Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Urban Jungle

pensamentos, divagações e tangas da selva urbana

pensamentos, divagações e tangas da selva urbana

Urban Jungle

24
Abr05

Profissão: mãe!

Cereza

O Maslow recebeu este mail de uma amiga e diz: "Gostei muito da mensagem, especialmente, levou-me a sorrir pelo humor e pela dignidade com que veste a palavra mãe do rótulo profissão. Pareceu-me uma homenagem simples e engraçada, apesar de muito aquém do que merecem as mães."



Já agora, PARABENS MASLOW! (25 de Abril)


10012006 copy.jpg


"Uma mulher foi renovar a sua carta de condução. Pediram-lhe para informar qual era a sua profissão. Ela hesitou, sem saber bem como se classificar...

- "O que eu pergunto é se tem um trabalho", insistiu o funcionário.

- " Claro que tenho um trabalho, sou mãe".

- "Nós não consideramos 'mãe' um trabalho. Vou colocar Dona de casa", disse
o funcionário friamente.

Passado uns tempos, voltou a encontrar-se em situação idêntica de dizer a sua profissão... A pessoa que estava a atender era obviamente uma funcionária de carreira, segura, eficiente, dona de um título sonante.

- "Qual é a sua ocupação?"

Sem saber o que dizer, as palavras simplesmente saltaram-lhe da boca para fora:

- "Sou Doutora em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas."

A funcionária fez uma pausa, a caneta de tinta permanente a apontar para o ar e olhou-a como quem diz que não ouviu bem...

A mulher repetiu pausadamente, enfatizando as palavras mais significativas. A funcionária maravilhada, ia escrevendo, com tinta preta, no questionário oficial. Mas não resistiu em questionar:

- "Posso perguntar o que faz exactamente?"

Calmamente, sem qualquer traço de agitação na voz, a mulher respondeu:

-"Desenvolvo um programa a longo prazo (qualquer mãe faz isso), em laboratório e no campo (normalmente eu teria dito dentro e fora de casa), sou responsável por uma equipa (a minha família) e já recebi quatro projectos (todas meninas). Trabalho em regime de dedicação exclusiva (alguma mulher discorda???), o grau de exigência é em nível de 14 horas por dia (para não dizer 24 horas)."

Houve um crescente tom de respeito na voz da funcionária que acabou de preencher o formulário, se levantou e pessoalmente foi abrir-lhe a porta. A mulher dirigiu-se para casa, com o título da sua carreira erguido, e foi recebida pela sua equipa:

- uma com 13 anos, outra com 7 e outra com 3, e no andar de cima, pode ouvir o seu mais recente projecto (um bebé de seis meses), a testar uma nova tonalidade de voz.

A mulher sentiu-se triunfante e disse em alta voz:

- "Maternidade... que carreira gloriosa!"

E pensou para ela:

- as avós deviam ser chamadas "Doutora-Sénior em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas"; - as bisavós: "Doutora- Executiva-Sénior"; - e as tias: "Doutora - Assistente"...

Uma homenagem carinhosa a todas as mulheres, mães, esposas, amigas e
companheiras. Doutoras na Arte de fazer a vida melhor !!"

Já dizia Fernando Pessoa: "Somos do tamanho dos nossos sonhos."


Roses copy.jpg

(Godinho Godinho Godinho…)



Bitch
"...I'm a bitch, I'm a lover
I'm a child, I'm a mother
I'm a sinner, I'm a saint
I do not feel ashamed
I'm your hell, I'm your dream
I'm nothing in between
You know you wouldn't want it any other way..."




20 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2006
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2005
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2004
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D