Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Urban Jungle

pensamentos, divagações e tangas da selva urbana

pensamentos, divagações e tangas da selva urbana

Urban Jungle

17
Jun05

Agradecimentos.

Cereza

Ainda o almoço... O Abel quis agradecer a vossa simpatia ao comentarem o poema que ele me mandou. Acho que temos mais um novo bloguista. pelas nossas bandas.


_DSC2307-26-02-05-Olhosamou copy.jpg


O coro melodioso que até mim chegou
Trouxe sinfonia que me entusiasmou.
Mau abalado coração
Resolveu dar uma explicação



Namibe, deserto onde nasci
Sol e maresia abundam por ali
Nu nadava na enseada que era grande
De seu nome, era mas já não é Alexandre.



Articulava fantasmas que se mantêm de pé
E naquele dia, estava na amena Nazaré!
Até o chocolate lembrou gente que não estava
E que agora até na Suiça habitava.



Pescadores eram meus pais
Tal como nesta Vila foram tantos
Agora são recordações banais
De vidas doridas, em poesia, encantos.



Claro que a Musa ajudou no esquema
Pelos traços da minha gente morena
Trazendo à memória coisas guardadas
Que quero tanto, agora reveladas.



Bondade a vossa pelo elogio carinhoso
E a simpática Cereza não rejeitou, na selva, a participação
Por isso meu humilde corpo flecte por tamanha ovação
Não habituado na descoberta deste desvio fabuloso.



Abel


19 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2006
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2005
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2004
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D