico “Karl”, ou seja, homem viril. No latim significa "Homem" – Carolus.Carla é uma mulher misteriosa e segura de si, que coloca a verdade acima de tudo. O mote “mais vale só que mal acompanhada” é neste caso uma realidade, dado que se trata de uma pessoa que prefere estar sozinha a ter por companhia alguém medíocre. Os homens com o nome Carlos primam pela emotividade e tudo fazem para que gostem deles e os admirem, o que não é difícil dado o seu encanto e convicção. Trata-se de uma pessoa pragmática e optimista, dotado de uma grande dose de criatividade. Apaixonado pela justiça, é geralmente um bom juiz.

Carlota – Este nome tem a mesma origem do nome Carlos e define uma pessoa enérgica e ambiciosa. Intuitiva por natureza, cultiva uma espiritualidade muito rica. A sua imaginação fértil facilita-lhe a vida e permite-lhe ultrapassar os obstáculos mais difíceis.

Carmen – Este nome vem do espanhol Carmen, que é a diminuição de Maria del Carmen. Vive a vida com amor e trata-se de uma mulher sedutora e bastante sociável, que reage em função dos sentimentos e pondo a razão de parte, o que não a impede de se ligar a alguém bem sucedido. Uma vida a dois sem problemas materiais é a sua meta e coitado de quem interfira com este ideal.

Carmo – Tem origem no hebraico Karmel e significa "jardim de Deus".

Carolina – Estamos perante mais uma derivação do nome “Carlos”. As baptizadas com este nome evidenciam uma grande tendência para se integrarem bem na sociedade e de aí alcançarem o reconhecimento. Senhora de uma personalidade excêntrica e de um temperamento original, acha essa mesma sociedade onde se insere conformista e preconceituosa.

Carole - As meninas que recebem este nome à nascença tornam-se em mulheres muito dedicadas à família. Amam tudo o que as rodeia.

Catarina – Deriva do latim medieval Catharina e do grego Katharós, uma derivação do nome da deusa Ekáte e significa "puro". Trata-se de um nome ao qual se atribui um espírito inseguro e sonhador. Vive de acordo com as emoções do momento, o que lhe confere a particualridade de tão depressa estar contente, como assustada. Joga a seu favor uma grande dose de intuição e de persistência, bem como uma excelente capacidade de persuasão e feminilidade.

Cecília –Tem como significado "cego" já que Provém do latim Caecus, e derivou para Caecilia. Tem como diminutivo Célia.

Celeste – Deriva do latim Caeleste e significa "do Céu".

Célio/a – Deriva do latim Caelius, é o nome de uma das sete colinas de Roma.

César –Provém de Caesar uma importante família romana. Caesaris na origem significa "cabeleira farta".

Cesário – De Caesarius, relativo a César.

Cid – Provém do árabe e significa "senhor" –Ceide.

Cidália – Provém do grego Kidalia e significa "de fonte"

Cíntia – Deriva do grego Kynthia e está relacionada com o Monte Cino, onde era adorada a deusa Diana. Outro dos nomes da deusa da natureza selvagem, Artémis.

Clara – Deriva do verbo latino clarus de Clãra e significa "claro, distinto".

Cláudia – Significa, assim como o nome masculino, "coxo, diferente".
Conceição – Provém do latim conceptione e tem o significado de "acto de conceber" ou ainda de "expressar ideias".

Cristina –É considerado o feminino de Cristus e deriva do latim tardio Christina. É, então, um nome de inspiração religiosa.Deriva do nome latino “Christina”. A procura do verdadeiro amor, orientada pela lealdade e dignidade, rege a sua existência. Ainda que numa primeira análise possa parecer uma pessoa algo mundana, é no entanto dotada para a diplomacia e dona de uma grande curiosidade. Desta última característica resulta uma mulher que não se furta às aventuras mais ousadas.Uma mulher carinhosa que todavia vai ao encontro dos mais básicos padrões de vida actuais.

Cristiano – Provém do latim Chritiânus/Christus e significa "cristão".

Cristóvão - Este nome tem duas raízes, do latim “Christophanu” e do grego “Khristophoros”, que em ambos os casos têm o mesmo significado:"aquele que transporta Cristo". Cristóvão impressiona pelo seu ar sisudo de onde foi abolido qualquer traço de espontaneidade. É por natureza uma pessoa rigorosa, prudente e bastante introvertida.

Custódio – Deriva de Custodisa em latim e significa "guarda; protector".


01
Ago05

Ui que tortura!

Cereza

OK OK, estou doente, mas não estou morta!!! Aliás já penso nas férias...com aqueles sons latinos, festa, a dançar na praia com os amigos...tochas acessas...noites quentes...ai que tortura! Deixo aqui o clip que me tem inspirado... mas... só por causa do ... Alejandro Sanz!!! ops! mentiraaaaa :P




shakirayalejandro copy.jpg

ui que tortura! Depois de ver isto fiquei com um bocadinho de calor... não acham? Aproveitem o Verão para fazer o mesmo... que eles... ou quem sabe... hummm... ah, contem!



Ay! Amor me duele tanto...




Me duele tanto!




Que te fueras sin decir a donde.



Ay Amor fue una...




tortura...</font>

</p>




La Tortura

A: Ay!mamita mía guárdate la poesía,

guárdate la alegría pa’ ti! Dame, dame, damelo!



Sh: No pido que todo los días sean de sol,</br>
no pido que todos los viernes sean de fiesta... </br>
Y tampoco te pido que vuelvas rogando perdón, </br>
si lloras con los ojos secos y hablando de ella!


Sh: Ay! Amor me duele tanto... </br>
A: Me duele tanto!</br>
Sh: Que te fueras sin decir a donde. Ay! Amor fue una tortura...</br>
A&Sh:...perderte!



01
Ago05

Um desabafo

Cereza

av_ad01.gif

Bom dia meus caros colegas paineleiros, amigos e visitantes :P pois há alturas da nossa vida que parece que apanhamos com uma praga em cima! Tenho andado meio doentinha,(da coluna, e com um "piqueno" esgotamento" talvez por isso ande sem paciencia para blogar! É que é preciso mesmo ter azar ficar de cama nesta altura do ano!!! Que seca!

Bem, como disse o significado dos nomes, é apenas um "brincadeira". De vez em quando ponho aqui... mais logo, ponho então um texto! Por acaso bastante interessante! Aii esta maldita coluna

Pág. 3/3

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2006
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2005
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2004
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D