Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Urban Jungle

pensamentos, divagações e tangas da selva urbana

pensamentos, divagações e tangas da selva urbana

Urban Jungle

28
Out05

Um mail para nós!

Cereza

Esta noite, numa das minhas longas maratonas na net até ir para a cama... fui ao mail que tenho no sapo! Infelizmente por vezes esqueço-me que esses mail existe...porque incrivelmente é onde encontro os emails mais incriveis...claro, é o mail que está no blog!

Tinha mails de uma norte americana, uma brasileira, e um espanhol... fãs do UJ! Chego a perguntar-me como entendem o que está lá escrito! Se calhar vão ver as fotos, os clips, ouvir as musicas... nem sei bem.

Está lá também um texto para dedicar á Lua Dourada...era para o pôr aqui agora... mas encontrei outro mail, que mexeu comigo...e não tive alternativa (o teu texto entra amanhã Lua) Li com extrema atenção...fiquei agarrada até ao fim! Se é veridico ou não, isso não é o mais importante... o importante é o tema em si! Se é verdadeiro, acreditem que me revolta saber que ainda há pessoas que vivem assim em Portugal! "Mulher_de_armas", espero que vás conversando conosco nos comentários!
Ela pede os vossos comentários, e sei que vocês não me vão deixar mal! Ora leiam com atenção!


lilyacornli-115 copy.jpg


"Olá Cereza

Confronta os teus bloguistas com um problema sério, que pode ser de qualquer deles.

Hoje, ontem, anteontem e amanhã, é meu. Até quando, não sei. Ando desde segunda-feira a comer sandes de alface, pão com folhas de alface.
Porquê? Porque não tenho mais nada para comer, ou seja, não tenho um chavo, um centavo, um cêntimo. Ontem e hoje fui a pé apanhar os transportes, caminho que normalmente faço de carro. Motivo: o carro não tem gasolina.
Porquê? Adivinha! Pois, acertaste!

Não tenho cheta no telemóvel, não tenho gasolina no carro. O mais curioso é que tenho 6 euros no banco mas, até me dá vontade de rir, os multibancos só têm notas de 10 ou de 20 e eu não posso sacar 5 eurozitos.

De noite ao jantar, tenho comido pão com queijo, que se acabou ontem, mas ainda bem, já estava muito ranhoso, e gastei os cogumelos e as ervilhas todas. O meu filho tem comido massas com queijo derretido.
Hoje foi jantar a casa duns amigos, adivinha porquê? Nos últimos dias instituí que a hora de deitar é cedissímo. Porquê? Quanto mais cedo me deitar, menos sinto a fome. Mas no meio disto tudo, ando com boa cara e faço os possíveis e impossíveis para que ninguém note. Sei que tenho um defeito muito grande: sou incapaz de pedir ajuda, seja a quem for. A minha família punha-me 100 euros no banco, mas tinha que os ouvir durante 10 anos.

Prefiro fazer uma enorme ginástica, digna dum acrobata para tentar minimizar as coisas. Mas hoje fiquei doente com uma cabra duma gaja, puta de merda, vaca safada: na medida do possível ninguém sabe de nada, e o meu filho muito menos e eu trago-lhe todos os dias uma carteira de cromos que custa 35 cêntimos.
Ele fica feliz e nos últimos dias digo-lhe que só havia uma, que já tinham vendido as outras todas. Mas hoje, eu tinha 34 cêntimos e ela não me vendeu a carteira de cromos. Deu-me um ataque de choro enorme. Um cêntimo, um só, o que eu dava por ter alguém perto para pedir um cêntimo mas não havia ninguém e eu ainda tenho 34 cêntimos na carteira, que me pesam como chumbo, mais do que todo o dinheiro do mundo porque, acredita, não me importava de continuar a comer pão com alface, mas queria ter trazido a carteira dos cromos.

O queijo acabou-se. O pão já o comi. Amanhã é outro dia e como disse alguém nos comentários anteriores, vivemos com esperança na esperança.
Não quero que ninguém tenha pena, e não assino por vergonha, mas não queria
deixar de confrontar as pessoas com esta realidade. Espero que ninguém saiba do que falo.

O mail do qual envio esta carta é inventado.
Um beijo para ti."



mulher_de_armas



strong:
"I See The Fear In The Things We Don't Understand
I See The Fear In Another Blind Man
I Can't Hold Back This Fight That Stills Inside
I Can't Hold Back Who I Am

I Know You're Strong
I Know You Belong
I Know You Are Strong
My Beautiful One

I Can't Turn Away From What I Believe
I Can't Destroy Or Deceive Oh No Oh No
I Know A Beauty In All That I Can See
I Can't Hold On But You Can't Release..."



Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2006
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2005
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2004
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D