Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Urban Jungle

pensamentos, divagações e tangas da selva urbana

pensamentos, divagações e tangas da selva urbana

Urban Jungle

06
Nov05

Menina Texazinha

Cereza

Alguém me traduz?


p7098 copy.jpg


Menina Texazinha,

Increbo-lhe a dar-lhe nobas cá da Ameijoeira do Arregaça, pruqe a menina num põenhe cá os cotos bai pa maise de mezes.

Poize a vila tem tido muta animasson, primeiru por conta das ileissões pa Junta! Ganhou o sinhor Dótor Almerindo qé muto boa peçoa e muto amigu do pobo! Beja lá qele inté andou a ofresser salpicões çem pedire nadinha! Aquele ome inté debia ganhare o tal prémio Móbel.

Maze já se sabe qá genti muto inbejosa e oube algums qe fizeram a desfeita de num asseitar !

Deziam eles, qe por cosa do salpicão iamos alebar cu porco na Junta!
Despoizes foie o Jaqim Morcela qe abriu um ristorante! Qe lindeza, inté tem daqeles candieiros xeios de pendiricalhos de vidru a pendere do teto.

Quem lhe miteu a ideia foie o filhu, o Tóne Morcela, qe estebe a istudare no istrangeiro. Veio muta gente de fora á inaugurasson e nozes támem fomos cumbidasdos pruqe açim comá çim inda semos parentes pru lado da Ti Mila Gargainera.

Ele eram madamas todas bem paramentadas, ele era joves muto bem apeçoados .
Oube um qinté botou faladura cumigo , mase eu num precebi gande coisa pruqe ele só dezia qe ali é qu comere era opífaro, ora eu de musica num percebu e sabia lá su rapaz tocaba opífaro.

Foi pena é qás tantas o Jaqim Morcela e o filhu desemtemderão-se pru cosa do slógane ou lá como raio se xama aqilo. Num sei pruqê, era bem bunito “ No ristorante do Morcela bai tudo pra gamela” .

Cá en caza támém andamus muto cuntentes pruqe o mê Custódio arranjoue uma moça qé um primor. Tirando a bubudeira crónica e a pouca buntade de trabalhar, a mossoila vesse logu qé boa peçoa num desfasendo.

Agora qe já passou a animasson anda tudo num currupio por mor da tal gripe nas abes. A gente estaba era abituada á gosma na bixarada, mas gripe nunca soubiu tal. Istu tamos no fin do mundo! Balha-me a Santinha qa mim ninguén me tira qé tudo castigos por os omes irem á Lua mexer no qe tá qeto.

E cum esta me ficu qe já se me tou atrazada pa lida.
Um abrasso pá menina Texazinha e recumendassões aos paizinhos cu Sinhore os cunçerbe, desta que sassina

Adozinda



Tex

11 comentários

Comentar post

Pág. 2/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2006
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2005
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2004
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D