Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Urban Jungle

pensamentos, divagações e tangas da selva urbana

pensamentos, divagações e tangas da selva urbana

Urban Jungle

24
Abr05

Profissão: mãe!

Cereza

O Maslow recebeu este mail de uma amiga e diz: "Gostei muito da mensagem, especialmente, levou-me a sorrir pelo humor e pela dignidade com que veste a palavra mãe do rótulo profissão. Pareceu-me uma homenagem simples e engraçada, apesar de muito aquém do que merecem as mães."



Já agora, PARABENS MASLOW! (25 de Abril)


10012006 copy.jpg


"Uma mulher foi renovar a sua carta de condução. Pediram-lhe para informar qual era a sua profissão. Ela hesitou, sem saber bem como se classificar...

- "O que eu pergunto é se tem um trabalho", insistiu o funcionário.

- " Claro que tenho um trabalho, sou mãe".

- "Nós não consideramos 'mãe' um trabalho. Vou colocar Dona de casa", disse
o funcionário friamente.

Passado uns tempos, voltou a encontrar-se em situação idêntica de dizer a sua profissão... A pessoa que estava a atender era obviamente uma funcionária de carreira, segura, eficiente, dona de um título sonante.

- "Qual é a sua ocupação?"

Sem saber o que dizer, as palavras simplesmente saltaram-lhe da boca para fora:

- "Sou Doutora em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas."

A funcionária fez uma pausa, a caneta de tinta permanente a apontar para o ar e olhou-a como quem diz que não ouviu bem...

A mulher repetiu pausadamente, enfatizando as palavras mais significativas. A funcionária maravilhada, ia escrevendo, com tinta preta, no questionário oficial. Mas não resistiu em questionar:

- "Posso perguntar o que faz exactamente?"

Calmamente, sem qualquer traço de agitação na voz, a mulher respondeu:

-"Desenvolvo um programa a longo prazo (qualquer mãe faz isso), em laboratório e no campo (normalmente eu teria dito dentro e fora de casa), sou responsável por uma equipa (a minha família) e já recebi quatro projectos (todas meninas). Trabalho em regime de dedicação exclusiva (alguma mulher discorda???), o grau de exigência é em nível de 14 horas por dia (para não dizer 24 horas)."

Houve um crescente tom de respeito na voz da funcionária que acabou de preencher o formulário, se levantou e pessoalmente foi abrir-lhe a porta. A mulher dirigiu-se para casa, com o título da sua carreira erguido, e foi recebida pela sua equipa:

- uma com 13 anos, outra com 7 e outra com 3, e no andar de cima, pode ouvir o seu mais recente projecto (um bebé de seis meses), a testar uma nova tonalidade de voz.

A mulher sentiu-se triunfante e disse em alta voz:

- "Maternidade... que carreira gloriosa!"

E pensou para ela:

- as avós deviam ser chamadas "Doutora-Sénior em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas"; - as bisavós: "Doutora- Executiva-Sénior"; - e as tias: "Doutora - Assistente"...

Uma homenagem carinhosa a todas as mulheres, mães, esposas, amigas e
companheiras. Doutoras na Arte de fazer a vida melhor !!"

Já dizia Fernando Pessoa: "Somos do tamanho dos nossos sonhos."


Roses copy.jpg

(Godinho Godinho Godinho…)



Bitch
"...I'm a bitch, I'm a lover
I'm a child, I'm a mother
I'm a sinner, I'm a saint
I do not feel ashamed
I'm your hell, I'm your dream
I'm nothing in between
You know you wouldn't want it any other way..."




20 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2006
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2005
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2004
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D