Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Urban Jungle

pensamentos, divagações e tangas da selva urbana

pensamentos, divagações e tangas da selva urbana

Urban Jungle

29
Jun05

Em nome das nossas crianças!

Cereza

Estava ontem a ver o “Jornal Nacional”, quando a certa altura, dá uma reportagem sobre o “Afonso”, uma das testemunhas do Caso Casa Pia. Um miudo que hoje tem 20 anos, e durante de 8, foi alegadamente violado e “usado” por todos os arguidos deste processo. Meteu-me nojo! Meteu-me nojo não a noticia em si, mas sim imaginar uma criança indefesa, sensivel, carente, amedrontada na mãos daqueles animais. Não sou mãe, mas lembrei-me dos meus 3 sobrinhos... uma dor e um ódio encheu-me o peito. Imagino o que sentiria o meu irmão e a minha cunhada!


Pois é, na sequencia do caso Casa Pia, e mais recentemente a “Operação Icebreaker”, (destinada a combater a pedofilia na Internet, pela Europol, em 13 países europeus) Lembrei-me novamente da história do Rui Pedro, e de tantas, e tantas outras crianças na mesma situação. Fui buscar um texto que tinha aqui no Blog, resumi-o um bocadinho, e aqui está ele.Nunca é tarde para relembrar estas tragédia


untitledOO copy.jpg

Rui Pedro onde andas?


Na verdade, não quero deixar este caso cair no esquecimento, marcou-me a mim e a muitos portugueses, quando a história surgiu publicada nos jornais, e apareceu nas televisões... eu acompanhei-a de muito perto, através de uma amiga que investigava o caso para um órgão de comunicação social, a jornalista Ana leal (a mesma que tem feito uma guerra serrada aos arguidos da casa Pia, investigando o caso até á exaustão). A Ana viveu meses obsessão com o desaparecimento do menino... E fez tudo juntamente com a mãe Filomena, para trazer mais luz a esta história... Aconteceu muito antes de se começar a falar no caso Casa Pia.... Muitas vezes vi a mãe de rui Pedro após o desaparecimento do filho. Estava esquelética, um rosto amargurado, com os olhos tristes, perdidos no infinito, baços, e sempre cheios de lágrimas... cortava-me o coração.


Rui Pedro tinha 11 anos quando desapareceu…
Conta filomena: Foi no dia 4 de Março de 1998, em Lousada. Por volta das duas da tarde, o meu filho pediu-me para ir dar uma volta de carro com o Afonso, um amigo dele. Disse-lhe que não. E ele foi andar na bicicleta da irmã. Desde esse dia, até hoje, nunca mais soubemos dele. Todavia, há miúdos do ciclo que o viram entrar no carro do Afonso.»
Depois de ter faltado à explicação e a bicicleta ter aparecido num mato... começaram as buscas.


O tal Afonso, foi interrogado pela família, e a chorar respondeu que não sabia do Rui mas que se quisessem encontrá-lo deveriam ser fechadas as fronteiras pois ele podia estar já muito longe, a caminho do estrangeiro. Pelos vistos o Afonso tinha-o convidado para irem de carro ás prostitutas. O local escolhido para se encontrarem chamava-se Quinta da Costilha.


Nesse mesmo dia a família recebeu um telefonema em que uma criança com a voz igual à do Pedro... só conseguia chamar pela mãe, tendo sido cortada a comunicação por alguém que lhe tirou o telefone das mãos e depois desligou. Infelizmente nenhuma destas chamadas foi localizada.


A partir daí foi um desenrolar de situações.
Várias fotografias alegadamente de Rui Pedro foram encontradas na Internet. Estava vivo, mas "preso" nas teias de uma rede pedófila internacional. Os pais não tinham dúvidas, era o filho deles naquelas fotografias degradantes…. Aparecia nu, amarrado, enfim…


Pessoalmente o que me choca mais, foi uma fotografia que apareceu na revista “Caras”, tirada há uns 3 ou 4 anos, em que por mero acaso, se vê ao fundo Rui Pedro junto a uma piscina com alguns homens de idade. Na minha opinião essa poderia ser uma pista muito importante. Confesso que não sei no que deu… A mãe do Rui, pediu ajuda aos portugueses, à polícia Judiciária, até ao governo… mas até hoje nada. O caso parece ter morrido.


Mas a questão agora é outra…
Rui Pedro tem agora 17 ou 18 anos! Como estará a cabeça deste adolescente... como estará ele física, psicológica e emocionalmente? Uma criança perturbada, sofrida. Será que está tão embrenhada no mundo da pornografia, que quer voltar para casa? Será que está vivo? A mãe contínua a chorar o filho,e já sofre este drama há 7 anos…


Com o caso Casa Pia, torna-se cada vez mais urgente, estarmos atentos! Atentos ás pessoas que rodeiam as nossas crianças, e alertar as autoridades para a mais pequena desconfiança... mas sem exageros e sem histerismos.


filomena copy.jpg


Carta de uma mãe ao filho desaparecido:
Quando penso em ti, um misto de dor e alegria invadem o meu ser, torno-me de repente melancólica e feliz e há um aperto no meu peito que não sei decifrar.
Pensar em ti!? Penso sempre! É! Tu estás nas coisas mais simples e também nas coisas mais complicadas, fazes-me sonhar com outras eras e sofrer no presente... Queria dizer-te tanta coisa de certeza com um olhar seria o bastante e um abraço e mil beijos e... como estarás? Que transformações sofreste? Cresceste muito? Que pensas? Que te dói? Que posso fazer por ti?
Aqui tenho as tuas coisas, os teus objectos, as tuas roupas, os teus perfumes, a tua imagem passada aparece-me a cada instante... mas de repente "acordo" e vejo que "realmente" não estás aqui, e sofro, às vezes choro, noutras alturas ficam simplesmente parada com o olhar ausente! Não quero acreditar nesta realidade!!!
Quero ver-te pegar em mim ao colo, enrolar-me com o teu corpo num enorme abraço, sentir-me baixinha e com o coração a derreter de felicidade por estar aqui, apenas porque nos completas e não há nada mais feliz que isso!
Para ti, toda a saudade do mundo
Até sempre,
Tua Mãe
Filomena Teixeira



Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2006
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2005
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2004
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D